História Eflúvio - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Suga
Tags Coisa Linda Eoq, Desafiopwp, Yoonmigas, Yoonmin
Exibições 151
Palavras 1.706
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, eu tenho sérios problemas. Primeiramente, fora temer. Segundamente, eu só me meto em projeto lindo, mano que coisa mais linda. Enfim, esse é minha bebê pro projeto do grupo yoonminas, que eu vou deixar o link nas notas finais e vocês vão poder entrar, participar e lotar esse site de yoonmin. Eu me diverti muito escrevendo isso aqui e sei lá, espero que vocês gostem.

Capítulo 1 - Capítulo único; eflúvio


Fanfic / Fanfiction Eflúvio - Capítulo 1 - Capítulo único; eflúvio

Não sabia se devia achar que aquela situação era pura sorte ou até mesmo destino, mas o loiro com certeza veria aquilo como uma oportunidade. Afinal, ele sempre estava tentando alguma coisa com seu hyung, e se até seu chefe estava lhe ajudando — mesmo que de forma indireta — ele jamais iria deixar a maravilhosa chance de arrumar uma boa foda com Min Yoongi escapar de seus dedos.

Seus olhos passearam mais uma vez sobre a circular, sorrindo e agradecendo mentalmente por o mundo finalmente lhe dar uma chance de verdade. Dessa vez, não permitiria erros. Tinha que dar certo. Ele só precisava de um tubo de ensaio, alguns reagentes especiais e de seu melhor amigo e colega de trabalho, Min Yoongi.

Colocou o jaleco e uma máscara, pegando tudo que precisava e começando a misturar alguns afrodisíacos, afim de fazer uma espécie de perfume especial. Sabia que seu hyung era sensível a cheiros e não resistia a um belo pescoço a mostra e imaculado, pedindo para ser marcado.

Observou as duas cores se mesclando, fechando os olhos e tirando a máscara, sentindo o cheiro doce alcançar seus seus sentidos. Colocou a mistura dentro de um vidrinho, guardando em seu bolso e esperando a hora de agir.

As horas foram passando de forma rápida e quando Jimin percebeu, já  passava das sete horas da noite. O local se encontrava silencioso, poucas pessoas ainda estavam ali, ocupadas demais para perceber o sorriso safado que Jimin tinha nos lábios.

Foi para uma sala de teste vazia, sentando na cadeira e colocando uma lâmina no microscópio, fingindo observar alguma coisa ali. Havia mandado uma mensagem para Yoongi, dizendo que precisava da ajuda do mesmo e pedindo para ele ir até ali. Não era de fato uma mentira, ele precisa do moreno.

Podia sentir o aroma do perfume que havia feito na ponta de seus dedos, e merda, aquilo já estava começando a lhe deixar com uma maldita ereção no meio das pernas. Aquele cheiro também estava em seu pescoço, era um ponto estratégico, afinal.

Mordeu os lábios em puro sinal de nervosismo, aquilo poderia acabar com a amizade de anos que ambos tinham, mas Jimin já estava em seu limite.

 — Oi bebê, do que você precisa? — a voz conhecida entrou em seus ouvidos, o Min passou pela porta, ficando do outro lado da mesa. De frente para Jimin.

O loiro tentava ignorar a forma pecaminosa que aquele apelido fofo, rondava em sua cabeça. Ele sabia que o amigo era carinhoso consigo, sempre dando o máximo de atenção para si e aguentando suas manhas, mas porra, qualquer coisa que o moreno falasse aquele dia faria Jimin revirar os olhos.

 — Preciso que você me ajude a identificar algumas células, estou com dificuldade para encontrar e preciso fazer uma anotação sobre tudo isso depois, estou pirando — mexeu as mãos no ar, em forma de desperto, fazendo Yoongi rir e ir para o seu lado.

O Park sentiu quando o mesmo apoiou o queixo em seu ombro, lendo as coisas que havia escrito no papel e sorrindo, ele estava errando coisas bobas, ajudaria seu dongsaeng com toda certeza.

