História Eat Me! - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~FelipeAG

Postado
Categorias Originais
Tags Lemon, Mike, Mikhael, Rapha, Raphael, Yaoi
Exibições 86
Palavras 2.091
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


~~BROTEI!~~

Oi gentes! Tudo bem?
Prazer! Eu sou a Tiah Angel! ^^Oi!
Bom, essa é minha primeira fic/oneshot... Povavelmente vai estar uma grande porcaria :´)
Triste...
Mas é a vida...
Sem mais enrolações, vamos para a fic!

~~nos vemos lá embaixo~~

Capítulo 1 - Capítulo Único


            Mikhael havia recém chego em casa. Estava cansado de mais um dia de trabalho em sua empresa e não via a hora de seu marido chegar em casa. Raphael trabalhava em uma filial de sua empresa em uma parte mais afastada da cidade por nenhum motivo em específico.

            De banho tomado e vestindo uma roupa mais caseira, o moreno dos olhos verdes decide preparar uma surpresa ao loiro. O que seria melhor que um jantar romântico depois de um longo dia de trabalho? Só tinha um pequeno detalhe...

            Mike não sabia cozinhar...

            Mas isso talvez não seria um problema com um livro de receitas, certo?

            E o moreno concluiu que estava errado ao deixar queimar o molho que ele preparava em uma das panelas.

            Desistindo de cozinhar, e totalmente frustrado, Mike pegou seu celular e ligou para o delivery mais próximo de si, pedindo coisas diversas. Estaria enganando seu namorado, mas não queria que o loiro chegasse em casa cansado e ainda tivesse que fazer comida para ambos.

            Cerca de trinta minutos depois do telefonema, Mike estava pagando o motoboy e levando toda aquela comida para dentro. Seria algo bem simples, mas ele queria que fosse especial.

            Já com a mesa posta, o dos olhos esverdeados logo começou a distribuir toda comida das pequenas marmitas sobre algumas travessas, tentando deixar o mais próximo de algo feito em casa. Não iria contar ao marido que tudo era comprado. E se ele perguntar depois? Aí seria tentar arrumar alguma desculpa ou algum meio de escapar do assunto. Mas isso não vem ao caso agora.

            Faltava menos de cinco minutos para o loiro chegar em casa e Mike estava nervoso. Havia jogado todas as sacolas e potinhos que as comidas vieram e também tinha tirado o lixo, para esconder ainda mais as evidências.

            -Amor? Cheguei... –Uma voz conhecida pelo de olhos verdes se fez presente na porta de entrada. Estava na hora de colocar seu plano em prática.

            -Estou na cozinha meu bem... –O moreno o respondeu, permanecendo ao lado da mesa.

            Rapha tirou seus sapatos na porta de entrada e tirou seu terno, o deixando sobre o braço do sofá, junto a sua pequena mala preta cheia de documentos da empresa. Caminhou cansado até a cozinha e sorriu largo ao encontrar tudo escuro, ou quase tudo. Sobre a mesa tinham algumas velas espalhadas e muito bem posicionadas, que eram a única iluminação do local. Dois pratos e alguns talheres perfeitamente alinhados, um em cada ponta da mesa, seguidos por uma taça vazia e brilhante a frente dos pratos e algumas travessas com algumas coisas distribuídas ao centro da mesa e, exatamente centralizado, um vaso com algumas flores fazia parte da decoração junto as velas.

            -Meu amor! Você quem fez tudo isso?... –O loiro sorria abertamente ao marido, o qual apenas retribuía sem graça.

            -Sim meu bem... Eu quem fiz tudo... E fui eu quem cozinhou... –O moreno caminhou até o de olhos azuis e depositou um beijo em seu rosto, seguido de um rápido selar de lábios, logo o aproximando da mesa e puxando uma cadeira para o loiro sentar. –Por favor?...

            O loiro se sentou na cadeira e se aproximou mais da mesa, ainda observando tudo encantado. Ainda estava difícil acreditar que o seu Mike havia feito algo tão lindo e romântico, e estava ainda mais desconfiado do mesmo ter arranjado tais habilidades na cozinha tão de repente. Ainda desconfiava, mas continuava feliz.

            -Você sempre cozinha... E sempre chega cansado em casa... Resolvi fazer algo diferente e muito especial... –O moreno diz segurando uma garrafa de vinho, logo a abrindo e servindo seu marido.

            - Foi você quem fez a comida? –Ele pergunta olhando para o moreno que apenas concorda com a cabeça, tirando o vaso do centro da mesa e indo se sentar em seu lugar.

            -Espero que goste... –Ele começa servindo seu amado e, em seguida, serve a si mesmo, voltando a se sentar. –Fiz com todo carinho...

