História Efeito Borboleta - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Criminal, Efeito Borboleta, Honeybabe, Sociopata, Taekook, Texting, Vkook, Yoonseok
Visualizações 232
Palavras 1.863
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioi, eu atrasei KKKKKKKKK isso sou eu chorando de desespero.

Só porque chegou a parte narrada da fanfic, minha inspiração, minha criatividade e vontade de escrever foi embora junto com o Texting taekook. Pois é.

Espero que vocês não se importem caso eu atrase mais alguma vez, tipo dois, três dias, por aí.

Bom capítulo :3

Capítulo 21 - Amigo ou inimigo?


— Eu odeio você.


— Oi? Que? Do que mesmo você está falando meu querido amigo? — Yoongi virou-se para o melhor amigo com uma expressão confusa. Aliás, não é todo dia que se tem um Jeongguk dizendo que te odeia.


— Você e sua maldita aposta ferraram minha vida. Agora eu estou na mão de um louco! — Jeon exclamou gesticulando. Não estava nem se importando com os outros alunos que passariam lhe encarando estranho.


— Ah, está falando do Taehyung? — o mais novo assentiu. — E como assim você está na mão dele?


— Ele descobriu que sou um garoto e veio pra cima de mim com um papo “você é meu melhor amigo” e agora eu estou com medo.


— Não creio! Como ele descobriu? — Yoongi perguntou curioso olhando fixamente para o moreno a sua frente. Este que por vez engoliu o seco e desviou o olhar. Ele não iria contar que saiu seguindo o acastanhado pela rua e ele acabou reconhecendo sua boca. Não iria contar mesmo.


— Eu não sei… ele só veio com o papo que sou um garoto.


—Ele não achou ruim?


— Não sei… — murmurou olhando o chão.


— Vira melhor amigo dele, depois pega ele. Ele é gato pra porra! — Yoongi sorriu sacana empurrando o ombro do amigo.


— Ele é hétero.


— Lindo, eu também era. Mas agora se você me dá licença meu Mozão está vindo. — com essa alegação empurrou o corpo do mais novo para o lado e encarou o Hoseok que vinha até si.


— Que? você vai me ajudar! — o mais novo agarrou seu braço.


— Eu não vou não. Nem tenho nada a ver com com isso. Você que não soube se disfarçar direito, agora se vire. — tirou as mãos do Jeon de seu braço e fez uma careta. — Boa sorte. — então saiu andando enquanto rebolava até o namoradinho.


Jeongguk bufou vendo seu amigo ir até Hoseok que sorriu e acenou de longe para si, mas o moreno estava tão perdido que apenas sorriu amarelo para o garoto sorridente. Garoto que, mesmo não sabendo fez parte da grande merda de sua vida, a maldita aposta.


O sinal tocou alto fazendo seus ouvidos doerem. Ele só queria voltar pra casa, deitar na sua cama e não levantar até ano que vem, ou até Taehyung esquecer sua existência.


Porém se ele voltasse sua mãe faria ele ir para o colégio com uma chinela na mão ameaçando o bater.


Tadinho do menino Jeongguk.


Sem ter mais opções do que fazer em sua vida, ele apenas caminhou até a entrada do colégio procurando Taehyung com o olhar. Não que ele estivesse interessado em ver o mais velho, ele só queria fugir quando esse aparecesse.


Entrou no colégio olhando ao redor, com as mãos socadas no bolso do moletom, ouvindo pessoas falarem ao seu redor. Todas ao mesmo tempo.


Respirou fundo pela milésima vez naquele dia, que nem tinha começado direito e já estava uma merda.


Primeiro: seu amigo o ignorou, sendo que foi ele que meteu o pequeno nessa enrascada.


Segundo: ter que andar se escondendo é uma merda. O medo de trombar com Taehyung no corredor é grande.


Terceiro: ele odeia ser o primeiro aluno a entrar na sala, porém ele foi. Andou tão rápido que quando viu já estava dentro da sala de aula, indo para sua mesa.


Colocou a mochila na mesa, se sentou e jogou os braços no objeto que carregava seus matérias. Logo afundou o rosto entre os braços fechando os olhos.


Talvez se ele dormisse o tempo passasse mais rápido não?


