História É proibido se apaixonar (interativa) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Eldarya
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charli, ChiNoMimi, Cotton, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Ezarel, Iris, Jade, Jamon, Kentin, Keroshane, Kim, Leiftan, Leigh, Letícia, Li, Lysandre, Melody, Miiko, Nathaniel, Nette, Nevra, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas
Tags Lobisomem, Mimados, Vampira, Vampiro X Lobisomem
Visualizações 51
Palavras 1.438
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


VOLTEI!!!!

Eu ñ esqueci da história, tá? É q eu ñ tinha nenhuma ideia e só Pq hj eu quase fui assaltada na frente do colégio eu tive ideias, eu ñ me estendo.

Espero que gostem do capítulo! ❤️

Capítulo 6 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction É proibido se apaixonar (interativa) - Capítulo 6 - Capítulo 5

Como vai ser a prova:

- um membro da dupla vai disputar com um membro da dupla adversária.

- a dupla não precisa chegar junta pra vencer.

- a quantidade de objetos é o total de pontos, no final vai somar os pontos de cada membro das duplas e quem fazer mais pontos ganha a corrida.
 *

 [POV. Moon Luz d'Shadow ON] 

Todos entram na floresta (foi o lugar mais escolhido pelos alunos), começo a procurar as coisas da lista, as vezes conversava com o cavalo e a pessoa que eu estou competindo me olhava como se eu fosse uma louca. 

Encontro um colar no galho da árvore era o que está pedindo na lista, eles acham que a gente tem super visão? O galho está muito alto pra mim, aproveito que ninguém está olhando pra mim e me teletransporto para em cima do galho e depois volto para o cavalo. 

- Não tem mais nada aqui!- digo olhando atentamente para os lados. 

- Pra onde você quer ir agora?- o cavalo diz, sim, eu converso com animais. 

- Só siga em frente, por favor!- respondo o cavalo que começa a correr. No caminho tinha alguns troncos de árvores caídos no chão o que obrigou o cavalo a pular para chegar o outro lado (quem entendeu, entendeu). 

Como eu esperava, aqui está cheio de coisas provavelmente foi a diretora que "escondeu" as coisas. Pego o máximo de coisas que eu consigo e coloco na mochila. 

- Você acha que eu deveria pegar mais coisa?- pergunto fazendo carinho no cavalo. 

- Se você colocar mais coisa nessa mochila, ela vai estourar! Vamos voltar!- ele responde. 

- Certo!- vamos correndo até a linha de chegada, já tinha alguns alunos contando quantos objetos pegaram, isso deve ser tudo combinado. 

Desço do cavalo e vem um professor pegar ele para colocar ele no estábulo ou em outro lugar, não sei. Dou tchau e começo a procurar um lugar para me sentar e contar quantas coisas eu peguei. Acho um banco de madeira, ele não estava molhado nem podre então me sento em coloca a mochila do meu lado, abro a mesma e fico contando até chegar o último objeto, no total peguei cento e vinte de duzentos e cinquenta coisas que tinham na lista, não fui tão ruim, tomara que o Nevra pegue a mesma quantia ou mais. 

 [POV. Moon Luz d'Shadow OFF] 

 [POV. Taiki Shi Ayuko ON] 

Eu estou competindo com a Andrômeda... competindo entre aspas, nós estamos mais conversando que procurando as coisas, e nem precisamos mais procurar, já pegamos uma boa quantidade de objetos, então estamos só andando pela floresta. 

- Ou, vamos voltar? Daqui a pouco a gente se perde e vamos morrer aqui dentro!- digo. 

- E sem falar que eu quero comer doce!- ela diz. 

- Vamos!- a gente começa a voltar e nesse mesmo segundo, passa um cavalo "em alta velocidade" com uma garota e logo atrás vem mais um cavalo com garoto, se o garoto quer alcançar a garota ele tem que ir um pouco (muito) mais rápido. 

- Fingi que nada aconteceu e vamos sair daqui! (podem me julgar mas essa é a frase da minha vida). 

Fomos até a chegada e descemos do cavalo, os professores vem e levam o cavalo para outro lugar, perambulamos por mais um tempo e acabamos achando a Moon. 

[POV. Taiki Shi Ayuko OFF] 

[POV. Emma Hopper ON]

No meio da corrida, o meu cavalo baixou a egípcia e ficou "louco", enfim, ele começou a correr muito rápido e sem um destino certo. 

Ele corre pra mais pra fundo da floresta e mais fundo da floresta, até que ele finalmente para, estávamos frente a frente a uma casa de madeira, ela deve ser abandonada pelo "cuidado" que ela tem. 