Ou melhor, tentaria. O perfume do Park estava lhe tirando do sério, e Jimin ainda tinha aquela mania idiota de tombar a cabeça para o lado, deixando a pele de seu pescoço exposta. Ele era o maior exemplo de filha da puta, mesmo que soubesse que ele não fazia de propósito, pelo menos o moreno pensava que não.

 —  Você ‘tá cheiroso, Jimin — não esperava que sua voz saísse tão falhada e nem que aquela merda de sorriso aparecesse nos lábios bonitos de seu melhor amigo.

Viu o menor se virar para si, olhando em seus olhos e sussurrando um “obrigado”. Não queria acreditar, mas parecia muito uma provocação. Iria confirmar aquilo e tinha que admitir, ficaria feliz seus pensamentos estivessem certos.

 — Sério, você está cheiroso para um caralho — falou no ouvido do outro, passando seu nariz pela pele alheia, vendo os pelinhos de Jimin se eriçarem.

— Você até que demorou para perceber, você é um lerdo  — riu assim que terminou sua fala, se virando novamente para o outro.

 — Jimin, você está mesmo me provocando, não me faça perder a cabeça — comentou sério, levando suas mãos até a cintura do mesmo e apertando com força ali.

 — Te mandei várias idéias durante um ano e você acha mesmo  que eu não vou fazer você perder a cabeça? — disse enquanto passava suas mãos pelos braços do maior.

 — Nunca tinha percebido suas investidas, mas se é pra ser sincero, eu sempre quis te pegar e te foder bem gostoso — deu de ombros, piscando para o loiro e sorrindo.

 — Ainda não é tarde para me pegar e me foder bem gostoso, hyung.

Aquilo foi o bastante para que Yoongi tocasse um fodase e se afastasse de Jimin por alguns instantes, apenas para fechar a porta. Não queria que ninguém lhe atrapalhasse, mesmo que a idéia de transar perigosamente fosse excitante. Mais ainda estavam no local de trabalho, tinham que ser cuidadosos.

Em questões de segundos, Jimin foi parar nos braços alheios, rodeando a cintura de seu hyung com suas pernas e sentindo as mãos grandes e fortes apertando suas coxas por cima do tecido jeans.

Yoongi iniciou um ósculo, beijando os lábios do outro com vontade, produzindo estalos extremamente eróticos. Encostou o mesmo na parede, aprofundado ainda mais aquele beijo e chupando o músculo molhado de Jimin, que gemeu com o ato. Mordeu o lábio inferior do mesmo antes de se separar.

Deixou pequenos selares no maxilar do outro, até chegar no pescoço do menor. Ah, aquele pescoço. Chupou aquela região, beijando e raspando os dentes por ali levemente, sorrindo ao ouvir os suspiros do loiro.

 — Hnm, isso —  o Park gemeu, havia esperado tanto por aquilo, parecia algo tão inacabável e agora ele estava ali, prestes a ser fodido por seu colega de trabalho.

Colocou o mesmo no chão, mais ainda o deixando encostado na parede, se abaixou e sorriu para o amigo, passando a mão por cima do do membro alheio que ainda estava coberto pela calça.

Desabotoou a mesma, descendo o zíper bem devagar e vendo Jimin arfar, ele estava ansioso. Deixou que a calça do mesmo fosse até os joelhos, juntamente da boxer preta que estava usando naquele dia.

Ele estava ali, todo corado e entregue, e se Yoongi pudesse tirar uma foto daquele momento, ele tiraria. Rodeou o falo alheio com os dedos, começando uma massagem devagar, subindo e descendo. Masturbando seu melhor amigo com vontade.

 — Puta que pariu, Yoongi — o gemido veio assim que o moreno chupou a cabecinha rosada e inchada, distribuindo algumas lambidas por todo comprimento.

Colocava tudo na boca, já que Jimin não era tão grande assim. Ia em um ritmo bom, sentindo as veias saltadas do pau de seu dongsaeng. Ele era tão gostoso. E quando Jimin estava quase gozando ele parou com o oral, soltando uma risada da cara do loiro.

