História Ela | WHEESA - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mamamoo
Personagens Hwasa, Moonbyul, Solar, Wheein
Tags Hwasa, Mamamoo, Moonbyul, Moonsun, Oneshot, Solar, Wheein, Wheesa
Exibições 41
Palavras 2.545
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem dessa oneshot bem curta (na minha opinião é bem curta mesmo) e perdoem qualquer erro. Boa leitura!

Capítulo 1 - Único


  Hwasa

  Esse é mais um dia, só mais um dia, tenho que ir em uma entrevista e mentir, mentir sobre minha emoções pelo bem do grupo, o que posso fazer? Eu escolhi essa vida de k-idol, eu fiz a audição, eu passei a audição e hoje estou aqui, no girlgroup MAMAMOO, votado como um dos melhores debuts de 2014 e hoje tem milhões de fãs, não só na Coréia do Sul como no mundo todo. Eu estou feliz? Claro que sim, mas por uma parte, não. Não é que eu seja ingrata, amo cantar, fazer rap, dançar, ficar junto das meninas, amo tudo isso, a única coisa que me incomoda são as mentiras. Entro na sala para gravar a entrevista, todos me olham, o manager, Moonbyul, Solar, o entrevistador e principalmente, Wheein. Então as perguntas começam:

— Vamos do começo, diga seu nome real e o dia do seu aniversário.

— Ahn Hyejin. 23 de julho de 95.

— Ok, por que escolheu "Hwasa" como seu stage name?

— "Hwasa" em coreano significa literalmente "brilhante", "vibrante", Hwasa não é um nome comum e Dohoon (manager) disse para eu procurar outros nomes, então escolhi Hwasa e permaneço com ele até hoje.

— Interessante. E o que acha dos seus fãs, Hwasa?

— Eu amo meus fãs, são como minha família, eu não os abandonaria por nada.

— Que linda frase! Qual a sua comida favorita?

— Eu amo pizza de frango, é simplesmente muito bom!

— Agora vamos a pergunta que todos querem saber. Qual o seu tipo ideal?

Permaneci quieta, vi um leve desespero no rosto de Moonbyul, ela sabia quem eu amava, ela sabia que eu poderia soltar um "Jung Wheein" a qualquer momento, mas ela também sabia que era perigoso, um casal lésbico na Coréia do Sul? É praticamente um "adeus fãs", olhei para Wheein, ela sorriu e olhou para a câmera, ela é tão linda, não acho que vou conseguir segurar essa informação por muito tempo, logo o entrevistador refaz a pergunta:

— Hã.. Hwasa? Você ouviu a pergunta? Eu perguntei qual é o seu tipo ideal num homem. Pode usar atores ou cantores como exemplo.

— Eu não tenho tipo ideal.

— Hein?! Como não? Todos temos um, vamos lá, pode dizer.

Olhei para Wheein, ela sorriu de novo, Moonbyul roía as unhas e Solar tentava acalmá-la, mesmo que sem sucesso.

— Eu gosto de gente que tem o cabelo um pouco ondulado.

— Como assim "de gente"?

— Gente do tipo homens e mulheres.

— Então você é bissexual? Me conte mais, Hwasa.

Moonbyul mais inquieta do que nunca, ela sabia o que eu ia falar, sabia o que iria (muito provavelmente) acontecer com o grupo e parou. Moonbyul pensou um pouco, olhou para mim e disse "pode continuar, se os fãs não te aceitarem, pelo menos você estará livre".

— Eu estou apaixonada.

— Sério? Por quem? Por que não disse antes? Quem é ele?

— Ela. Jung Wheein.

A expressão de Wheein mudou. Ela antes sorria, me encorajava, agora me olhava confusa, sem saber se eu estava brincando ou não, mas no fundo, eu tinha a leve certeza que ela já sabia que eu realmente a amava. O manager entrou em desespero, entrou na frente das câmeras e gritou "DESLIGUEM AS CÂMERAS", a única coisa que passou pela minha cabeça foi "o que foi que eu fiz?" bem, eu falei a verdade, me sinto mais leve e mais pesada ao mesmo tempo, tudo que eu disse estava gravado e muito provavelmente já foi ao ar.

