História E se eu ficar? - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shizune, Temari, Tsunade Senju
Tags Drama, Josei, Naruhina, Naruhina Romance, Naruto, Revolução Naruhina, Romance, Sasusaku, Shikatema, Shoujo
Exibições 412
Palavras 2.208
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ecchi, Ficção, Hentai, Josei, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, minna-san! <3

Primeiramente quero pedir mil desculpas por ter atrasado tanto assim o lançamento do capítulo. A verdade é que as últimas semanas foram muito corridas, tanto na faculdade quanto nos estágios. Quando eu finalmente consegui um tempinho pra escrever, acabei travando e aí eu me desesperei rsrs. >< Mas tudo que eu precisava era sentar com calma mesmo pra escrever e acabou dando certo.
Também quero agradecer a todos vocês que estão sempre acompanhando, comentando ou favoritando! Estamos com 104 favoritos e eu estou SUPER feliz! Muito obrigada a todos vocês, vou me esforçar pra não deixar mais de atualizar por tanto tempo. ♥♥♥♥♥♥
E, por último, acho que vou conseguir organizar melhor o tempo se ficar postando aos sábados, tudo bem? Então próximo sábado já vai ter capítulo novo! ;)

Enfim! Sem mais delongas, espero que gostem e boa leitura! *-* ♥

Capítulo 10 - Mais perto de você


Fanfic / Fanfiction E se eu ficar? - Capítulo 10 - Mais perto de você

#POV NARUTO

 

Acredito que não consegui esconder a felicidade estampada no meu rosto naquele momento. Hinata estava sendo anunciada como futura rainha de Konoha e, consequentemente, minha futura esposa. Jurei para mim mesmo que me esforçaria ao máximo para conquistar seu afeto, o importante era saber que ela estava disposta a tentar. Não vou me permitir falhar nessa missão.

O beijo agora há pouco foi uma prova de que isso não será impossível. Talvez lá no fundo ela já sinta algo e eu não vou desistir até que todas as minhas forças estejam esgotadas. Agora que o Sasuke já não é mais problema, tenho certeza que será bem mais fácil fazê-la se apaixonar por mim.

A salva de palmas depois do anúncio me fez acordar e me dei conta de que não deveria ter encarado a Hyuuga por tanto tempo. Olhei para o público e falei para todos que a festa deveria continuar, e foi quando as pessoas se dispersaram pelo salão.

Não consegui levar a perolada para a varanda novamente, pois logo em seguida ela foi levada por Tsunade para ser apresentada a alguns nobres mais ilustres. Fiquei apenas com minha cara de bobão esperando uma brecha que me possibilitasse levar Hinata para longe dali.

 

O baile continuou em andamento, no entanto, mesmo depois de um tempo, ainda não conseguia encontrar uma oportunidade de conversar com minha noiva. Irônico, não? Todos a cercavam e conversavam, menos eu que mais preciso. Sobrou-me como companhia somente o velho Shikamaru com suas piadinhas de sempre.

- E então, conseguiu se declarar para sua amada?

- Sim... - Respondi pensativo.

- E ela, o que respondeu?

- Na verdade, ela não me respondeu ainda... - Lembrei que interrompi sua fala com o beijo - Meio que não deu tempo, sabe? - Sorri desconcertado e notei que, enquanto conversava comigo, o moreno não tirava os olhos de uma moça presente ali.

- Não se preocupe, - ele deu uma pausa enquanto tomava um gole de vinho - Se ela voltou é porque sente algo por você. Mesmo que ela não tivesse ficado com o tal do Sasuke, ainda teve a oportunidade de ir embora e voltar para o clã Hyuuga. E ela não o fez, certamente teve um bom motivo para isso.

Faz sentido. Ainda assim, sei que Hinata não tem o melhor relacionamento do mundo com o pai, talvez por isso ela tenha voltado. Sem contar que esse casamento é um compromisso não só dela, mas de seu clã. E eles não a receberiam de volta de braços abertos, caso ela fugisse. Pior ainda se você considerar que o clã Hyuuga é um dos mais tradicionais do reino. Enfim, se pensar bem, não falta motivos para seu retorno ao palácio, mesmo que não tenha nada a ver comigo.

Enquanto pensava em todas essas questões, Shikamaru encarava intensamente a loira que se encontrava no lado oposto do salão.

- Por que não fala logo com ela? - Perguntei dando-lhe uma cotovelada.

- Você sabe quem ela é? - De repente, ele pareceu bem animado.

- Claro que sei, seu idiota. Ela é a Temari, irmã mais velha do Gaara, imperador do país de Sunagakure.

- Neste caso, é melhor nem arriscar! - Ele bufou - Seria irritante ter que levar uma surra de um imperador.

- Mas não era você quem estava bancando o sábio conselheiro agora há pouco?

- Com você é diferente. Você é o príncipe de Konoha e Hinata, sua noiva. Além disso, perderíamos a conta de quantas garotas são dispostas, só aqui no baile, a ficar com você.

