História ELA MUDOU - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia
Tags Horadagerra
Exibições 93
Palavras 1.936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


101♡♡♡♡

SOMOS 101 !!!!

MDSSSS VCS N SABEM COMO EU TO FELIZ...

Sério, quando eu comecei a escrever fic, eu nunca esperei que fosse realmente dar certo, pea algumas pessoas é pouco, mas pra mim...101 pessoas que curtiram meu trabalho e gente pra krl, então mt obg♡♥♡♥ mt obg as vcs q gostam da fic, q apoiam q fic...obg por td o apoio♡♥

É isso...boa leitura

Capítulo 18 - Reencontros...


Fanfic / Fanfiction ELA MUDOU - Capítulo 18 - Reencontros...

autora.pVs.On

"o tempo não passou, ele correu diante dos meus olhos..."


depois da grande ondas de acontecimentos em sua vida, um atrás do outro, conquistas, desastres, coisas boas e ruins...Lucy se empenha 100% a sua carreira de modelo, deichando o resto de lado, ela conseguio entrar na lista das 10 modelos mais bem pagas do mundo em menos de 3 anos, era invejada e desejada por todos que a rodeavam, todos queriam um pedaço daquela diva, todas as garotas queriam ser como ela, todas as mulheres queriam ser ela, todos os homens queriam te-la,Lucy se tornou uma jóia rara e única, polêmica,avassaladoramente bela com um nome e uma personalidade única,porém, mesmo com seu sonho e desejos realizados...pra Lucy nada daquilo era suficiente, sua mente foi tomada pelo doce gosto do poder, nada daquilo tinha sentido se ela não pudesse efetuar oque causou sua ida pra fora do país...para ela estar satisfeita, apenas uma coisa pode a aparar...sua vingança!


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Aeroporto de Fairy Tail - 17:47hrs .


Lucy.pVs.on


...

 

olá, para meu pior pesadelo...


aqui estou eu de volta a essa cidade "maravilhosa", que inclusive mudou bastante em apenas três anos...assim como eu.


nesse momento estou esperando meu carro, para me levar a minha mais nova casa, nada abaixo do que eu mereco, claro, um dos apartamentos mais luxuosos e bem localizados daqui, apenas o suficiente para suprir minhas necessidades. 


um carro preto esportivo para em minha frente, logo um homem de smoking e óculos escuro sai de dentro dele dando a volta pela frente do carro e abrindo a porta para que eu possa entrar, não digo nada apenas caminho até o carro entrando com cuidado para não amassar meu vestido, claro, eu paguei mais que o suficiente para estar sempre bem vestida então devo me conservar bem vestida.


- bom dia senhorita Heartphilia -fasso um sinal com a cabeça para o homem que logo se vira.


enquanto o carro rodava pela cidade rumo a meu apartamento, eu observava muito bem as coisas na rua, e realmente...a cidade está até que decente, nada que se diga"ooooh que incrível"mas...


em torno de 15 minutos já estavamos de frente para o grande prédio onde eu ficaria, eu optei pela cobertura, assim evito o máximo possível de vizinhos indesejados e barulhos infernais sobre minha cabeça, sem falar que a vista de la deve ser ótima, terei apenas um vizinho de frente mas pelo que sei o apartamento está vazio...enfim, vamos logo com isso.


ando até o balcão e retiro meus óculos escuros olhando em torno e dando um suspiro cumprido. 


- com licença -chamo a incompetente que estava atrás do balcão e a mesma se vira pra mim, aos seus olhos pousarem sobre mim ela os arregala e entreabre a boca.


lavém...


- s-s-sehonr-rita, He-heartphilia? -pelo visto é uma fã tentando manter a pose profissional, e sinto dizer querida mas não conseguiu.


- a própria -falo e dou um sorriso forçado logo o desfazendo.


ela engole seco.


- seu apartamento é o--a imterrompo.


- sei muito bem qual é -sorri forçado mais uma vez- apenas me dê a chave e me acompanhe até lá -falo autoritária. 


- m-mas s-senhorita, minha função é a de balconista -fala me olhando, podia jurar que estava tremula.


- eu estou pagando essa merda, você tem a função que eu quiser que você tenha -falo seca.


