História E Que Seja Para Sempre - Capítulo 5


Escrita por: ~

Visualizações 114
Palavras 2.660
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei mais voltei hahahahah
Mais um cap. Vou começar a editar o próximo hoje mesmo.

Bjs espero que gostem....
Boa Leitura 💟❤😍
Me perdoe nos erros.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction E Que Seja Para Sempre - Capítulo 5 - Capítulo 5

2 dias depois

- Mario! você já está liberado - O Dr. Entrou no quarto. Eu estava deitada ao seu lado assim como ele me pediu. - Porém vou te passar umas pomadas e remédios para comprar terá que trocar os curativos também.

-Tudo bem Dr. Eu só quero sair daqui logo - Ele disse e comecei a rir.

O Dr. Começou a rir junto com a gente e logo saiu.

-Vem eu te ajudo a arrumar as coisas. - Disse me levantando e juntando as coisas junto a ele.

Mario ainda mancava e sentia muita dor. Ninguém além de Lewandowski e Basti sabiam de Mario, conseguimos esconder bem. Eu e Mario criamos um elo muito forte de amizade. Mas ainda sim quando estou perto dele sinto algo diferente.

- Não precisa eu arrumo - Disse ao ver que ele fazia cara de dor.

-Oi Babá - Ele começou rir e eu parei cruzando os braços. - O que foi ?

- Eu só estou tentando te ajudar Mario Bros - Ele começou rir e eu também.

- Nos dois juntos não dá certo.

- Zuera sem fim - Disse ainda rindo.

Voltamos a arrumar as coisas dele ainda rindo muito. O Dr logo chegou e entregou os exames. Mario assinou alguns papeis, agradeceu a todos que ajudou cuidar dele e então saímos ( eu dirigindo é claro). Procurei no GPS uma farmácia passei lá e peguei os remédios que ele precisaria.

-Como vamos fazer para entrar no hotel ? - Ele me olhava apreensivo

-Eu vou deixar o carro no estacionamento e lá tem uma porta que dá acesso as escadas que vão para cada andar. Andamos até o primeiro e de lá pegaremos um elevador - Disse já entrando no estacionamento - eu vou ficar olhando para ver se não tem ninguém dentro e quando não tiver eu te chamo.

-Eu tenho medo de você - começamos rir - você é muito estratégica.

- Informações demais sempre é bom - Comecei rir e tirei o sinto.

-Pamella - Eu olhei para ele e o próprio segurou em meu rosto - Obrigado por tudo. Obrigado por estar comigo esses dias, por ter me salvado e por não me deixar entediado - Sorrimos - aquela menina que eu pensava ser marrenta me surpreendeu. Largou seu descanso, suas mini férias e amigos só para me ajudar.

- Mario eu .... - Ele colocou o dedo em minha boca

-Shiii.

Mario começou a se inclinar mais para perto de mim e eu logo pude sentir sua respiração. Eu já estava entrando no clima se não fosse pelo meu telefone que começou a tocar no mesmo instante. Mario se esquivou e saiu do carro. Percebi a raiva que ele sentia. Olhei no ecrã e era a Tia Lena, com toda certeza iria falar algo de minha mãe. Eu não atendi. Sai do carro e o tranquei.

-Vamos ? - Sorri e sai em sua frente

-Não vai atender ? - Ele bufou

-Eu vou ligar mais tarde - Eu abri a porta ele entrou e eu fui logo atrás.

Fizemos aquele esquema que eu havia dito no carro. Eu fiquei esperando o elevador umas cinco vezes porque o próprio vinha cheio de gente sempre. Não demorou muito para chegarmos no sétimo andar.

- Eu vou indo - Ele disse beijando a minha testa e saindo.

- Não

- Oi ?- Ele me olhou incrédulo

- Quero dizer, vá no seu quarto e volte aqui depois - Coloquei a mão em seu abdômen - eu irei fazer uma janta para ti, e trocar seus curativos.

-Tudo bem - Ele sorriu e me roubou um selinho virando logo em seguida. Eu sorri com aquilo e voltei ao meu quarto.

Eu tomei um banho e comecei a fazer uma macarronada. Não demorou muito até o Mario bater na minha porta, eu o abracei e dei espaço para ele entrar.

