História Dwell In Your Soul - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Ally Brooke, Camren, Fifth Harmony, Norminah, Vercy
Exibições 11
Palavras 1.377
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aproveitem meus amores.

Capítulo 3 - Ordinary Day


Às vezes temos que fazer alguma coisa quanto ao que queremos. Não, não devemos esperar as coisas caírem do céu. Temos de dar voz ao nosso coração e de fato fazer as coisas darem certo. Tudo vem tão fácil, por isso não lutamos pelo que queremos, mas nossa, há se lutassemos, aprenderíamos que as melhores coisas simplesmente não vem de mão beijada. As melhores coisas a gente luta pra ter.


Lauren

Acordo com o barulho de batidas na porta do meu quarto, murmuro um "estou acordada", esfrego os olhos e ponho os pés para fora da cama. Retiro-me em direção ao banheiro ao qual faço toda a minha higiene matinal. Saio do banho em direção ao espelho e com muito custo começo a ficar pronta para o colégio. Nesse ano a escola optou por um fardamento que consiste em uma blusa branca social de mangas compridas com detalhes em dourado em sua barra e em uma saia vermelho vinho. Realmente horroroso, mas foi preciso pois mostra "disciplina" da escola, realmente, imagem é tudo.

Fico completamente pronta em meia hora e minha mãe me leva ao colégio com vinte minutos de antecedência ao primeiro sinal, que toca às 7:30.

Chegando lá, me despeço com um abraço e vou à encontro das meninas.

Normani, Lucy e Keana estão me esperando no campus, assim como combinado.

- Alguém mais percebeu o quanto esse novo uniforme é horroroso? - falava Lucy, tentando amarrar sua blusa na barriga. - É sério, olha o quão grande ficou em mim!

- Realmente, você está parecendo um embrulho de natal com todo esse pano sobrando.

Lucy revira os olhos para o comentário de Normani. Até então elas ainda não tinham notado minha presença pois estavam de costas. Decido me pronunciar.

- Bom, não é querendo me gabar, mas até que caiu muito bem em mim.

- Lauren! Você não vai acreditar, o Steven ficou com aquela garota, a Jessica do terceiro ano que vivia dando em cima de mim e se dizia lésbica. - Keana que decidira brotar ao meu lado do nada começou a contar as fofocas mais comentadas nas férias.

Uau, meu primeiro dia de aula. Eu não tinha tempo para fofocas, ainda mais nas férias, então fiquei impressionada com a quantidade de assuntos que surgiram ali.

- Ai, não acredito, essa aí não sabe realmente o que é bom. - dizia Lucy enquanto murmurava um "não sei o que ela vê em homens".

Lucy desde pequena sabia realmente o que queria e gostar de meninos era uma coisa fora de questão. Já namorou por volta de cinco garotas, fora as ficantes, enquanto eu fico com meus livros sobre advocacia. Detalhe: Lucy é mais nova que eu dois anos.

Não demorou para o sinal tocar e logo começamos a nos dirigir às respectivas salas de aula, com Normani e Keana um pouco à frente.

- E então Laur, como foi as férias da "garota dos estudos"? - Lucy perguntou baixo enquanto dava um empurrãozinho em meu ombro.

- Bom, o mesmo de sempre sweet, você sabe. Mas você me conhece, morri de saudades de vocês, já que na maior parte das férias vocês três foram viajar.

- Por falar nisso, conto detalhes depois, te vejo no almoço. - e com isso foi pra sua sala.

Lucy como é a mais nova de nós é nova na escola, está no primeiro ano e sempre reclama dessa injustiça cósmica. Que seja.

Me junto a Normani e Keana para a primeira aula do dia, Biologia. Pelo menos o dia começou bem, pensei.

Nada de anormal, sem estranhos, sem novidades. As coisas estão onde deveriam estar.

Entrei na sala e a maioria dos alunos já estavam posicionados em sua carteira então eu e as meninas fomos para o fundo da sala de aula.

Logo depois o professor Sholder entrou e começou a falar sobre o que íamos estudar ao longo do ano.

Fiquei fascinada. Genética, anatomia humana, sistemas do corpo humano e entre outros assuntos.

[...]

Eu, Normani e Keana nos sentamos à mesa da Starbucks, na hora do almoço, como sempre fazíamos todos esses anos que nos conhecemos. Meus olhos percorreram o local em busca de Lucy e em poucos segundos vejo ela andando em nossa direção.