Como eia sou uma pessoa muito normal (só que não), deixo o cavalo na varanda e entro na casa. Agora eu tenho certeza que a casa é abandonada, está tudo bagunçado aqui dentro e não foi uma ideia idiota entrar aqui, começou a chover fortemente, fui ver como o cavalo estava e ele está bem e coberto. 

Me sento no sofá e pego o meu celular na intenção de ligar para um dos professores mas está sem sinal, que merda, mas o que eu esperava? Aqui só tem árvores e mais árvores. Suspiro e coloco o pé no sofá, nessa hora alguém entra na casa, levo um susto pensando que era o dono da casa ou coisa pior, mas era só o Castiel. 

- Ah, era você!- dou um suspiro de alívio. 

- Por quê? Quem você achou que era?- ele pergunta. 

- Sei lá, toma! Pode pegar a minha jaqueta pra se secar não tem mais nada aqui e ainda por cima, eu não estou com frio!- digo o olhando, até que percebo seu olhar pervertido sobre mim, gente do céu, eu esqueci que só estou usando sutiã por baixo da jaqueta. 

- M-me desculpe!- digo e me viro de costas para fechar o casaco. 

- Não tem problema e não precisa fechar a jaqueta!- ele diz e eu me viro pra ele ainda com a jaqueta aberta. 

- Então você gostou, né?- dessa vez, tiro minha blusa e a jogo no Castiel. 

- Vou ser sincero, eu gostei!- ele se aproxima de mim e segura minha cintura. 

- Se você gostou disso, você vai amar isso!- tiro suas mãos da minha cintura, tiro minhas botas e as jogos para qualquer lado e por fim, retiro minha calça, ficando apenas de lingerie preta, me sento no sofá com uma pose estremamente provocante. 

- Você estava certa, eu amei isso!- ele chega mais perto e fica em cima de mim, nos beijamos desesperadamente, já faz um tempo que eu queria fazer isso. 

Retiro sua jaqueta e sua camisa, seu abdómen é muito definido. Voltamos a nos beijar, dessa vez com mais calma, retirava sua calça enquanto isso. Paro de beijá-lo e me tiro de cina de mim, me levanto do sofá e pego seu pulso o guiando até o andar de cima onde fica o quarto. 

Entramos no quarto e ele literalmente me empurra na parede e começa a distribuir beijos e chupões no meu pescoço. 

O empurro para cama e fico por cima dele, retiro meu sutiã deixando os meus médios seios à mostra, Castiel me olhava com desejo num rápido movimento me encontro em baixo de Castiel, como ele fez isso? Nem eu mesma compreendo.

Ele distribui beijos dos meus seios até chegar na minha cintura, após me deixar complemente nua, ele separa os lábios e coloca a língua no meio depois ele chupa meu clitóris com intensidade, gemia loucamente ninguém iria escutar mesmo, estamos no meio do nada.

Meus cabelos ficam por cima dos meus olhos, então só escuto um barulho de embalagem sendo aberta e depois de um tempo sinto ele ficando em cima de mim.

- Se prepara, chapeuzinho vermelho!- ele diz sussurrando.

- Você está falando do meu cabelo, por acaso? Esqueceu que você também é rui...- sou interrompida por ele entrando dentro de mim, dou um alto gemido sentia um pouco de dor mas o resto era prazer. Ele se mexe dentro de mim algumas vezes, não tinha mais forças pra gemer, estou cansada mas quero continuar, não quero parecer aquele tipo de garota que não aquenta uma transa.

Ele sai de mim, sinto minhas bochechas doerem de tão quentes que elas estão.

- Não precisa ficar envergonhada! A brincadeira apenas começou!- ele ri e tira o meu cabelo dos meus olhos.

Ele me vira de costas e entendendo sua intenção, fico de quatro, antes de falar qualquer coisa sinto ele entrando novamente em mim, gemia como uma louca, nunca tinha sentido nada assim logicamente essa é minha primeira vez.

Ele sai de dentro de mim e eu caio na cama, ele se senta do meu lado e diz:

- Vem cá!- obedeço e vou até ele, o mesmo me puxa e me coloca em seu colo, me sento devagar sobre seu membro.

Me apoio nos seus ombros e começo a cavalgar, suas mãos na minha cintura me ajudava nos movimentos, eu não sou experiente nisso. 

Ele me levanta me tirando de cima dele e me deita na cama, nunca fiquei tão suada e ofegante em toda a minha vida, Castiel vai no banheiro do quarto e logo volta se deitando do meu lado.

- Até que você é boa, ruivinha!- ele diz e eu sinto as minhas bochechas esquentarem novamente.

Um alto barulho vinha da sala, parece que estão arrombando a casa mas quem arrombaria um casa velha e abandonada?

- Castiel...- digo assustada.

Continua... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...