História E se fosse diferente ? - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Grey's Anatomy
Personagens Arizona Robbins, Calliope "Callie" Torres
Tags Arizona, Callie, Calliope, Calzona, Lésbica
Exibições 156
Palavras 2.749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


E ai pessoas lindas *-*

Gente minha inspiração me inspirou direitinho viu, graças a ela vocês vão ter esse cap que modesta a parte achei muito bom!

Então um bjo na boca para minha inspiração.

Bora ler?

Capítulo 31 - Surpresa e comemoração!


Hospital Seattle Grace

10º de 15 dias

18:25PM

 

E ai Torres, pronta para fazer surpresa para Arizona!? — Mark curioso.

Pronta estou, mas com muito medo dela não gostar muito — Callie apreensiva.

Duvido que ela não vá gostar. O máximo que vai acontecer é ela não ficar saciada e querer te atacar — Mark provoca a amiga.

Não fala isso Mark, se isso acontecer eu não vou resistir... — Callie preocupada.

Resiste sim, pensa no nosso bebezinho ai dentro de você! Ah e só para te lembrar depois que ele nascer são 40 dias de espera, então é bom você se acostumar— Mark.

OMG! Eu vou morrer — Callie dramática.

Ah Torres pode parar de drama, quando ela foi para África você ficou 3 meses sem sexo — Mark.

Claro que fiquei, ela não estava dormindo na mesma cama que eu! Diz se eu dormir na cama com você por 40 dias você consegue não fazer nada? — Callie questiona.

Impossível não fazer nada com você! — Mark.

Nesses 40 dias vou mandar ela ir morar com você, assim eu não preciso me torturar — Callie brinca.

Ai quem vai ser torturado sou eu né?— Mark provoca.

O dia que a Arizona desejar você o mundo acaba! Ela é super lésbica! SUPER! — Callie gargalha.

Nem eu com esse charme todo consigo mudar isso — Mark rindo.

Bom vou para casa, vou enfrentar a onça — Callie suspira.

Boa sorte! Beijo até amanhã — Mark.

Tchau! — Callie.

Apartamento Callie/Arizona

19:15PM

Antes de entrar no apartamento Callie liga para Arizona.

Alô! — Arizona.

Oi amor, já acordou? — Callie.

Já sim, vai demorar muito ainda para chegar? — Arizona ansiosa.

Estou chegando, mas quero que faça uma coisa para me ajudar na surpresa— Callie.

Que coisa? — Arizona toda animada.

Quero que vista uma roupa bem confortável, sexy e pegue o seu notebook e me espera na cama! Pode fazer isso? — Callie.

Notebook? Pra que isso... — Arizona desconfiada.

Só faz o que te pedi, por favor!? — Callie.

 Ok, mas não demora! — Arizona.

Não vou demorar — Callie.

Arizona que tinha acabado de sair do banho veste uma blusa fininha branca e um short curto preto. Ela fica instigada para saber qual é a surpresa que sua mulher lhe ira fazer.

Callie enrola um pouco em frente à porta do apartamento até que cria coragem e entrar sem fazer barulho. Ela percebe o silencio que está no ambiente e se dirige para o quarto de hospede. A morena tranca a porta olhando para cama no qual deixou uma peça de roupa sobe a cama.

Depois de se vestir Callie se acomoda na cama apenas usando uma blusa e uma calcinha, ela pega seu notebook e abre o programa de vídeo chama usando o user “UrsaFaminta”. A latina pega o celular e manda uma mensagem para Arizona.

SMS AMOR — Oi cheguei! A UrsaFaminta está online querendo falar com você!

Arizona olha para a mensagem e por alguns segundos tenta entender o que está acontecendo, porem sem sucesso.

SMS LOIRA — Chegou onde? Online? Me explica isso Calliope...

Callie com um sorriso malicioso nos lábios.

SMS AMOR — Estou aqui no quarto ao lado! Sua ursa está online para fazer uma chamada de vídeo com você!

A loira fica pensativa e curiosa, ela abre o programa e vê que Callie está online.

ARobbins diz: Oi ursa, porque você não vem ficar on aqui na minha cama?

UrsaFaminta:  Oi deliCIA, por que você não liga sua câmera para que eu possa te ver?

Arizona entra no clima de provocação, ela se ajeita de uma forma bem sexy na cama e liga a cam.