Enquanto isso, o casalzinho magia andava até a sala de aula fazendo brincadeiras com o caso do mais novo.


— Mas a culpa não foi dele, Yoon. — Hoseok falou, depois formou uma careta pensativa e fez um biquinho.


— Jeongguk é burro, Hoseok. Ele não sabe disfarçar, aposto que ficou apaixonadinho pelo garoto misterioso. — Yoongi respondeu gesticulando com as mãos.


— Não fale assim. Se ele se apaixonou pelo garoto, a culpa não é dele. Não mandamos nos nossos sentimentos não é? — Jung falou todo certinho, o que fez Min revirar os olhos e depois sorrir.


— Você é muito fofo. Até quando me contrária. — murmurou apertando a mão do namorado.


No fim os dois entraram na sala e cada um foi para seu lugar.


Jeongguk só queria que as aulas passassem logo, queria sua casa, queria se esconder do mundo.


Não havia encontrado Taehyung ainda, mas previa que seria um desastre certo.


Estava com vergonha, não só pelo fato que foi descoberto e sim por tudo que dizia nas mensagens para Taehyung. Que gostava dele, que não ficava sem ele. Tudo isso.


Quando escrevia essas coisas não estava mentindo, era realmente seus sentimentos, ele estava com medo do Taehyung notar.


Então se isso acontecesse, a melhor opção seria se esconder para sempre do mais velho.


Outra coisa que Jeongguk também notou, ninguém mais está falando sobre a garota que sumiu por um tempo e depois foi encontrada morta. Uma aluna do colégio.

Isso de qualquer forma é bom não é? Assim ninguém precisava ficar assustando os alunos.


Por mais que ache injusto, pois o assassino da garota não foi encontrado ainda. Ou seja, a família quer justiça, mas talvez não tenha.


O professor de física falava algo para sala, mas Jeongguk não conseguia escutar, de repente sua mente viajou para o dia anterior.


Lembrou-se dos lábios, dos olhos, da pele bronzeada e do cheiro perto de si. Do modo que Taehyung falou consigo e o segurou. O modo como xingou, que se mostrou irritado e depois saiu todo feliz.


Jeongguk decidiu pensar que Taehyung era algum tipo de pecado. O mal criou aquele garoto para levar pessoas ao mal caminho, não é possível alguém ser tão bem feito assim. Tão perfeito.


O pobre moreno tinha dó de si mesmo por desejar alguém tão belo, mas que era hétero. Ou seja, estava bom demais pra ser verdade.


Às falas de Taehyung também invadiram sua mente, como por exemplo: dizendo que não mataria Jeongguk, que o mais novo era agora seu melhor amigo e mais algumas coisas.


Então finalmente parecia que a hora começou a andar, as três primeiras aulas passaram e logo o intervalo chegou.


Jeongguk nem quis sair da sala. Ficou ali, mexendo no celular, entretido com um joguinho aleatório que havia baixado. Por isso mesmo ele não viu a hora que o Taehyung passou por ali, o encarando.


Então os alunos voltaram para as salas e mais duas aulas tinha que acontecer, para finalmente estar livre daquela prisão e assim poderia voltar para casa com medo de ser visto.


Nas duas últimas aulas Jeongguk conseguiu prestar atenção no assunto que estava sendo tratado. Inglês e química. Ele conseguiu sugar um pouco de conhecimento, sendo assim conseguiu esquecer Taehyung por um tempo.


O sinal para ir embora bateu e os alunos levantaram-se com pressa, inclusive Jeongguk que já estava com o material na bolsa.


O moreno deixou a sala com pressa e começou a caminhar pelo o meio dos alunos, sem se importar em quem estava esbarrando.


Porém ele sentia que estava sendo observado, ele sentia que tinha alguém atrás de si.


Poderia ser qualquer aluno, mas sua mente gritava “Taehyung” da forma mais ensurdecedora possível.


Assim que se viu passando pelo portão da saída, suspirou aliviado e seguiu o caminho que ia sempre.


Mas então o que ele temia aconteceu.


Alguém segurou seu braço e o fez virar. Ali estava ele, o dono de seus pensamentos a manhã inteira.


Taehyung sorria.


Aquele sorriso retangular e lindo, sorriso que fez as pernas de Jeongguk bambear por um momento.


