História É amor? - Capítulo 34


Escrita por: ~ e ~QueenDramaa

Postado
Categorias Resident Evil
Personagens Ada Wong, Albert Wesker, Chris Redfield, Claire Redfield, Deborah Harper, Derek C. Simmons, Helena Harper, Ingrid Hunnigan, Jake Muller, Leon Scott Kennedy, Sherry Birkin
Tags Helena, Leon, Resident Evil 6
Exibições 49
Palavras 1.579
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Harem, Hentai, Romance e Novela, Saga, Survival, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


E ai gente? Como eu fiquei parada uns dias to querendo recupera o tempo perdido <3 então aqui está mais um capítulo quentinho e mais descontraído pora vocês! Haha vocês não entende o pq da capa kkk

Capítulo 34 - Condicionador.


Fanfic / Fanfiction É amor? - Capítulo 34 - Condicionador.

Acordei sentindo seu perfume, tão inconfundível. Olhei para o lado piscando várias vezes para me acostumar a luz e disse baixinho:
- Leon?
Ele sorri, acaricia meu rosto, e fala:
- Oi meu amor, como está?
- Um pouco sonolenta.
Respondo com a voz arrastada.
- Pode continuar dormindo eu estarei aqui quando acordar.
Sem que eu percebesse minhas pálpebras foram ficando pesadas.


Horas depois.

Acordo novamente, sentindo a brisa fria entrando pela janela do quarto. Olho para a janela e vejo que já é noite. Olho para o outro lado e vejo Leon dormindo na poltrona. Droga preciso ir ao banheiro mas esses cabos me impedem de me levantar, tento me mexer e derrubo alguns objetos que não consigo identificar no chão. Leon acorda assustado vem andando em minha direção e fala segurando minha mão com delicadeza:

- Esta tudo bem? Esta sentindo alguma coisa?

Eu respondo baixinho:

- Preciso urgentemente fazer xixi.

Leon se apressa e aperta o botão acima da minha cabeça, não estou usando mais o cateter mas os cabos e mangueiras me impedem de me levantar, logo uma enfermeira entra no quarto e fala:

- Esta tudo bem?

- Não, eu preciso urgente ir ao banheiro!
Falo meio irritada.

Logo a enfermeira faz sinal para Leon sair. E em seguida tira os cabos e me ajuda a ir ao banheiro; finalmente dou-me ao luxo de fazer xixi. Sinto até uma felicidade momentânea. Me olho no espelho; tenho um leve corte na testa que está quase se curando, meus pés coxas costas e nadegas ainda estão com uns pequenos cortes devido aos cacos de vidro, meu corpo tem algumas marcas roxas. Emagreci bastante. Minhas costelas e meu braço que não esta mais engessado dói um pouco.
Volto em direção ao quarto a enfermeira ajeita os cabos e mangueiras e Checa meus sinais vitais e meus curativos e em seguida chama o médico para me examinar.
Leon entra na sala com o Doutor que fala:
- Bom madame, estarei te dando alta amanhã, mas oque me preocupa são suas costelas por isso vou pedir ao cavalheiro aqui ficar de olho em você para não fica se esforçando, e repouso quase que total ta bom? Qualquer coisa só me chamar.

Leon chega perto de mim da um beijo demorado em minha testa, e fala:
- Tive a liberdade de comprar umas roupas para você. E também de ir na sua casa pegar algumas coisas. Para sua segurança meu Amor, ficaremos lá na Fazenda até Simmons ter oque merece.
Quando eu tentei protestar Leon disse:

- Me deixa cuidar de você. Pois não posso e não quero correr o  risco de ele colocar as mãos em você novamente, pois eu sei do que ele é capaz. Já falei com Sherry e tive a ajuda dela. Sua irmã também concordou.
Apenas concordei e disse:

- Obrigada meu amor. Por cuidar de mim.

Logo Deborah; entra no quarto e fala me abraçando:
- Que bom que acordou Helena, fico tão feliz em te ver bem.

Leon fala saindo do quarto:
- Acho que vou pegar um café ali e já volto madames. Alguém de vocês quer alguma coisa?

Eu e Deborah fazemos que não com a cabeça e Leon sai e fecha a porta.
Deborah se vira para mim e fala:
- Uiii, mas que gato hein? Ele tem algum irmão?

Tento não rir alto com essa pergunta e falo:

- Infelizmente não maninha.

Ela faz cara de tristeza e fala:

- Ah, que pena. Então vou ter eu roubar o seu.
- EII!
Digo a repreendendo.
- Calma ai ciumenta. Foi só brincadeira.
Deborah fica seria e fala olhando em meus olhos:

- Helena, porque não me contou isso tudo? Que você está passando? Porque não me deixou te ajudar?
Eu disse tentando acalma-la:

- E dever da irmã mais velha cuidar da mais nova e não ao contrário.

- Não, e dever de ambas cuidarem uma da outra quando estiverem passando por fases dificeis. Isso é oque a família faz.

