História Efeito Cinderela - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Justin Bieber
Exibições 125
Palavras 1.337
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, meu amores! Mais um capítulo, o que tanto vcs esperavam hahaha! Mas infelizmente não é o do baile, é o começo do baile, ou seja, a parte em que a tão esperada fada madrinha aparece! Um beijo <3

Capítulo 7 - Bal Masqué Part.l


Narrador - Paris, França - 15:55

"O amor é como a criança: deseja tudo o que vê."- William Shakespeare

O dia do baile chegou, e a Paris inteira não aguentava de ansiedade, Mylla e Clarisse estava na correria para tudo em Clarisse ficar perfeito. Clarisse precisava  totalmente, maravilhosamente perfeita para encontrar o Bieber, assim poder conquistá-lo. O vestido de Mylla estava em cima de sua cama, pronto pra ser usado, ela não via a hora de ir ao baile, estava tão ansiosa, tão nervosa. Todos já estavam prontos lá em cima, menos Mylla, que estava ajeitando seu cabelo, o prendendo no alto. Mylla colocou seu vestido e se olhou no espelho, gostando do que via. Ela sorriu para si mesma e subiu as escadas, Louis e seus filhos a olharam de cima à baixo, Clarisse riu sarcasticamente vendo a "irmã" vestida daquele jeito.

- Não custou nada... eu mesma comprei, com meu próprio dinheiro. -disse Mylla se explicando.

- Ninguém quer uma criada num baile como esse. -disse Clarisse maldosa.

- Eu não quero atrapalhar, eu nem quero conhecer o Bieber. -disse Mylla.

- E você não vai, porque não tem chances nenhuma de você ir ao baile... principalmente, com isso. -disse Louis apontando em seu vestido.

- Isso? -disse Mylla- Eu mesma comprei.

- Bem... seu gosto para a moda é questionável. -disse Louis se aproximando de Mylla junto com Clarisse- Essa coisa que você chama de vestido, está caindo aos pedaços. -Louis arrancou uma parte do seu decote, o que fez Mylla arregalar os olhos.

- É ridículo! -disse Clarisse arrancando outra parte do vestido.

- Está se desfazendo! -Louis arrancou a parte de baixo, fazendo com que aparecesse uma parte de sua calcinha. Louis riu maldosamente, e olhou para Pierre- O que você acha, Pierre? Gosta mais dela com roupas ou sem?

- Com certeza, sem! -respondeu Pierre fazendo todos rirem.

- Ia ser humilhante ter uma empregada junto com nós... -Louis se aproximou de Mylla a causando medo- Por que é isso o que você é... Agora ouça minha palavras!!! Você não irá ir ao baile!! -gritou Louis apontando o dedo para Mylla, com seus pequenos olhinhos marejados. Louis arrumou sua postura e olhou para Mylla outra vez- Nós voltamos à meia noite.

Todos riram e colocaram suas máscaras saindo pela porta, deixando Mylla desarrumada e chorando. Ela começou a chorar. Chorar já tinha virado rotina para Mylla, pois tudo o que ela sabia fazer era chorar. Mylla saiu correndo de sua casa até a calçada, respirando fundo e caindo sentada no chão, onde chorava amargamente, a rua estava deserta, todos devem estar no baile, menos Mylla.

Ela não entendia nada, porque tudo era tão difícil? Sua vida era tão boa, tudo era perfeito e como uma passe de mágica, tudo se desmoronou. Porque? Porque tantos porquês? Mylla chorava como uma criança, no meio da rua, sem ninguém pra conversar, pra ajudá-la ou até mesmo para acordá-la desse grande pesadelo que parecia não ter fim.

- Me desculpe, mamãe. Eu prometi ser feliz... mas eu não consigo. -disse Mylla conversando com o nada, na esperança de sua mãe ouvir sua lamentação. Mylla ficou ali até sua dor passar, o que parecia ser uma eternidade.

- Por que choras, minha criança? -Mylla levou um susto quando ouviu a voz de uma mulher a sua frente. Ela, imediatamente, limpou suas lágrimas e sorriu amarelo para a mulher em sua frente. A mulher era uma senhora muito elegante, não era velha mas também não era tão nova assim, seu rosto tinha uma expressão triste, por ver uma menina chorando no meio da rua sozinha.

- Oh, por nada, senhora. -disse Mylla levantando-se e limpando as lágrimas que insistiam em cair.

- Oh! -disse a senhora vendo o vestido de Mylla todo rasgado- O que aconteceu com seu vestido, minha jovem?

- Oh, hãm... nada, eu só me descuidei. -Mylla mentiu, a senhora sabia que estava mentindo.

