História E se fôssemos apenas adolescentes - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Grover Underwood, Jason Grace, Leo Valdez, Luke Castellan, Percy Jackson, Piper McLean, Thalia Grace
Tags Amizade, Annabeth Chase, Drama, Percy Jackson, Romance
Exibições 87
Palavras 1.698
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Primeiramente quero pedir perdão pelo demoro em postar, estava em período de entrega de trabalhos e provas da Faculdade, o que me atrasou muito com relação a todas as minhas estórias.
Segundamente, quero agradecer pelos incríveis 83 favoritos!!!!

Dedico esse capítulo para Lia_Salvatore, que me acompanha desde o tempo em que eu publicava no Nyah!

Bjs

Capítulo 31 - Menina ou Menino? Talvez Marie Saiba


POV. Annabeth

Já estávamos em Março, Percy estava treinando feito um louco, pois ele conseguiu classificar o time para o interestadual entre colégios, ganhou as oitavas, as quartas e a semifinal, ficando na final contra o Colégio West Houver, esse jogo é o mais importante da temporada, é onde os reitores de Universidades estarão para escolherem os melhores atletas para suas Universidades, e o melhor, o reitor de Harvard estará lá.

Isso o deixa nervoso, pois ele quer impressioná-lo para poder estar comigo em Harvard no próximo ano.

Thalia me ligou para avisar que iria ao médico hoje para saber o sexo do bebê, ela já está de 4 meses e o Doutor disse que já conseguiria ver se é menino, ou menina.

Eu ainda não a vi, mas pela foto que ela mandou, sua barriga está grande para quem está apenas de 4 meses.

 

POV. Thalia

Hoje é sexta-feira, Nico e eu vamos ao Obstetra que está me atendendo para saber qual o sexo de nosso filho, estamos tão empolgados.

- Thals! – chamou Nico. – Já pegou as coisas?

- Sim amor, já estou indo.

Entramos no carro e seguimos para a clínica, ao chegar a enfermeira pediu que aguardássemos o Doutor nos chamar.

- O que você acha que é Nico? – perguntei curiosa.

- Eu acho que é um menino. - falou. – Mas se for uma menina também será muito bem-vinda. - assenti.

- E qual nome você gostaria de dar a eles? – perguntei e ele pareceu pensar por um momento, depois me olhou.

- Se for menina, quero que seja Emma. – disse e eu sorri concordando. – Mas se for menino, quero que seja Luke. – quando ele terminou de falar, minha boca foi ao chão, eram exatamente os mesmos nomes do sonho e ele quem escolheu.

- Como? Por que Luke? – perguntei pasma e ele sorriu pra mim.

- Sei o que Luke significou pra você Thalia, fora isso ele era meu amigo, era uma cara bom, eu gostava dele, acho que não tem melhor maneira de nos lembrarmos dele e homenageá-lo colocando seu nome em nosso filho, o que acha? – me olhou curioso.

- Você não existe sabia? – falei, beijando-o. – Eu acho uma ótima ideia.

Sorrimos, então o Doutor me chamou, entramos na sala de ultrassom e Nico ficou ao meu lado, fui atrás do biombo me trocar para o exame.

- Está pronta Srta. Grace? – perguntou o médico.

- Sim.

- Então deite-se aí. – apontou para a maca, próxima ao aparelho de ultrassom.

Ele aplicou um gel sobre a minha barriga e começou a passar o aparelho por cima dela, foi falando que o bebê já estava com 20cm o que era grande para uma gestação de 4 meses e 2kg, falou que eu ia ter que regular minha alimentação, senão ele ficaria fora de peso, assenti e ele continuou a passar o aparelho.

- Esse garotinho, ou garotinha está dando trabalho para aparecer. – falou o doutor com tom brincalhão, olhou pro Nico. - Papai, o que você quer? Menino ou menina? – Nico riu.

- Qualquer um dos dois está de bom tamanho, mas acho que um menino primeiro iria ser legal. – o médico sorriu e olhou pra mim.

- E você mamãe? O que quer? - perguntou, eu o olhei e voltei meu olhar pro Nico.

- Vindo com saúde é o que importa Doutor. – ele sorriu e assentiu.

- Parabéns papai. – voltou-se ao Nico. – Sua preferência foi concedida, vocês estão esperando um meninão.

Eu não sabia dizer qual foi a expressão de Nico, só sei que o sorriso dele foi de orelha a orelha, ele me ajudou a levantar e me abraçou, me dando um beijo de tirar o fôlego.

- Thals! Nosso pequeno Luke está a caminho. – sorriu e voltou a me beijar.

- Sim meu amor, nosso pequeno Luke está vindo. – sorri de volta.

- Humhum... – murmurou o Doutor. – Desculpa interromper esse lindo momento, mas preciso que você volte aqui semana que vem, Thalia, precisaremos fazer um acompanhamento médico preciso, pelo tamanho dele, ele será um bebê grande, talvez tenhamos que fazer cesariana por conta disso, ok? – disse o doutor e eu assenti.

- Sim Doutor, semana que vem estarei de volta.

Aquela tarde voltamos ao apartamento felizes, como nosso apartamento tinha dois quartos, Nico já começara a fazer o orçamento para montar o quarto que receberia Luke, eu sorria com a expressão dele, ele estava tão feliz com a notícia que me deixava totalmente boba.

- Thals? – chamou minha atenção. – O que acha de preto e branco, no quarto dele? – apontou pra minha barriga e eu sorri.

- Nico, meu amor. – falei calmamente. – Luke será apenas um bebê, precisa de cores claras, talvez um azul seja ideal. – ele assentiu triste.

- Ok, acho melhor contratar um decorador.

- Sim, agora vamos ligar para comunicar nossos amigos. – ele assentiu.

