História E se... - Capítulo 78


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time, Piratas do Caribe
Personagens Capitão Jack Sparrow, Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Hades, Lacey (Belle), Lilith "Lily" Page, Madre Superiora (Fada Azul), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Neal Cassidy (Baelfire), Regina Mills (Rainha Malvada), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Captain Swan, Captainswan, Once Upon A Time
Exibições 35
Palavras 1.577
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Magia, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi genteee
estamos aqui hoje reunidos para.....
A TERCEIRA E ÚLTIMA FASE DA PRIMEIRA TEMPORADA DA FIC!!
O link da segunda temporada vai estar nas notas finais desse capítulo! Então quem ainda não favoritou vai lá e favorita!!
*Falando igual YouTuber... só que em vez de pedir inscritos e likes eu tô pedindo favoritos*

Capítulo 78 - I Won't Leave Them


Fanfic / Fanfiction E se... - Capítulo 78 - I Won't Leave Them

Emma ON

Eu estava em casa já havia feito uma semana...

Eva era um doce... e linda...

Eu estava sentada no sofá assistindo televisão no meio da tarde de sábado, mas não aguentei, desliguei, tinha que ver como estava minha família.

Subi as escadas e vi Killian dormindo com Liam, que estava agarrado nele, na minha cama, revirei os olhos rindo e parti para o quartinho da Eva...

Ela dormia tão serenamente... era tão delicada e seu rostinho era tão macio... Quando eu a segurava em meus braços tinha medo de derrubá-la no chão e ela quebrar... é tão frágil e tão perfeita...

O jeito que respirava profundamente, suas mãozinhas balançando, levantando um pouquinho e depois abaixando... o jeito que suas perninhas estavam... as suas pequenas pálpebras delicadinhas... tudo nela me encantava...

Eu me perdi em pensamentos até sentir dois braços rodeando minha cintura e me abraçando. Ao me virar eu recebi um selinho.

- Ela é tão pequena e tão linda... - falei baixinho.

- Sim... nosso pequeno tesouro - Killian respondeu na mesma altura.

Eva abriu seus olhos, azuis e perfeitos, iguais ao do pai, eu sorri involuntariamente ao ver aqueles olhinhos brilhantes, peguei-a em meus braços e a ergui para que ficasse acomodada em meu colo.

Killian olhava-a admirado... Tocou a cabecinha dela e disse

- Ela é linda... 

- Com pais como nós... como não seria? - perguntei fazendo graça.

- Hmm, estamos convencidos hoje hã - falou passando sua barba por meu pescoço me causando um leve arrepio.

- Sim. É do convívio com você - falei afastando-o.

Ele riu.

- Eu te amo - falei.

- Ei também amo você - falou.

Eva se mexeu em meu colo.

- Nós te amamos, pequenina - Killian disse e beijou de leve a cabecinha dela.

Uma luz branca se materializou ao nosso lado.

- Olá Ayla - falei.

- Oi. Meus parabéns pela criança, ela é linda!

- Obrigada - agradeço - Ayla... eu estive pensando e... você gostaria de ser a madrinha dela? - perguntei.

- Sim! Claro! Vai ser uma... honra! - ela falou sorrindo.

Sorrio também, mas logo o sorriso dela desaparece e uma expressão de preocupação se forma em seu rosto.

- Emma, Killian... Esta manhã eu fiquei sabendo que Érica, Raven e Lucy planejam algo... algo terrível! - falou.

- Isso mesmo! Até que você não é tão burra! - Érica falou aparecendo no quarto.

- Saia! Não é bem vinda aqui! - Killian falou.

- Não me importa! Vim só para dizer que vocês deveriam aproveitar seus últimos momentos em família! - disse.

- Não vou deixar que você machuque minha família! NÃO VOU DEIXAR QUE MACHUQUE MEUS FILHOS! - falei.

- Ora veja quem está motivada... Eu acho que o estresse pós parto não é algo saudável, mas a sua vida já está prestes a acabar mesmo... - Érica dizia me irritando cada vez mais.

- Pare com isso Érica... Vá direto ao ponto! - Raven diz surgindo ao lado dela.

- Bom... o ponto é: Todos aqueles que nasceram na Floresta Encantada serão vítimas de algo terrível que nós estamos planejando desde algum tempo atrás! - Érica fala.

- E agora... - Raven girou o pulso - todos estão marcados!

Olhei meu pulso e vi uma mancha negra.

- Mas o que é que vocês estão planejando? - perguntei.

- Ora é simples! Aquilo que trouxe vocês aqui, os levará de volta para o lugar de onde vieram! - Raven respondeu.

- Uma maldição... - sussurrei pra mim mesma.

- Mas Eva não nasceu aqui! - Killian comentou.

- Exato! Ela ficará aqui sozinha! Isso se... ela não morrer com o efeito que a maldição causará - Érica disse.

- Não! - falei.

As duas somem.

Só de pensar na minha filha sozinha com menos de um mês de vida é como se alguém estivesse esmagando meu coração...

- Não! Tem que ter um jeito de alguém ficar aqui! TEM QUE TER! Deve existir uma brecha! Algo que elas não perceberam... não viram e que pode ser usado a nosso favor! - falei desesperada.

- Emma fique calma, vamos achar alguma coisa! - Ayla disse.

- Liam... - falei baixo.

- O que disse amor? - Killian perguntou.

- Liam! Ele não nasceu aqui... ele será amaldiçoado conosco! E se nós não nos lembrarmos dele? - comecei a fazer mais e mais perguntas e ficava mais desesperada.

