História É tão difícil assim me amar? - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae Jaejay
Visualizações 133
Palavras 588
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cap curto, mas ninguém pode dizer que não postei u-u

Capítulo 8 - Briga desnecessária






    –Aaahh eu sabia que 2jae é real– berrou Bambam.

–aish, pare de ser escandaloso–

–escandaloso? Você e meu irmão estão super bem e fizeram amor pela primeira vez em 2 anos de casado, não é para menos neh?–

–é, é motivo de festejar mesmo, aish, acho que estou tão apaixonado pelo Jaebum como a primeira vez que o vi, e melhor, agora ele corresponde meus sentimentos–

–ain hyung estou tão feliz por vocês, oque acha de uma festa? –

–festa?– sim, uma coisa pequena só para comemorar.

–acho que seria legal, mas já esta tarde e acho melhor a gente ir– disse se levantando e Kunpimook também se levantou mas o caminho todo foi baseado em Kunpimook berrando e Youngjae sorrindo.



00000




Youngjae estacionou o carro em frente a sua casa e saiu dele o fechando e logo adentrou a residência.


–é ele?–

–aham– respondeu Jinyoung

–então porque a gente não entra e pega ele? Esta sozinho–

–ainda não, quando chegar o momento certo a gente o pega, e ai eu vou o tomar bem na frente do meu irmão e lhe mostrar que eu posso ser tão homem quanto ele– Jinyoung sorriu maléfico já imaginando seu plano dando certo.



–coco!– Youngjae exclamou vendo a cadelinha correr em sua direção e logo a pegou no colo. –hhmm, ta com um cheirinho ruim viu, vamos lavar esse pelo e te deixar toda cheirosa–

Youngjae subio as escadas indo para o banheiro onde preparou a água em uma bacia e logo foi trocar de roupa para algo mais folgado.

–nossa, esta tão cheirosa que nenhum viralata te resistirá– Youngjae deixou coco na cama e pegou o secador começando a secar o pelo da cadelinha que latia para o vento –rs, se pegar esse vento de dou dois bisc...– o vento do secador derrubou uma pasta de documentos que estavam ali na cama, provavelmente Jaebum tinha deixado ali.

Youngjae desligou o secador e viu coco correr dali, sorriu e se baixou para pegar aqueles papeis e depois ir atrás da coco, mas olhar é de graça e Youngjae não pode evitar dar uma olhada nas letras em negrito ali oque lhe fez abrir a folha por completo.

–oi amor, olha quem peguei fugindo– disse Jaebum abrindo a porta do quarto e logo viu Youngjae derramando lágrimas sobre aqueles papeis que seu pai tinha lhe dado.

–oque é isso Jaebum?– perguntou o Im menor choroso.

–Jae eu posso Explicar– disse soltando a cadelinha no chão e se aproximou de Youngjae mas levou um tapa bem estalado

–idiota, covarde! É assim que pretendia me largar? Me iludindo primeiro e depois pedir o divorcio?– perguntou entre as lágrimas e largou os papeis no chão.

–amor não é nada disso eu..– mais um tapa

–amor é aquela sua vadia, por isso esta me largando neh? Você nunca quis formar uma família comigo, foi tudo uma mentira! Você nunca gostou de mim, sempre quis ela e agora que esta esperando um filho seu melhor ainda neh?–

–jae–

–cala a boca, eu não quero te ouvir, sai daqui! Sai da minha casa agora– Youngjae passou a empurar Jaebum que tentava se Explicar porem Youngjae estava com o coração demasiado partido.

–nunca mais volte aqui! Não quero ver você nunca mais!– Youngjae fechou a porta principal com Jaebum por fora e se escorreu sentando no chão chorando mares e mares, coco veio até ele que a pegou no colo abraçando a cadelinha com força afim de amenizar sua dor porém nada era capaz de parar oque estava sentindo naquele momento



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...