            Logo Rapha começa a comer e o olha sorrindo.

            -Olha só! Meu marido sabe cozinhar e eu não sabia! –Ele disse após beber um gole do vinho.

            O jantar seguiu tranquilo, apenas com poucas palavras trocadas entre eles. Rapha termina primeiro e se levanta com o prato em mãos, indo o levar a pia.

            O loiro chegou a cozinha e deixou o prato dentro da pia, dando uma olhada no local extremamente limpo, estranho para alguém como seu marido, que sempre deixava tudo desorganizado por onde quer que passasse. Toda essa olhada no local resultou em seu olhar fixo em uma sacola de papel ao lado da geladeira com o logo de um restaurante bem conhecido no local. Rapha sabia que aquilo tudo estava estranho, e, agora, tudo fazia sentido. Mike não havia cozinhado toda aquela comida, ele havia pedido tudo aquilo para o agradar. Qualquer pessoa ficaria brava por simplesmente ter sido enganada, mas Rapha decidiu ficar em silêncio pois, apesar da pequena mentira, havia gostado de tudo que seu moreno havia feito.

            -Eu vou tomar um banho ok? –Rapha deposita um beijo simples nos cabelos de seu moreno e subiu as escadas de sua casa, indo em direção ao quarto.

            No andar de baixo, Mike terminava de beber sua taça de vinho. Teria terminado se não fosse o gato de estimação derramando alguma panela na cozinha, fazendo o moreno se assustar e derramar todo vinho em sua roupa. Mike rapidamente foi até o banheiro e tirou sua calça e bermuda, ficando apenas com sua box preta e assustando Rapha, que ainda tomava seu banho tranquilo.

            -O que houve meu bem? Sujou a camiseta de vinho? –O loiro solta uma pequena risada, fazendo o de olhos verdes bufar de frustração.

            -Não sei como vou tirar essa mancha agora... –Ele suspira novamente e desliga a torneira, desviando o olhar a silhueta de seu amado coberta belo box escuro que o cobria. –Tão lindo... –Rapha solta outra risada e abre a porta do box.

            -Venha... É todo seu...

            Sem pensar duas vezes, o moreno tirou a ultima peça de roupa que restara e entrou no box, o fechando e logo atacando os lábios de seu marido, iniciando um beijo quente e excitante, encostando o loiro na parede e o apertando levemente na mesma. A água quente escorrendo por seu corpo e o contato repentino de suas costas com a parede fez Raphael sentir seu corpo todo arrepiar.

            -Tivemos tanto trabalho recentemente... Não temos um tempo de casal apenas nosso há quase um mês... Não acha que eu mereço sair dessa seca meu bem?... –Mike sorri acariciando seu pescoço enquanto mantinha uma das pernas entre as suas, fazendo uma leve pressão no membro de Rapha, que já se encontrava ereto, o fazendo soltar um suspiro baixo. –Tão rápido... Tão gostoso... –Disse a última frase em um sussurro na orelha do loiro, a mordendo em seguida.

            Rapha voltou a beijar o moreno, logo segurando suas duas mãos e o encostando na parede ao seu lado, encerrando o ósculo e começando a chupar e morder seu pescoço. Sem demorar no local, o loiro foi descendo os beijos pelo peitoral pouco definido do outro, roçando os lábios lentamente por cada mamilo e em seguida por seu peitoral, onde depositou um selinho em cada pequeno gominho que insistia em aparecer, devido a suas idas a academia.

            Não se demorando muito no local, Rapha desceu os beijos até o interior das coxas do maior, dando mordidas e chupões por todo o local.

            -Ahhh Rapha... Que boquinha...

            O loiro sorriu ainda mais e logo direcionou sua atenção ao membro já desperto do outro, passando sua língua da base até sua glande, onde deixava alguns chupões no local.

            Sem mais demora, Rapha segurou o membro já totalmente ereto de seu marido e o colocou quase por completo em sua boca, arrancando um gemido rouco do moreno a sua frente.

            -Rapha! –O outro gemia enquanto sentia seu loirinho fazer vários movimentos de sucção e de vai e vem, produzindo uma perfeita garganta profunda. –Rapha! Ahhh... Que boquinha!

            O loiro aumentou ainda mais a velocidade dos movimentos, logo sentindo o liquido quente e viscoso de seu moreno preencher sua boca. Rapha engoliu tudo e sorriu, se levantando e voltando a beijar Mike, que logo tratou de desligar o chuveiro e puxar seu loiro para o quarto, onde logo o jogou na cama, subindo sobre ele e voltando a o beijar.