  Os dias seguintes foram difíceis, Wheein não falava comigo, só conversava com Solar e Moonbyul. Saíam quase todo dia matérias em revistas e era comentado em programas a minha confissão. Eu agora passava muito tempo com a Moonbyul para tentar esquecer isso, mas sempre que via Wheein aquela dor voltava e era horrível. Tentei de tudo para esquecer isso, cozinhar, desenhar, dançar, cantar, fazer rap sobre qualquer coisa, mas nada me fazia esquecer que Wheein, a pessoa por quem eu era apaixonada, estava me ignorando, eu não podia perguntar diretamente à ela se estava bem, eu tinha que perguntar a Moonbyul ou Solar e isso dói muito.

***


Passou-se um mês desde o acontecimento. Desde a minha confissão. Wheein ainda não fala comigo, mas agora evita copletamente contato visual. Os shows não eram os mesmos, as interações que fazíamos durante a maioria das músicas já não estava mais presente desde aquele dia. O que foi que eu fiz? Eu só disse que a amava, eu não tenho culpa disso, não tenho culpa se ela é animada, linda, engraçada, gentil, perfeita e ah... a melhor pessoa do mundo.

— Olá... — tentei puxar conversa com Wheein, não deu muito certo, ela passou reto por mim, como sempre, como se eu fosse nada, aquilo me destruía um pouco mais a cada segundo que se passava, ainda não entendi o que fiz de errado.

Fui conversar com Moonbyul afinal, eu sabia que ela tinha uma (gigante) queda pela Solar, mas depois de ver as consequências da minha confissão, acho que ela andou uns 40 passos pra trás em questão de confessar para a Solar.

— Moonbyul, eu preciso da sua ajuda. — falei indo direto ao assunto — Wheein não falava e agora nem olha pra mim e isso já faz um mês. Eu vou morrer assim!

— Calma, calma, ela provavelmente está em choque, acho que você deveria ter contado primeiro à ela.

— Para de dizer indiretamente que eu errei, Byul! Você sabe a quanto tempo eu guardo esse sentimento, eu tentei esconder, enterrá-lo dentro de mim, mas todos tem o seu limite, eu apenas atingi o meu!

— ...

— Moonbyul, me ajuda pelo amor de tudo que é santo! — eu disse com lágrimas nos olhos.
Moonbyul começou a chorar, chorar muito, eu não entendi bem o porquê, mas vou ajudá-la.
— Moonbyul? O que houve? Por que está chorando? MOONBYUL, PARE DE CHORAR E ME EXPLIQUE!

— Eu sei que você ama a Wheein e você sabe que eu amo a Solar, estou chorando porque depois do que você disse naquela entrevista, depois de arrancar a máscara de mentiras e confessar a todos que você ama a Wheein, muitos ficaram contra você, até Wheein parou de falar contigo. Tenho medo que isso aconteça comigo, deve ser horrível pra você passar todos esses dias sem ela dizer nem um bom dia, Hwasa, se isso acontecer comigo, acho que eu não vou viver para contar a história para ninguém, eu vou me suicidar.

Aquelas palavras, "eu vou me suicidar", ecoaram pela minha cabeça, eu não posso deixar que aquela que mais me apoiou para me confessar vai morrer por medo, não posso, se eu deixar, eu não me chamo mais Ahn Hyejin e muito menos Hwasa!

— Moonbyul, presta atenção, você não vai se matar, ao menos tente, se confesse, não tem como garantir 100% de que ela corresponde seus sentimentos, mas você precisa tentar, ou vai morrer sufocada pelas suas próprias emoções. Wheein não fala comigo tem um mês, eu sofro muito com isso, eu gostaria que ela ao menos chegasse perto de mim e dissesse "me desculpe, mas eu não sinto o mesmo por você" ou algo do tipo, mas ela não fez isso até hoje, então eu tenho uma chance, mesmo que quase inexistente, dela corresponder os meus sentimentos e é por isso que eu acordo todo dia, na esperança de que eu vou ver ela chegando perto de mim e me chamando para conversar sobre esse assunto, enquanto isso, eu espero e peço o seu apoio, se você ir, com quem eu vou falar? E mais, eu vou me culpar mais ainda, achando que você me deu tanto apoio e eu nem consegui te levar até o final, no caso, confessar.

