História Egoísta - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Luna Lovegood, Neville Longbottom
Tags Egoísta, Essenciais, Fluffy, Luna, Meio Badzinha, Neville, Potterhead, Pro Yuri, Sonserina Melhor Casa, Valentin
Visualizações 47
Palavras 543
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Musical (Songfic), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - I - único (tinha o espaço que era meu)


      I - único (tinha o espaço que era meu)

Tocou a pintura gasta da parede de seu quarto com os dedos ossudos e pálidos. As cores desbotadas como ela mesma; praticamente exânime, desprovida de forças para colorir-se novamente. Não recordava-se dos sorrisos cor de rosa que vivia distribuindo em troca de palavras rudes que, por fim, encaixaram-se perfeitamente em teu peito; vestia-as como se fosse uma segunda camada de epiderme. E não mais distinguia o que ela era.

Os rostos de seus amigos a encaravam daquela pintura desleixada na parede. Olhos perscrutando sua alma à procura de vestígios de laranja para exaurir. Estes, agora, eram felizes. Ao contrário de Luna.

Sentia-se egoísta. Tentava desviar de seu problemas, todavia tropeçava, decídua. Esforçava-se, procurava tempo para escutar os problemas de Neville, porém sentia-se incapaz. Seu algoz, o egoísmo, a rondava constantemente, vexando-a, à espera de sua queda.

E teu refúgio era aquele quarto antigo e abandonado onde costumava dançar à luz matinal e adormecer vigiando as estrelas à procura de alguma estrela cadente. Escondia-se do mundo quando este não estava contente com ela. Todavia, as paredes eram frias e duras, não possuíam o conforto afável de antes.

Uma falta súbita de ar atingiu-lhe o peito jovem. Com um baque, o corpo pequenino e magricela encontrou o chão; ao olhar para cima viu Harry Potter sorrir falsamente à ela. Os olhos azuis enchiam-se de água e Luna jurava que podia ouvir as acusações vindas de seus lábios finos. Hermione a olhava como se acreditar em Bufadores de Chifre Enrugado fosse a coisa mais asquerosa do mundo. E Rony, bem, ele sentia medo de toda aquela maluquice.

Sempre fora sozinha, acostumada com a solidão que sempre estava ao seu lado; sua fiel amiga. Depois de tudo aquilo, voltara à estaca zero, como em um ciclo; sozinha novamente. Desejava tua própria companhia, todavia não sabia mais ser tão só. Não encontrava meios úteis para caminhar desamparada.

Procurava, incansável, pela sua vida antiga. Era impossível. Depois de tudo que passara, de todos os momentos que presenciara, fechou as portas por fora, achando que não fosse precisar voltar a caminhar sem tua companhia.

Não sentia o ar chegar aos pulmões, sua própria existência a sufocava. Levou os dedos longos até a cabeleira loura e puxou os fios com violência, em um surto. Gritava e tua garganta queimava em brasas. Era como uma carcaça oca e egocêntrica; não tinha a quem se agarrar. Execrava a si mesma.

Lembrava de ter ouvido as trancas de seu quarto serem abertas. Sentiu aquele aroma tão familiar e sorriu ao afundar-se no mar de olhos azuis que gritavam aflitos.

"Luna!", gritou Neville ao se deparar com aquele ser quase exangue.

Ajoelhou-se perante à garota com teu costumeiro desespero. Um buraco se formava em teu peito ao presenciar aquilo. Amava-a mais que a si próprio; gostava daquele egoísmo quase imperceptível e das teorias a que se agarrava fervorosamente.

"Parece que a tua vida só anda quando não tropeça em mim...", riu, amargurada. Levou as mãos até o rosto barbudo e alongado de Neville e acariciou-o.

"Eu tropeçaria várias vezes se você fosse o motivo para tal", a voz quente do garoto acolheu-a em um afago.

Os sorrisos se abriram como o nascer do sol; o crepúsculo os rodeando em um abraço apertado.


Notas Finais


Alô alô.
Demorei, mas consegui, non eh?
Bom, não ficou do jeito que eu queria, mas o dedo coçou pra eu postar e estou aqui. Minha primeira história com Harry Potter. Sou meio noob, apesar de ter lido todos os livros há quatro anos, mas tamo junto.
Só esclarecendo que: Sonserina é a melhor casa.
Especialmente para o projeto maravilhoso Essenciais e para @tatsuo_ que é da mesma casa que eu e sempre lê tudo em primeira mão. Eu amo você.
Espero que gostem.
Ah! Criei vergonha na cara e fiz a capa sem mendigar *desfila*
Beijos do tio ♥

Música: https://youtu.be/6U1oHQn3RVM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...