- Talvez nós possamos manter Liam fora da maldição... assim ele cuidaria da Eva! - Ayla sugeriu.

- Como uma criança de três anos cuidaria de um bebê!? - questionei.

- Talvez eu possa usar a minha magia, retirar a mancha dele e mandá-lo com a irmã para um mundo fora daqui... um mundo sem magia! Onde cresceriam e viveriam suas vidas, até Eva estar pronta! - respondeu.

- Não! Isso não é uma opção! Eu não vou deixá-los! - gritei diante da resposta da Ayla.

- Emma... precisamos dar pra eles sua melhor chance... - Killian falou com lágrimas nos olhos.

- Eu... Eu... Tudo bem... - acabei cedendo.

- Emma, coloque isso na Eva - deu para mim um colar com um pingente de lua de prata - vai protegê-la.

Eu peguei o colar em minhas mãos e Ayla disse:

- Preciso ir agora. Boa sorte.

E sumiu.

Dei Eva para Killian segurar e fiquei andando de um lado para o outro com o colar na mão...

O que é que eu vou fazer? Será que coloco o colar na Eva? Será que não coloco? 

Resolvi pesquisar mais sobre o colar, fui até uma biblioteca e comecei a minha busca.

Descobri que aquele colar possuía propriedades mágicas fortíssimas até mesmo para um adulto, imagine para um bebê. Não. Não vou arriscar. Não quero que machuque minha filha.

Eu voltei para casa com um sentimento de culpa invadindo meu coração...

Vi Killian deitado no sofá dormindo e Eva dormindo em cima dele, seu pequeno rostinho expressava a calma... e eu pensei que... Se vou deixá-la, eu deveria explicar a razão.

Uma carta! Sim! É isso!

Fui até o quarto, peguei caneta e um papel em branco... mas as palavras fugiram da minha mente... eu não sabia o que escrever...

Comecei com: Minha querida Eva... Mas eu não encontrava nada que pudesse falar!

Pensei, pensei e pensei... mas nada acontecia...

Desci as escadas e vi que Eva estava se mexendo, me aproximei e peguei-a no colo, ela estava acordada.

- Oi minha pequena... - sussurrei.

Ela me encarou com os olhinhos azuis e eu comecei a chorar.

Levei-a para o quarto e sentei-me na poltrona que estava lá.

- Ah minha filha... se você soubesse...

Eva começou a chorar baixinho e eu sabia o que ela queria, mamar.

Ajeitei ela em meus braços de uma maneira confortável. 

Fiquei o tempo todo observando seus lindos cabelos dourados.

Depois de algum tempo eu a coloquei no berço e fiquei velando seu sono.

Killian logo entrou no quarto também, ficou ao meu lado em pé vendo a pequena.

Alguns minutos depois nós saímos dali para conversar sem acordá-la

- Killian eu não quero! Não quero deixá-la! - falei.

- Nem eu, mas que escolha nós temos!?

- Acho que... o melhor é... deixar ela e Liam aqui... eles estarão seguros... - falei deixando algumas lágrimas escorrerem.

- Eu sei que dói amor... Mas temos que dar para eles a - eu o interrompi.

- A sua melhor chance, eu sei... Mas se os deixarmos aqui... quem os protegerá? Quem vai criá-los? E outra coisa... quem é que vai orientá-los para voltar quando for a hora? Como eles vão nos encontrar? E se nós não nos lembrarmos deles?

- Ei ei ei ei ei. Vai ficar tudo bem, eles ficarão bem! Eu prometo que eles vão nos encontrar! Não sei como... mas tenho certeza que vão! - ele falou.

- Como é que tem tanta certeza? - perguntei.

- Porque... eu tenho esperança - ele falou - Vai ficar tudo bem, Emma, tenha fé.

Eu deitei minha cabeça no ombro dele e fiquei pensando no futuro da minha filha, eu não sabia quanto tempo a maldição duraria. E se ela já estiver casada? E se já tiver filhos!? E pensei em como eu perderia tudo! Seus primeiros passos, sua primeira palavra, seu primeiro sorriso... Eu vou perder tudo!

Mas se for para ela ter sua melhor chance, se for para ela ter uma vida eu estou disposta a dar tudo!

E Liam... Eu vou perder a formatura dele, não vou vê-lo se casando... E por mais que eu diga que está tudo bem não está! Eu não queria isso! Vai ser a coisa mais difícil do mundo pra mim! Eu vou deixar as pessoas que eu mais amo! Sim, todas elas! Killian, meus pais, minha tia e principalmente meus filhos! 

Mas parece que vou ter que fazer isso....

Fui tirada de meus pensamentos por Killian, que me chamou.

- Está tudo bem? Você estava tão quieta... 

- Desculpe, eu estava pensando... - expliquei.

- Ah, entendi - ele disse.

Passou a mão por meus cabelos e beijou o topo da minha cabeça.

- Temos que fazer isso... A maldição não deve demorar pra chegar - eu disse.

Fui até o quarto de Liam e usei a minha magia em grande quantidade para retirar aquela mancha, me deixou exausta, mas eu havia conseguido... agora só o que faltava em era força para deixá-los.

 


Notas Finais


Foi isso espero que tenham gostado.
O próximo capítulo será o capítulo final dessa temporada da fic.
o link da próxima está aqui: https://spiritfanfics.com/historia/e-se--segunda-temporada-7135878


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...