História É Que Você Me Faz Tão Bem...- Destiel - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Bela Talbot, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Jo Harvelle, John Winchester, Kevin Tran, Lilith, Mary Winchester, Meg Masters, Naomi, Rowena MacLeod, Ruby, Sam Winchester
Tags Destiel
Exibições 135
Palavras 1.360
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oioi gente
Mais um capítulo ❤🌚
Boa leitura
Sem mais
Heueheuheu
Só lembrando que:
Amanhã tem supernatural ❤🌚
Boa noite 🌚

Capítulo 16 - Traição?



*POV AUTORA*

- Gente vocês ficaram sabendo? - Diz Charlie chegando na escola de manhã acompanhada de toda a turma.

- Fala cria! - Diz Gabe.

- Bela vai sair da escola…

- Eu já sabia. - Sam ironiza.

- Tudo bem Sam? - Castiel pergunta enquanto era abraçado de lado por Dean.

- Tudo bem gente relaxa.

- Desapegou assim tão rápido? - Ruby pergunta fazendo os outros rirem.

- Tenho alguém melhor do que ela.

- E não contou pro seu irmão? Ela te deu o fora ontem e hoje você já ta passando o rodo? - Dean pergunta indignado.

- Que porra Sam, não contou nem pra mim? - Charlie o olha incrédula e faz uma pausa. - Mas e aí - Da uma leve cotovelada em seu braço - Quem é?

- Jajá vocês vão saber. - Sam brinca.

- Para de showzinho Sammy boy. Eu e Sam estamos ficando, falei. - Gabe despacha tudo de uma vez.

Todos param e começam a falar.

- Minhas teorias estavam certas vadias! - Charlie levanta os braços em comemoração.

- Eu disse, Sam. - Dean responde.

- Você sabia? - Pergunta Cas.

- Eu deduzi… - Dean pisca de um olho.

- Nossa cara que legal, já dá pra gente fazer encontro triplo! - Ruby diz animada.

- Se for pra comer eu topo. - Dean retruca.

- Se tiver doce de sobremesa eu também topo. - Gabe levanta a mão.

- Se você estiver lá eu topo. - Sam o olha carinhosamente fazendo com que todos se exaltassem.

- Preciso falar com você Cas… - Dean sussurra em seu ouvido e o puxa pelo braço. - A gente já volta. - O loiro diz rapidamente sem que alguém pudesse questionar.

Dean o leva até uma das cabines do banheiro tomando cuidado para não chamar atenção.

- O que aconteceu Dean? - Castiel pergunta confuso.

- Faz tempo que a gente não transa. - O loiro morde o lábio inferior enquanto o examina de cima a baixo com os olhos e dá de ombros jogando suas mochilas no chão.

- Aqui? - Castiel sussurra olhando para os lados.

- Se você não quiser…

O moreno suspira em rendição, sorri e o puxa rapidamente para um beijo feroz.

Dean retira o moletom do moreno tentando não se desgrudar de seus lábios e logo após sua blusa azul-claro enquanto o moreno o ajuda a se despir da jaqueta e blusa preta.

Suas línguas quentes buscavam espaço dentro de suas bocas, conhecendo cada canto de suas bocas enquanto seus corpos se chocavam.

Dean vira o moreno de costas contra a parede juntando suas mãos acima de sua cabeça.

O loiro começa distribuindo chupões por seu pescoço enquanto seu membro roçava contra a bunda do moreno o fazendo pulsar ainda mais provocando gemidos de Castiel.

- Se você continuar gemendo assim eu juro que não respondo por mim. - Diz o loiro agora lambendo o lóbulo de sua orelha.

- Gemendo como? A-assim? Ooh, aah… Dean, Ooh… - O moreno o provoca.

- Só eu preciso ouvir baby, se mais alguém escutar estaremos fudidos.

O moreno Geme mais alto em provocação fazendo com que o loiro abaixasse a parte de trás de sua calça com rapidez depositando um tapa em reprovação e apertando o local fazendo o moreno soltar um baixo som provocante.

- Seja bonzinho… - O loiro sussurra em seu ouvido o abraçando por trás.

Dean desabotoa a calça do moreno enquanto coloca a mão por dentro de sua boxer optando por movimentos lentos de vai e vem fazendo Castiel apoiar-se com as duas mãos contra a parede de azulejo branco.

O loiro com a mão vaga abaixa as calças de Cas pouco acima da altura dos joelhos e fazendo igual a si mesmo. Dean roça seu membro nú contra a bunda de Cas e tapa a boca do mesmo para evitar sons inoportunos.

Dean morde carinhosamente o ombro do moreno enquanto tenta se aconchegar dentro do mesmo lubrificado por seu pré- gozo iniciando por leves movimentos dentro dele.

Dean retira sua mão da boca de Cas e a coloca em sua cintura.

