História E Se...? - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Bruxas, Caçadores De Bruxas, Ditadura Em Konoha, Naruhina, Naruto, Profecia, Sasusaku
Visualizações 54
Palavras 1.522
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Quinto capítulo do dia :3

Boa Leitura!

Capítulo 28 - Capítulo XXIV


Capítulo XXIV

Desobedecer

*
 

Naruto
 

 

Konoha, 16 de abril de 2015

 

 

Kaya me encarou com os olhos marejados, enquanto Sasuke exalava sua fúria, claramente com o orgulho ferido.

Olhei para o lado, onde Sakura desestruturava-se lentamente.

— Sakura? — chamei-a, mas os membros dela não paravam de tremer. Seus olhos avermelhados pelas lágrimas e as bochechas ainda molhadas expressavam sua total destruição de outrora, dando lugar à uma irrefutável esperança.

Esqueci completamente minha fome esqueci da ordem do sensei. Peguei o tessen aos pés da minha irmã, e comecei a cortar as cordas sem realmente estar ali.

— Naruto! Para! — gritava Kaya continuamente, mas meus movimentos continuaram. — Naruto!

— Você é a minha irmã! Eu volto para o manicômio, sofro tudo eternamente, mas você não merece isso! Não de novo! Não vai! — berrei, manejando desajeitadamente a arma para cerrar as cordas grossas quando Sakura me puxou bruscamente, abraçando-me.

— Para! A Kaya não quer isso! — gritou a Haruno, estando tão desesperada quanto eu. — Você precisa ser forte!

Kaya deixou as lágrimas rolarem por suas bochechas róseas, um sorriso de agradecimento a Sakura despontando em sua face.

— Você não vai voltar para o manicômio... — sussurrei sendo seguro por Sakura. — Não vai ser... Não vai...

Kaya engasgou com o próprio choro.

— Eu estou pronta para isso — disse respirando fundo. — Preciso que você também esteja.

Não. Eu não estava pronto para perdê-la.
 

 

♠ ♠ ♠

 

 

Sakura pegou os pacotes que continham nosso almoço. Me entregou um deles, que mesmo contra minha vontade aceitei. Sentamos na grama aos pés dos postes onde Sasuke e Kaya estavam amarrados.

O Uchiha permaneceu irredutível, como uma estátua de mármore sem demonstrar qualquer sentimento. Seus olhos se encontravam fixos em um ponto distante, provavelmente além de nós, na tentativa inútil de controlar sua inevitável fome.

Sakura fitou Sasuke, mexendo o lámen com os hashis, sem colocá-lo na boca.

— Diga alguma coisa — falou ela bruscamente, ignorando completamente a carranca do Uchiha.

Sasuke a encarou com certo desdém.

— Dizer o quê?

— Que vai sentir falta de nós, por exemplo — ironizou Sakura, ainda mexendo em sua comida.

— Sasuke não nos considera, Sakura — disse com rispidez, apenas encarando o lámen. — Para ele somos perda de tempo.

A rosada bufou, se colocando de pé. Pegou um dos sais no chão e avançou contra o Uchiha.

— Nós somos uma perda de tempo para você? — colocou o sai contra o pescoço de Sasuke, o que me fez ficar boquiaberto. — Sério? Ainda cultiva algum tipo de Rei na Barriga? — sua arma se direciona ao estômago de Sasuke. Ele permaneceu com um olhar frio e a expressão dura. — Pois saiba que você é um merda. Nós somos merdas. Estamos no mesmo buraco. A diferença é que você afundou mais desde o começo dessa manhã! Acho injusto Kaya estar destinada a coisas piores que você! Deveria sofrer tanto quanto ela, para entender que o mundo não gira ao redor da porcaria do Clã Uchiha!

— Sakura! — alertou Kaya.

Sasuke parecia prestes a cuspir fogo contra a Haruno, mas tudo que fez foi encará-la. Eu estava pronto para defendê-la caso ele de alguma maneira se libertasse e tentasse feri-la. Mas, surpreendentemente, Sasuke suavizou sua expressão.

Sakura recuou o sai, parecendo confusa por um segundo.

— Você nem ao menos se abala! — irritou-se ela, afastando-se dele.

— Você perde seu tempo achando que vai honrar seu clã algum dia. Eles estão mortos! — gritou Sakura, e naquele momento vi que suas palavras tinham sido duras ao ponto de afetar Sasuke.

Ele pareceu se distanciar mentalmente da discussão. Sua expressão ficou repentinamente carregada.

— Então trate de dar valor ao que você tem agora! Uma nova família. — Sakura tornou a sentar-se na grama cutucando o lámen com os hashis de maneira intensa. — Afinal eu não cozinhei à toa por todo esse tempo que moramos juntos!

A situação poderia ser trágica, mas foi inevitável não rir. Kaya fez um barulho na tentativa de controlar a risada, o que me fez soltar o riso instantaneamente. Quando me dei conta, até Sasuke tinha deixado escapar um sorriso.

— A comida vai esfriar se vocês não comerem — Kaya comentou depois que mergulhamos mais uma vez no silêncio com os fantasmas das risadas.

— Não consigo comer com tudo isso acontecendo — Sakura falou em tom sério.

Pensei por um momento com o olhar fixo no lámen praticamente frio aquela altura.

— Que se dane — coloquei-me de pé e caminhei até Kaya, juntando lámen nos hashis e estendendo até a boca dela.

— Naruto! — Ela exclamou e aproveitei para enfiar a porção de macarrão dentro da boca dela.

— O que você tá fazendo? Enlouqueceu? — Sasuke franziu o cenho.