- Que conversa é essa? Elas estariam dispostas a suceder o trono, não estão interessadas na pessoa de Naruto. Sem contar que você não é um zero à esquerda, é meu braço direito e a pessoa mais inteligente do reino! Ela seria louca se te dispensasse.

Ele baixou a cabeça e riu.

- Quem sabe eu possa convidá-la para dançar...

- Então, te vejo depois! - Acenei sorrindo e observei Shikamaru aproximar-se de Temari.

 

Depois de uma ou duas horas, o baile finalmente terminou. Subi as escadas e passei correndo pelos corredores, pois sabia que em breve encontraria a perolada no quarto e não queria deixá-la esperando.

Adentrei o local e o observei vazio. Lembrei que, ainda ontem mesmo, eu chorava desolado pensando que nunca mais a veria novamente. Foi um dia realmente desesperador e, ao mesmo tempo, tão prazeroso… Pude abraçá-la e dormir ao seu lado pela primeira vez (com seu consentimento, quero dizer). Sorri por causa dos meus pensamentos e me deitei observando o teto. Não demorou muito para que eu ouvisse o som da se porta abrindo e, então,  levantei de súbito na esperança de que fosse a pessoa que tanto aguardava.

- Naruto… Oi. - Hinata parecia surpresa por me encontrar no quarto e instantaneamente seu rosto ficou corado. - Não sabia que você já tinha subido.

- Eu resolvi me retirar assim que o baile acabou, já não estava muito animado em continuar lá. - Respondi enquanto me aproximava e segurava sua mão. - Não consegui conversar com você novamente, então não tinha mais graça.

Ela desviou o olhar e parecia ainda mais corada, se é que isso era possível.

- Naruto… T-tem algo que eu preciso dizer…

- Estou ouvindo…

- Sobre hoje… S-sobre o que você disse, eu preciso contar o motivo pelo qual eu decidi ficar. - Ela levantou o olhar e me fitou intensamente - Eu percebi algo mais durante essa viagem e pude ter uma visão clara dos meus sentimentos… Naruto, eu também te amo. Eu tive medo de falar isso antes porque achei que você não queria esse casamento, eu achei que você tinha me ajudado a encontrar o Sasuke para poder me mandar para longe e se livrar do compromisso. Me desculpe por duvidar das suas intenções! - Lágrimas começaram a dar sinal de que cairiam de seus olhos – Acho que desde aquele momento em que você se ofereceu para dormir no chão, ainda na minha primeira noite aqui no palácio, se tornou alguém importante para mim. E depois vieram tantos outros momentos onde eu pude te conhecer melhor e notar a pessoa maravilhosa que estava ao meu lado... De início, eu tive medo de que você me rejeitasse, mas eu estava tentando juntar toda minha coragem para também me confessar esta noite. Para te dizer o quanto eu te am...

Mais uma vez na mesma noite, ela não conseguiu terminar sua fala, pois rapidamente a tomei em meus braços e beijei seus lábios intensamente. Não queria pensar sobre nada, só queria aproveitar aquele momento que sequer parecia real. Me senti como se precisasse segurá-la, pois logo acordaria daquele sonho e ela não estaria mais lá. Eu precisava sentir que era verdadeiro e essa era a única maneira.

Hinata correspondia ao beijo de forma que o mesmo foi se tornando cada vez mais urgente. Dei uma leve mordida em seu lábio inferior e foi quando nossas línguas passaram a dançar em sintonia enquanto revezavam as bocas. Eu segurava em sua cintura cada vez mais forte e puxava a azulada cada vez mais para mim. Suas pequenas mãos acariciavam meu rosto até que chegaram ao meu cabelo e passaram a segurar os fios com força. Infelizmente, nosso corpo pedia pelo oxigênio que faltava e, por isso, tivemos que parar o momento.

- Hinata... Você poderia repetir o que disse? - Perguntei sem jeito.

- Como assim?

- Quando você falou que me ama... - Dessa vez, eu que desviei o olhar envergonhado.

Ela esboçou um leve sorriso.

- Eu, Hinata Hyuuga, amo você, Naruto Uzumaki.

Definitivamente aquilo não poderia ser real. Segurei Hinata pela cintura e girei seu corpo no ar em um abraço bem mais forte que o anterior. Consegui ouvir suas risadas e senti seu rosto apoiado em meu ombro. A felicidade era tão grande que meu coração poderia explodir naquele momento!

Quando a soltei, percebi que a Hyuuga continuava corada e agora olhava para baixo tentando desviar o olhar. Foi quando me dei conta do tamanho da minha sorte por tê-la junto a mim. Levantei de leve seu maxilar para que ela me encarasse e disse suavemente:

- Você é linda, sabia?

Depois de dizer isso, depositei um beijo casto em sua testa, ao passo em que desci para a ponta do nariz, as duas bochechas e, por fim, a ponta de seu queixo. Como se fosse instintivamente, o perfume que emanava da região de seu pescoço atraiu minha atenção e sua pele macia tornou-se irresistível para mim.

