História Eighteen - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts Bangtan Boys
Exibições 26
Palavras 1.133
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


obrigada por ler, espero que gostem e me desculpem por qualquer erro <3

Capítulo 51 - Comic Con


Então começamos a andar, e estava lotado. Vira e mexe eu via a Ana me pedir alguma coisa, tipo quadrinhos, camisetas, Action Figures e algumas outras coisas.

- Compra essa revista em quadrinho do Homem-Aranha pra mim, por favor? – ela pedia fazendo até biquinho, como uma criança que queria muito alguma coisa – nunca te pedi nada...

- Ai Ana... tá bom... – eu falo e ela me abraça animada e me da um selinho.

E ai eu comprei isso e mais um monte de coisas, porque ela sempre fazia a mesma carinha mais fofa do mundo. E via que a Bianca estava sofrendo da mesma coisa, porque toda hora que o Taehyung via alguma coisa que ele gostava, ele pedia para ela. E ele também fazia uma carinha fofa (para a Bianca).

Eu então me sentei junto de Taehyung na praça de alimentações, a fim de comer alguma coisa, já que já era hora do almoço e todo mundo estava ocupado fazendo alguma coisa. Nós falamos para as meninas que íamos comer, e elas prometeram ficar numa loja e depois vir comer também.

- Eu quero matar o Vernon – Taehyung fala.

- Por quê? – eu falo e pego um frango frito, logo o mordendo.

- Você não o vê grudado com a Bianca?! – ele fala indignado e olha bravo para o balde de frango frito.

- Esses frangos não tem culpa disso – falo brincando – eles são só amigos, não foi o que a Bianca disse?

- Ele está vestido igual a ela! Mais do que eu! Eu que sou o namorado dela, eu que deveria estar igual a ela.

- Na verdade – passo um guardanapo na minha boca – você não precisa estar necessariamente igual a ela. E o que tem eles ficarem juntos? Eles são amigos! E ele é irmão da Ana, se eles forem parecidos, eu sei que ele não faria isso com você.

- Vou fingir que não te escutei – ele fala rude e toma um pouco de seu refrigerante – ele não é igual à Ana. A Ana é toda fofinha e ele... é aquilo.

- Taehyung – falo olhando em volta.

- Tipo, se alguém começasse a se engraçar com a Ana, o que você faria? – ele fala irritado.

- Taehyung – continuo olhando em volta.

- Eu ficaria extremamente irritado, ninguém mexe com minha Maid.

- Taehyung! – eu bato na mesa e ele me olha assustado – elas sumiram!

Ele olha pra trás, onde nós deixamos as meninas, e igual a mim, não vê ninguém.

- VERNON! – Taehyung grita irritado.

- Não é o Vernon, porque minha namorada também sumiu, anta! – eu falo e praticamente engulo o resto dos frangos fritos, com a ajuda do Taehyung.

...

Depois que praticamente engolimos tudo, nós fomos atrás delas.

- Não as acho! – eu falo.

Eu olho em volta e vejo o balcão de informações.

- Ali, vamos nas informações – eu falo.

Ao chegar lá, nós começamos a tentar falar com as mulheres que estavam ali.

Eu não sei falar inglês, então deixei o Taehyung passar mico sozinho. Sim, sou dessas.

- Hi – Taehyung fala e eu tento conter meu riso – I estar a procurar a girl! – ele indica a altura dela, e eu olho pra atendente, que estava perdida – she é little! Little girl! – ele agora pega no cabelo dele – white hair! – tudo que ele falava era uma mistura de coreano com inglês.

- Que porra é essa que você está fazendo, Taehyung? – escuto a voz do Lucas atrás da gente e me viro instintivamente.

- LUCAS! – eu grito e o abraço – NUNCA FIQUEI TÃO FELIZ DE TE VER.

- Uau gente! – Lucas fala e da uma risada safada, e eu o solto, com medo disso.

- Obrigado – Taehyung fala em inglês pra mulher e olha esperançoso pro Lucas – cadê a Bianca?

- A última vez que eu vi ela – ele parou para pensar – foi perto da estatua do Homem-Aranha.

- ANA! – falo – eu sou o Homem-Aranha – aponto para mim mesmo, que estava vestido de Homem-Aranha.

- Desiste filho, mesmo com essas coxas que nossa... – Lucas pareceu quase delirar – o outro ta melhor.

- To nem ai – respondo – eu sou o Homem-Aranha dela.

- Foda-se – Lucas fala e sai andando – se vira ai então.

- A gente fez algo de errado? – Taehyung pergunta confuso.

- Não faço ideia – falo – mas vamos seguir ele.

...

Eram duas da tarde quando saímos da Comic Con, na verdade a gente se dividiu, e ficou eu, Lucas e a Ana, e o resto ficou lá na Comic Con.

- ANA! UMA CHANEL! – Lucas grita do nada e pega ela pela mão, a puxando para dentro de uma loja.

Dei uma olhada na vitrine antes de entrar, e vi o preço das coisas.

- Pode pegar o que quiser – Lucas fala e vai até um balcão ou sei lá o que era aquilo, que tinha vários óculos expostos, e sobre eles um vidro.

...

Quando o Lucas finalmente foi pagar as coisas, depois de duas horas, o cartão dele não estava passando.

- Ai meu Deus – ele fala e pega outro cartão – tenta esse.

A moça passa o cartão e ela nega com a cabeça. Eu nem vou falar nada, porque eu sei que o que ele tem que pagar deu muito caro, e eu não quero gastar meu dinheiro.

- Cadê meu celular? – Lucas fala passando a mão nos bolsos da calça dele.

- Não sei – Ana fala – e o meu esta sem bateria.

- O meu ficou no hotel – respondo assim que os dois me olham.

- Que maravilha! – Lucas fala e olha pra atende – posso usar o celular da loja?

- Pode, claro – a moça fala e pega um telefone.

Lucas então disca um número e espera o mesmo atender.

- Ela não atende! – ele faz uma pausa – ela desligou!

- Tenta de novo – Ana fala.

Lucas disca de novo e espera.

- Isso tudo é porque eu estou de castigo e meu pai colocou limite no cartão – Lucas fala irritado e logo parece que atenderam o telefone – Bianca... é – ele da uma risada nervosa – você pode vir aqui na Chanel do shopping?... é que meu cartão... – e ele desligou – ela está vindo.

- Ela vai te matar – eu falo e pego meu cartão – eu pago o da Ana.

- Não precisa Kookie, você já pagou tudo lá na Comic Con – Ana fala.

- Toma – eu falo e dou meu cartão pra moça – pega o que você quiser – eu falo e dou um beijo na testa da Ana e depois me sento no mesmo banco que eu fiquei por duas horas.

...

Quando a Bianca chegou, foi bem brava, mas dando um pouco de risada.

- Porra Lucas – ela fala rindo, mas tentando ficar séria – o pai vai te matar.

- Ajuda aqui logo! – Lucas fala.

 

...


Notas Finais


bem pequeno >.<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...