História Efeito Borboleta. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Incesto, Lemon, Romance, Yaoi
Exibições 12
Palavras 1.093
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá meus amores!

Espero que gostem e desculpe-me por todo e qualquer erro contido (nao cheguei a revisar para correção) afinal estou muito ansiosa ~ risos ~

Boa leitura, beijos ♡

Capítulo 8 - Dúvidas - Nathan


- Nathan? 


 Foi a única coisa que ele falou. Tão baixo, quase inaudível. Seu olhar era de decepção, sua boca entraberta com a surpresa e sua expressão, de que não esperava aquilo, de que não acreditava no que via, de quem não queria acreditar.

Fiquei sem reação em meio ao que estava acontecendo. Seu olhar era direcionado somente a mim. Me causando uma pressão que eu nunca havia sentido. Eu nunca havia visto Lucas daquele jeito. Ele estava indecifrável.

Eu nao sabia o que falar nem mesmo o que pensar. No momento em que tudo estava acontecendo nada me preocupava, mas agora... O que Lucas deve esta pensando de mim? 

Abri minha boca varias vezes na intenção de me explicar, mas nada saia. Simplesmente nada saia. Foi ai então que Hiro interveio.

- Calma Lucas nós não fizemos nada de mais. - olhei para Hiro e ele estava tão desesperado quanto eu. Suas mãos estavam em frente ao seu corpo balançando-as freneticamente como se Lucas fosse o atacar a qualquer momento e aquilo o defendesse.

Lucas então mudou sua expressão e soltou uma risada um tanto irônica e disse - Desculpe atrapalhar. - e foi só isso que ele disse antes de sair do quarto. Deixando eu e Hiro espantados, sem saber o que fazer.

- Eu vou atrás dele! - falei já me levantando da cama, mas Hiro me segurou pelo pulso.

- Não Nath, deixa ele respirar, pensar um pouco. - ele falava olhando em meus olhos, acho que queria me passar segurança em meio as palavras - Ele só deve está surpreso por ter visto o irmão beijando outro homem... essas reações são normais. Temos só que dar um tempo pra ele pensar. - Hiro se aproximou, deu-me um beijo na bochecha e me abraçou - E também você é o irmão mais novo dele e ele te ver muito inocente Nath. Lucas tem que ver que você cresceu! Que não é mais uma criança!

Talvez Hiro esteja certo. Lucas sempre foi do tipo super protetor. Eu nunca me relacionei com ninguém antes, nem com garotas nem outros garotos. E eu ando meio indeciso, de uns tempos pra cá, meu corpo vem reagindo a algumas coisas e somente garotos me chamam atenção. Será que isso é errado?

Nunca falei nem comentei com ninguém sobre a minha opção sexual, mas isso também é novo pra mim. Hiro acabou de tomar meu primeiro beijo e quase que... minha virgindade também... Talvez as coisas estejam andando rapido de mais.

Não sei como agir...

Preciso pensar. Eu nunca parei pra pensar se tenho algum tipo de sentimento por Hiro, além da amizade. Ele é bonito, legal e me causa sensações que ninguem causa. Na verdade eu sinto essas mesmas coisas quando Lucas esta por perto. Então meu sentimento por Hiro deve ser apenas de irmão.

Estou confuso...

- Vamos dormir Nath. Amanha falamos com o Lucas, Ok?

- Sim, vamos. - concordei e me deitei na cama, Hiro fez o mesmo. Deitamos um de cada lado, virados cada um para um lado.

Estou confuso, preciso pensar direito - e foi com esses pensamentos que eu adormeci.

(...)

No dia seguinte quando acordei Hiro já não estava mais comigo na cama, normalmente ele sempre dorme mais...

Peguei meu celular em cima do criado mudo, olhei as horas e ainda eram 10:00 horas.

Levantei meio receoso, pois tudo o que havia acontecido na noite anterior ainda estava bem recente em minha mente. Ainda não sabia com que cara olharia pra Lucas.

Meu corpo e mente estavam meio tensos, então decidi tomar um banho rapido e quente na tentativa de relaxar. Após ter tomado meu banho e me vestido, sai do quarto e logo senti o cheiro delicioso de panquecas invadirem com tudo minhas narinas. Sim! Eu amo panquecas! Principalmente com chocolate.

De inicio imaginei que era Lucas quem preparava meu prato matinal favorito, mas assim que cheguei na cozinha o que vi foi um Hiro de avental na beira do fogão.

- Bom dia pequeno - falou ele dando uma olhada rapida em minha direção, com seu belo sorriso no rosto.

- Bom dia Hiro - falei e logo me sentei a mesa. - Não sabia que cozinhava - ri

- Pois é, sempre que venho aqui é Lucas quem faz tudo, então nunca tive a oportunidade de te mostrar meus dotes culinários - falou divertido enquanto colocava tudo sobre a mesa - Fiz panquecas e calda de chocolate, que eu sei q você gosta.

- Sim, eu amo - falei enquanto me servia - você viu Lucas?

- Eu acordei hoje com o barulho dele saindo com o carro. Não cheguei exatamente a vê-lo.

- Ah... - respondi meio pensativo. Onde será que Lucas foi? Será que ele está com raiva? Suspirei pesado e senti Hiro me dar um breve selinho. Olhei pra ele meio surpreso, ainda não sabia muito bem como reagir quanto a isso.

Pra ele parecia tudo muito facil e simples, mas eu ainda estava em duvida...

- Não precisa ficar com medo Nath - ele deu uma pausa - Sabe... eu sempre tive vontade de te beijar e de ter você como mais do que amigos - ele parou um pouco, colocou uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha e continuou - Mas eu nunca tive coragem de te falar nada ou de agir, mas ontem... - ele me deu um beijo carinhoso na bochecha - Ontem eu senti que você olhava pra mim da mesma forma que eu te olho.

Quando Hiro terminou sua fala eu me afastei bruscamente dele com ar de surpresa. Eu o olhei da mesma forma? E qual seria essa forma?

Me lembro que ontem enquanto Hiro me encarava eu me sentia calmo e só sabia analisar suas qualidades, seus traços e seus olhos tao brilhantes. A unica coisa que importava era o momento. Mas quando estou com Lucas eu me sinto daquela mesma forma.

- Hiro? - o chame e ele me respondeu com um "hm?" - Você acha que uma pessoa pode gostar de duas pessoas ao mesmo tempo? - Hiro deu uma risada nasalada e me encarou logo voltando com sua feição seria.

- Sim, pode sim. Por que? Você está gostando de duas pessoas ao mesmo tempo pequeno? - não sabia o que responder... Afinal essa segunda pessoa poderia ser Lucas? Mas o que eu sentia de verdade? É errado sentir isso quando somos irmãos? E se Lucas me odiar por isso? Se ele me abandonar?

Muitas perguntas se formavam em minha cabeça e eu não tinha a resposta de nenhuma. Não sabia o que responder, então apenas apenas balancei a cabeça, dizendo que sim...


Notas Finais


E ai? O que acharam?
Eu falei que esse seria um capitulo um pouco curto...
Onde sera que Lucas foi? Como sera que ele esta se sentindo com tudo que viu entre se amado irmão e Hiro? Haha

Espero que tenham gostado.
Até o proximo capitulo

Beijos ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...