No momento em que beijei seu pescoço pela primeira vez, Hinata emitiu um som baixo que mais parecia um gemido. Aquilo fez meu membro, que até então estava “sob controle”, pulsar e enrijecer. Tomei seu corpo em meus braços, puxando-a a fim de extinguir a distância que havia entre nós, pois a sensação que sentia era como uma extrema necessidade de contato, eu precisava tê-la mais e mais perto de mim.

Afastei levemente uma das mangas de seu vestido e beijei seu ombro seminu. Sua pele era macia e perfumada, notar esse detalhe levou-me a um delírio repentino. Foi quando voltei os meus lábios para os dela selei novamente um beijo intenso. A Hyuuga correspondia sem relutância a todos os movimentos feitos por mim, o que me deixou bem mais confiante. Parei o beijo e, ofegante, levei a perolada para a cama em meus braços. Soltei-a delicadamente sobre a superfície macia.

Ao vê-la daquela forma, uma espécie de corrente elétrica atravessou meu corpo de forma feroz. Seu rosto estava extremamente corado e seus olhos denunciavam o quanto ela também me desejava. Ao mesmo tempo, eu sentia que meu membro estava desesperadamente em busca de liberdade e parecia cada vez mais duro. Deitei-me na cama e me apoiei ao seu lado enquanto beijava seu pescoço e, com uma das mãos, comecei a percorrer seu corpo passando por sua barriga até chegar em seus seios fartos. Hinata soltou mais um gemido.

- Naruto... - ela disse ofegante. - Eu acho que estamos indo rápido demais, não é?

Tive que recobrar a consciência, pois talvez aquilo fosse mesmo muito repentino para ela. Quero dizer, não que não seja repentino para mim também, afinal, eu nunca fiquei tão próximo de qualquer outra garota antes disso. Tudo que sei devo a alguns livros que acabei lendo apenas por curiosidade e, convenhamos, na prática nada é tão simples quanto parece.

Afastei-me um pouco de Hinata e desviei o olhar, mas continuei deitado ao seu lado.

- Todas essas sensações também são novas para mim... - respondi envergonhado. – Então eu compreendo se você quiser levar as coisas mais devagar, não tem problema.

Ela ainda estava corada e uma fina camada de suor cobria sua pele. Hinata virou-se para mim e sorriu.

- Obrigada por ser tão compreensivo... - Dito isto, selou nossos lábios em um beijo rápido.

- E-eu vou tomar um banho, certo? Já está tarde, afinal... - Levantei-me e sorri desconcertado. Precisava sair daquele clima ou poderia surtar novamente.

Já na banheira, fechei os olhos e joguei a cabeça para trás. Que dia, hein? Suspirei e olhei para o teto. Tentei evitar pensar no que aconteceu há minutos atrás, pois não foi fácil fazer meu membro voltar ao normal depois daquilo. Mesmo assim, a imagem da perolada insistia em ocupar todos os meus pensamentos. Tão linda, meiga e gentil... Vai ser quase insuportável ter que me segurar assim perto dela, mas eu vou sobreviver. Sem contar que o casamento já está próximo e logo logo Hinata será minha esposa.

No entanto, mesmo que tenhamos passado a nos gostar depois de nos conhecermos melhor, a ideia de que o casamento fora arranjado ainda me incomoda. Não quero que pareça que apenas cedemos à pressão que todos impuseram sobre nós. Se realmente nos apaixonamos, devo fazer isso da maneira certa.

Com essa ideia em mente, terminei minhas higienes e saí do local. Quando voltei para a cama, as luzes já estavam apagadas e Hinata dormia lindamente sobre a cama. Eu devo ter demorado muito mesmo. Observei-a por alguns segundos e pude perceber que ela também havia tomado banho, pois seu cabelo ainda estava um pouco molhado e seu perfume estava bem mais vívido que antes. Além disso, ela vestia a mesma camisola branca que usou em seu primeiro dia no castelo. 

Deitei-me ao seu lado e puxei seu pequeno corpo para perto em um abraço que formava uma conchinha. Uma sensação de conforto invadiu-me e eu sorri apertando-a um pouco mais. Foi quando ela despertou brevemente e disse, ainda de olhos fechados:

- Boa noite, Naruto... Eu te amo.

- Também te amo, Hinata... A propósito, você gostaria de jantar comigo amanhã?

- Claro... - Ela respondeu em um tom quase inaudível enquanto caia novamente em sono profundo.

- Então está combinado. – Depositei um beijo em seu rosto e ela deu um leve sorriso. - Boa noite, minha princesa...

Depois disso, Hinata realmente voltou a dormir. Não demorou muito para que eu também cedesse ao cansaço e caísse no sono, no mesmo tempo em que planejava cada detalhe da noite que viria em seguida. A noite em que eu pediria a Hyuuga oficialmente em casamento.


Notas Finais


Momentos Naruhina everywhere ♥♥♥
E Shikatema, será que vai dar certo? ><

Espero que tenham gostado, minna! Por favor, me deixem saber nos comentários e mais uma vez, obrigada a todos que estão acompanhando! <3

Beijos de luz e até sábado! :* ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...