 — Se vira amor, e empina bem essa bunda pra mim — disse autoritário, vendo o Park lhe obedecer rapidamente.

Terminou de tirar toda a roupa do loiro, tirando a sua logo em seguida. Passou a mão pela bunda de Jimin, apertando a carne farta entre seus dedos algumas vezes e vendo algumas marcas começarem a aparecer.

 — Hyung, me deixa te chupar — Jimin pediu ainda na mesma posição, com um bico adorável nos lábios.

 — Vem cá, chupa direitinho o pau do hyung —  falou após puxar o rapaz pela cintura e posicionar o mesmo ali, com o rosto colado em sua ereção.

Jimin maltratou os lábios, o moreno era tão grande. Perfeito para si. Repetiu os movimentos clichés com a mão, logo chupando o membro do outro, massageando as bolas e sentindo o gosto da pré gozo invadir seu paladar.

Yoongi afastou o pequeno, fazendo o mesmo voltar para a mesma posição de antes. Se posicionou atrás do mesmo, afastando as bandas da bunda do outro e vendo a entradinha pulsando, pedindo para ser preenchida.

Massageou o próprio membro, colocando apenas a cabecinha inchada  na entrada do loiro, penetrando aos poucos e ouvindo os gemidos deliciosos que saia dos lábios bonitos.

Saiu de dentro do menor, voltando com mais força e começando as estocadas, segurando com força na cintura de Jimin. Ia fundo e forte, sentindo o amigo esmagar seu membro. Ele era apertando demais.

 —  Meu Deus, hyung — disse enquanto rebolava levemente, ajudando o moreno a ir cada vez mais fundo.

 — Isso, rebola pro hyung, amor — um tapa forte foi deixado na coxa de Jimin, lhe deixando ainda mais excitado. Yoongi levou uma das mãos até o membro esquecido de Jimi, começando uma masturbação gostosa.

 — Yoongi, eu quero cavalgar em você. Quero gozar com você indo bem fundo em mim — aquilo saiu praticamente como um sussurro, mas o mais velho ouviu.

O moreno saiu de dentro do mais novo e se sentou no chão, observando seu pequeno se ajustar em seu colo, sentando de uma vez em seu pau. Gemendo alto com aquilo.

Yoongi começou outro beijo, sexy demais. Envolvente demais. As mãos estavam na cintura do outro, lhe empurrando para baixo. Estava quase gozando, um pouco mais e chegaria no seu limite.

E quando Jimin deu mais uma rebolada, o pau de Yoongi pulsou dentro do mais novo e se desfez ali mesmo, derramando toda sua porra no interior do amigo.

Jimin gozou logo depois, a sensação de ser preenchido por Yoongi havia lhe levado ao extremo. Os dois se olharam e sorriram, se beijando mais uma vez e se afastando. O loiro saiu do colo alheio, sentindo o gozo do amigo escorrendo por suas coxas.

 — Eu daria qualquer coisa pra tirar uma foto de você assim, você é tão lindo — Yoongi disse, selando os lábios do menor mais uma vez e trazendo o mesmo para seu peito.

 — Aish hyung, isso foi tão bom — falou baixinho e rindo.

 — Se você usar esse perfume todo dia, a gente vai acabar com essa sala.

 — Se eu te contar a história desde perfume, você nem vai acreditar…

E assim, uma circular, alguns tubos de ensaio e uma boa amizade, rendeu uma boa foda para ambos. E com toda certeza, não seria a única.


Notas Finais


Lembro perfeitamente bem do dia que eu fui pro laboratório de química, e tive que criar uma mistura que tivesse cheiro e cacete, se encaixou nisso aqui. Obrigada professora e obrigada @Vickssea. Espero que tenham gostado, ignorem os erros ortográficos e aaa comentem o que acharam viados e viadas.

LINK DO GRUPO: https://chat.whatsapp.com/Kwu0MBXQsggIySln9kxCJl

Sejam felizes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...