História É Que Você Me Faz Tão Bem...- Destiel - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Bela Talbot, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Jo Harvelle, John Winchester, Kevin Tran, Lilith, Mary Winchester, Meg Masters, Naomi, Rowena MacLeod, Ruby, Sam Winchester
Tags Destiel
Exibições 150
Palavras 1.363
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu sei que demorei mas já tenho mais capítulos prontos pra postar, que não vou demorar 🌚
Boa leitura ❤

Capítulo 15 - Seja Meu



*POV AUTORA*

Gabe se afasta e olha Sammy completamente confuso.

- Sam… você está frágil, de coração partido, não faça isso agora. - Gabe se levanta.

- M-mas Gabe.

- Samuel, eu não sou seu prêmio de consolação. - O mais baixo ironiza enquanto Sam se levanta em direção ao mesmo que sai rapidamente o deixando sozinho.

*

- Gabe! - Dean grita ao lado de Castiel no corredor vazio, quase todos já haviam ido embora. - Onde você estava? Procuramos você por toda parte - Ele faz uma pausa - cadê o Sam?

- Ele já vem…

- Gente ele está aqui! - Castiel vai até a virada do corredor e chama por Charlie e Ruby.

- O que houve vadio? - Charlie chega preocupada.

- A gente ficou procurando você e o Sam o dia todo. - Diz Ruby.

- O Sam está bem triste, mas jajá ele aparece. - Digo tentando transparecer normalidade mas eu ainda estava confuso.

- Aquela vadia… - Dean bufa.

- Sam gosta mesmo dela né? - Diz Castiel conseguindo acalmar Dean apenas com o olhar.

- Infelizmente… Eu avisei! - Dean se exalta. - Eu avisei todos vocês, mas NÃO! "Ela é gente boa" - Dean faz uma voz fina.

- Dean não podemos fazer nada agora, isso acontece, deixa isso passar e vamos ajudar o Sam porque se não você vai acabar fazendo algo que provavelmente irá se arrepender depois. - Cas pousa a mão sobre seu ombro.

- Gente eu tenho que ir, até amanhã! - Gabe sai rapidamente evitando perguntas de qualquer um.

- Oi… - Sam aparece no mesmo instante.

- Sam, você ta bem? - Pergunta Charlie.

- Onde você foi? Ficamos preocupados. - Diz Castiel.

- O que realmente aconteceu? - Dean o questiona sério.

- Gente deixa o menino respirar! - Diz Ruby.

- Olha eu não quero falar sobre isso agora ok? Só vamos pra casa.

- Tudo bem, vamos.

Todos seguem silenciosos até o impala.

- Pode me deixar na casa da Charlie Dean.

O loiro acente com a cabeça.

Sam prosseguira o caminho todo quieto perdido em seus pensamentos olhando pela janela do carro.

Dean chega até a casa de Charlie e Cas. Charlie e Ruby se despedem e Castiel faz o mesmo, mas sendo interrompido pelo loiro.

- Cas!

O moreno vira a cabeça ganhando um beijo de despedida do loiro e sorrindo bobo.

O loiro dispara com o carro e suspira.

- Sammy o que aconteceu? - Desvia rapidamente a atenção da estrada para olhar seu irmão.

- Eu gosto dela ok? Não precisa dizer "Eu avisei!" - Imita a voz do irmão com tom de deboche - Eu só quero ir pra casa e esquecer isso e…

- Não Sammy, o que aconteceu realmente, entre você e o Gabriel? - O loiro o questiona recebendo um olhar de espanto.

- Eu e o Gabe? Como assim?

- Não se faça de tonto, você e ele, coração partido, ele te consola. Ninguém é bobo, o jeito que ele saiu quando você chegou... Sabe do que estou falando.

- Só, vamos pra casa ok? - O mais novo liga o rádio numa estação qualquer parando na música kiss me do Ed Sheeran desligando rapidamente e bufando fazendo o irmão rir baixo.

Os mesmos chegam em casa e Sam corre para seu quarto sem ao menos cumprimentar alguém.

Mary percebendo o ato do filho lança um olhar confuso para Dean.

- Coração partido. - O loiro responde, pega uma maçã na fruteira e sobe para seu quarto.

Sam estava perdido, primeiro a garota que ele gostava havia ficado com outro cara e não tinha dado a mínima para o que ele pensava ou sentira. E agora havia acabado de beijar seu amigo.

Sam sempre gostara muito de Gabe, algumas ideias do tipo já atormentaram sua cabeça algumas vezes mas o mesmo as deixara de lado… E de repente ele cria coragem, o beija e é deixado novamente. Mas não era sua culpa, Gabe retribuira o beijo mas realmente sentiu-se um prêmio de consolação. Os dois estavam confusos apesar de Gabe já ser gay assumido Sam era um de seus melhores amigos.

