História Ela, Ele - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Exibições 76
Palavras 888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpes os erros e bao leitura...

Capítulo 9 - Capitulo 9 Eu não sou a Kagome!


Capitulo 9 Eu não sou a Kagome!

Ela...

Tentou varias vezes entrar em contato com Inuyasha, mas não conseguiu. E tambem não quis preocupar Kagome, ela estava tão confusa que era melhor não avisa-la que Sesshoumaru havia sofrido um acidente. Então Rin resolveu ela mesma ir ver Sesshoumaru no hospital

Rin – com licença... – na recepção do hospital – Sesshoumaru Taisho, onde posso encontra-lo?

 – está no pronto socorro... – disse a recepcionista – posso seguir direito – a indicou por onde ir.

Rin – obrigada... – então ela foi atrás do homem, ate que o encontrou, sentado em uma maca, sendo atendido por uma medica – Sesshoumaru?! – ele estava ferido pelos braços, na cabeça, nas pernas.

Ele...

Por sorte, nada de mais grave havia acontecido com Sesshoumaru. após sair do bar, bêbado, foi atropelado enquanto atravessava uma rua. E com certeza foi para fechar seu dia com chave de ouro. Ainda por cima, a pessoa que ele mais odiava estava ali, como se ele dependesse dela para alguma coisa.

Sesshoumaru – o que faz aqui?

Rin – não consegui avisar Inuyasha, fiquei preocupada com você.

Sesshoumaru – você, preocupada comigo? – soltou um pequeno riso de deboche.

Rin – só não quis te deixar sozinho no hospital.

Sesshoumaru – eu não preciso de você.

Rin – eu não me importo com a sua opinião – ignorou ele – então doutora, não foi nada grave?

 – não, Sesshoumaru teve sorte. O carro poderia ter passado por cima da cabeça dele.

Rin – a doutora, esse ai tem a cabeça dura.

 – só sofreu algumas escoriações. E já pode ir para casa.

Sesshoumaru – viu, eu disse que não preciso de você.

Rin – você devia ficar agradecido. Vamos, eu vou te levar para casa.

Sesshoumaru – eu vou sozinho – se levantou da maca e saiu andando.

Rin – eu não disse, isso é cabeça duro – revirou os olhos – obrigada Doutora... – saiu correndo atrás do homem – Sesshoumaru! espere.

Sesshoumaru – Rin, eu não quero você aqui, você não quer está aqui, então me deixe em paz e vá embora.

Rin – Sesshoumaru, eu sei que você está chateado pelo o fim do seu noivado com a Kagome, mas nem por isso você deva se matar.

Sesshoumaru – eu não quis me matar...

Rin – mas bebeu alem da conta. Você está que dá pena – ele parou e a encarou.

Sesshoumaru – eu não preciso da sua pena.

Rin – me desculpe Sesshoumaru, não quis dizer isso.

Sesshoumaru – já disse que não preciso de você.

Rin – e como vai para casa?

Sesshoumaru – vou pegar um taxi... – mas lembrou – merda, perdi minha carteira.

Rin – minha carona é de graça.

Sesshoumaru – que inferno... – bufou – tudo bem. Mas sem nenhuma palavra, eu não quero ouvir sua voz irritante.

Rin – por que você me trata assim? – mas ele voltou a andar e a ignorou.

Aquele dia havia sido péssimo, e Sesshoumaru estava muito mal, mas nunca admitiria isso, principalmente para Rin. Estava triste, queria Kagome de volta, e não sabia o que fazer para conseguir isso.

Ela...

Todo caminhou ate o apartamento de Sesshoumaru foi em total silencio. O homem não falou nada, e acabou dormindo no carro.

E Rin ficou pensando em como Sesshoumaru reagiria se descobrisse que Inuyasha e Kagome estavam envolvidos. Com certeza não seria algo bom.

Mas por que estava ali, ajudando ele? Por que estava preocupada? Ora, Sesshoumaru não merecia essa sua boa vontade com ele, afinal, o homem sempre lhe tratava mal, sempre fazia comentários maldosos, Rin devia era deixar ele se virar sozinho.

Rin suspirou, não conseguia fazer isso. não conseguia ver alguém sofrer e não ajudar, mesmo se esse alguém fosse Sesshoumaru.

Rin – vamos Sesshoumaru, chegamos... – mas ele não acordou – acorda Sesshoumaru... – ele estava com o sono pesado – odeio ter que cuidar de bêbado – saiu do carro e foi ate o outro lado – vamos Sesshoumaru... vou te deixar jogado no chão – abriu a porto da passageiro.

Sesshoumaru – me deixa em paz Rin... – resmungou.

Rin – você já está me irritando... – deu um tapa no rosto dele, que o fez despertar.

Sesshoumaru – ta ficando doida? – assustado.

Rin – já chegamos, vamos, eu vou te ajudar a subir ate seu apartamento – o ajudou a sair do carro – nossa, você é pesado – ele se apoiou na garota.

Então ela o ajudou a caminha, pegaram o elevador e foram ate o andar onde ficava o apartamento em que Sesshoumaru morava com seu irmão.

Rin – você está com a chave? – já na porta do apartamento.

Sesshoumaru – acho que perdi também...

Rin – que maravilha... só espero que Inuyasha esteja em casa... – tocou a campanhinha diversas vezes, mas ninguém abriu – merda... e agora, como vamos entrar.

Sesshoumaru – eu resolvo isso... – deu um chute na porta, a arrombando.

Rin – é isso resolveu o problema... vamos entrar – os dois entraram e o homem se jogou no sofá da sala – eu vou fazer um café bem forte para você – foi ate a cozinha preparar um xícara de café, e quando voltou o homem já estava dormindo – Sesshoumaru... tome o café, voce irá se sentir melhor... – tentava acorda-lo – Sesshoumaru... – nunca disse aquele nome com a voz tão suave como estava fazendo naquele momento – Sesshy... – usou o apelido que Kagome usava com ele – Sesshy... eu já vou indo... – deixou a xícara de café na mesa de centro para ir embora.

Sesshoumaru – não vá... Kagome, não me deixe... – agarrando a garota – por favor, não me deixe.

Rin – Sesshoumaru... me solta, eu não sou a Kagome – e foi surpreendida com um beijo.

Continua...


Notas Finais


hum... depois desse beijo...nao sei nao.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...