Abaixei a cabeça e disse:

- Eu queria te proteger. Eu não sabia do que Simmons era capaz e não queria te colocar em risco. Eu aguento se for comigo mas se algo acontecer a você ou alguém próximo a mim, eu não sei oque faria. Eu queria ajuda sim. Mas priorizei a sua segurança. Tive muito medo de Simmons querer te usar para me atingir.

Nem percebi quando comecei a chorar, e Deborah também começou a chorar e me abraçou. Ficamos abraçadas por vários minutos até Leon entrar no quarto e dizer:

- Esta tudo bem moças?

Enxuto meus olhos dizendo:

- Estamos bem sim.

Leon apenas assente com a cabeça se senta na poltrona e Deborah fala:

- Bom como o Doutor me disse que você vai ter alta amanhã eu vou voltar para casa hoje e vim me despedir de você.

Deborah me abraça e fala novamente desta vez com Leon:

- Vê se cuida bem dela, hein e depois me passa o segredo desse seu condicionador.

Leon se levanta faz uma pose engraçada joga o cabelo e fala com a voz perigosamente sexy:
- Loreal Paris, porque você vale muito.

Não consigo segurar uma gargalhada, ao ver a cena e disse entre risos:

- Se eu não te conhecesse e te visse fazendo isso, duvidaria de sua masculinidade.

Me despeço de Deborah que sai dando risada e Leon chega perto de mim e fala com uma voz sexy de dar arrepios:

- Se você quiser posso tirar sua dúvidas mais tarde.

Coro rapidamente com oque ele fala, e ele chega mais perto e fala:

- Adoro ver como você reage as Minhas provocações.
Leon da um beijo demorado na minha bochecha coloca alguns fios atrás da minha orelha e fala:

- Linda.

Meu corpo se arrepia, e eu falo tentando mudar o foco do assunto:

- Não e melhor você dormir na sua casa?

Leon arqueia umas das sobrancelhas me encarando não entendendo nada e eu falo nervosa movimentando as mãos:

- Tipo eu gosto de ter você por perto, mas essa poltrona não parece confortável e você precisa descansar.

Ele alisa meu cabelo e fala sério:

- Meu amor; so irei descansar quando você estiver totalmente segura.

Leon me da um beijo na testa e fala novamente:

- E quanto a poltrona, eu já me acostumei. Vou lá fora pegar um refri, quer alguma coisa meu bem?
- Chocolate pode ser?
Digo animada.
- Ok, chocolates então.
Leon sai do quarto e fecha a porta.

Leon pov on:

Saio do quarto, e vou em direção a máquina de refrigerante e vejo Chris chutando e xingando a máquina chego perto dele e falo:
- Você e seu histórico de violência contras a máquinas de refrigerante. Cuidado elas podem se unir e se vingarem de você.
- Oque posso fazer? Todo lugar que eu vou esse troço pega minhas moedas!
Chris responde irritado.
- Já pensou em parar de comprar refri dessas máquinas?
Falo isso enquanto dou um soco na parte central da máquina e a lata cai, Chris fala boquiaberto:

- Como? Como você conseguiu?
Respondo:
- Oque posso fazer? Se nem as máquinas resistem ao meu charme?
Chris me dá um leve soco no braço e fala:
- tsc. Convencido! E em relação às máquinas, gosto de dificuldades. Logo eu e ela nos entenderemos.
- Você e um maníaco, depois não reclama de perder as moedas.
Falo enquanto vou em outra máquina pegar umas barras de chocolate.
Chris fala:
- Você? Comendo chocolate?
- Não e pra mim não rapaz, e para a Helena.
Falo enquanto tomo um gole de café.
- Entendo. E falando nela como ela está?
- Ela está bem, se recuperando. Amanhã ela terá alta.
Falo isso encostando na parede alisando os cabelos.
- Você sabe que ela não pode ficar no apartamento dela e nem na sua casa ne?
- Sim sei disso, já arrumei isso, ela ficara na Fazenda que está no nome dos meus tios. Então não tem risco la e falando nisso. Quero que você faça um favor para mim.

Falo isso encarando Chris.

- De que você precisa?

- Preciso que você monitore o Simmons e me fale o paradeiro dele.

- Oque voce pretende fazer?

Chris me encara sério:

- Ainda não sei, no momento só preciso que você fique de olho nele ok?

- Certo, so não faca nada que vá se arrepender depois.

- Pode ter certeza seja oque eu for fazer com Simmons  não irei me arrepender.
Falo para o Chris.
- Ok. Mas so estou te aconselhando como seu amigo.
- obrigada, por tudo mesmo cara, ainda nem te agradeci por ter tirado a Helena de la. Sério muito obrigada mesmo.

Chris da uns tapinhas em me ombro e saia andando dizendo:
- Não tem de que cara.

Assim sigo em direção ao quarto de Helena.






Notas Finais


Haha não poderia perder a oportunidade de zuar o cabelo do meu amado 😍😍😍 oque acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...