História Elastic Heart. - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Tags One Direction
Exibições 143
Palavras 2.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi, fofinhas!
Tudo bem?

Só digo uma coisa, para aquelas que estão morrendo de curiosidades, para saber o que aconteceu com a irmã da Alexia. O PRÓXIMO CAPÍTULO VAI ESTAR PEGANDO FOGO, você vão entender o porque a Alexia toma remédio e o porque o Max é meio anti-social. Segurem esses corações e até o próximo. :)

all love;

Capítulo 25 - Cause I'm just a mess.


Don't waste your time

Trying to pull me in

'Cause I'm just a mess

Don't wanna fix

Don’t be a fool – Shawn Mendes.

 

Pov. Alexia

Gostaria de entender um pouco da cabeça masculina, em um dia você diz que gosta de uma pessoa e no outro você está beijando uma outra garota, não que eu devesse me sentir mal, mas coração/sentimento são coisas que estão além do nosso controle.

-Você não parece muito bem! – Abbie me encarou, estava tomando café da manhã. – Aconteceu algo, querida?

-Nada, Abbie. – sorri – Só quero o fim de semana logo, vamos começar a mexer de verdade com o nosso projeto e isso me deixa um pouco nervosa.

-Você sabe que tudo vai dar certo! – Abbie foi para a cozinha, verifiquei meu material, aproveitei para dar uma olhadinha nas fotos, que Sienna tinha tirado da noite anterior e ela tinha muito talento com fotografia, ela deveria investir nisso. O blog de fofocas da escola falou sobre o jogo e continuou com aquele incentivo idiota de uma futura rixa entre as meninas e eu vs o grupinho da Sky.

Peguei minhas chaves e fui para a garagem, precisava de férias de mim mesma. Mas infelizmente isso não é possível, Sam esqueceu de me mandar notícias sobre o Louis, o que me deixou bem preocupada, porque ele parecia bem mal, quando foi tirado do campo. Gostava de dirigir pela parte da manhã, porque quase não tinha transito, então sempre chegava um pouco mais cedo na escola.

Estacionei o carro em uma vaga qualquer e entrei na escola, a procura de algum dos meninos, que pudesse me dar notícias sobre Louis. Niall estava sentado sozinho, encarando um livro e parecia muito perdido, caminhei até ele.

-Bom dia! – ele deu um pulinho, mas sorrio ao me ver.

-Bom dia, Alex! – bateu no banco ao lado do seu e eu rapidamente me sentei. – Por que foi embora ontem?

-Ahmm... – não tinha o que responder, não iria falar a verdade nem ferrando. – Não estava me sentindo muito bem, mas me fala como o Louis está?

-Ele está bem, não foi nada grave, embora parecesse que sim. – suspirou – Ele só machucou um pouco a coxa, mas não vai poder treinar por duas semanas, ele ta puto. – rimos.

- E o Zayn, porque ele não jogou?

-Ele está com uma pequena inflamação no nervo ciático, sabe estávamos tão confiantes de que esse ano nós iriamos ganhar, mas agora com todo mundo machucado é meio difícil.

-São apenas pequenos obstáculos, você sabe... Grande vitorias vem com grandes obstáculos. – pisquei, tentando passar confiança.

-Espero que seja assim! – sorrio – Agora você poderia ser uma grande amiga, e me ajudar com o dever de química. – ri me aproximando, sorte que amo química.

Pov. Niall

- A soma das massas das substâncias reagentes é igual à soma das massas dos produtos da reação – Alexia estava tentando me explicar o balanceamento químico, mas quando Harry entrou, ela perdeu completamente o foco, já suspeitava que algo estava rolando entre os dois e isso só me deu a certeza de que eu estava completamente certo.

- Opa, acho que alguém perdeu o foco. – brinquei, suas bochechas ganharam uma coloração avermelhada na hora.

-Longa história. – deu de ombros.

-Tenho todo o tempo do mundo.fechei o livro e meu caderno, fiquei a encarando até que ela começasse a falar.

-Não é como se a gente fosse começar a namorar, mas eu queria resolver as coisas, entende? – balancei a cabeça. – O Harry não pode ter duas pessoas ao mesmo tempo, não é justo com ela e nem comigo. E mesmo não querendo admitir, sinto que ele já se decidiu, então talvez eu deva me afastar.... Vai ser melhor!

-As história entre Harry e Sky é a mais estranha que eu conheço, não sei como meu amigo pode ter essa paixão tão cega por ela, ele já ficou tantas vezes contra nós, por causa da Sky. – bufei. – Ela o tem nas mãos, quando eles terminaram pela primeira vez, Harry ficou tão mal e ela se aproveita disso, porque ele sente algo verdadeiro por ela, diferente da Sky que só está com ele por interesse.