- Você não tem um baile para ir? -perguntou a senhora- Você não tem muito tempo. -Mylla a olhou com as sobrancelhas franzidas.

- Quem é a senhora? -perguntou Mylla.

- Isso não importa... hoje irei ser sua fada madrinha. Vamos! Não pode perder tempo, senão irá se atrasar. -disse a senhora pegando a mão de Mylla e indo até o outro lado da rua.

- Mas... -Mylla tentou argumentar, sem sucesso.

- Não, não, não... sem mas! -a senhora a levou até sua casa, uma casa grande, por sinal, que ficava atrás da rua de Mylla- Vamos entre! -disse a senhora fazendo Mylla entrar. Mylla olhou ao redor e viu que era uma mansão e ficou totalmente encantada com toda decoração bege e amarela.

- Essa é sua casa? -perguntou Mylla.

- Sim... agora, vamos! Você precisa de um vestido. -disse a senhora subindo as escadas, fazendo Mylla ir junto. As duas entraram num quarto enorme, onde as paredes eram douradas e brancas, uma cama linda de casal com lençóis beges. Essa senhora era muito extravagante- Sente-se aqui, querida. -disse a senhora apontando até uma penteadeira- Irei fazer sua maquiagem. 

Mylla não entendia do porquê aquela senhora estar ajudando-a sendo que nem a conhece. Mas oportunidades assim, não aparece do nada, e ela estava amando cada momento. Depois de ter feito a maquiagem azul linda, a senhora começou a mexer em seu cabelo fazendo uma linda coroa de trança em sua cabeça, Mylla estava quase pronta, só faltava o vestido e o sapato.

- O vestido... -disse a senhora- Deixe-me ver... -disse ela entrando em seu closet- Rosa... amarelo... vermelho... Aaaah! Azul, irá ficar perfeito em você. -disse ela trazendo um lindo vestido para Mylla azul claro.

- Oh, ele é lindo... eu não posso... -disse Mylla fazendo senhora franzir as sobrancelhas.

- O que não pode? -perguntou.

- Usá-lo. -respondeu Mylla.

- Oh, deixe de bobagem... considere-se como um presente. -disse ela- Vamos! Se troque! Irei falar para Neville levar você até o baile. Vamos logo, irá se atrasar! -Mylla sorriu com tudo isso. Ela não acreditava que iria ao baile. Mylla vestiu o lindo vestido azul, e se olhou no espelho. Pela primeira vez, Mylla se sentiu bonita.

Depois que Mylla estava pronta, calçou os lindos saltos altos pratas e desceu as escadas. Ela estava se sentindo uma princesa. Perto da escada estava a senhora bondosa e um senhor ao seu lado de terno.

- Você está linda. -disse a senhora- Isto é para você... -disse a senhora colocando uma linda máscara prateada em seu rosto quando Mylla se aproximou, a máscara não precisava de elástico, ela grudava em seu rosto- Esse é Neville, ele irá te levar ao baile. Você irá ao baile, querida. -Mylla sorriu e sentiu o nervosismo preenchendo si mesma.

- Oh, muito obrigada! -disse Mylla abraçando a senhora. Mylla não a conhecia, mas nunca irá se esquecer dela.

- Podemos ir? -perguntou Neville. Mylla deu mais uma olhada para a senhora e sorriu, assentindo em seguida, seguindo-o até o carro.

Neville abriu a porta para Mylla e entrou dirigindo até Palais de Chaillot, o grande museu em frente a linda torre Eiffel. Mylla sempre achou aquele museu um palácio, talvez nos tempos antigos era mesmo um castelo. Quando o carro parou em frente ao grande museu, ela sentiu seu coração bater forte. Ela estava totalmente nervosa, era capaz de seu coração pular para fora de seu peito. Neville abriu a porta para Mylla que estava respirando ofegante. Mylla parou em frente a escadaria olhando-a, ela estava nervosa, ansiosa e apavorada.

- Está tudo bem, senhorita Mylla? -disse Neville fazendo-a olhar.

- Estou apavorada, senhor Neville. Eu deveria realmente ir? E se ninguém gostar de mim? -disse ela.

- Isso é impossível, senhorita Mylla... você precisa aproveitar sua noite. -Mylla sorriu- Não esqueça do horário, senhorita Mylla, estarei aqui esperando.

- Obrigado, senhor Neville. -Mylla sorriu mais uma vez e começou a subir as escadas.

A cada passo dado, ela sentia seu coração bater forte. Estava totalmente nervosa. Ela estava realmente no baile.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...