Sakura abriu a boca para questionar, mas ao invés disso sorriu e ficou de pé também.

— Pense nisso como se fosse sua última refeição — Ela disse a Sasuke com um sorriso debochado.

Sasuke a fitou por um segundo.

— Eu não te ajudei. Quando você foi derrotada hoje...

Sakura apertou o hashi com mais força que o necessário, eliminando um suspiro por entre os lábios para (aparentemente) se acalmar.

— É melhor comer antes que esfrie.

— Está surda? — Sasuke murmurou entre os dentes com aspereza. — Eu não queria te salvar! Não quis te ajudar!

— Você quem vai ficar sem todos os sentidos se não comer logo, inferno! — Sakura foi tão rude quanto o Uchiha. Um olhar bastou para que ambos trocassem inúmeras e mortíferas farpas. Temi que um combate mortal se instalasse, mas Sasuke meramente abriu a boca relutantemente derrubando as muralhas do seu orgulho.

Foi um tanto estranho observá-lo receber comida de Sakura. E foi ainda mais esquisito observar a bruta rosada lhe dar comida... Na boca. Ao encarar Kaya, percebi que a mesma estava tão perplexa quanto eu.

Aparentemente algumas coisas haviam mudado temporariamente durante aquela prova. Mas não pude deixar de sentir meu peito cada vez mais apertado.

Ao mesmo tempo em que parecia que nossos laços estavam prestes a se unir relativamente, pareciam prestes a se romper por definitivo. Tínhamos convivido no Manicômio Hashiro e depois em uma casa em Konoha por vários meses até completarem anos. E naquele momento, estávamos sendo separados.

Mesmo que Sasuke fosse um tanto orgulhoso, Sakura um completo poço de humor negro e Kaya uma mistura de inocência e impulsividade, eu não conseguia imaginar um lugar mais aconchegante para estar. Não éramos o time mais comum, mas de alguma maneira nos entendíamos.

Uma lágrima rolou por minha bochecha, seguida de outra. Droga. Eu não deveria estar chorando. Sequei rapidamente com as costas da mão, sendo firmemente observado pela minha irmã. Kaya nada disse, e agradeci com o olhar enquanto lhe servia mais um punhado de lámen.

— Então...

Estaquei de imediato. Sakura fechou os olhos e virou-se. Permiti que os hashis caíssem dentro do pote de papelão, minha mão e meu íntimo congelando pouco a pouco.

Kakashi estava parado às nossas costas, tão sorrateiro e abrupto que não tive chance de ouvi-lo.

— Vocês não conseguem nem ao menos obedecerem às ordens.

Cerrei os punhos e lancei o pote vazio de papelão aos pés de Kakashi. Ele me fitou seriamente com o único olho.

— Cansamos de ouvir suas ordens! Você é como um dos líderes do Manicômio Hashiro: queria apenas jogar com nossas mentes não é? Ver nós abandonarmos uns aos outros à própria sorte! Estou farto disso! Farto de fazer escolhas egoístas! Se quiser me lançar no manicômio novamente eu aceito! Fiz essa escolha! Ajudei minha irmã — apontei freneticamente para Kaya, completamente descontrolado. — Ajudei Sasuke! E ajudaria Sakura se fosse preciso!

Kakashi semicerrou os olhos para mim, em seguida voltou-se para Sakura.

— E você garota? O que tem a dizer sobre isso?

— Já que vou para o manicômio — deu de ombros, pisando firmemente no gramado até estar frente a frente com Kakashi. — Não vamos abandonar nosso grupo! Saímos do manicômio juntos e vamos voltar para lá juntos! Você é pior que um saco escrotal cheio de merda dos pombos!

Houve um minuto de silêncio, em que Kakashi permaneceu irredutível. Então sua postura tornou-se leve, algo que me deixou completamente irritado. Ele deveria estar calmo porque poderia nos lançar às mais intensas torturas novamente. Para sempre.

Ele deixou escapar uma risada. Seu único olho se fechou, demonstrando que por debaixo daquela máscara ele estava sorrindo.

— Do que está rindo? — Kaya questionou irritada.

Kakashi parou diante de nós.

— Vocês passaram no teste.

Permaneci encarando o sensei sem piscar, a raiva dando lugar à confusão suavemente.

— O quê? — Sasuke exclamou com um semblante carregado de dúvidas.

— Vocês passaram! Mostraram que são um time de verdade. Mostraram que são um grupo unido. Todos os alunos que chegaram até aqui obedeceram minha ordem final e por isso os eliminei. Eles não se arriscaram para ajudar o colega de equipe, e fariam o mesmo em uma missão mortal. Para se tornarem ninjas, é necessário haver parceria. É necessário que se tornem uma família. E vocês, ao contrário de todos os outros, provaram que são capazes disso.

Ao contrário do que havia imaginado, aquele era o verdadeiro começo para nós. Para todos nós. Não era o fim. Naquele pôr do sol pude constatar que o Time Sete existiria, e que estávamos completamente libertos do poder do Manicômio Hashiro e dos traumas que havíamos vivido até então.


Notas Finais


VÍDEO FALANDO SOBRE A FANFIC: https://www.youtube.com/watch?v=TplQlg2s0Ew

.
.
.
♠ Venha conhecer meu mundo nerd:
Canal Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCP-IN-gUaGpr5gd8GbCCcDA
Instagram: https://www.instagram.com/sintonianerd/
Fanpage: https://www.facebook.com/canalsintonianerd/?fref=ts

♠ Meus outros perfis:
Nyah: https://fanfiction.com.br/u/147031/
Whattpad; https://www.wattpad.com/user/LiviaMDias


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...