-Bom fiz apenas uma macarronada- Eu disse 

-Tudo bem!- Disse ele - Eu gosto de macarronada - comecei rir pela forma que ele disse.

Servi ele e logo me servi claro rindo sem parar.

-Pode me dizer como me achou ? -

Ele disse 

-Bom! eu estava deitada lá perto da cachoeira quando eu escuto você gritando e pedindo socorro. Então fui ver o que estava acontecendo e vi você jogado no chão e pessoas te batendo, esperei elas saírem por que eu sou fraca demais para bater neles sozinha - rimos - assim que eles sairam te peguei e caraca você é pesado -Rimos do que eu disse - então foi aí que te levei para o hospital e daí para frente você já sabe.  

-Nossa eu não me lembrava de parte disso- ele disse

Ficamos comentando sobre coisas da vida e eu não fiz questão de perguntar a ele o porque dele ter apanhado.

- Vou arrumar aqui e depois vou arrumar seus curativos - Eu disse 

-Beleza gatona - Eu bufei e ele sorriu com minha expressão.

-Você não para em Mario Bros.

-Nunquinha - Ele Gargalhou e eu acabei acompanhando ele.

Eu arrumei a cozinha rapidão e depois fui até a sala onde Mario estava refazer seus curativos.

-Bom vamos começar -Eu disse e ele riu 

-Vai lá minha enfermeira.

-Mario Bros - Comecei rir - Já chega em.

Peguei o Braço dele e tirei o curativo peguei o remédio molhei o algodão e passei.

-CARALHO- Disse ele 

-Desculpa Desculpa - Disse eu espantada 

-Não tem nada - Ele disse tentando forçar um sorriso 

- Só relaxa Mariozinho - Sorri fraca

Terminei os curativos guardei os remédios e tudo mais e voltei lá na sala.  

-Vamos assistir um filme ? - sugeri sentando ao seu lado.  

-Vamos sim. Que filme séria?- Ele passou a mão em meu ombro.

-Ação ? - Eu disse 

- Terror é bem melhor - Ele começou rir.

-Bosta - Eu disse 

-Não gosta de filme de terror ? - Ele começou rir da minha cara

-Para Mario! Isso não tem nenhuma Graça. - Me levantei e o próprio segurou em minha mão.

- Não tem problema minha neguinha. Eu te protejo - ele disse rindo fraco.

-Dormiu com o Bozo você. - Me soltei e fui até a cozinha - Vou fazer uma pipoca, coloca a bosta desse filme aí.

Logo voltei com a pipoca coloquei entre nós dois e comecei comer. O Mario já havia ajeitado o filme e só estava esperando eu chegar para começar.

Mario P.O.V.S 

 Percebi que Pamella estava com medo coloquei a bacia de pipoca em meu colo pra dar uma disfarçada e fui chegando mais perto dela. Passei o braço por seus ombros logo depois passou uma cena que um demônio aparece então ela virou a cara e colou em meu pescoço para tentar se esconder. Agradeci mentalmente porque essa cena passou bem nessa hora.  

-Hey! Ta com medo bebe ? -Eu disse 

-Um pouco - Ela ficou envergonhada.  

-Quer trocar de filme - comecei acariciar seus cabelos.

-Não! Não precisa. É que sou fraca para essa coisas - Ela disse e eu peguei em sua mão. Ela olhou pra nossa mão e voltou atenção para o filme. 

                                 Tempos Depois.

-Aaaaa CARALHOOOOO - Ela Soltou um grito 

-hey hey hey - Beijei seu rosto- para anjo isso é mentira não precisa ter medo - Tentei conforta.  

- Ta bom. Parou por hoje. vou​ pegar seu remédio e já vou dormi - Ela se levantou  pegou o remédio um copo de água e me deu. Eu tomei Rapidão.

- Vamos eu te ajudo - Ela pegou em meu antebraço. 

- Não precisa - Sorri fraco - acho que dou conta de ir só.

- Dorme aqui ? - Ela sorriu fraco - Mais fácil para cuidar de você.

- Tudo bem - Sorri retribuindo.

Me levantei e fui devagarzinho para o quarto. Ela sempre me acompanhando.

