História El Amante - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cristiano Ronaldo, Sergio Ramos
Personagens Cristiano Ronaldo, Personagens Originais, Sergio Ramos
Tags Cristiano Ronaldo, Personagem Original, Real Madrid, Romance, Sergio Ramos
Visualizações 61
Palavras 1.556
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie, oie, oie.

Faz tempo que eu não posto nada aqui, e pra falar a verdade, não iria postar mais nenhuma história. Maaaasss, ai eu tive a ideia dessa one-shot. Tive a ideia e POW!!! Aqui está ela.

Ela é uma história lite, bem amorzinho, adorei escrevê-lá. Espero que vocês gostem.

* Essa história é de TOTAL AUTORIA MINHA, então NÃO PLAGIE.

* Cristiano Ronaldo, Sérgio Ramos e o Real Madrid não me pertencem.


XxMile.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction El Amante - Capítulo 1 - Capítulo Único

3 anos. Já havia se passado 3 anos que eu tinha deixado Madri para trás. E adivinha aonde eu estou nesse exato momento? Se você falou aeroporto de Madri, você acertou em cheio.

Fazia exatamente 10min que eu pisei novamente em Madri, depois de tanto tempo longe. Estava esperando meu querido irmão vir me buscar, mas pelo andar da carruagem, ele deve ter esquecido que eu viria hoje. Típico!

Peguei meu celular no bolso traseiro da calça que usava, e disquei o número do irresponsável do meu irmão.

“ — Não vai vim me buscar, seu infeliz? ” — fui falando assim que ele atendeu.

“ — An...? Kate? ” — com certeza eu tinha acordado ele.

“ — Não, o Papai Noel. É claro que sou eu, idiota. Vai vim ou não me buscar? ”

“ — Te buscar na onde, sua doida? ” — revirei os olhos. Que belo irmão eu tenho!

“ — No aeroporto, Cris! E anda logo porque eu tô com fome.” — falei e ouvi ele resmungar algo que eu não consegui entender.

“ — Esqueceu que eu não to podendo dirigir? Vou falar pro Sérgio ir te buscar. Ele dormiu aqui mesmo.”

O QUÊ? NÃO, NÃO, NÃO! O SÉRGIO NÃO!!!

“ — Não precisa mais não. Eu pego um táxi aqui mesmo.” — tentei fazer ele desistir de mandar o Ramos vim me buscar. Mas vê se adiantou alguma coisa? Adiantou porra nenhuma!

Eu ainda mato o Cristiano!

Alguns minutos depois, vi um carro conhecido parar próximo a mim. Respirei fundo e pedi forças e autocontrole antes de entrar no carro de Sérgio.

— Bem-vinda de volta, Kate. — suspirei disfarçadamente ao ouvir a voz levemente rouca do homem ao meu lado. — É bom te ver de novo!

— Digo o mesmo, Sérgio. — abri um pequeno sorriso.

Sérgio ligou o carro novamente e logo estávamos a caminho da casa do meu irmão. O homem que toda vez que o vejo me faz suspirar feito uma adolescente apaixonada, ligou o rádio. Assim que ele ligou, começou a tocar El amante de Nicky Jam. Eu amo essa música, mas nesse momento estou odiando-a.


“ Mami yo me siento tuyo

Yo sé que tú te sientes mía

Dile al noviecito tuyo

Que con él te sientes fría


Mami yo me siento tuyo

Yo sé que tú te sientes mía

Dile al noviecito tuyo

Que él es una porquería


Te caliento más, más más

Te caliento más, más más

Te caliento más, más más

Te caliento más, más más

Te caliento más...”


Ramos abriu um sorriso de lado e me olhou sugestivo, me fazendo corar até o último fio de cabelo.

Adoro essa música! — falou com um toque de malícia na voz. O olhei com os olhos apertados.

— Posso apostar que sim. — falei voltando a olhar pra frente.

Assim seguimos até a casa do meu irmão. Com Sérgio me lançando olhares suspeitos, pra não dizer outra coisa, e eu corando.

Logo que Ramos parou o carro na frente da garagem, saí rapidamente do carro, seguindo até a porta da casa. Adentrei a humilde residência que meu irmão mora, gritando pelo mesmo.

— Calma pirralha, já to descendo!

Eu ainda vou te matar, Cristiano Ronaldo! — disse assim que o vi aparecer no alto da escada.

— Me matar por quê? — perguntou sentando ao meu lado no sofá. — Você deveria me agradecer, já que te fiz um favor em mandar ele te buscar.

— Você sabe muito bem o porquê. — soltei um suspiro pesado o olhando.

Ronaldo ficou me encarando por um tempo, mas logo desviou para algo atrás de mim, porém, nem dei importância.

— Ainda gosta dele? — me perguntou abrindo um sorriso travesso.

Eu o amo, Cris! — confessei — Desde o dia em que o vi, eu me apaixonei. Por mais que eu tente esquecer esse sentimento, eu não consigo. — segurei as minhas lágrimas ao relembrar que jamais poderei ficar com ele. Já que o mesmo tem uma esposa maravilhosa e dois filhos incríveis.

— Tá sabendo que ele não tá mais com a Pilar, né? — o olhei espantada.

Como assim?

— Você não entra na internet, não? — me perguntou incrédulo.

— É claro que entro né, Cristiano. Só que eu bloqueei qualquer tipo de notícia em que aparecia algo relacionado ao Sérgio. — expliquei.

— Já faz 1 ano e meio que eles se divorciaram. — arregalei os olhos. Divórcio? Meu Deus! — É pirralha, divórcio mesmo. O negócio foi pra valer.

— Percebi. — falei ainda chocada.

— E ai? Agora da pra investir. — o olhei séria.

— Sério Ronaldo? Sério?

