História É um sonho! - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Visualizações 21
Palavras 1.646
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom dia pessoal! Agora pra mim são 8:25 da manhã hehe... Infelizmente as minhas férias acabaram e eu vou postar capítulos com menos frequência. Espero que gostem desse ❤🐥

Boa leitura!

Capítulo 10 - Today we fight! 🎶


X Leticia On X

 

Sinto seus beijos... Estou no céu! >.<

Não consigo evitar de sorrir com ele sendo fofo desse jeito, mas meu coração não sabe se fica feliz por estar vivendo isso, ou se fica triste em pensar que duraria pouco tempo e logo ele voltaria para a Coreia.

Acabo afastando aqueles pensamentos da minha mente, e me alimentando com aquele momento maravilhoso, nada poderia estragar...

 

~ Oi pessoal! - Barbara aparece, andando sobre o caminho de pedras que tinha por entre a cachoeira. (Retiro o que disse -.-"). Minha reação foi automática, me arrepiei ao ouvir a voz de taquara rachada daquela garota, e virei os olhos

~ E ai - Jinyoung cumprimenta. Felizmente eu estava de costas, então somente ele viu minha reação. Olhou pra mim e beijou minha testa, e depois os cumprimentou.

~ Que legal aqui não é mesmo? - D.O fala. Ele observava cuidadosamente o caminho e a gruta que tinha por trás da cortina de água que era a cachoeira.

~ Sim, bacana ne... - me viro, me forçando a ser simpática, e sorrio. - Nós já estávamos de saída, não é mesmo Jin? - sugiro, tentando escapar.

~ Ah, não se incomodem, estávamos aqui só de passagem mesmo. Mas, Lê... O Bruno te ligou viu. Como ele não te achou no seu telefone, me pediu que te avisasse pra retornar pra ele - minha boca já estava entreaberta antes mesmo dela terminar de falar. Se meu chefe tinha ligado, alguma coisa tinha acontecido. Depois disso, ela saiu rindo maliciosa e segurando D.O pela mão, como uma mãe quando arrasta uma criancinha.

Fico esperando ela se retirar do local com um sorriso no rosto, e depois relaxo. As mãos de Jinyoung já estavam em meus ombros me consolando, mas não consigo resistir a pressão e entro na água, na intenção de me esconder e pensar que não era nada de mais, me tranquilizando. Fiquei o tanto quanto pude em baixo da água, e Jinyoung ficou lá me esperando, até que eu saísse com um pouco de falta de ar.

 

~ Tudo bem? - me pergunta preocupado.

~ Vou ficar... Preciso, sair agora, verificar o que o meu chefe quer. Ta ? - ele arqueia as sobrancelhas por entender do que se tratava.

~ Essa Bárbara, ela é má. Porque ela implica tanto com você?

~ Ela gosta do Felipe, meu amigo sabe, e ele não da bola pra ela. Mas, a gente nunca teve nada... Parece que ela não entende que eu não vejo ele desse jeito. É assim desde que eu entrei na companhia. As vezes eu não aguento, e penso em trocar de emprego - acabo desabafando. Jinyoung me envolve em seus braços, permitindo que eu esconda meu rosto em seu peito, descansando um pouco e recuperando minhas forças, o que me acalmou.

~ Fique bem, eu estou aqui, vou te ajudar no que precisar - ele passa sua mão em meu cabelo, acariciando.

~ Obrigada... Tenho que ir agora - enxugo algumas lágrimas dos olhos, e correspondo ao sorriso acolhedor que ele me dava. Nós saímos de debaixo da cascata pelo caminho de pedras e voltamos para a casa principal.

 

[...]

 

Já dentro da casa, vou ao meu quarto verificar meu celular, que aparentemente não tinha nenhuma ligação registrada, somente um e-mail na minha caixa de entrada do meu chefe, com todos os representantes em cópia:

 

......

 

Boa tarde equipe!

 

Estão curtindo muito? Espero que sim.

Hoje a noite preparei uma surpresa pra vocês. Como sabem, na Coreia há uma cultura muito forte dos jovens se entreterem em Karaokê, e ficarem a madrugada acordados em baladas. E é exatamente isso que vai acontecer ! Preparem suas gargantas e suas melhores roupas, porque a noite é uma criança.

A festa começa as 19h.

 

 

Atenciosamente,

Bruno Machado

Ônix Entretenimento

 

.....

 

Quando eu terminei de ler o e-mail, suspirei tranquila, e xinguei mentalmente aquela cabelos de fogo milhões de vezes. Ela só tinha blefado comigo... Mas, não poderia deixar barato! Bárbara tinha um orgulho muito grande e se gabava de cantar muito bem, e seria ali que eu iria triunfar sobre ela.

Gostar de música e cantar também fazia parte dos meus atributos, com certeza eu tinha uma extensão vocal maior do que a dela, só não gostava de me gabar. Mas essa seria a noite!

Eram 16h quando tinha terminado de ler o e-mail do meu diretor, as 19h quando começaria a festa, seria tempo mais do que suficiente para me arrumar, e ficar tão bonita quanto eu poderia. Mandei mensagem para a equipe no grupo do whats informando, e para o Got7 no grupo que eles tinham criado para nós para que eles fossem se cuidar também, tudo teria que ser perfeito!

 

[...]

 

X Barbara On X

 

" Aquela garota é uma trouxa, meu Deus! Acredita em tudo que eu falo... Não me aguento com ela ". Rio baixinho para que D.O não percebesse.

