História E Se...? - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Bruxas, Caçadores De Bruxas, Ditadura Em Konoha, Naruhina, Naruto, Profecia, Sasusaku
Visualizações 21
Palavras 654
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Segundo capítulo da noite :3

Boa Leitura!

Capítulo 25 - Capítulo XXI


Capítulo XXI

Cair

*

Sakura
 

 

  Konoha, 16 de abril de 2015
 

 

Medo. Talvez fosse algo meio terrível de se sentir naquele momento, mas não tinha outra palavra que melhor definisse meu estômago revirado e o arrepio que percorria meu corpo.

Os sais estavam presos às minhas mãos suadas. A sensação de derrota era abominável. Eu não conseguia me imaginar voltando para o Manicômio. No entanto, naquela hora, pude prever aquilo.

— Você é a mais ousada do grupo. Provavelmente é a que sabe mais. Certo? — o sensei me desafiou virando a página do seu livro sem me encarar em nenhum momento.

Tentei permanecer calma, e manter os batimentos do meu coração controlados. Relaxar. O essencial. Talvez a falta dos calmantes àquela altura estivesse acabando com meu estado emocional.

Concentrei-me no que sabia do treinamento do dia anterior. Eu ainda não manejava perfeitamente os sais, mas era fácil compará-lo com kunais em relação ao peso.

Pisquei e podia enxergar dois Kakashi à minha frente, fundindo-se e tornando-se dois mais uma vez. Fechei os olhos e balancei a cabeça. A tontura veio, conforme o mundo parecia girar.

Girei os sais em minhas mãos e avancei rapidamente sobre a figura do meu oponente. Consegui me aproximar o bastante para golpeá-lo e mesmo incerta do meu sucesso efetuei um giro de cento e oitenta graus buscando impulso, mas diante de acertá-lo, Kakashi desapareceu.

Busquei-o com o olhar por toda a clareira desesperada e em certo pânico. O vento soprou com força. Merda, merda, merda. O mundo continuava turvo e girando, e cheguei até mesmo a me agachar na tentativa de aliviar o terrível desconforto.

— Kenjutsu. Segunda arte ninja — Kakashi falou bem à minha frente.

Ergui o rosto. Ao invés do meu inimigo vi Kisashi, fitando-me com clara decepção. Em seguida a figura reluziu e deu lugar à Mebuki, com uma expressão triste em seu rosto jovial.

“Sakura...”

Apertei os sais e fixei os objetivos em minha mente que naquele momento se resumiam a um único objeto: guizos.

Meus pés colidiram com o chão, erguendo uma nuvem de poeira conforme eu avançava sobre Kakashi. Ele permaneceu irredutível enquanto saltei sobre sua figura e desferi o primeiro golpe. Um soco de punho fechado, facilmente desviado. Deslizei pelo chão de poeira e tentei uma rasteira, sendo mal sucedida, pois Kakashi meramente saltou para o ar em seguida pousando à alguns metros.

Seu único olho semicerrou-se em minha direção. Trinquei os dentes e tornei a avançar sobre ele, girando os sais com fúria. Os gritos de força que eu exercia em cada soco, chute e joelhada serviam para relembrar o que estava em jogo naquela batalha. Kakashi continuou meramente agachando, desviando com meros movimentos dos membros superiores, por vezes apenas detendo os golpes com os braços cruzados diante do rosto.

A exaustão me atingiu logo que avancei contra Kakashi com os sais prestes a atingir sua face, mas com um rápido movimento ele fez com que eu caísse além dele, colidindo desastrosamente com o chão.

Engoli uma boa quantidade de poeira, e pude sentir as lágrimas molharem meu rosto pela dor em meu braço direito. Genial, Sakura. Cai em cima do próprio braço, provavelmente criando uma luxação ou um rompimento do osso.

Ouvi passos arrastando-se no chão. Meu ouvido zumbiu.

— Você é boa Sakura — a voz distante de Kakashi, conforme ele entrava em meu campo de visão e desaparecia a passadas lentas.

Pisquei, e por um segundo fechei os olhos.

“Sakura...”

Meus pais sorriram para mim no centro de um parque cheio de crianças e adultos felizes. Sorri correndo para eles. Estavam tão próximos... Tão... Meus pés pararam repentinamente, como se concreto os prendesse ao chão. Meus pais se tornavam mais distantes conforme meus gritos ecoavam pelo campo.

“Papai! Mamãe! Não me deixem! Papai! Papai! Papai!”

A escuridão me arrastou para um poço, e logo perdi de vista por completo Kisashi e Mebuki. Eles não me ouviram. E nunca mais poderiam me ouvir.


Notas Finais


VÍDEO FALANDO SOBRE A FANFIC: https://www.youtube.com/watch?v=TplQlg2s0Ew

.
.
.
♠ Venha conhecer meu mundo nerd:
Canal Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCP-IN-gUaGpr5gd8GbCCcDA
Instagram: https://www.instagram.com/sintonianerd/
Fanpage: https://www.facebook.com/canalsintonianerd/?fref=ts

♠ Meus outros perfis:
Nyah: https://fanfiction.com.br/u/147031/
Whattpad; https://www.wattpad.com/user/LiviaMDias


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...