História E se eu ficar? - Capítulo 55


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Amizades, Colegial, Drama, Hentai, Hinata, Ino, Naruhina, Naruto, Neji, Nejiten, Romance, Sai, Saino, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Tenten
Exibições 216
Palavras 1.228
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi seus lindos!
Tudo bem com vocês?
Eu espero muuuuuito que sim!

Enfim saiu capítulo novo!
Sei que demorei para postar, mas estou em semana de prova... Então, fica difícil. Me desculpem.
Mas eu consegui! Pelo menos esse capítulo!
E é provável que o próximo capítulo saia sexta, sábado ou domingo. Enfim, é um desses dias!

Mas, chega de enrolação...

BOA LEITURA! ^-^

Capítulo 55 - Um ursinho!


 

E se eu ficar?

Capítulo 55 - Um ursinho!

Escrito por: Hana28

A sala estava cheia de crianças, Boruto começou a andar pela mesma. Todos brincavam à sua volta. Assim que o garoto voltou para o corredor onde estava antes, avistou as mesmas pessoas que vera na sala da qual tentou espiar, da última vez. A mulher mais velha, estava acompanhando o casal até a porta central, ( a que leva para à rua ) os mesmos levavam a bebê no colo, junto com uma bolsa. Assim que a mulher fechou a porta, foi indo em direção à sua sala, e no cominho, acenou para Boruto, que acenou de volta, mesmo sem conhece-la. O loiro seguiu o corredor até o quarto no qual havia acordado. Abriu a porta e um menino, mais ou menos de sua idade, saiu de lá, levando alguns brinquedos nas mãos. Entrando no quarto, fechou a porta e encaminhou-se para a sua cama. Ao deitar e fechar os olhos, ouviu a porta do quarto sendo fechada e rapidamente abriu seus olhos. Ao seu lado, estava uma menininha, de cabelos curtos e azuis escuros, com olhos da mesma cor, mas mais claro. Usava a mesma roupa que o loiro e carregava um ursinho de pelúcia marrom. Ela fazia Boruto se lembrar muito de alguém, mas não sabia de quem.

-O que está fazendo aqui? - Perguntou a menina.

-Como assim? - Perguntou Boruto, sentando-se na cama.

-As crianças estão indo almoçar, devia fazer o mesmo. - Disse ela indo em direção à porta do quarto. -Mas não se esqueça de fazer a sua missão!

-Missão? - Franziu a testa.

-Sim. Não vai me dizer que esqueceu? - Boruto Sorriu de lado e passou a mão em sua nuca. A garotinha bufou. -Você tem que encontrar os gêmeos! Não se esqueça, não vou dizer de novo!

-Tá bom, tá bom... - Disse ele voltando a deitar-se na cama. -Espere aí! O que? - Ele olhou para a porta e a menina não estava mais lá. Ela havia sumido. -Pra onde ela foi? - Se Perguntou. -Como assim gêmeos?!

 

-Por que você nunca me contou que é órfão? - Perguntou TenTen.

-Você nunca perguntou... - Respondeu Sai.

-Como você sabe? - Perguntou a garota, voltando-se para o menor, Boruto não respondeu, apenas encarava a parede. -Boruto! - O garoto voltou para o mundo real.

-O que?

-Como você sabe? - Perguntou TenTen.

-Eu... Na verdade, eu não sabia. Eu apenas... Senti que tinha alguma coisa...

-Isso não pode ser verdade... Pode? - Perguntou Sai.

-Não. Quero dizer, pode... Ah, não sei mais...

-Só tem uma forma de descobrir... - Disse Sai.

 

Um carro grande e cinza estacionou em frente à uma casa enorme. Sua decoração - por fora - já estava desbotando.

-Então foi aqui que você viveu quase toda sua vida... Que não é tão longa assim... - Disse Neji.

-Foi...

-Então vamos logo! O tempo é curto! - Todos avançaram para a porta central da casa. Sai tocou a campainha, e em seguida, uma mulher, já idosa, atendeu a porta. Olhou diretamente para Sai, reconhecendo-o.

-Ai meu Deus! Sai? - Perguntou ela.

-Senhora Yamamoto? - Disse Sai. -Não sabia que ainda estava trabalhando aqui...

-Não gosto de deixar minhas crianças sozinhas... - Disse ela, dando um abraço rápido, mas apertado no garoto. -Vejo que trouxe amigos.

-É, trouxe sim.