-Vai dormi a onde ? - Perguntei 

-Vou​ dormi na sala.  

-Pode dormi aqui.

-Não senhor Mario Bros - Sorrimos - você precisa de conforto. Afinal!? Já se olhou no espelho pra ver sua situação ? - Bufei - Não faz essa cara. Boa noite meu bem.

Seu bem ? Sempre - Pensei comigo mesmo.

Ela estava a beirada da porta e veio até mim. Ela beijou minha bochecha e depois eu a desviei fazendo com que se tornasse um beijo. Eu pedi passagem e ela cedeu e assim também ela fez comigo. Ela colocou a mão em minha nuca e me puxou para mais perto dela. Pamella tinha o beijo mais perfeito do mundo. Nunca senti algo igual. Eu me senti em outro lugar enquanto a beijava. Paramos pela falta de ar. As bochechas de Pamella estava toda coradinha, eu não fiz nem um tipo de gracinha, apenas apreciei seu lindo rosto e encerrei o beijo com alguns selinhos.

-Boa Noite - Ela sorriu e saiu.

Cara eu ganhei na lotéria.

4 Dias depois 

Nesses dias que fiquei sobre os cuidados de Pamy foram os melhores dias de minha vida. Eu me senti uma nova pessoa. Eu e ela temos uma forma de convivência sem igual, entra tapas e beijos, entre zueira e mais um pouco de zuera. O Bom é saber que somos liberais um com o outro. É claro que ao longo desses dias também trocamos mais alguns beijos. Até porque como eu disse dias atrás o beijo dela é o melhor do mundo. Eu estou sentindo algo por ela que nunca senti com pessoa alguma.

- PAMYYYY - Soltei um grito 

- FALA MARIO BROS ? - Ela disse gritando de volta e começamos a rir.

-Tem Festa Hoje Vamos comigo ?? 

- festa ?? Logo hoje ?

- Vamos Pamella - Eu disse com cara de que ia chorar e ela começou rir.

- Está bem Mario Bros - Ela ainda ria- Só para com essa cara.

-É traje de Gala- Ele disse 

-Tá okay! Agora sai e deixa eu me arrumar - Ela começou me empurrar.

-To indo passo aqui pra te pegar daqui a pouco - Roubei um selinho dela e sai às pressas.  

     

    MARIO P.O.V. S off 

O Mario melhorou e parou de dormi aqui. Se eu achei bom ?? não achei por que eu e ele criamos um laço mais forte de amizade, não só de amizade mais de várias coisas e em vários aspectos.

Ele acaba de me chamar para um Baile de gala que terá aqui no hotel.

Olhei no relógio e já eram 18hrs40min.

Já fui me arrumar. Tomei um banho e logo sai do banheiro. Me sequei passei creme corporal e fiz minha make. Me perfumei e arrumei meus cabelos, não demorou muito para eu colocar o vestido, ele é vermelho e tem um decote não muito vulgar, eu amei ele. A parte mais difícil para mim chegou, escolher os acessórios, fiquei horas tirando e colocando acessórios de tão indecisa que eu estava, mas enfim achei um bom. Assim que terminei me sentei no sofá e logo alguém bateu na porta, com certeza era o Mario.

- Entre - Disse

O próprio entrou.  

-O Meu Deus - Ele disse ficando de boca aberta 

-O que foi ? To feia ?Se quiser eu me troco. - Me levantei

- Não pelo contrário você esta linda- eu fiquei um pouco corada e lhe retribui esse elogio com um selinho.

- Obrigada- Sorri fraco - você que está lindo. - Abracei ele que ainda me olhava.

- Vamos tirar uma foto ?

- Sim claro - Eu disse 

Saímos em direção a um grande espelho que tem na sala. Tiramos várias fotos. Mas a foto que eu mais gostei foi uma que Götze estava com a mão em minha cintura e esbajamos os nossos mais lindo sorriso.

- Você ligou para a Tia Lena e sua mamãe ? - Ele mexia no celular enquanto conversava comigo.

