História É por isso que Te Amo. - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Amanda, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo, Nico, Nina, Simón, Yam
Exibições 52
Palavras 1.296
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aqui está.

Capítulo 5 - A volta de Simon.


Fanfic / Fanfiction É por isso que Te Amo. - Capítulo 5 - A volta de Simon.

Pov. Luna.

Acordei no outro dia sentindo beijos molhados sendo distribuídos por todo meu corpo, sem ter noção do que eu estava falando soltei um pequeno gemido.

- AHH Balsano para

- Do que você me chamou???

Abro meus olhos e percebo não é Matteo e sim Simon, ele me olha esperando minha resposta com uma cara nada amigável, como se ele fosse o santo da historia a algum tempo vinha recebendo mensagens anônimas falando que ele me traia a um bom tempo então ele não tem a menor razão em querer saber que era Matteo.

- Simon, não sei quem é, esse nome me veio a cabeça.

- um tá vou fingir que acredito.

- Você chegou rápido né.

Disse tentando contornar o assunto.

- vim com o ônibus da banda o motorista dirigiu a noite toda.

- Coitado Simon, você bem que podia vir hoje durante o dia né...

Disse me levantando, e vi Simon travar, só então eu percebi estava com um baby doll completamente transparente e para piorar estava sem sutiã.

- E- É que eu queria te ver o mais rápido possível.

Revirei os olhos e fui até meu closet escolhi para hoje um vestido que era justo até a cintura e abria em uma linda  saia rodada, porém ele era bem curto praticamente 3 palmos acima do joelho, ele ara todo num degrade de azul era escuro em cima e ia ficando claro até ficar branco, peguei uma lingerie também azul em cima e branca em baixo peguei um sapato branco e uma bolsa azul, peguei minha toalha e minhas coisas e fui para o banheiro.

- Simon eu vou tomar banho se não me atraso para meu serviço.

- Se quiser eu te levo.

Gelei se ele soubesse que o nome da empresa aonde eu trabalhava se chamava Balsano e o meu chefe era o Balsano por que eu gemia ele iria fazer um show então disse somente.

- Não, você vai ficar e dormir, pois eu tenho certeza que ficou a madrugada inteira no pé do motorista o fazendo vir depressa.

- Você me conhece tão bem.

- sim, bom vou tomar meu banho.

Virei-me e fui até o banheiro chegando lá tranquei a porta e fui me despindo teria que terminar hoje com Simon, não estou mais aguentando isso, balancei minha cabeça tentando tirar esses pensamentos da cabeça tomei meu banho me arrumei e fui arrumar meu cabelo o sequei e o prendi em um coque bagunçado, fazendo em seguida uma maquiagem básica sem sombra escura somente um avermelhado no meu rosto. passei meu batom mais vermelho e sai do banheiro, encontrei Simon falando ao telefone ele não me percebeu ali entrei de novo para o banheiro para escutar.

- Já disse não posso falar com você agora

-......

- Estou no quarto dela.

-........

- Não, ela está no banho, idiota.

-......

- Não idiota ela não você meu amor

-.....

Não estava mais aguentando aquela conversinha idiota do meu futuro ex-namorado, encostei de leve a porta e a abri com uma força enorme que ela bateu na parede ao lado e fez um terrível barulho, sai do banheiro como se não soubesse de nada.

- Simon eu já vou indo.

Falei colocando os saltos e pegando minha bolsa.

- Ok. Va bem meu amor.

Não respondi nada apenas assenti com a cabeça e me encaminhei para fora do quarto, fechando a porta em seguida. Diferente de ontem ainda faltava 1 hora para que eu precisasse chegar a empresa, desci as escada e dei de cara com uma sena um tanto engraçada, estava meu irmão no meio das pernas da minha melhor amiga já com o vestido dela todo para cima ela estava sentada na pia, vi que se eu não parasse os dois ele iriam se comer na minha frente, cocei a garganta e eles me olharam em pânico, nina em milésimos desceu da pia arrumando o vestido e Gaston vinha até mim para começar a desculpa.