Um silêncio se fez presente no quarto, eu e Moonbyul estávamos chorando em silêncio, aquela dor era horrível, ela ainda tinha Solar, se ela perdê-la, estaremos as duas sofrendo e morrendo lentamente por conta da dor horrível da rejeição.

— Hwasa, você quer saber? — ela disse limpando o rosto e se levantando — eu vou agora até a Solar e vou me confessar e você vai agora na Wheein pedir explicações. — ela disse com a voz firme, estava decidida do que ia fazer.

Sem nem pensar duas vezes eu limpei meu rosto e me levantei, fui a procura da Wheein pelo dormitório, não foi muito difícil achá-la, ela estava na cozinha, comendo macarrão.

— Wheein, eu quero conversar e eu quero agora.

Ela continuou em silêncio, ela parecia mais acabada do que eu, eu estava realmente fazendo a coisa certa? ... Quer saber? Foda-se, eu não vou mais esconder meus sentimentos, eu vou me confessar diretamente para ela AGORA.

— Wheein, não podemos continuar assim, estamos no mesmo grupo, dormimos no mesmo dormitório, você não pode me ignorar para sempre.

— Mas esse é o meu plano.

— O seu plano? Seu plano é me destruir? Acabar com meus sentimentos? Ao menos diga que não sente o mesmo por mim, vamos lá, mate a minha dúvida, anda logo Wheein, está esperando o quê para me livrar dessa dúvida cruel? Hein? Diga, Wheein!

— Eu não vou mentir.

— Você não sente o mesmo por mim?

— É completamente ao contrário.

"É completamente ao contrário", meu coração acelerou ao ouvir aquelas palavras, então ela sente o mesmo por mim? Eu não consigo acreditar, esse é o dia mais feliz da minha vida desde que conheci Wheein e viramos melhores amigas.

— V-você o quê?

— Hwasa... — ela disse se aproximando, não sabia que meu coração podia bater tão rápido e forte assim — Eu não sei bem o que eu sinto, mas ao te ver, meu coração acelera, eu quero ficar perto de você, eu quero te abraçar, te beijar, andar de mãos dadas, ir à um restaurante a sós contigo, é isso que eu quero, não sei se isso é amor, mas parece muito, e eu tenho medo disso.

Espera, então ela tem medo de me amar? Por quê? O que eu fiz? Ou melhor, o que fizeram com ela que a fez pensar que amar alguém do mesmo sexo é errado? Eu estou frustrada e feliz ao mesmo tempo, mil e uma coisas passando pela minha cabeça, mas eu apenas fiz uma coisa, eu a beijei, ela parecia tão necessitada daquele beijo quanto eu, foi apaixonado e lento, nenhuma de nós duas estava com pressa.

— Por que fez isso? — ela perguntou me olhando nos olhos — Por que me beijou?

— Porque eu te amo, Wheein.

— ... Eu... eu também te amo, Hwasa.

Eu, Ahn Hyejin, sou oficialmente a pessoa mais feliz do mundo, não, espera, ainda falta uma pergunta a ser feita.

— Então, Wheein... - eu disse um pouco nervosa - Você quer namorar comigo? — Senti meu rosto ficar quente, muito quente, eu desviei o olhar e soltei um leve riso, esperando pelo melhor, esperando pelo sim.

— Hwasa... — ela disse olhando nos meus olhos, temi pelo pior, mas fazer o quê? A vida não vem com um manual de instruções. — Hwasa, nós vamos nos meter numa grande encrenca por conta disso...

Na minha cabeça, eu já estava decidida que daqueles lábios perfeitos, iria sair um não, meu sorriso desapareceu, mas a esperança ainda estava viva, só tinha enfraquecido.

— Mas eu não ligo, se eu estiver junto com você, então sim, eu aceito ser sua namorada. — Ela disse sorrindo, que sorriso lindo, eu também estava sorrindo, que dia lindo!