- Liguei para as duas. - Me sentei no sofá já recebendo a notificação no meu celular. Era a foto que Mario já havia postado. Ele colocou como legenda "Enfermeira melhor que essa não tem. Amo tu Neguinha "

- Hey Götze - Ele me olhou rapidamente - Também te amo - Ele me abraçou e logo demos início a mais um beijo. Organizamos tudo e descemos até o salão de festa onde estava acontecendo a festa.

-Não acredito - Sergio ramos disse 

-O que foi ? - Eu disse 

- Que gata que você ta em - Ele disse 

- Hey - Uma Menina Deu um tapa No ombro dele 

- Desculpa Amor - Sergio disse e beijou ela 

-Ola ! Eu sou a Yasmin - Ela disse 

-Prazer- Abracei ela - Me chamo Pamella - Disse abraçando ela 

-Pamella vamos tomar uns Drink? 

- Vamos sim é claro.  

Saímos até em direção ao barzinho onde eu peguei uma taça de vinho e ela uma dose de Wisk.

- Vem quero te apresentar umas amigas minha !!!- Ela disse e eu apenas acompanhando ela.

Quando chegamos no local fiquei chocada no tanto que aquelas meninas eram lindas. Amei as tres cada uma com um  vestido mais lindo que o outro estavam simplesmente perfeita.

-Chegamos. Pamy essa é Amanda namorada do Cr7 - Comprimentei ela - essa é a Aline namorada do Neuer - Ela disse.

-Gente prazer imenso conhecer vocês - Eu disse ainda tímida 

- Prazer é nosso - Disse Amanda 

- Gente vamos dançar ??- Aline disse 

- Vamo sim - Amanda disse - Topa mexer o esqueleto Pamy ?

-So se for agora - Elas riram e em meio a conversas fomos até a pista de dança.

Eu procurei o Mario pelo local achei e fiz um sinal com a mão para ele que fez o mesmo de volta.

{...}

 Nos já havíamos se divertido a bessa, eu acabei encontrando os meninos do BR e ficamos por lá todos unidos. Eu olhei no relógio e vi que já se passavam das 1hr40min, eu estava morrendo e meus pés doendo para caramba.

- Meninas já vou indo !!!- Eu disse 

- Não Pamy. Não acredito - Amanda Disse 

-Estou cansada.  

- A então passa seu numero pra gente - Yasmin já pegou o celular dela. 

- Mais é claro esta aii xx-xxxx-xxx  

- Amanha a gente te liga pra sair a tarde - Yasmim disse 

- Tudo bem. Beijos meninas. Boa noite amei conhecer vocês - Disse já saindo e procurando o Gotze.  

-Boa Noite - Disse elas em um couro 

Sai da festa tentando achar Götze Olhei e não achei. Eu não iria ficar esperando ele porque estava muito cansada. Então eu fui sozinha quando estava saindo a surpresa.

Götze Beijando Katy. Logo a Katy. Katy porque ela fez isso comigo ??? Eu não acredito.

 - Não. Não Pode ser - Meus olhos já estavam marejando sai correndo o mais rápido que pude a voz de Götze me chamando ecoava em meus ouvidos. Entrei no elevador cai no chão e comecei a chorar e chorar então a porta se abriu. Tirei meus saltos e sai de dentro do elevador, ainda estava chorando abri a porta do meu apé e antes que fechasse ouvi Götze dizendo 

-Pamy por favor me escuta - Ele disse e percebeu que eu estava chorando 

- Acho que Katy pode te escutar - Eu disse fechando a porta - Não acredito que depois de tudo que vivemos você fez isso. Bem que disseram que você não presta. - Dei um murro na porta e sai de perto me jogando no sofá. Mario começou bater várias vezes na porta e chamar pelo meu nome. Eu nada fiz, fingi que não tinha ninguém em casa.

Me troquei escovei meus dentes e me deitei, meu celular vibrou e vi que era Katy regeitei sem pensar duas vezes. Abri meu insta e vi minha foto mais a de Götze logo comecei chorar então deixei meu celular de lado e fui dormi pensando.  

     "Nós nem começamos , mas já acabou "

Sim !! Me apaixonei em poucos dias. isso é errado ?

 


Notas Finais


Hahahah oque acharam ?
Bjs bjs bjs 💟
Espero que tenham gostado 💟


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...