História E se não der certo?... (Jikook) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Híbrido, Hoseok, Jikook, Jimin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Romance, Vhope, Yoongi
Exibições 101
Palavras 1.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei, mas cheguei
Sumi, mas tô aki
não me matem por favor
Cês tão no fundo do meu kokoro... >-<

Capítulo grande, desculpem os erros e a demora.
Bjs e até as notas finais...

Capítulo 7 - "Por que?"


Fanfic / Fanfiction E se não der certo?... (Jikook) - Capítulo 7 - "Por que?"

   Demorei um pouco pra processar as palavras do Yoongi, até que vejo ele olhar para Taehyung e o mesmo assentir com a cabeça, Taehyung tirou seu celular do bolso e me mostrou a hora, já eram 9:45hrs e caralho eu perdi as três primeiras aulas.

   Não penso em mais nada, pulo da poltrona e sinto uma dor enorme nas costas, acho que deve ter sido porque eu dormi em uma posição desconfortável e ainda por cima em uma poltrona nada confortável de hospital, vejo em volta pra ver se tem algo meu espalhado e não encontro nada, então passo um tempo olhando para Jimin e, nossa, ele é muito lindo, em todos os meus 15 anos de vida eu não me lembro de ter encontrado um hibrido tão lindo...

   Saio do meu transe com Taehyung me balançando  de um lado pro outro e gritando meu nome, e continuo me perguntando onde está a caralha dessas enfermeiras e desses médicos do hospital, então, olho para Taehyung como quem o fuzilasse com os olhos, ele percebe meu olhar e para no mesmo instante.

   Olho para Yoongi e Hoseok e os mesmos estavam olhando pro Jimin, como se o admirassem, sinto um pequeno sentimento de raiva e um aperto no coração, me pergunto por um segundo o por quê de eu estar sentindo tudo isso, mas dou de ombros e falo para os meninos:

   — Pessoal, eu prometi pros pais do Jimin que não ia sair daqui até que ele acordasse, mas eu tô aqui desde ontem a noite, esqueci meu celular em casa e já deve ter umas trinta mensagens ou mais da minha ex, eu vou ter que ir, mas eu prometo que vou resolver tudo o mais rápido possível e vou voltar pra ficar com o Jimin, espero que vocês me entendam.

   — Ok, eu te entendo, mas você ainda vai pra escola hoje? — perguntou Hoseok, com o rosto um pouco inchado e os olhos avermelhados por ter chorado tanto.

   — Não, eu não faço nada de interessante lá mesmo. — dou um pequeno sorriso e olho para Yoongi.

   O mesmo está olhando para Jimin quase cochilando, eu o chamo e o mesmo responde:

   — A é, você vai ter que sair, tudo bem, eu fico aqui cuidando do Jimin e ... — ele foi interrompido por Hoseok.

   — CORREÇÃO, nós ficamos aqui cuidando do Jimin, né Yoongi.

   — É... é sim. — Yoongi confirmou e por um breve momento teve uma troca de olhares intensa com Hoseok, mas não parecia ser uma troca de olhares amorosa e tals, era como se eles estivessem lutando, olhei para Taehyung e o mesmo estava com uma expressão triste olhando para seus hyungs, principalmente para Hoseok, com aquela cena senti as mesmas coisas que havia sentido antes, meu coração apertou e eu fechei o punho como um movimento de raiva acompanhado de tristeza, mas por quê? Porque eu estou agindo desta forma?

   Como eu não tinha resposta para nenhuma das perguntas, respirei fundo, me despedi de todos e sai.

   Fui para casa...

   Eu moro sozinho, antes eu morava com meus pais, eles eram um casal de advogados, viviam sempre correndo pelo trabalho, quase não falavam comigo, nas refeições eu sempre esquentava algo ou jantava fora, a gente quase nunca teve uma refeição em família, eu me lembro de algumas coisas de quando eu tinha 5 anos, a gente era bem próximo naquela época...

   ~~~~ Flashback ON ~~~~

   — Meu filho, assim você vai sujar sua roupa... — disse minha mãe com um sorriso no rosto ,limpando a lasanha que a mesma tinha feito— Amor, larga o jornal e vem comer, eu e o Jungkook estamos te esperando.

   — Já vou amor, espera só eu ler essa notícia, está muito interessante e... — ele foi interrompido.

   — Ah, que pena, então eu não vou poder terminar a sobremesa... — disse minha mãe fazendo aegyo como se estivesse realmente triste.

   — Espera... Sobremesa, eu ouvi sobremesa? Jungkook, espera aí o appa já tá indo. — meu pai disse vindo em minha direção e fazendo cócegas em minha barriga...

   ~~~~ Flashback OFF ~~~~

   Até o dia em que eu completei 10 anos, eles começaram a trabalhar mais e quase não paravam em casa. Quando eu fiz 11 anos recebi a notícia de que eles haviam morrido em uma viajem de carro a caminho de Busan. Até os meus doze anos meu tio correu atrás da justiça para conseguir minha guarda, até que ele conseguiu. Eu não gostava muito dele, ele levava mulheres pra casa e eu escutava gemidos praticamente todas as noites, na maioria das vezes ele estava bêbado. Então eu fiz 14 anos e ele me abandonou, mas eu já tinha noção do que era a vida e soube muito bem como me cuidar...

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

   Cheguei em casa e fui direto pro meu quarto, tomei um banho e voltei pro quarto, então, me vesti com uma calça preta colada, uma blusa vermelha, uma jaqueta preta e meu tênis favorito preto e branco, vou até a escada e sento em um de seus degraus , começo a pensar novamente em Jimin, mas sou tirado dos meus pensamentos com meu celular tocando em algum lugar da casa, começo a procurá-lo feito um louco, achando que era uma notícia ou algo sobre Jimin, já que eu havia deixado meu número endereço e essas informações minhas, com a secretária do hospital, caso algo acontecesse, mas quando eu o encontro e vejo era a minha ex-namorada...

   ~~~~~~~ Ligação ON ~~~~~~

   — Até que enfim atendeu Kook, eu estava preocupada. — falou ela e é claro que eu ainda estava morrendo de raiva dela e dessa voz irritante que ela tem.

   — Fala logo o que você quer.

   — Eu quero conversar com você Kook.

   — Está bem, hoje ás 18:00hrs lá naquela praça.

   — Ah Kook, que bom que você vai, eu est...

   ~~~~~~ Ligação OFF ~~~~~~

   Eu desliguei na cara dela sim, só aquela voz já me enoja eu não vou aturar essa garota por muito tempo.

   Vou ver o Jimin, e torcer pra que ele melhore antes das 18:00hrs.

   ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

   Chego ao hospital ás 14:30hrs e vou direto ao quarto  em que Jimin estava quando sai, mas quando entro no mesmo, Jimin não está lá, entro em desespero e vou até a sala de espera, olho para os lados e vejo uma enfermeira que atendeu Jimin na noite anterior, perguntei  a ela o que aconteceu e ela disse que ele tinha recebido alta e que foi pra casa 13:00hs da tarde.

   — Então eu acho que nunca mais vou ver o Jimin. — Falo para mim mesmo e ao mesmo tempo começo a chorar incontrolavelmente, eu deveria estar feliz pelo Jimin ter melhorado, mas eu não sei o que deu em mim, meus sentimentos estavam confusos e eu não sabia o que estava sentindo, naquele momento apenas uma pergunta martelava em minha cabeça:

       “Por quê?”


Notas Finais


Espero que tenham gostado, desculpem os erros.
Bjs na testa e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...