- c-certo, acompanhe-me -ela fala saindo de trás do balcão ageitando sua saia.


que inclusive era um modelo lápis muito mal cortado...


sorri falsamente satisfeita e a segui, pegamos elevador que inclusive era espaçozinho até, tinha o fundo de vidro, tão limpo que parecia que era aberto, dava pra ver a cidade inteira, mas não demora muito a chegar em meu apartamento.


finalmente...


a atendente ou sei la oque ela era, se despede de mim e eu apenas dou as costas saindo do elevador, vou até meu apartamento o abrindo.


me deparo com uma sala nas cores branca e bege, muito bem iluminada, possuía uma escadaria curvada com corrimãos prateados e um lustre moderno pendurado próximo a mesma (imagem na capa).


- da pro gasto... -ando pelo local o examinando enquanto ganhava um inimigo por causa de meu salto, sem dúvida ele não agrada a meu vizinho de baixo.


subo as escadas e abro a única porta encontrada por alí, dando passagem para uma grande sala com decoração moderna e tons em claro e escuro, rodiada por grandes vidraças e possuia uma varanda espaçosa ao que me deichava ver, vou até a varanda descansando minhas mãos sobre a grade de proteção. 


- finalmente em casa... -digo a mim mesma relaxando minha voz.


eu odiava adimitir mas por um lado gosto daqui, me trás uma nostalgia tão grande...



começo a preocurar meu quarto até acha-lo, entro olhando em torno, tudo como pedi...me jogo na cama me esparramando por completo.


- finalmente...-sussurro.


me levanto novamente jogando os saltos para qualquer canto e tiro aquele vestido que já estava me matando, visto apenas uma regata ficando só de calcinha dentro de casa.


- FINALMEEENTEEE...-me jogo no sofá- como é bom estar em casa...


e como é bom poder ser eu denovo...


- isso merece uma comemoração, mas antes...cuidar de um detalhe de minha volta pra Fairy Tail -me levanto animada e pego meu telefone sem fio, que eu mandei instalar antes de minha chegada.


disco o número da mulher que minha tia contratou para cuidar de meus desejos aqui, disco o número e começa a chamar.


ligação.on


?:alô?  


L: oi, aqui é a Heartphilia, eu quero que venha a minha casa, você já sabe pra quê. 


?: sim, estou a caminho, já tenho seu endereço...


L:ok


ligação. off


em alguns minutos a campainha toca e eu corro para atender, de calcinha mesmo, afinal é uma mulher, abro a porta me deparando com uma cabeleira ruiva eu reconheceria num raio do 500 metros, e que fez meu corpo estremessar dos pés a cabeça....


ela não...


flash back.on


- ME SOLTA PORFAVOR me deichar ir -eu gritava emplorando.


- isso mesmo! isso mesmo! grita vadiazinha loira -dizia a albina que segurava meu rosto com uma mão e com a outra filmava meu rosto.


- acho que assim já está bom Lisanna -dizia a ruiva que me segurava enquanto a albina zombava de mim.


flash back.off


eu a olhava estática, não sabia como reagir, sinto meu sangue correr gelado e meus olhos ficam opacos...a tanto tempo não me sinto assim que é quase como a primeira vez que isso me aconteceu...


a primeira vez que senti medo...


- senhorita? -me chama me tirando de meus devaneios, ela tinha um sorriso estranhamente simpático em seu rosto.


é a primeira vez que ela sorri assim pra mim, por um minuto ela me fez esquecer que não sou mais aquela garotinha de 15 anos de idade que morreu a três anos atrás...


- a-ah, sim, entre -falo dando passagem para a mesma que sorri e entra parando e se virando para mim.


fecho a porta e me viro para olha-la, eu não consigo sorrir...não consigo dizer que estou bem, porque eu não estou nem me reconhecendo...


- Ta tudo bem senhorita Heartphilia? parece abatida -ela se aproxima de mim e coloca a mão no meu ombro.


em um reflexo dou um tapa ligeiro em sua mão e ela se afasta incrédula.


- m-me desculpe -falo ao perceber oque eu fiz.


- ok, tudo bem...vamos tratar logo de seus interesses -diz voltando a pose séria. 


mantenha a máscara Lucy, apenas mantenha a máscara...


- meu nome é --a imterrompe.


- Ezra Scarlet -falo e ela sorri surpresa.


- pelo visto te falaram meu n--volto a imterrompe-la.


- 18 anos, estudou no colégio Fairy Tail e foi líder do time de vôlei durante todos os anos seguidos, namorou Jellal Fernandes durante 2 anos antes de ser traída por ele e uma de suas melhores amigas Lisanna Strauss, ama bolo de morango e  é extremamente competitiva... -falo sorrindo e ela sorri fraco, parecia assustada- eu sei tudo de você... -sorri de orelha a orelha ao ver a expressão de espantada dela.