Pegamos o telefone e ligamos para a primeira pessoa que avisaríamos, Annabeth, o telefone chamou duas vezes, até que ela atendeu.

 

Ligação on

- Alô?

- Annie, é a Thalia, tudo bem?

- Oi Thals, tudo e você?

- Também, queria te ligar pra dar uma notícia.

- Hmm, e qual seria? – perguntou curiosa.

- Teremos um menino, Annie. – disse sorrindo e pude ouvir a risada de Annabeth ao fundo.

- Nossa, isso é maravilhoso Thals, fico feliz em saber. – falou. – Mas e aí, já escolheram o nome?

- Sim, Nico escolheu. – respondi.

- E qual é Thals? – perguntou curiosa.

- É o nosso pequeno Luke, Annie. – sorri olhando pra Nico que assentia sorrindo.

- Ain, que fofo Thals, não esquece hein, ele será meu afilhado. – falou.

- Nunca Annie, nós já colocamos você e o Percy como padrinhos dele.

- Acho bom, ficaria muito chateada em saber que escolheu outra pessoa.

- Jamais. – respondi. – Agora vou desligar, tenho outras ligações pra fazer, beijo

Annie.

- Beijo Thals.

Ligação off

 

POV. Autora

Naquela noite Nico e Thalia ligaram para todos que conheciam e contaram a novidade, sua avó ficou feliz em saber que seria um bisneto e torcia para que se parecesse com Thalia, já Jason não quis falar com Thalia, mesmo ela insistindo para falar com ele, ele teimou, estava com raiva dela e de Nico, disse até que jamais queria conhecer esse “sobrinho”, o que deixou Thalia extremamente triste.

Piper pulou de alegria quando soube que seria tia de um menino, parabenizou Nico e Thalia e disse que achou a escolha do nome surpreendente, fora assim com Hazel, Frank, Leo e Calipso também, todos estavam felizes em saber as novidades.

Bianca também ficou feliz em saber sobre o sexo do sobrinho, mas triste em saber que ele já seria apadrinhado e fez Nico prometer que o próximo filho, Marcos e ela que seriam os padrinhos, para quem não sabe, Marcos é o marido de Bianca, ao qual ela é casada há três anos, mas ainda não têm filhos.

Naquela mesma noite, Nico decidiu marcar a data do casamento, para daqui um mês, pois não via mais necessidade deles serem apenas noivos, sendo que já tinha um novo Di Ângelo a caminho.

Thalia assentiu e o beijou intensamente, ela sorriu com a ideia de que dentro de um mês passaria de Grace para Di Ângelo finalmente, tirando o episódio com Jason, fora o dia mais feliz de sua vida.

 

POV. Annabeth

 

Saber pela melhor amiga que você será madrinha de seu filho é uma das melhores coisas que poderiam ter me acontecido hoje, acabei de mandar uma mensagem pro Percy contando a novidade, ele também, está muito feliz em saber das novidades e que seremos os padrinhos de Luke.

Estava tão absorta pensando nas novidades que nem me dei conta que Marie estava ao meu lado.

- Annabeth? – disse Marie balançando a mão em minha frente, o que me fez assustar.

- Aí. – tomei um susto e coloquei a mão no coração. – Não te vi aí Marie, desculpe.

- Tudo bem, Annie. – falou e percebi que ela estava pensativa.

- O que está pensando Marie? – perguntei.

- Gostaria de falar com você, posso? – perguntou.

- Claro, sente-se. – bati na cama ao meu lado, indicando para que ela se sentasse.

Ela voltou pra porta e a fechou, quando fez isso pude perceber que o assunto era sério, voltou e se sentou.

- O que você gostaria de conversar? – perguntei, me ajeitando na cama e ficando de frente pra ela.

- Você está tendo relações sexuais com o Percy, Annie? – engoli em seco com a pergunta, como iria responder isso pra minha madrasta? Como ela sabe? Ou melhor, como desconfia? Será que a Sally disse algo? Bom, melhor eu perguntar.

- Qual o motivo dessa pergunta? – falei tentando disfarçar o nervosismo.

- É que notei algo de diferente em você desde o dia em que vocês completaram um ano de namoro, você está mais alegre e a intimidade entre vocês mudou, pude perceber. – eu definitivamente não sabia o que falar, será que meu pai também percebeu? Ela pareceu entender o que eu pensava, pois sorriu e falou. – Annie, quanto ao seu pai, não se preocupe, ele não faz a mínima ideia. – senti um tremendo alivio com isso.

- Como assim nossa intimidade mudou? – perguntei, estava curiosa.

- Antes, quando vocês namoravam aqui em casa, no sofá pra ser exata, vocês não tinham contatos físicos tão intensos, como sentar no colo dele, ou deixa-lo acariciar suas pernas. – me olhou. – Sei disso, pois quando temos a primeira relação sexual, nossa forma de namorar também muda. – engoli em seco.

- Bem, não vou mentir, nós estamos sim, nos relacionando sexualmente, mas estamos tomando todas as precauções possíveis, não se preocupe. – falei e ela sorriu.

- Confio em você Annabeth, sei que sabe se cuidar muito bem. – me olhou. – Você o ama? Ele a ama? – perguntou.

- Sim, nos amamos muito. – respondi.

- Isso é ótimo, Annie. – falou acariciando meu rosto. – Pode contar comigo para qualquer dúvida, estou aqui para te ajudar e não se preocupe, não contarei nada a seu pai. – piscou pra mim e assenti.

- Obrigada Marie. – ela beijou meu rosto e se retirou do quarto, me deixou ali, pensando na vida e no quanto as coisas entre Percy e eu realmente haviam mudado.


Notas Finais


Obrigada!
Ah, se quiserem comentem, ficaria feliz, de verdade... E fantasminhas, apareçam ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...