História Egoist- O que é meu não compartilho. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Drama, Homossexuais, Lemon, Mistério, Perseguição, Revelaçoes, Romance, Stalker, Yaoi
Exibições 133
Palavras 522
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esperam que curtam, todos sábados ou Domingos, trarei capítulos novos! Por enquanto, postando os capítulos iniciais.

Capítulo 1 - Gabriel


Olá, eu sou o Gabriel, tenho dezenove anos, moro com a família da minha melhor amiga, Janaína ou Jana como preferir. Vim morar com ela depois que meus pais descobriram que sou gay, e não aceitaram a minha orientação sexual pois achavam vergonhoso, por conta disso fui expulso de casa com apenas quatorze anos. A Jana também é gay, ou melhor dizendo, lésbica, e quando contou a seus pais que somente conseguia gostar de meninas, eles aceitaram a filha do jeito que era, e quando souberam o que meus pais fizeram comigo, me adotaram.

Eu até me considero uma pessoa feliz, mesmo depois dessa barra que passei, ganhei uma nova família que mesmo que não seja de sangue, é a melhor que eu posso ter. Porém, essa não foi somente a parte mais complicada da minha história, fui um adolescente bem problemático, agir de forma egoísta muitas vezes não levando em consideração o que poderia acontecer de ruim. Eu sempre me senti diferente dos outros garotos da minha idade, enquanto eles pensavam no tamanho dos seios das meninas, eu estava mais interessado em ver seus abdomens no vestiário. Mesmo afastado de seus assuntos, eles gostavam de andar comigo, porque eu sempre atrair as garotas muitos facilmente, mesmo sem intenção e eles viam isso como oportunidade de pegá-las.

Quando resolvi finalmente ser libertado para ser quem sou, cometi alguns erros de marinheiro de primeira viagem. Comecei a namorar os meninos que eu percebia que sentiam um certo tipo de atração por mim, pois quando mais novo, eu era meio andrógeno, meus traços beiravam a características femininas, e como fazia coisas que as meninas ainda se guardavam para fazer, era mais fácil ainda atrai-los. Eu fiquei viciado nisso, transava com todos os meninos que namorava, até porque, a maioria deles namoravam comigo exatamente para isso. Era comigo que eles perdiam a virgindade ou liberavam seus hormônios, e como eu gostava da coisa, me deixava levar.

Alguns até me assumiam como namorado, escondido é claro, outros me faziam de amante, tinham suas namoradas oficiais de porta e mãos dadas, enquanto transavam comigo nos laboratórios de química em aulas vagas. Não é que eu nasci sendo "fácil demais" , acabei chegando a esse ponto depois que me apaixonei perdidamente e fui abandonado duas vezes.

Hoje, me considero mais maduro, mas tenho vergonha do meu passado escolar, pois foi por causa dele que cheguei a ser expulso da escola, quando os professores descobriram o que eu fazia com meus colegas nas salas vazias. A fofoca que chegou aos ouvidos dos meus pais, que os envergonharam e por fim, o fizeram decidir que era melhor fingir que não tinham um filho. Bem, isso é passado! Atualmente trabalho em uma loja de sapatos, e mal saio de casa. Costumo ter romances online, em chats de conversas LGBT. Porém, não passo disso, perdi a coragem de mais novo, fico preocupado em me iludir de novo e acabar sendo usado. Quero alguém que goste de mim de verdade.

Eu sei que um dia irei encontrar alguém assim, que não se incomode com meu passado e me ame do jeito que sou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...