Nós estávamos sentados na beira da piscina, observando os outros integrantes da banda brincando na água, até pelo menos dar umas 17:30.

 

~ Bom pessoal, tenho um comunicado a vocês - os chamo. - Hoje vai ter festa do Karaokê aqui na empresa, as 19h, seria melhor se fossem se arrumar, certo? Vão fazer algumas fotografias e filmagens hoje, então vocês tem que estar apresentáveis.

~ Oooo-ke-i ! - D.O me responde, animado como uma criança, e sutilmente apoia sua mão sobre a minha. Seu toque me fez recuar brevemente, mas retrocedo ao perceber sua doce intenção. Ele era realmente um Príncipe, mas eu queria o serviçal.

 

Felipe e o Monsta X estavam se retirando da piscina no momento em que eu estava passando o recado. Ele era um mestiço muito lindo, de pele branca e cabelos negros, com um sorriso encantador e ombros largos bem distribuídos em um corpo malhado que me matava.

Infelizmente, ele não me achava " atraente ", como a Letícia. " O que é que ela tem que eu não tenho ? ", sempre ficava me perguntando... Antes de ela ser contratada na empresa, o Fe falava comigo, tínhamos um relacionamento amistoso. Não éramos amigos, mas ele com certeza sentia atração por mim, e isso mudou depois que ela entrou na equipe. Ser ignorada por ele me deixava furiosa! Mas, eu me sentia mais aliviada torturando ela....

 

... Flash back on ...

 

~ Oi Lê, seja muito bem vinda a equipe! Se precisar de qualquer coisa, pode falar comigo, estou a disposição. - a comprimento.

~ Obrigada! De verdade - Letícia sorri.

 

Letícia tinha acabado de ser contratada, e estava muito feliz, tinha vindo de uma empresa que trabalhava no ramo de e-commerce, e estava empolgada com a nova experiência. Ela era muito simpática e transpirava animação, coisa típica de novo funcionário.

A levei a sua mesa, apresentei a todos os funcionários menos ao Felipe, por ter esquecido mesmo. Como faríamos parte da mesma equipe, ela acabaria conhecendo ele.

Em seu primeiro dia, fomos almoçar juntas, mostrei os restaurantes mais legais ao redor do prédio do escritório, e até dei uma prévia de treinamento das atividades que ela iria executar, mas algo aconteceu logo nesse dia que me fez odiá-la...

 

~ Oi Babi, tudo bem? - Felipe fala.

~ Oiiii, tudo e você? Fe, essa aqui é a Letícia, a nova contratada - o respondo e a apresento.

~ Oi Letícia, seja muito bem vinda. Meu nome é Felipe Yoko, pode contar comigo se precisar de ajuda - eles se cumprimentam, mas vejo Felipe olhando de uma maneira diferente para ela, o que me incomodou.

~ A Lê mora perto de você Fe, um pouco antes acredito, né? - pergunto educada, puxando assunto.

~ Moro? Hmmm, onde você mora Felipe? - Letícia pergunta.

~ Moro na zona Sul, em Pinheiros. E você?

~ Moro no Butantã, é ali do lado hehe

~ Verdadeeee... Quer uma carona até Pinheiros? Depois você só pega um ônibus, ou trem, sei lá. - Fe sugere. Já me fazendo ficar calada, apenas observando, aparentemente ele estava atacando ela e eu tinha sido o pivô do ataque, " merda ", pensei.

~ Muito obrigada, mas não, tenho um compromisso hoje, então vou passar em outro lugar antes - Letícia responde, me fazendo suspirar fundo de alívio, até assustando um pouco os dois, que não deram muita atenção e prosseguiram na conversa.

~ Ok! Mas a oferta está de pé - Felipe pisca pra ela e sai de perto de nós. Ela ficou um pouco constrangida, e eu não pude deixar de transparecer minha expressão fechada.

Desde esse dia, Felipe me deixou de escanteio, conversando comigo apenas sobre assuntos estritamente profissionais, e gerou um vínculo de amizade tão forte com Letícia que parecia que eu era um fantasma. Outras pessoas perceberam também a aproximação dele, e vieram comentar comigo, mas no meu coração somente mágoa e raiva cresciam.

Não houve um dia em que eu não tentasse dificultar as coisas para Letícia sem sucesso, e pior, isso só os aproximava cada vez mais... Eu estava chegando no meu limite de stress.

 

... Flashback off ...

Me levantei da piscina, dando um beijo na buchecha de D.O em despedida, e fui em direção ao meu quarto tomar banho e me arrumar. Mesmo cansada, eu queria aproveitar a noite e mostrar meu talento no karaokê que deixaria Felipe de queixo caído, principalmente por ele nunca ter me ouvido cantar...

[...]

 

19:30...

 

A festa ainda não estava tão animada quanto o esperado, não conseguia ouvir tantas pessoas cantando tanto ou conversando alto. Eu estava usando um vestido preto soltinho de alcinhas, sem sutiã pois meus seios eram pequenos, uma maquiagem bem leve em meu rosto, e um batom nude rose. Eu deixei meu cabelo volumoso solto, e uma gargantilha com um longo cordão de couro adornava meu pescoço. Delicado, sutil, e sexy.... Essa noite, eu teria sucesso.


Notas Finais


O que será que vai acontecer nessa festa? HAHAHA'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...