História El mejor - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lionel Messi
Tags Lionel Messi
Visualizações 80
Palavras 732
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu sei que vocês estavam esperando por isso há tempos, sei que eu sou provavelmente uma das pessoas que mais demora para escrever aqui (A fanfic está por aqui desde 2015... Podem me matar depois) e peço perdão por isso... Mas eu estou de volta com mais um capítulo para vocês!

Capítulo 13 - Atencioso


Depois do nosso momento juntos, tomamos um banho e decidimos assistir um jogo de futebol, na realidade, ele decidiu... Eu não estava me importando com os times que estavam jogando, meu foco era o Lio. Ele balançava as pernas instintivamente, na tentativa de ajudar o time que ele queria vencer, era engraçado e muito fofo.

— Que merda! — Ele gritou e eu me assustei.

— Nossa... — Disse baixinho, olhando para TV. Era de se esperar sua revolta, o time que ele estava torcendo, o nosso time de sempre, Newell's Old Boys estava perdendo de 2-0.

— Eu não consigo ver isso e não fazer nada, entende? — Ele se explica e eu apenas concordo com a cabeça, prestando mais atenção ao jogo.

O tempo foi passando rapidamente e o jogo terminou empatado, para alívio do Messi e de certa forma, para meu alívio. Apesar de não estar tão conectada com o jogo quanto costumo ficar, eu amo muito o Newell's.

Estávamos nos encaminhando para quartos diferentes até que o Messi me puxou no meio do corredor, me dando um beijo no pescoço. Eu respondi ao seu beijo instantaneamente, me arrepiando com uma facilidade indescritível. Ele sempre soube que mexia comigo, mas agora... Ele está convicto de que ganha em todas e ele está completamente certo.

— Não vai dormir comigo? — Messi pergunta com um tom doce, me fazendo sorrir.

— Não, eu não vou... — Digo com firmeza, tentando evitar tudo o que sinto.

— Por favor... Eu prometo que nós só iremos... Descansar.

— Você promete?

— Prometo, te dou minha palavra... É só que eu não consigo dormir sem você por perto.

Eu dei um sorriso largo e me direcionei ao quarto dele, puxando uma das suas mãos. Me deitei do lado direito e esperei que ele se deitasse. Antes que ele de se deitar Messi se livrou da sua blusa, colocando-a em cima do criado mudo, eu olhei para ele e sorri de leve, fechando meus olhos.

Senti o mesmo se movimentando para se aconchegar na cama e sorri novamente, não demorou muito para que eu sentisse sua mão na lateral do meu corpo. Coloquei a minha mão em um dos seus braços e foi assim que dormimos.

 

Acordei na manhã seguinte sentindo o sol bater em meu rosto, coloquei uma das minhas mãos nos meus olhos, bloqueando aquela luz que com certeza poderia me cegar. Ele não fechou nem a cortina... Pensei comigo mesma. Levantei minutos depois, esticando meus braços enquanto me direcionava para o meu quarto. Lá eu troquei de roupa enquanto ouvia risadas, provavelmente as crianças chegaram. Encontrei um vestido azul claro e penteei o meus cabelos negros com facilidade.

Fui direto ao banheiro, escovei meus dentes e lavei meu rosto que parecia mais bonito do que nunca, essas férias estão fazendo bem para a minha pele. Lavei as minhas mãos e finalmente desci as escadas, fui até a cozinha e sorri ao ver o Lio cuidando do Mateo e o Thiago brincando com o seu iPad.

— Bom dia, pequenos! — Eu disse com entusiasmo. E o Mateo pulou no colo do seu pai, enquanto o Thiago me respondeu com a mesma alegria.

Fui direto para a geladeira, pegando uma maçã e a mordendo. Messi olhou para mim como se estivesse esperando algo e eu o questionei com o olhar.

— Não vou ganhar bom dia? — Ele perguntou e eu sorri.

— Você ganhou... Pequeno. — Disse num tom irônico e ele riu.

— Tudo bem, tudo bem... Você está certa.

Eu sorri para ele novamente e sentei na mesa em que o Thiago estava, me aproximando dele aos poucos. Ele fazia umas caretas engraçadas e eu ria, balançando a minha cabeça rapidamente. O jogo era viciante e ele não parava de reclamar, mas era uma reclamação tão engraçada que se tornava uma piada entre nós. De vez em quando eu o ajudava, mas ele sempre acabava se atrapalhando, particularmente era muito fofo.

Lio continuou brincando com o Mateo, andando pela cozinha, fazendo cócegas nele e dando uns pulinhos. Ele era um pai atencioso e sua atenção me inspirava sempre mais.

— Vamos para o parque hoje de tarde. Tudo bem? — Ele dizia enquanto se movimentava com o pequeno Matu que gargalhava em seu colo.

— Por mim tudo ótimo! E você, o que acha, Thiagui?

— Legal! — Ele disse num tom fofo, mas estava focado demais em seu jogo.

— Focado como o pai. — Eu disse, soltando um riso enquanto olhava para o Lio.


Notas Finais


Não foi um capítulo tão longo e eu não vou enganar vocês, estou sem tempo. Posto quando puder, mas hoje eu lembrei do quanto gostava de escrever sobre essa história, não queria deixar as pessoas que acompanham na mão, acho que o capítulo final acontecerá em breve, detesto deixar as coisas incompletas... Não me odeiem tanto, espero que gostem e comentem muito nesse capítulo! Me fará muito feliz ver esse retorno. <3

Obs: Pretendo fazer mais histórias, dessa vez de apenas um ou dois capítulos (para não matar todos vocês por causa da minha demora) com relação ao Messi. Aguardem! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...