História É maluca, mas eu gosto dela - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias André Silva
Personagens André Silva
Visualizações 12
Palavras 408
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei com mais uma long com o André. Espero que gostem.
Boa leitura!

Capítulo 1 - A garota que acabei de conhecer


Poderia ser só mais um dia entediante e chato de treino e broncas do treinador, mas bastou uma parada no sinal vermelho pra minha vida virar de cabeça pra baixo. Uma maluca acabou se chocando com muita brutalidade contra meu carro parado me deixando totalmente assustado e confuso querendo saber de onde ela havia surgido. Nem pude ao menos ver se ela estava bem, ela rapidamente se levantou arrumando dua estranhas roupas e saiu correndo. Embora esse ato de fuga tenha sido executado em poucos segundos, pude ver seu rosto marcante. Tinha os olhos castanhos e cabelos abaixo do ombro, com uma franja curta encobrindo sua testa. Usava uma blusa cinza e tênis preto. Se fosse qualquer outra, eu não teria nem me lembrado o que estava usando. Mas se tratava dela. Que não me disse seu nome, mas que deixou uma marca profunda, em mim e na lataria do meu carro. Ao vê-la correr pelas ruas daquela cidade, nem percebi que o sinal estava aberto e que haviam pelo menos uns 5 carros buzinando para que eu abrisse caminho. Fiquei um pouco irritado pelo fato dela ter estragado meu carro preferido. Ainda podia vê-la e então a segui até onde podia. Ela percebeu que estava a segui-la e então logo parou.

- Quem vai consertar esse estrago que fizeste no meu carro? - falei rude mostrando a lataria amassada.

- Ora, pois pague você. Para se ter um carro como esse, deves ser rico e eu não tenho um euro que seja nos bolsos. - diz ela com um sotaque português diferente das outras pessoas.

- Pois deveria andar com mais atenção e não correr em via pública. Poderá ser atropelada.

- Não seria grande coisa! Ninguém se importa comigo! - ela exclama fazendo eu me sentir um idiota. - Eu sinto muito, mas não tenho como pagar.

- Por isso fugiste? - perguntei a deixando envergonhada mas de um modo tão sexy, se é que isso é possível.

- Olha, não se preocupe, um dia eu lhe pagarei.

- Deixe isto para lá, eu mesmo consertarei. Está tudo bem.

- O bonitão não disse o nome!

- André, e o seu?

- Lola. Mas pode me chamar de Lolita.

E depois de pelo menos saber seu nome, fui pra casa satisfeito. Ela parecia ser livre,desimpedida, tudo que eu queria ser. E maluca, isso ela é de sobra. Eu queria vê-la de novo pra ter certeza de que minha teoria estava correta.


Notas Finais


Desculpem pelo capítulo ser curto e por ser chato, mas prometo emoção nos próximos. Até o próximo cap!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...