História Eight Months - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Lemon, Mpreg, Naruto, Sasunaru, Yaoi
Exibições 466
Palavras 978
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


nem demorei, né? :3

uma última boa leitura!

Capítulo 9 - Epílogo


7 anos depois...

Eu estou bem. Quer dizer, nós estamos bem. Eu, Sasuke e nossos filhos: Yuchirou e Yuuki. 

Nos primeiros anos em que tivemos Yuchirou foi difícil. Tudo era muito mais cansativo, eu não tinha cabeça para mais nada e Sasuke também não. Nosso relacionamento ficara em segundo plano e as brigas eram constantes. Quase nos separamos, mas, no fim, tudo se encaixou e voltamos a nossas rotinas sem muito estresse. 

Yuchirou se mostrou a cara de Sasuke, com meus olhos e marquinhas na bochecha. De início, achamos que seria como eu: falante e hiperativo. Mas isso foi só durante os três primeiros anos, depois ele começou a ficar mais calmo e quase não nos dava trabalho. Sempre foi um bom menino, comida de tudo e me ajudava no que podia. Claro, também aprontava quando brincava com seus colegas, mas não era de malcriação e rebeldia. 

Nós estávamos nos acostumando com a nova fase de creche de Yuchirou quando veio a notícia: Sasuke estava gravido. 

Foi um choque para todos, até porque Sasuke não havia me contando que também podia engravidar. Sua desculpa foi de que ele não imaginava que trocaria de papéis na cama um dia comigo. Confesso que fiquei furioso com ele, pois havíamos combinado de que não teríamos filhos até Yuchirou completar sete anos ou mais. Yuchirou só tinha dois anos, ainda dependia da gente para fazer as coisas e era muito ciumento conosco, mais um filho só pioraria a situação. 

Naquele dia, Sasuke chorou como nunca. Pedia desculpas, dizia que não precisaríamos ficar com o bebê, que ele daria um jeito. Mas eu até que gostava da ideia de ver Sasuke gravido, e não poderia simplesmente rejeitar um filho meu. Assim, decidimos ter o filho e começamos a re-planejar nossas vidas a partir daquele momento. 

Sasuke gravido foi a coisa mais linda que eu já vi na minha vida. Ele era todo sentimentos e nervos, tudo chorava e tudo ficava irritado. Era engraçado de ver e eu adorava mima-lo. Quando sua barriga começou a crescer, comecei a registrar a gestação com fotos. Sasuke ficava irritado, pois se achava gordo e nada atraente. 

Senti na pele o que ele sentiu quando eu estava gravido. 

No final, Yuchirou aceitou bem a notícia e nem tinha que dividir seus brinquedos: Sasuke esperava uma menina. Foi um momento de grande emoção, pois sempre fora nosso sonho ter um casal. Logo de cara, Sasuke já escolhera o nome: Yuuki. Ele disse que combinava mais com uma menina do que com um menino. 

Diferentemente de Yuchirou, Yuuki nasceu no tempo certo. Já havíamos marcado o dia da cesariana e eu estava uma pilha de nervos, não nego. Passei o dia inteiro beijando Sasuke e sua barriga. Eu amava aquele homem e sabia que tinha sido difícil engolir o orgulho para ter aquela menina. Tinha quase 100% de certeza que engravidar não estava em seus planos, por isso eu o amava cada vez mais. 

Yuuki chegou às 19:15 da noite de uma quarta-feira de inverno. Uma menina linda e saudável que logo me encantou. Sasuke era uma cachoeira de lágrimas sem fim, ficara tão tocado que foi necessário seda-lo para que descansasse. 

Quando voltamos para casa, Yuuki se mostrou extremamente vocal e simpática. Fazia barulhos constantemente e sorria para qualquer um. Também adorava chorar de noite e acordar todos da casa. Ela era muito apegada a Sasuke e durante os choros noturnos, só ele a acalmava. Muitas dessas vezes, Yuchirou também acordava chorando e eu tinha que acudi-lo. Foram dias mais difíceis do que quando era só meu primogênito, mas valeram a pena. 

Hoje Yuuki, com cinco, era extremamente apegada ao irmão, que tem sete anos. Yuchirou se mostrou um irmão protetor e bobão. Quando Yuuki estava sozinha, era ele quem brincava com ela de casinha ou boneca. Até passar maquiagem ele deixava! Era ele, também, quem a ajudava dentro da escolinha e eu e Sasuke sabíamos que não precisaríamos nos preocupar com ambos na escola. 

Eu não podia pedir uma família mais perfeita. Meus pais e os pais de Sasuke vinham nos visitar e também levavam os netos para passearem quando eu e Sasuke queríamos um tempo a sós. Sasori também se oferecia para ficar com eles quando nós tínhamos que viajar e não podíamos levá-los. Todos eram bastante prestativos conosco e eu só podia agradecer. 

Devido ao meu trabalho - havia sido promovido a estilista oficial da empresa -, viajava constantemente para fora e, quando podia, levava meu marido e filhos juntos. Eram momentos de bastante felicidade e eu gostava de aproveita-loa ao máximo, antes que ficasse velho e ranzinza. 

Esse dia em especial, iríamos viajar durante todo o final de semana para o México. As crianças estavam animadas e Sasuke também. Durante o trajeto de carro para o aeroporto, listávamos o que iríamos fazer assim que chegássemos lá. As crianças queriam ir a praia e eu também. Sasuke estava um pouco relutante, mas acabou aceitando, afinal, eram três contra um. 

-Podemos montar um castelo de areia? 

-A gente podia ir num zoológico! 

-E tomar sorvete! 

-Otou-san, lá tem girafas? 

O carro era preenchido pelo falatório incansável das crianças. Olhei pelo espelho retrovisor e avistei a cabeleira loira de minha filha por baixo do boné rosa. Como Yuchirou, ela também tinha minhas marcas nas bochechas pálidas, mas os olhos eram escuros como os de Sasuke. Ambos eram uma mistura perfeita de nós.

Despachamos as malas rapidamente e seguimos para o portão de embarque. Yuuki ainda não parava de falar e se remexia inquieta no meu colo. Parecia que era a primeira vez dela em um avião.

-Prontos para conhecer o México? - Sasuke questionou com um sorriso. 

-Sim! - as crianças gritaram e eu ri. 

Assim, embarcamos para mais uma viajem em conjunto, como muitas outras coisas começaram a ser. Tudo em família. 

Eu, Sasuke, Yuchirou e Yuuki. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...