Callie está deitada de frente para câmera, onde Arizona tem a visão de seus seios quase saltando pela blusa.

A loira admira sua mulher pela tela e sem perceber morde os lábios demonstrando desejo.

Os olhos negros de Callie percorre o corpo todo de Arizona aumentando sua excitação.

Você está linda, só que eu acho que você deveria vim aqui na cama comigo?! — Arizona quebra o silencio.

Eu quero muito estar na cama com você, mas sei que não vou me controlar, então eu quero que você me imagine ai com você agora! — Callie com tom de voz provocante.

Você quer fazer sexo virtual comigo sendo que podemos fazer real? — Arizona intrigada.

Hoje eu posso ser sua somente virtualmente! Você quer? — Callie firme.

Calliope?! — Arizona a questiona com um olhar.

Não me olha assim, se você soubesse o quanto é difícil ter você do meu lado e não tocar... — Callie suspira.

Deixa eu ver seu corpo inteiro? O que você está vestindo? — pede Arizona.

Callie abre um sorriso, se levanta ajusta a câmera deixando seu corpo todo avista para Arizona analisar.

Gosta do que vê? — questiona a morena.

Amo o que vejo! Quero tocar o que vejo... — responde Arizona.

Você quer me tocar como? — Callie começa a passar a mão pelo seu corpo, ela vai passando as pontas dos dedos pelo seu pescoço até chegar aos seus seios — Assim Arizona? — pergunta à morena.

Arizona está de boca aberta ao ver sua mulher se tocando, ela sente seu corpo inteiro arrepiar, sua respiração começa a ficar irregular — Aperta eles bem forte? Imagina minhas mãos apertando eles do jeito que eu sei que você gosta.

Callie retira sua blusa revelando não usar sutiã, seus seios ficam amostra para excitação de Arizona que parece salivar de desejo. A morena começa a apertar seus seios fortemente, pois é assim que ela gosta que sua mulher lhe toque, Callie sente seu corpo inteiro arrepiar, seus olhos se fecham por alguns segundos e ela solta um gemido de prazer — È assim que você aperta? Arizona parece querer invadir a tela ao ver aquela cena.

 Acho que você está com muita roupa, por que não tira essa blusa que está atrapalhando eu ver seu corpo? — Callie encara a loira.

Arizona se livra rapidamente de suas roupas ficando totalmente nua — Está melhor assim? — questiona com uma voz sedutora.

Está perfeito... Eu quero seu corp... — Callie tenta dizer, mas é cortada.

Eu que quero meu corpo em cima do seu agora! — Arizona encosta na cabeceira da cama seu corpo levemente deitado e o notebook entre suas pernas deixando seu corpo inteiro avista para Callie.

Callie fica admirada com o corpo da sua mulher exposto, ela se perde por uns segundos naquele corpo branco maravilhoso — Arizona? Fecha os olhos e somente escuta o que vou te dizer agora! — Callie pede com um tom de voz baixo e sexy.

Arizona atende ao pedido com um sorriso malicioso em seus lábios.

Callie se aproxima ainda mais da tela e começa a dizer — Se você tivesse em cima de mim nua agora, uma das minhas mãos estaria apertando sua bunda, a outra puxando seu cabelo suavemente. Minha boca iria devorar seus lábios, minha língua brigaria com a sua e venceria. Minhas pernas cruzariam em suas costas enquanto você esfrega a sua vagina na minha. Consegue sentir isso?

Arizona está tocando seu corpo suavemente, é possível ver os pelos de seu corpo todo arrepiado, sua respiração totalmente irregular.

A gente ficaria nessa posição até eu perceber que você iria gozar, pois eu sei o quanto você gosta de me dominar, de me fazer sua mulher. Só que como eu não quero que você goze, eu me viro para cima de você, seguro suas mãos para cima te dominando como se você fosse minha presa. Daria uma chupada no seu pescoço para te marcar, pois você é minha! — Callie vai falando sem conseguir controlar a sua própria excitação. Uma de suas mãos aperta seus seios e a outra está entre suas pernas por cima da calcinha, ela movimenta seu quadril criando contato com seu próprio sexo.

Arizona só consegue gemer com as palavras que Callie vai falando, com sua imaginação é possível sentir tudo o que a morena lhe diz.

