História E se fosse verdade? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 89
Palavras 787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Se acharem que os capitulos estão ficando longos ou curtos de mais, me avisem nos comentarios. Bao leitura :3.

Capítulo 2 - Ira dar tudo certo!


Fanfic / Fanfiction E se fosse verdade? - Capítulo 2 - Ira dar tudo certo!


 Segui para a sala, onde meus pais estavam assistindo TV e tomavam café da manhã, enquanto minha irmã fala ao telefone com o namoradinho pateta dela, sinceramente, tenho dó desse menino, ela o trata muito mal e ele ainda faz de tudo por ela.

 Reviro os olhos e me sento pra esperar a bonita que estava com tanta pressa. 

 - Não vai comer nada?  ~Pergunta minha mãe.~

 - Não mãe, não vai dar tempo. 

 - Acho melhor você comer algo, já que até você chegar la, vai demorar um pouco. 

 - Se for ver por esse lado, é melhor mesmo. 

 Ja que Lana vai ficar no celular com enrolação, eu vou é comer mesmo. Fui para a cozinha e esquentei um pão com manteiga na sanduicheira e bebi leite com nesquik, amo nesquik é a minha bebida favorita. Terminei meu café, passei pela sala e vejo ela ainda no celular, aproveitei e escovei novamente meus dentes e retoquei meu batom. 

L - Ta bom, amor... Vou levar ela la e depois passo ai então.

 Escuto minha irmã terminar a conversa e não passa um segundo ja ouço ela me gritar.

L - MAYARAA

 Ja vou de encontro a ela com aquela cara, a melhor cara de bunda que eu podia ter naquele momento.

L - Vamos logo porque não tenho o dia todo pra você não.

 - É . 

Respondo em um tom ironico, enquanto me despeço dos meus pais. 

 - Tchau filha, ve se não estraga tudo, essa é uma boa oportunidade de emprego. 

 - Ta bom, Papai.

 Lana e eu entramos no carro e fomos em direção a empresa que eu iria fazer minha entrevista, eu estava muito anciosa, com certeza isso é o que eu esperava ja por algum tempo.  A empresa ficava a quase duas horas da minha cidade. Mas com certeza valeria a pena ir até la, eu estava confiante. 

L - Quero só ver se você não vai estragar tudo mesmo, você sempre estraga. Você estava em um otimo emprego, não sei porque foi sair. Aaa é esqueci, você queria tempo pra estudar seu coreaninho não é? 

 - Lana? Porque você é assim? Porque implica tanto com as coisas que faço? Caramba, você sabe muito bem que eu queria me dedicar melhor a faculdade, e sim eu queria muito ter tempo pra estudar coreano, e tenho certeza que se eu não tivesse estudado eu não iria fazer essa entrevista agora. 

 - Você ja estudou Inglês e Espanhol, não tinha o porque de você estudar isso também, você só quis estudar coreano por causa desses meninos, eu aposto. 

 - Como não? O embuste, esqueceu que pra ser uma interprete eu tenho que falar varias linguas? Vai tomar conta da sua vida e me deixa. E se eu quis aprender por causa deles qual é o problema? 

L - Nenhum, só acho que você sonha de mais e acaba perdendo tempo. 

 Não falo nada e fico olhando para janela do carro. Só consigo pensar no quanto quero realizar todos os meus sonhos e depois esfregar na cara dela e de todo mundo que duvidou de mim. Eu queria colocar meus fones e ir o caminho todo ouvindo musicas, mas estava com medo da minha bateria acabar, ja que ela não estava completa. E vai que eu acabo precisando do celular mais tarde.

 Seguimos o caminho todo em silencio. 

--------*

L - Maya, acorda, ja chegamos.

 - Ata, você vai me esperar? ~Digo enquanto massageio meu pescoço que esta dolorido por ter dormido de mal jeito no carro.  ~ 

L- Não, mas assim que eu terminar o que tenho que fazer eu volto pra te buscar. Não sai daqui.

 -Ta bom, mas não demore pois acho que as coisas aqui não serão tão longas. 

 Ela não diz nada e entra no carro. 

 -  Lana? Não vai me desejar boa sorte? Digo depois de olhar a hora no meu relogio de pulso. 

L - Apenas limpe esse batom borrado antes de entrar. 

 Porque sou tão idiota de achar que ela vai ser legal comigo ainda? Ela foi embora e não me desejou sorte mesmo sabendo o quanto esse emprego era importante pra mim.

Olho para aquele predio alto e espelhado e solto um suspiro, logo olho para a tela do meu celular e vejo a foto dele, a foto de Jung Hoseok, o sorriso dele era a minha sorte, acabo sorrindo sozinha e atravesso a porta de entrada do predio. Havia muitos espelhos na entrada e logo vi que meu batom estava mesmo borrado, bufei e procurei um banheiro para dar um jeito nisso. Pessoas passaram por mim e me viram meio que escondendo a boca quando elas me comprimentavam. Espero que não me achem estranha logo de cara.


 




Notas Finais


Talvez vocês estejam achando estranho as caracteristicas dela ainda não ter sido reveladas, ja que isso é bem comum logo no primeiro cap. Mas prometo que logo vocês poderam imaginar a Maya melhor. Obrigada por lerem mais um cap. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...