-Entrem! Entrem ' crianças '! - Disse a senhora. Boruto foi o último a entrar, e passando pela mulher, a reconheceu. Arregalou os olhos e abriu a boca, mas rapidamente, disfarçou.

-O que devo a honra de sua visita? - Perguntou ela, arrumando seu óculos e voltando a olhar para Sai.

-Bem, nós descobrimos uma coisa, e gostaríamos de ter certeza, se é verdade ou não.

-E como eu poço ajudar?

-Precisamos dar uma olhada na minha certidão de nascimento - a mulher franziu a testa -, ou qualquer documento que tenha de quando eu vim pra cá.

-Bom, eu não sei se ainda temos, até porque, faz algum tempinho, não é mesmo... Mas, me acompanhem, talvez eu ache alguma coisa... - Disse ela seguindo até uma sala. Antes de entrar na sala, TenTen olhou para trás, e lá estava Boruto, espiando a sala que havia na frente.

-Boruto! - Chamou ela, o garoto afastou-se da porta e foi até ela.

-O que foi?

-O que pensa que está fazendo?

-É que... - Ele tentou se explicar, mas ela o interrompeu, o empurrando para dentro da sala onde estavam os outros.

A sala não era muito grande, tinha um papel de parede vermelho, sem muitos detalhes, duas estandes cheia de livros, uma mesa com algumas gavetas e uma cadeira de couro, atrás da mesma. Haviam alguns vasos de flores espalhados pela sala, e alguns quadros de variáveis tamanhos, pendurados nas paredes.

Acharam a certidão de nascimento, que estava entre várias outras, que eram de outras crianças. Mas a certidão continha apenas os dados de Sai, não havia nada se quer sobre TenTen.

-A senhora sabe se veio outra criança pra cá, no mesmo dia que eu? - Perguntou Sai.

-Bem, não sei dizer. Eu não trabalhava aqui ainda, quando você veio para cá. - Respondeu a senhora. TenTen e Sai se entreolharam, pensativos.

-Eu tive uma ideia! - Disse TenTen, chamando a atenção de todos. Retirou a certidão das mãos de Sai e o leu. -Hospital Saint Peace, ( escolhi um nome aleatório ) é pra lá que vamos.

 

-Então, à sua ideia, é falar com a enfermeira Aiko? - Perguntou Sai.

-Sim, ela estava lá, na hora do seu parto, deve saber alguma coisa... - Disse TenTen. Os dois - Neji ficara com Boruto, no carro - entraram no hospital e foram direto para a recepção.

-Licença - Disse TenTen -, a enfermeira Aiko Tanaka está?

-Está sim.

-Podemos falar com ela? - Perguntou Sai. A recepcionista assentiu.

-Vou chama-la, só aguardem um pouquinho. - Disse ela.

-Obrigada. - Disse TenTen. Os dois encaminharam-se para os bancos e se sentaram. Em pucos minutos, uma mulher se aproximou.

-Vocês que queriam falar comigo? - Os dois se levantaram.

-Sim. Nós gostaríamos de falar com a senhora.

-Claro, mas a conversa não pode ser muito longa, pois estou no horário do meu expediente, sabem como é... - Disse a enfermeira, a mesma vestia seu uniforme e levava uma prancheta com alguns papéis nas mãos.

-Claro, nós entendemos... Mas é uma coisa importante...

-Podem falar, sou toda ouvidos... - Disse ela checando alguns papéis da prancheta.

-Bem, à um tempo atrás, você ajudou no parto de uma moça, no caso, a minha mãe... - Começou Sai.

-São muitos partos... - Disse ela sem tirar os olhos das folhas. -Qual era no nome da moça? Talvez eu lembre...

-Pois então... Esse é o problema, não sabemos... - Disse TenTen.

-Como assim?

-É que eu não conheço ela...

-Então, quão seu nome, deve estar em um dos milhares de registros que tem aqui... - Disse ela indo até o balcão da recepção.

-Meu nome é Sai... - Disse ele. -E essa é... - Ele foi interrompido.

-TenTen...? - Disse ela, baixo, para si mesma, mas à ouviram.

-Isso mesmo... - Disse a garota. A enfermeira virou-se para eles, de olhos arregalados.

-Eu não acredito! - Disse ela. Os dois se entreolharam e depois para a enfermeira. -Não pode ser!

 

 

Continua...


Notas Finais


E aí? O que acharam?
Quero muito saber a opinião de vocês!

Bem, até o próximo capítulo!

Kiss de nuttela

E

Falooou! *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...