Após um bom tempo encarando a tela do celular, digitando e apagando mensagens diversas vezes o mesmo cria coragem e envia um simples:

"Preciso falar com você, por favor."

*

Dean vai até a cozinha e ao abrir a geladeira percebe que não há cerveja.

- Droga.

O loiro vai andando pois o mercado era bem próximo de sua casa. Pega alguns fardos e percebe que Bela está no lugar, fica olhando-a com cara de quem quer matar até que seu celular toca.

*LIGAÇÃO ON*

- Dean…

- Hei Cas, aconteceu alguma coisa?

- Não, eu só liguei pra saber como Sam está.

- Ligou só por ele? Vai lá liga pra ele, beija ele, come ele. - O loiro responde num tom de deboche sem notar que havia uma senhora o olhando com um olhar espantado.

- Meu Deus Dean… - O moreno ri. - É sério.

- Ficou trancado no quarto o dia todo, deve estar lá até agora.

- Coitado… - Cas faz uma pausa -Eu tenho que ir Dona Naomi chama

- Te vejo amanhã?

- Sim…

*LIGAÇÃO OF*

O loiro percebe que Bela havia acabado de sair pela porta e a segue sem perder tempo. Dean desvia o caminho para pega-la de surpresa.

Enquanto a mesma passava sente um puxão.

- O que você fez pro meu irmão? - O loiro pergunta raivoso enquanto a prende pela parede.

- O que eu fiz? Seu irmão criou expectativa e caiu do cavalo. - Ri irônica. - Acontece com todos! Agora me larga.

- Se não vai fazer o que? Chamar o papai? - Dean a provoca fazendo com que a mesma sorria e revire os olhos.

- Azazel provavelmente faria da sua vida um inferno, mas eu tenho meus truques Winchester, tome cuidado comigo.

- Vai quebrar meu coração? - Irôniza.

- Se eu quiser eu posso, conheço as pessoas que você ama Dean… Olhos azuis, cabelo preto, gostoso…

Ao ouvir tais palavras Dean sente seu sangue ferver, ao mesmo tempo que Cas conseguia lhe acalmar também conseguia o transtornar.

O loiro a empurra mais uma vez fortemente contra a parede e olha no fundo de seus olhos. - Se você encostar um dedo no Castiel eu mato você! Eu juro que te mato nem que seja a última coisa que eu faça!

Dean sai do beco bufando em direção ao outro lado da rua.

Sam estava apreensivo, nervoso, aguardando por qualquer resposta de Gabriel. O silêncio já estava o atormentando até que seu celular apita e seu coração dispara.

*MENSAGEM ON*

"Me encontre em casa, não tem ninguém aqui podemos conversar melhor".

"Obrigado…"

*MENSAGEM OF*

Sem pensar duas vezes Sam corre até a porta e anda rapidamente até a casa de Gabriel, não era tão longe, mas havia demorado vinte minutos de caminhada até chegar.

Sam não precisou apertar a campainha ou bater na porta, pois o loiro mais baixo já estava sentado a escada da varanda de sua casa.

- Gabe? - Sam se aproxima.

- Hei... - O loiro acena com a cabeça e sorri sem mostrar os dentes. - É… quer entrar?

- Tudo bem. - O loiro abre a porta da sala e Sam entra observando o local a sua volta.

- Vamos direto ao ponto Sam, por que exatamente está aqui?

- E-eu… - O coitado mal sabia se expressar, Sam sempre fora confuso quanto a seus sentimentos.

- Você veio aqui por que? Precisa de um amigo, uma consolação, uma distração, alguém pra fazer trancinhas no seu cabelo ou… - Gabe é interrompido pelo Winchester.

- Porque eu preciso de você Gabe! - Sam suspira - Em você eu tenho tudo, um amigo, um namorado, alguém pra me consolar quando eu precise e alguém pra eu consolar quando você precisar! - Sam aponta em sua direção. - Até agora eu não havia percebido, mas… depois do beijo eu consegui ver e não quero que você pense que é um prêmio de consolação, quero que seja bem mais do que isso, se você quiser, é claro. - Seus olhos estavam marejados.

Sam não havia percebido, mas quanto mais falava mais perto do loiro chegava, a essa altura os dois estavam frente a frente.

- Desculpe… - Gabriel o abraça necessitado.

Eles ficam um bom tempo assim até que Gabe se separa e acaricia seu rosto lhe depositando um beijo quente.

- Eu posso ser o que você quiser… - O mais baixo completa.

- Então seja meu…


Notas Finais


Até a próxima!

Participe do nosso grupo no whatsApp❤

https://chat.whatsapp.com/6MqLvERFgUD6Dpk2f3HSRd

Leia minha one shot 🌚

https://spiritfanfics.com/historia/eu-nao-vou-te-perder-outra-vez-6854103

Curta a página Destiel Heaven no Facebook❤

https://www.facebook.com/DestielHeaven/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...