Ela se senta com pressa e está com os olhos arregalados.

- Vocês não vão acreditar! - falava ela com uma euforia fora do normal. - Minha ex, aqui! Acabei de esbarrar com ela e a desgraçada está ainda mais gostosa que da última vez. Da pra acreditar?

Normani e Keana começaram a rir e eu me contive. Sabia como Lucy era sensível em relação a esse assunto.

- Pensa pelo lado bom, Lucy. - tentava amenizar a situação.

- Que lado bom Lauren? Marie me dispensou na frente de todo mundo logo no nosso jogo mais importante do campeonato. - murmurava um "calma, vai ficar tudo bem" pra si mesma. - E o pior, ela estuda no mesmo ano que eu, o que significa que vou passar o resto do ano tendo que ver a cara dela pelos corredores da escola e ainda na sala de aula!

- Achei que você já tivesse superado. - olhei para Normani como se dissesse um "cala a boca" e ela entendeu o recado.

Passados alguns minutos conversando sobre como fora nosso dia decidimos ir à casa de Normani para jogar mais conversa fora e matar a saudade.

Nós fomos andando já que a casa dela não ficava muito distante da escola e, no caminho, consegui puxar Lucy para o canto e conversar.

- Ei, você está bem em relação a tudo, quer dizer, sei como tem sido com o término.

- Você sabe, eu vou levando.

- E o seu dia, como foi?

- Credo Laur, tá parecendo minha mãe, eu tô bem, não se preocupe. Qualquer coisa eu te aviso.

- Tudo bem.

- E você, como tem sido na sua casa sweet?

- Ah, o mesmo de sempre. Gostaria que as coisas mudassem. Gostaria que alguma coisa acontecesse comigo fora ficar na internet e estudar até tarde.

- As coisas vão melhorar, Lauren, basta ter paciência. E você, mais do que ninguém, sabe que pra alguma coisa acontecer, você precisa fazer acontecer.

- Você tem razão.

- Eu sempre tenho.

Dou um sorriso pra ela e fico pensando sobre nossa conversa. Talvez ela tenha razão.

[...]

Estávamos todas na sala assistindo a Grey's Anatomy. Ainda estávamos na quarta tenporada e discutíamos sobre o Derek e a Meredith.

Normani e Keana estavam aninhadas no sofá, num emaranhado de pernas enquanto eu e Lucy estávamos no chão cheia de cobertores e porcarias.

- Ah qual é, eles foram feitos um para o outro, eles têm que ficar juntos. É de lei. - afirmou Keana com Normani concordando logo atrás.

- Sinceramente, eu não tenho paciência pra esse dois não. Eles se amam, por que não casam e têm filhos logo? Mas não, faz quatro temporadas que eu tô vendo esse vai e vem. - eu solto, sem nem pensar.

- Lauren está coberta de razão, Meredith é tão dramática. - Lucy se pronunciou.

- Mais dramática que a Izzie? Nem vem Lucy! - tentava rebater Normani.

- Mani, não. Não ouse falar da Izzie, ela é claramente a melhor pessoa dessa série, junto com a Lexie é claro.

- Lauren só porque você tem uma queda pelas duas não significa que elas sejam as deusas da série.

- Claro que significa, você não acha Lucy?

- Com toda certeza.

- Cuidado Laur para não ser influenciada pela Lucy. - Keana praticamente jogou na minha cara.

Eu já estava acostumada com esse tipo de comentário, afinal sempre acabava nisso quando discutíamos os personagens da série, mas a questão é que sempre me abalava.

Eu nunca namorei, nunca nem sequer beijei na boca. Talvez só um selinho em um garoto do infantil, mas faz tanto tempo que nem me lembro. Mas de uma coisa eu tinha certeza, homem nenhum nunca me atraiu.

Tentei relevar o assunto e acabei envolvida de novo na série. Antes de dormir liguei para os meus pais que já sabiam que eu iria dormir aqui. Fomos dormir cedo por causa do colégio, e assim, dez e meia da noite estávamos cobertas e quentinhas no quarto de Normani, prontas para outro dia qualquer. Murmurei um boa noite para todas e o sono me embalou como uma criança.

[...]




Notas Finais


Próximo capítulo camren se encontra, eu prometo! Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...