— Fugindo de mim? — o tom de voz do acastanhado era rouco e combinava super com o modo debochado que ele falou.


Jeongguk ficou um tempo pensando, analisando o rosto do outro que fazia o mesmo consigo.


— E por que eu estaria fugindo de você? — Jeongguk perguntou depois de um tempo em silêncio.


Fora respondido apenas com um riso soprado.


— Vamos. Vou te levar em casa. — Taehyung disse e passou pelo garoto.


— É o que? Eu não preciso que você me leve em casa! — Jeon argumentou assustado.


Não, jamais poderia deixar Taehyung saber onde é sua casa.


Taehyung é um assassino, não podemos confiar em um assassino que sabe onde é sua casa.


Mesmo que Taehyung tenha dito que não o mataria, nunca seria capaz de acreditar em tal frase.


— Você é meu melhor amigo. Amigos levam outros amigos em casa. — Taehyung explicou virando apenas a cabeça na direção do mais novo. — Vamos logo, Jeongguk!


E o moreno foi puxado, sem ter tempo para argumentar.


Ele queria mandar Taehyung embora, gritar consigo, pegar alguma faça e se matar ali mesmo.


Porém ao mesmo tempo não queria.


Seu subconsciente dizia “leve ele pra sua casa, transe com ele.”. Seu subconsciente pensava igualzinho a Min Yoongi.


É, Jeongguk é um ferrado na vida mesmo.


— Aliás, troquei o seu nome no celular. — Taehyung comentou, querendo puxar assunto.— Agora está “melhor amigo" é um coraçãozinho.


— Por que você está fazendo isso? — Jeongguk perguntou virando o rosto para o outro que o olhou confuso.


— O que?


— Essa coisa de melhor amigo, de me levar em casa. O que exatamente você quer comigo?


— O que exatamente você queria comigo?— Taehyung o respondeu com uma pergunta, virando o rosto.


— E-eu… já expliquei o que aconteceu. — abaixou a cabeça envergonhado.


— E eu já expliquei que se você queria tanto ser meu amigo, irá ser. — deu de ombros.


O assunto acabou, ambos ficaram quietos e Taehyung só ia seguindo ao lado de Jeongguk. Esse que nem tentou mais argumentar e nem tentaria mandar o ouro embora, pois ele sabia que não ia funcionar.


É uma grande merda mesmo.


Chegaram na rua do moreno e caminharam mais um pouco até chegar em frente a casa do mesmo.


Taehyung parou observando a casa que tinha uma decoração por fora bem simples, o jardim era bonito e também a varanda parecia ser bem aconchegante.


Não era possível ver lá dentro, mas não momento não queria também. Não por agora.


Ele estava observando muito a casa, até que passou o olhar um pouco pela porta, onde Jeongguk estava, parado o olhando.


— Você gosta de me olhar né? — fiz pirraça para o mais novo que revirou os olhos frustrado.


— Tchau, idiota! Vê se esquece da minha existência. — falou bravo.


A porta foi aberta com força pelo moreno, depois foi fechada do mesmo jeito.


Taehyung riu do estresse do outro e se virou para ir embora.


Isso realmente vai ser muito engraçado. Pensou.


Dentro da casa dos Jeon's só tinha o mais novo mesmo. A Srta. Jeon não estava em casa, deveria ter ido trabalhar, fazer compra ou sei lá.


O garoto subiu a escada com pressa e foi para seu quarto.


Não estava com fome, só queria se jogar na cama e dormir durante uma tarde toda.


Queria deixar de existir também, seria possível?


Se jogou na cama com a roupa que estava mesmo, apenas de meia já que o calçado havia deixado na entrada.


Não queria fazer nada por agora. Realmente ele só queria dormir.


Fechou os olhos disposto a dormir, a esquecer o mundo ao seu redor, porém o celular vibrou e como um bom curioso ele pegou o aparelho no bolso e desbloqueou com seu olho pesando.


Taehyung

Amanhã se prepara que você vai sair comigo ok?


Fique bem, melhor amigo <3




Notas Finais


Yoonseok é o casal mais lindinho desse site ahhhhh

Caso vocês queiram ler minha nova One-shot Taekook: https://spiritfanfics.com/historia/tatuagens-para-a-vida-10842639

Só isso mesmo.

Vejo vocês em breve <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...