            Mike sentiu dodo seu corpo arrepiar ao sentir as pequenas unhas do menor rasparem em suas costas que, misturadas ao atrito entre seus membros já eretos, o causando uma sensação de puro prazer.

            Logo o moreno se esticou até a cômoda ao lado da cama de casal dos dois e tirou de lá um potinho branco de lubrificante. O mesmo se sentou a frente de seu loiro e começou uma masturbação lenta e intensa, enquanto melava três dedos de sua mão com o lubrificante, logo direcionando ambos os dedos a entrada de seu amado, introduzindo um por vez em seu interior, ouvindo um gemido rouco e arrastado do mesmo ao acertar sua próstata de primeira. Mike moveu os dedos lentamente no interior do loiro, mantendo os movimentos, agora ainda mais lentos, em seu membro, ouvindo outro gemido arrastado do mesmo.

            O moreno não demorou muito em seus movimentos, retirando os dedos de seu interior e parando os movimentos em seu membro, o que fez o loiro soltar um grunhido de desaprovação.

            Logo, Mike já estava sobre o loiro novamente, posicionando seu membro na entrada do outro, o penetrando lentamente. Já fizeram isso várias vezes, mas sempre era cuidadoso quando se tratava de seu amado.

            -M...Mike... Pode.... Pode se mover... –O loiro disse tímido após alguns segundos se acostumando com o corpo do moreno dentro de si.

            Mike sorriu travesso e começou a se movimentar lentamente em seu interior, arrancando gemidos arrastados e manhosos dele. Não demorou muito para que o quarto fosse preenchido por gemidos e pelo som de corpos se chocando freneticamente. Rapha sentia sua próstata ser surrada pelo membro do maior e gemia alto a cada tapa que era desferido em sua bunda. Mike sentia seu corpo quente e mordia os lábios com a imagem de seu amado a sua frente, com os cabelos colados a testa, a cabeça levemente jogada para trás e sua boca entreaberta, deixando escapar gemidos altos de prazer. Não demorou muito para que Rapha chegasse ao seu ápice, sujando seu peitoral e parte do peitoral de seu moreno, mas Mike ainda não estava satisfeito.

            O maior logo pegou seu loiro pela cintura e o virou de costas, o deixando de quatro na cama com sua bunda empinada em sua direção. Mike desferiu dois tapas estalados em cada nádega de seu loiro, o qual soltou um gemido alto e apertou os lençóis entre seus dedos. Mike voltou a penetrar seu orifício, arrancando mais um gemido alto ao sentir o mesmo acertar sua próstata novamente.

            -M...Mike! Mike!

            O loiro gemia loucamente enquanto encarava seu reflexo no espelho do guarda-roupa, o dando uma sensação de prazer ainda maior ao ver a imagem de seu moreno totalmente despido, com os cabelos grudados na testa e seu corpo úmido pela água do banho recente e do suor que escorria por seus braços.

            -Geme pra mim... Diz pra todo mundo quem é que está fodendo você aqui... –Mike segurou a cintura de seu loiro com certa força, aumentando ainda mais seus movimentos.

            -Mike!

            -Mais alto!

            O moreno desferiu dois tapas em sua nádega direita, fazendo o loiro gemer ainda mais alto.

            -MIKE!

            -Ah Rapha...

            Logo ambos chegaram em seu ápice, com Mike gozando em seu interior e Rapha em seu lençol, o qual o loiro apertou ainda mais.

            Rapha sentiu o membro de seu amado deslizar para fora de seu corpo e logo caiu deitado de lado na cama, com a respiração ofegante e o corpo todo suado.

            -Amor? Tudo bem?... –Mike deitou ao lado do loiro e abraçou sua cintura, sentindo o corpo do menor subir e descer freneticamente, devido sua respiração descompassada.

            -Como não me sinto a um bom tempo... –Rapha se vira para ele e sorri sonolento, o abraçando calmamente. –Eu te amo tanto meu amor...

            Mike o acolheu em seus braços e sorriu ao perceber seu amado já dormindo em meio a seus braços. O moreno puxou um lençol, cobrindo seu corpo e o do loiro, logo ligando o ar condicionado e depositando um beijo casto em sua testa.

            -Eu também te amo muito... Meu loirinho...

            Disse antes de pegar no sono, com a companhia de seu amor.


Notas Finais


Olia quem apareceu de novo!
EEEu! :3

Espero que tenham gostado... disso...
Eu to com muita vergonha :v
sério... a.a

Bom... Acho que é isso...

Quem sabe não nos esbarramos por aí?
Fica aqui meu até lá!

BEJOSS DA TIAH ANGEL!
FUEES!!

~~SAÍ!!~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...