Callie continua — Cairia de boca nos seus seios, chupando e mordendo eles — Arizona ouvindo isso aperta seus seios bem fortes, lhe causando uma dor prazerosa e um gemido forte — Aii Calliope... Isso minha gostosa...  Minha mão desliza até o meio das suas pernas, tocaria seu sexo com as postas dos dedos e massagearia ele todo até você pedir para que eu te comesse — Callie.

Arizona ofegante com sua mão tocando seu centro encharcado de tanto tesão pede —  Me come bem gostoso minha gostosa?

Callie da uma risada maliciosa e diz — Arizona! Arizona!

Arizona abre os olhos e morde os lábios — Calliope! Calliope! Me come vai?

A morena se aproxima ainda mais perto da câmera encara Arizona e diz — Ainda não estou convencida! Sussurra aqui no meu ouvi do jeitinho que eu gosto e eu te como!

Arizona fecha os olhos novamente abre bem suas pernas, passa os dedos lentamente em seu sexo e implora para sua mulher — Quero que você me coma como se dependesse disso! Me possua com sua boca! Me faça ser sua! Me faça gozar bem gostoso na sua boca! ME COME VAIII?

Os olhos de Callie ficam mais negros que o normal, ela sente seu sexo pulsar entre suas pernas, ela perceber o quão melada está vendo Arizona implorar para ser devorada, ela continua dizendo — Meus dedos vão passando pela sua vagina, minha boca mordendo seu corpo, suas unhas fincadas nas minhas costas. Eu olho para você e beijo sua boca com desejo tirando seu fôlego.  Coloco dois dedos dentro de você sem avisar fazendo você me agarra...

ISSO CALLIOPE!!! ME COMEEEeee.... — Arizona explode de prazer ao sentir seus dedos dentro de si.

Callie não resiste e começa a massagear seu centro suavemente, mesmo quase sem usar a força a sua excitação está a mil, a ponto de gozar sem menor esforço, mas ela continua — Vou te comendo lentamente, porém forte sinto seu corpo tremer, seus olhos fechados tentando controlar o prazer que está sentindo.

OMG... Calliee estou quase lá... — Arizona incontrolável.

Então PARA! — pede Callie com uma voz firme.

Por favor NÂO! — Arizona choraminga.

Callie — Retiro meus dedos melados do seu centro e os coloco na minha boca, você me olha e diz que quer gozar na minha boca.

Arizona provocante leva seus dedos até sua boca e saboreia seu próprio gosto para desespero de Callie — Está muito gosto, você não quer vim experimentar?

ARIZONA! EU TE ODEIO! — Callie levemente perturbada com aquela cena.

Me faz gozar na sua boca agora?! Eu não aguento mais... — pede Arizona.

Eu vou descendo pelo seu corpo distribuindo beijos e mordida por toda sua pele branca, que agora fica vermelha. Abro bem suas pernas, mordo suas coxas, lambo em volta da sua vagina. Você agarra minha cabeça e a leva até seu centro que está todo melado — Callie vai dizendo.

PORRA!!! TE QUERO AGORA!! — grita Arizona.

Passo minha língua bem no meio delo, começo a sentir seu sabor em minha boca. Você rebola enquanto puxa meu cabelo, eu soco minha língua dentro de você fazendo gritar de prazer. Enquanto minha língua te fode bem gostoso, eu vou massageando seu clitóris assim aumentando seu prazer. Você aperta seus seios, eu fico olhando para você que está se contorcendo de tanto tesão. Aumento o ritmo da minha língua... você puxa minha cabeça mais forte contra sua vagina. Sinto seu corpo pulsar de tão excitada que está — a voz de Callie vai saindo dificuldade, pois ela se perde entre os gemidos de Arizona que parece invadir o quarto.

Não... para... não paraa... — Arizona tenta falar.

Eu paro de te chupar olho para você e digo que seu gosto está delicioso, mas quero sentir seu gozo na minha boca agora! Goza pra mim gostosa? Goza na minha boca? — Callie.

Gozoo, gozoo pra você, em você... CALLIOPE! — Arizona totalmente entregue.

Volto para o meio das suas pernas te fodendo novamente com minha língua bem forte. Sente Arizona... Sente minha língua devorando você! Goza na minha boca agora?! Goza? — Callie.

Arizona percebe seu corpo descontrolar com o pedido de Callie e acaba explodido em um orgasmo intenso — AHH CALLIOPE!! Estou gozz..aaa..ndo.

