História Ela não era minha - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 44
Palavras 641
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que tenham pessoas pra ler isso
kkkkk

Já planejei coisas mais animadas (6

Capítulo 2 - Verdade ou Consequência?


Fanfic / Fanfiction Ela não era minha - Capítulo 2 - Verdade ou Consequência?


-Verdade ou Consequência? - Nakada ameaçava com aquele sorriso malicioso que eu odiava- 
-Verdade- falou confiante- Eu não tenho nada a esconder- Liza debochou- 
- Você já beijou uma garota? 
 
Que pergunta mais estupida, pensei, o silencio tomou conta da garagem velha onde acontecia a festa, outros garotos que participavam da brincadeira esperavam ansiosos a  resposta e as meninas prestavam mais atenção naqueles sacos de músculos que  qualquer outra coisa. 
 
-
- Já? - Mauro falou incrédulo- Como assim você é lésbica?
- Eu não sou lésbica Mauro, foi uma brincadeira e eu tava meio bêbada, sei lá. 
 

 
Eu ficava todo vermelho sem motivo algum e foi o que aconteceu. Vi na visão periférica a bastarda da Liza  rindo e  me zoando pra todos ali que me fizeram de motivo pra zuar e distrair, um bando de pessoas que   nunca vi na vida, outras reconheço da reunião de hoje  A musica era péssima, tocava algum pop brega, tinha copos  em todos os lugares e estava bem cheio para uma terça-feira a noite. Pessoas se pegavam no sofá, no chão, na parede, enfim... em todos os lugares. 

Aquela pequena de personalidade forte já bêbada a horas atrás era de certo modo encantadora, eu não faria nada com ela assim, mais admito que passou pela minha cabeça algumas coisas.  Seu jeito de moleca, não era fresca só que ao mesmo tempo era feminina e delicada, mais mandava correr quem mexesse com ela, seus enormes olhos negros brilhavam me hipnotizando. Todo minuto alguém se aproximava falando algo com ela, era realmente conhecida ali, o que me fez ser também, ela me apresentou para todos, que nem sei se eram importantes. 
 
-Me desculpa te constranger na frente do pessoal- Ela parecia realmente sentida com isso, dei de ombros-  Não dê de ombros pra mim Lucas! 
- Não enche  Liza - revirei os olhos e continuei olhando ao redor-
- Não revire os olhos pra mim Lucas - seu tom de voz aumentou, pude ver as veias se elevarem no pescoço- Odeio quando fazem isso. Você é gay?- falou alto demais seus pensamentos- 
- Não - respondi como quem aceita um café, o mais natural possível-  Eu pareço gay?- isso soou muito espantado- 
- Não... não- gaguejou-

 Claro que continuei a ignorando, era meu passatempo favorito desde o primeiro minuto que a vi, fazendo-a  perder a cabeça. Contei os segundos mentalmente até ela falar algum palavrão e sair batendo o pé, 10 segundos! Fiquei rindo sozinho da minha vitoria da noite. 

(...)
 

- Eu preciso ir- Tomei o resto da cerveja quente que segurava- Foi um prazer conversar com você Liza.
 - Ok- Ela acenou concordando e abrindo novamente pela milésima vez aquele sorriso redondo. -
 

(...)


- Você é um otário-  Mauro falou puxando minha coberta, acordei com o sol queimando meu rosto -  Foi embora sem se despedir, ficou de papo com  a  Liza a noite toda , Lucas não me tira do sério não. - usava um tom de ameaça- 
- Ou o que Mauro Nakada? Não te interessa a minha vida- dei de ombros-


E mais uma vez passamos a manhã brigando, era normal isso. Mauro invadia minha casa como um ladrão, dava bom dia para minha família e me acordava brigando por algo insignificante.Eu xingava ele por sempre ficar lá, ele ignorava e zombava  meu corpo por estar gordo, riamos disso e eu falava em como seu pênis era pequeno por descendes de asiáticos, a pior genética possível. 
 
- Você ficou com a mina  ontem?  E não vem falar; Ah,minha vida não te interessa - falou tentando imitar minha voz, eu sempre ria disso- 
- Não.
-Não? E você me conta seco assim? Dúvido. 
- É Mauro, eu não fiquei com a gostosa da Liza, ela provavelmente não tem atração por mim também. 
-Ela é gay?

- Cala boca Mauro.

 
 



Notas Finais


Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...