Eu e ela nos beijamos de novo, acho que fiquei corada, ela também estava corada, estávamos as duas muito felizes, fomos até a sala de mãos entrelaçadas, quando nos deparamos com a seguinte cena: Solar e Moonbyul, abraçadas, assistindo um filme juntas, JUNTINHAS, esse é o melhor dia, não para o grupo musical MAMAMOO, como um prêmio ou um #1 no iTunes, mas sim para Solar, Moonbyul, Wheein e Hwasa. Nós chegamos perto delas:

— Então, Moonbyul, acho que deu tudo certo, né? — perguntei apenas para ouvir a resposta dela, queria saber se já estavam namorando, o que era muito provável.

— Sim, Hwasa, estamos namorando. — Solar respondeu — você e Wheein também? — ela apontou para nossas mãos entrelaçadas e eu ri, nunca me senti tão leve assim.

Dohoon entrou em nosso dormitório, nos viu em pares e disse:

— O quê está acontecendo aqui? Na verdade, não quero saber. Eu percebi que aquilo que eu fiz na frente das câmeras quando Hwasa confessou seu amor pela Wheein foi completamente errado da minha parte. Amar não é errado. A partir daquele dia eu comecei a pensar nas emoções de vocês, vocês são humanas também, ora! E eu decidi que: tendo muito hate ou não, o MAMAMOO vai continuar trabalhando do mesmo jeito, mas acho que agora vocês vão estar bem mais a vontade para fazer o que quiserem, principalmente na frente das câmeras. Solar e Moonbyul, querem se beijar quando ganharem um prêmio? Vocês podem. Wheein e Hwasa, querem se presentear durante algum fansign? Vocês podem. Se amem, sejam felizes, é isso que eu quero para vocês.


— Muito obrigado, Dohoon. Mas quero que saiba que você permitindo ou não, eu e Hwasa iríamos continuar juntas, não importando o que acontecesse. — Wheein disse firmemente, olhou pra mim e sorriu.

— Ou seja, Dohoon, era pegar ou largar, nenhuma de nós queremos ficar longe umas das outras, principalmente agora que estamos namorando! Que bom que nos aceita! — Moonbyul disse abraçando o manager, depois todas nós fomos dar um abraço coletivo nele.

  Estava bem tarde, ele foi embora e nós fomos dormir, todas muito felizes com o dia incrível que tivemos e com a certeza de que a partir de agora, todas nós vamos ter os melhores dias de nossas vidas, desde que fiquemos juntas.
  Os dias depois disso foram incríveis, no nosso dormitório tudo era mais feliz, tudo era motivo para rir, Solar estava feliz com Moonbyul e eu mais que feliz com Wheein e com toda a situação do MAMAMOO, nos shows nós estávamos mais felizes do que nunca, querendo contar mas ao mesmo tempo querendo fazer surpresa. No nosso fancafe já tinha muita gente desconfiando, tinham mensagens do tipo: "Acho que Hwasa e Wheein estão namorando ㅋㅋㅋ", "Solar e Moonbyul agem como se fossem namoradas, será que são mesmo? ㅋㅋㅋ". E não demorou muito para que revelássemos nossos namoros ao público. Perdemos muitos fãs, mas ganhamos muitos também. As vendas do MAMAMOO subiram muito, tanto na Coréia, quanto no mundo todo. Todo dia tinham mensagens do tipo "As meninas do grupo MAMAMOO são muito corajosas, tomara que permaneçam um bom tempo fazendo músicas e espalhando amor. MAMAMOO, fighting!", mensagens de apoio e ataque dos moomoo's aos haters eram o que mais nos motivavam a continuar, pensei um pouco e cheguei à conclusão que se eu não tivesse me confessado, acho que estaríamos presas em nós mesmas até hoje, agradeçam a Hwasa, a pessoa mais corajosa do mundo! Haha, brincadeira. Mas sabe o que não é brincadeira? O amor e a união que há no MAMAMOO.


Fim.


Notas Finais


Foi isso. Curta? Sim, bem curtinha, mas fazer o quê, não acho que sou muito boa escrevendo :P mas ainda sim espero que tenham gostado dessa minha primeira oneshot séria, beijos de caramelo e até a próxima!


ㅋ = K em hangul
ㅋㅋㅋ = Risadas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...