- Lua não é isso que você tá pensando é que a Nina e eu...

- Cala a boca Ton, eu sei sim o que estava acontecendo aqui faz um tempo já que eu estou aqui, e vocês não me devem nenhuma satisfação, mas eu te digo uma coisa você pode até ser meu irmão mais ai de você caso faça a minha amiga derrubar uma lagrima sequer. Meu carro chegou?

- Sim, aqui as chaves... e eu não a farei sofrer.

- Bom mesmo fui.

Peguei as chaves e fui até o carro entrei e coloquei minha bolsa no banco de traz e fui em direção a empresa, ogo cheguei estacionei na minha vaga desci fechei a porta do mororista e abri a porta de traz para pegar a bolsa mais para isso eu tive que me inclinar em consequência empinando minha bunda, quando meus dedos encostaram na bolsa sinto uma coisa enorme e dura ser pressionada contra minha bunda, estava preparada para abrir um escândalo, mas essa pessoa sussurrou em meu ouvido.

- Não faça isso nunca mais Valente, caso faça serei obrigado a fuder essa sua buceta gostosa.

- AHHH, Ba- bal- Balsano, não faz isso

- Isso o que

Disse ele puxando minha cintura com força fazendo que minha bunda se chocasse novamente com sua ereção

- Umm delicia

- Gosta disso valente

Disse ele fazendo movimentos insinuando um ato sexual, me fazendo gemer mais ainda e por consequência ele levou uma das mãos até minha calcinha já encharcada.

- Está assim por mim?

- sim...

Ele não me deixa responder me penetra dois dedos, estava tão bom gemia coisas desconexas até que solto um gemido de dor, Matteo tira sua mão de dentro de mim e pergunta com uma voz totalmente sexy.

- Ainda virgem Valente, aquele seu namoradinho de merda serve para que.

- Para me trair com uma putinha qualquer.

Falo ficando de frente para ele, pego minha bolsa  e fecho a porta do carro e saio andando claro que rebolando só para provocar.

Pov. Matteo

Ela ainda me mata do coração chego ao estacionamento da empresa e a primeira coisa que vejo é valente com metade dor corpo dentro de um carro com sua bunda deliciosa empinada mostrando sua bucetinha toda marcada por uma calcinha branca, estava tão bom tudo até que enquanto a penetro com os dedos sinto uma fina pele nas pontas dos meus dedos, então ali estava o segredo de Valente ela era virgem, por enquanto. Ela sai rebolando entrando na empresa, gostosa.

Caminho calmamente até meu escritório quando saio do elevador entro no escritório e a encontro já em sua mesa com uma pilha enorme de papeis para relatório, vou até minha mesa, mas logo ela me comunica sem tirar o olho do computador.

- Balsano você tem uma reunião daqui a meia hora com os representantes de Roma.

- Merda tinha me esquecido deles, esqueci os...

- Os papei estão no seu armário na terceira gaveta a direita

Olhei para ela espantado ela se achava espertinha de mais, mas ela não contava que aqueles papeis tinham que ter sua cópia e seu relatório, por essa ela não espera.

- Mas você..

- Sim tirei cópia fiz o relatório, e também fiz um relatório e uma copia em inglês já que é essa língua a qual o senhor vai usar na reunião.

- Valente?

Ela me olhou pela primeira vez

- Sim?

- Casa comigo?

- QUE

- Você não é uma pessoa normal você é um robô né, me diz por que te demitiram do seu antigo trabalho.

- Hahaha Balsano você é um palhaço, mais respondendo sua pergunta me demitiram por namorar o filho do dono, e não eu não aceito.

Ela era perfeita


Notas Finais


Me Sigam no Twitter: @byahh_fanfic e @lutteonaticass


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...