— O quê?

— Você acha mesmo que agora que ele tá solteiro, depois de anos de casado, vai querer se prender em outro relacionamento?

— Eu acho! — bufei. Cristiano é inacreditável.

— Mesmo que quisesse, ele nunca iria me ver mais do que a irmã mais nova do melhor amigo. Sempre foi assim, e duvido muito que isso algum dia mude. — joguei a verdade na cara do meu irmão. Assim que ele iria me responder, outra voz fez por ele.

Você está completamente enganada, Kate. — virei assustada em direção da voz conhecida. Dei de cara com Sérgio parado de braços cruzados na entrada da sala, enquanto me olhava com um brilho desconhecido nos olhos.

— S.Sérgio?

— Vou deixar os pombinhos a sós. — antes de impedir qualquer movimento de Cristiano, ele já havia sumido da sala.

— O.Olha... n.não é o q.que você ta p.pensando. — guaguejei nervosa.

Eu tô ferrada!

— Kate, fica calma, ta bom? — fiquei tão perdida nos meu pensamentos, que nem percebi a aproximação de Sérgio. Ele está nesse exato momento agachado na minha frente, segurando meu rosto entre suas mãos. — Precisamos conversar!

— T.Tá b.bom. — assenti o vendo se sentar ao meu lado.

— A quanto tempo você está... está apaixonada por mim? — perguntou. Abaixei a cabeça envergonhada.

— Olha... eu não tive culpa, quando eu vi já estava apaixonada por você. Me desculpa, por favor!

— Desculpar o quê, Kate? Ninguém tem culpa de se apaixonar, acontece. — senti uma mão quente em meu queixo, o acariciando delicadamente. Levantei a cabeça o fitando. — Quanto tempo, Katherine?

— Quatro anos. — sussurrei. Sérgio arregalou os olhos me olhando surpreso.

Quatro anos? — assenti o vendo ficar pensativo. — Foi por causa disso que você foi Portugal?

— Em partes sim. Eu sofri um ano te vendo com a Pilar, não que você seja culpado, de maneira alguma. — expliquei afobada. — Então eu decidi me mudar, não aguentaria mais te ver com outra. Uni o útil ao agradável, já que eu queria fazer minha faculdade em Portugal, e não queria mais sofrer, decidi ir pra lá.

Sérgio ficou calado depois que eu terminei de falar, e não seria eu que quebraria o silêncio.

— Me perdoe, Kate. — olhei pra ele confusa.— Me perdoe por ter te feito sofrer. Nunca foi minha intenção.

— Você não fez nada de errado, Sérgio! — segurei suas mãos — A única errada aqui sou eu, por ter me apaixonado por um homem casado. — sorri triste. Ele negou, soltando minhas mãos delicadamente.

— Não é verdade. Eu estou errado sim! Você não foi a única que se apaixonou aqui, Kate. — o olhei espantada — Quando o Cris te apresentou pra mim, eu sentia que ia dar merda pro meu lado. E eu estava certo. Eu me apaixonei, Kate. Me apaixonei perdidamente por você... — Oh God! — Mas eu fui covarde, preferi ficar em um casamento já fracassado, do que correr atrás de ti. Eu me arrependi muito. Como eu me arrependi, Kate!

Eu fiquei em choque. Puta merda! O homem que eu amo praticamente falou que me ama também, e o que eu faço é ficar o olhando que nem idiota. Maravilha!

— Kate? — Sérgio estralou os dedos na minha frente. — Você tá bem? — assenti.

— Eu... eu não sei o que dizer.

— Não diga nada. — acariciou meu rosto — Ou melhor... diga que vai ficar comigo daqui pra frente.

— Está falando sério? — o olhei. Sérgio apenas assentiu positivamente, enquanto continuava com a carícia em meu rosto. — Isso foi um pedido de namoro?

— Se a resposta for positiva, sim, isso foi um pedido de namoro. — me olhou sorrindo.

— Então sim. Eu aceito ficar contigo daqui pra frente. — respondi sorrindo feliz para aquele homem maravilhoso a minha frente.

Sérgio abriu um sorriso maravilhoso me puxando para um beijo incrível. Seus lábios macios contra os meus, em um beijo delicado, mas ao mesmo tempo cheio de desejo e paixão há muito tempo reprimidos. Nossas línguas explorando a boca um do outro em uma harmonia deliciosa. Uma mão dele em minha cintura, dando leves apertos, enquanto a outra se mantinha em minha nuca, dando leves puxões em meu cabelo. Tudo incrivelmente maravilhoso!

Ramos finalizou o beijo com uma mordida em meu lábio inferior e um selinho. Me olhou nos olhos, e ali eu consiguia observar a felicidade emanando de seus olhos, assim como eu tinha a certeza que ele veria a mesma coisa enquanto olhasse nos meus.

— ¡Te Quiero, mi amor! — sussurrou abrindo um sorriso lindo.

— ¡Te Quiero también, mi capitán!


Notas Finais


Eai, gostaram? Desculpe se tiver algum erro. Um ou outro sempre passa despercebido.

Irei deixar o link da letra da música aqui pra quem quiser ver a tradução, okay? Eu amo ela!!! ❤❤❤

★Mesmo que Kate não tenha um namorado, eu achei essa música perfeita para essa história.

Link: https://googleweblight.com/?lite_url=https://m.letras.mus.br/nicky-jam/el-amante/traducao.html&ei=8i-PGy53&lc=pt-BR&s=1&m=243&host=www.google.com.br&ts=1502254963&sig=ALNZjWmPSvmpJYI0w_puj-bl5ENJNrYcFw

Deixe suas opiniões nos comentários. Será maravilhoso ler o que acharam.

*Obrigada pela atenção!

XxMille.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...