A morena vendo aquela imagem de sua mulher não consegue controlar seu prazer e acaba gozando também.

Arizona fica desfalecida na cama enquanto é observada por mulher que está toda mole.

Passa alguns minutos Callie cria forças e se encaminha para o quarto onde a loira está, ela sobe lentamente na cama e para sua surpresa é agarrada por Arizona.

A loira não diz nada apenas beija sua morena apaixonadamente, um beijo forte e avassalador. Callie fica sem ar e se afasta — Achei que estava dormindo!

Achou errado! Que vontade de beijar essa boca que eu estava... Agora vem dormir de conchinha comigo que eu estou exausta — Arizona manhosa.

Gostou da surpresa? — questiona Callie abraçado a loira.

Amei! Mas você sabe que isso não resolve nossa situação!? — Arizona com uma voz sonolenta.

Mas dá para aguentar por mais 5 dias ok? —Callie se aninha ao corpo de sua mulher.

OK! — Arizona.

O silencio toma conta do quarto e as mulheres dormem profundamente.

 

Consultório da Dra. Mônica Brener

15ª de 15 dias

9:55 AM

 

Drª Mônica amigável — Como está o casal mais lindo que já conheci?

Callie sem muita intimidade — Estamos ótimas né querida?

Arizona simpática — Estamos muito bem!

Drª Mônica — Vi que não precisaram de mim durante esses dias...

Callie interrompe — Eu disse que não precisaríamos.

Arizona tenta manter o clima amigável — Drª podemos fazer o exame logo? Eu não aguento mais de ansiedade!

Drª Mônica olha para Arizona com os olhos brilhando — Claro que sim! Callie vamos deitar ali na maca e fazer o ultrassom.

Callie — Antes de fazer o exame, pode chamar o Mark para entrar também?

Drª Monica — O doador?

Arizona — Ele também vai ser o pai da criança, então é importante que ele esteja aqui!

Ok, vou ligar para a recepcionista liberar ele — Drª Mônica.

Callie já está deitada na maca quando Mark entra na sala — Aconteceu alguma coisa? A moça pediu para entrar...

Esta tudo bem Mark, só queremos que você participe desse momento — Arizona explica.

Ufa! Então vamos lá! — Mark sorri para Callie.

Drª Mônica — Callie antes de começar eu quero que esteja ciente que essa é a sua primeira tentativa e pode ser que não tenhamos sucesso...

Arizona segura na mão de sua mulher que responde — Estou preparada, pode fazer o exame.

Drª Mônica — Ok! Vamos ver então...

A médica vai olhando no monitor enquanto o aparelho percorre a barriga de Callie. Arizona como pediatra já consegue ver que tem algo no monitor e não consegue controlar as lagrimas, ela aperta a mão de Callie que se assusta — O que foi meu amor? Porque choras? — questiona a morena.

Antes que Arizona possa responder a Drª liga o auto falante do monitor e diz — Ouça o coração do filho de vocês!

Mark não contem a emoção e começa a chorar agarrando os pês de Callie.

Callie está incrédula e paralisada com tanta felicidade — É serio? È o meu bebe? È o nosso filho Arizona?

Arizona só consegue balançar a cabeça de forma positiva, pois as lagrimas se junta ao seu sorriso de felicidade.

Drª Mônica — Parabéns a família, agora é só fazer todo o acompanhamento e logo esse pequeno ser vai estar entre nós!

 Mark vamos ser pais! Mark!! PAIS!! — Callie radiante.

Torres eu estou tão feliz! Você não pode imaginar o presente que você me deu... — Mark emocionado.

Mark você que deu um presente para nós — diz Arizona abraçando o loiro.

Agora vamos comemorar ao melhor estilo — Callie animada.

Drª Mônica — Nada de álcool.

Que álcool, eu quero um hambúrguer com batata frita e minha sobremesa favorita! — vibra Callie olhando para Arizona.

Mark entende o recado e consegue apenas sorrir.

Drª Mônica curiosa — Estou vendo que já está tendo desejos, que sobremesa é essa?

Callie implicante — Uma que você nunca vai comer, o máximo que vai fazer é olhar!

Arizona envergonhada — Calliope! Drª obrigada pela atenção, voltamos para a próxima consulta.

Drª Mônica — Ok, vou ficar no aguardo.


Notas Finais


E ai o que acharam?

Cometem s2

Ps: Sorry pelos erros de português!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...