- Se eu te machucar, avise…

*POV CASTIEL*

Após dizer aquelas palavras Dean entra em mim de uma vez só, causando uma grande dor, mas eu não iria para-lo, afinal, fazia parte não? Amar pode doer às vezes, mas é a única coisa que eu sei é que quando fica difícil é a única coisa que nos faz sentir vivos.

Uma pequena lágrima percorre meu rosto enquanto tentava me apoiar a parede e cessar os gemidos inoportunos, o que era quase uma missão impossível com aquele pau grande dentro de mim… Por que tinha de ser tão grande?

Dean enchera meu pescoço com beijos molhados e chupões ferozes enquanto os movimentos de vai e vem em meu membro e suas estocadas dentro de mim aumentavam cada vez mais.

Minhas mãos se agarravam a parede fria numa tentativa de apoiar-me enquanto meus olhos se reviravam prazerosamente jogando a cabeça para trás fazendo Dean apoiar sua cabeça em meu pescoço.

- Seu… Cheiro… É, oh… tão bom… - Dizia em pausas enquanto eu sentia o auge de meu orgasmo se aproximar cada vez mais.

Ainda sentia desconforto e dor em meio ao prazer, então meu corpo foi tomado por uma sensação de puro prazer ao gozar na parede do banheiro e soltar um urro na exata hora que o sinal bateu.

Dean retirou suas mãos de meu membro e agarrou minha cintura tornando as estocadas mais violentas e não demorando a se derramar dentro de mim.

Ele me abraça por trás enquanto beija meu pescoço, podia sentir seu coração acelerado contra mim e sua respiração ofegante contra minha pele quente e molhada. Dean sai de dentro de mim me causando uma sensação de vazio e me virando novamente fazendo olhar em seus olhos… Aqueles lindos olhos verdes, duas esmeraldas, seu olhar expressava um milhão de coisas em mim que não consigo descrever.

Choco meus lábios contra os dele.

- Temos que ir agora… - Digo enquanto o trago mais perto de mim agarrando suas costas e descendo mais a baixo até suas nádegas.

Ele apenas sorri e acente que sim encostando nossas testas.

- Vamos ter que limpar a parede… - Diz com respiração ofegante em meio a risos.

- Com certeza…

Nos despimos novamente e Dean retira uma boa quantidade de papel higiênico do rolo limpando minha "sujeira" enquanto eu lavava meu rosto e ajeitava minhas roupas.

Dean tira o celular do bolso me mostrando as horas - Faltam dez minutos pra segunda aula… - Me apoio contra a pia enquanto gotas de água percorrem meu rosto. - Dean ri levemente pelo nariz e me faz uma pergunta. - Consegue andar?

- Acho que você vai ter que me levar de colo… - Retruco virando a cabeça de lado e rindo igualmente.

O sinal da segunda aula toca e nós vamos para nossas devidas salas.

*POV DEAN*

Após algumas aulas o sinal toca para o intervalo e guardo minhas coisas devagar, ando até a metade do corredor e sinto meu celular vibrar, era um número desconhecido.

"Me encontre no banheiro, agora"

Vou até o banheiro apreensivo e acabo esbarrando em algumas pessoas. Vou até a porta cuidadosamente sem fazer barulho e eu senti meu sangue ferver, fiquei com tanta raiva, medo, tristeza, transtorno e mais mil sensações horríveis que mal cabem em uma página, por um segundo pude ver Cas, meu Cas! Beijando a Meg?! Como ele pode fazer aquilo comigo? O que eu tinha de errado, estávamos tão bem e de repente… lágrimas percorrem meu rosto na mesma hora, mas antes que eu pudesse fazer algo ou interferir escuto uma voz grossa chamando por mim.

- Dean Winchester.

Era um policial? Por que um policial queria falar comigo? Fui até ele enquanto limpava meu rosto.

- O-o senhor quer alguma coisa?

- Preciso que me acompanhe até a diretoria, agora.

- O que eu fiz? - Pergunto abismado mas o policial já estava me pegando pelo braço quase arrastado pelo corredor.

- Não se faça de tonto.

Quando pensei em questionar algo escuto uma voz atrás de mim, era inconfundível, era o Cas.

- Dean! - Ele chega por trás de mim correndo e pega em meu outro braço, ele estava assustado, de certo havia me visto enquanto ele me traía.

Solto- me dos braços dos dois e grito com olhos marejados apontando Castiel.

- Saia de perto de mim, não quero ouvir nada de você!


Notas Finais


Por favor não me matem, vcs vão entender tudo Jajá 🌚❤

Até a próxima gente, não vai demorar pois o capitulo já está pronto 🌚

Curtam minha Página Destiel Heaven no Facebook❤

https://www.facebook.com/DestielHeaven/

Leiam minha one shot ❤

https://spiritfanfics.com/historia/eu-nao-vou-te-perder-outra-vez-6854103


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...