- m-mas alguém tão importante, saber coisas assim de alguém como eu -ela sorri fraco, mas vejo que era forçado- me sinto honrada -ela sorri fazendo meu sorriso ser automaticamente substituido por um falso.


- bem, vamos tratar do que importa  -falo e ela acente.


andamos até o espaçoso sofá e nos sentamos, ela vira seu corpo para mim e coloca sua pasta sobre seu colo ageitando os óculos.


Ezra...odeio adimitir, mas se tornou uma bela mulher...


- bem, qual seu interesse em meus serviços? -fala me fitando normal.


- eu preciso de seus serviços como detetive porque quero descobrir algumas coisas sobre umas pessoas em especial -pego uma pasta encima da mesa de centro e entrego a mesma.


ela olha pra pasta e ligeiramente sobe seu olhar para mim, logo em seguida abrindo a pasta, ela tira os papéis de dentro fazendo uma cara de espantada.


- eu conheco essas pessoas...mas, porque o interesse nelas? -terei prazer em te responder ruivinha.


- eu e essas pessoas temos contas a acertar, as conhece? melhor ainda -falo me fazendo de besta- lembre-se, assuntos tratados com os clientes são confidenciais... -a lembro do código de conduta.


- sei muito bem disso senhorita, bem...eu e essas pessoas estudamos na mesma escola a um tempo atrás,e hoje cursamos a mesma faculdade, Fairy Tail -isso era tudo que eu precisava saber...- esse aqui -ela aponta- é meu velho amigo Natsu Dragneel, essa aqui é Levy Mcgarden, este é Gray Fullbuster, está é lisanna Strauss, essa é Júvia lokser e essa é...-ela perde a voz-  Erza Scarlet...-me olha nervosa- senhorita Heartphilia acho que não tenho nada a fazer aqui -se levanta.


- ué, mas já? -sorri sádica. 


- perdoe-me, mas eu não deveria estar aqui -ela estava começando a ficar pálida. 


não a gosto maior pra mim que ver quem me fez mal tremer na base...


agora sei como se sentia Scarlet, se alimentava do medo...e sabe, é delicioso.


- claro que deveria, sou sua cliente...esqueceu? -xeque-mate.


- com licença senhorita Heartphilia -ela anda até a porta a abrindo e saindo rapidamente.


não consigo acreditar....


- hahahahahahahaha -comecei a rir descontrolada.


meu deus, foi isso mesmo que vi? erza Scarlet com medo? se estivéssemos na escola ela seria tão zoada...se bem que, escola...


parei pensativa.


... huuum, parece que ta na hora de eu entrar numa faculdade...hahaha.


- depois penso nisso -digo a mim mesma- agora, tenho que comemorar, e que forma melhor de comemorar se não bebendo !!


vou até o bar e começo a preparar minhas bebidas prediletas...


*



*



*


...


lentamente abri meus olhos sentindo a luz fazê-los doer, rapidamente levanto minha cabeça vendo que ainda estava jogada na sala, é...onde cai eu fiquei, me levanto e escuto barulhos de coisas caindo e vidros quebrando vindos do apartamento vizinho.


- que merda é essa -falo pra mim mesma irritada com o motivo de eu ter acordado.


que droga...agora tenho vizinhos vandalos...


...



...


pera...eu não tenho vizinhos de corredor, e esse barulho ta vindo de lá. ..


fui até a porta de meu apartamento abrindo-a lentamente, o corredor estava limpo, ando com cautela até a porta do apartamento vizinho que era frente a frente com a minha e bato impaciente na mesma.


os barulhos parecem sessar.


- rum, até que enfim -dou as costas voltando a meu apartamento quando os barulhos continuam.


PUTA QUE PARIU!


me viro irritada pronta pra derrubar aquela porra de tanto bater mas assim que me dirigo enfurecida a mesma faço uma parada forçada quando ela é aberta dando a visão de um homem alto, forte, escorado na borda da porta com a cabeça meio abaixada e uma de suas mãos cobrindo seu rosto, como se estivesse com dor.


me aproximei do mesmo para cutuca-lo, ver se precisava de ajuda...mas assim que me aproximo seu rosto levanta, e eu entro em estado de choque ao me dar conta de quem era.


seus cabelos roseos bagunçados, seus olhos verde ônix me encarando confusos e perdidos nos meus, sua boca ressecada entre-aberta como se quisesse falar algo, ele era inconfundível...


fala sério...


meu vizinho é...


Natsu Dragneel? 





                    FIM DO CAPÍTULO









Notas Finais


Iae, comentem oq acharam desse reencontro acidental Suahsuahsuass


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...