- Pois é! – concordou – Vocês são pessoas legais, não entendo como podem andar com alguém tão má, feito a Sky.

-Ele não sabe nem da metade do que ela faz...

-Estamos atrapalhando? – Louis e Harry vieram até a mesa onde estávamos sentados e se sentaram também, Alexia não parecia confortável ali.

-Na verdade sim, estávamos estudando! – respondi.

- Tenho que procurar o Peter, esqueci uma coisa com ele ontem, se tiver prova hoje, seremos dupla. – Alex se levantou, me deu um beijinho na bochecha e saiu.

-Impressão minha, ou ela nos ignorou? –Louis arqueou as sobrancelhas.

-Talvez, ela está meio estressada com umas coisas hoje. – tentei justificar, Harry apenas me encarou com um olhar do tipo ‘ como você sabe disso? ’

Pov. Sienna

Sentia como se Alex estivesse se afastando de nós, não sei explicar exatamente o porquê, mas ela não estava tão presente nos últimos dias. Assim que Sam e eu chegamos no colégio e fomos procura-la, misteriosamente ela estava em uma conversa super animada com o Peter, o dia já começou estranho por aí.

- O que você estava falando com ele? – Samantha perguntou, ela parecia um pouco curiosa.

-Nada demais! – deu de ombros – Sabia que a mãe dele é estilista da Victoria Secrets?

-Não! – respondemos em uníssono. – Agora vocês são amigos?

- Ele me deu carona ontem e foi gentil, sem cantadas idiotas. Se ele continuar assim, podemos ser grandes amigos.

-Você é inacreditável, Alexia! – Samantha parecia brava, apenas fiquei calada vendo tudo, não iria me meter na briga das duas.

- O que eu fiz?

-Você simplesmente não consegue aceitar que alguém não te escolheu e automaticamente escolhe outra pessoa para colocar no lugar. Olha o Peter pode ser um chato, mas ele é meu amigo e você não deveria dar esperanças para ele, se no fundo sabe que nada vai rolar.

-Dar esperanças? – Alex rio. – Do que você está falando, Sam?

-Não se faça de desentendida. – bufou, não sabia exatamente o porquê de Samantha estar tão brava com a Alexia, chega a ser uma situação estranha.

- Em momento algum eu disse que ele seria algo a mais do que meu amigo, isso é viagem da sua cabeça. Se você está com problemas não devia descontar eles em mim, porque o que eu mais tenho é problemas e nem por isso saio tratando você feito lixo. – desabafou.

-Que problemas você tem? – Sam sorriu ironicamente. – Ter que lidar com o fantasma de uma irmã morta? Grande problema, eu tenho que lidar com o fato de minha mãe estar traindo meu pai, que você acha que ganhou? – levei minha mão até a boca, não sabia que história era essa, mas deu para perceber pelo olhar de Alex, que Sam tinha ido longe demais.

- Que você acha que ganhou? – Alex repetiu com um tom de voz magoado – É bom saber, que a dor dos outros para você é um jogo. – virou as costas.

- Alexia eu...

-Esquece, Samantha! – acenou para mim e continuou a caminhar, não sabia o que fazer, porque eu era a amiga nova no grupo, não sabia nada do que elas estavam falando, mas pude ver toda a dor estampada nos olhos da Alexia, quando Sam disse sobre sua irmã.

-Meu Deus! – Sam estava um pouco pálida, a levei até um dos bancos. – Fui longe demais, toquei em um assunto que ela nem superou ainda.

-Tudo bem, Sam! – passei a mão pelos seus braços. – Você está com a cabeça quente, depois você se desculpa, por agora é melhor dar espaço, porque se não as coisas podem ficar piores.

Seguimos para aula de literatura britânica, não trocamos mais nenhuma palavra. Obviamente que eu queria saber o que aconteceu com a irmã da Alexia, esse provavelmente era o motivo pelo qual seus pais se mudaram para cá, mas não tinha a coragem de pergunta, não queria perder as únicas amizades verdadeiras que tinha feito nessa escola, minha curiosidade poderia esperar o momento certo.  

Pov. Harry

O dia hoje estava meio esquisito, para começar Alexia estava ignorando todo mundo nas aulas que tínhamos juntos, a única pessoa que ela fazia questão de conversar era com o Niall, nem com as meninas ela estava falando. Sua expressão denunciava que ela não estava muito bem e isso estava me incomodando, o fato de ela não estar falando comigo.

Finalmente o sino do intervalo tinha tocado, Niall se despediu de Alex, que ficou na sala arrumando seu material. Algo estava errado com ela e eu queria saber o que era, mas antes eu tinha que fazer algo. Finalmente tinha tomado uma decisão e pararia de fingir que nada estava acontecendo, depois de muito pensar sobre, finalmente me decidi, não amava mais Sky, eu amava a memória dos momentos que tivemos juntos, de quando ela ainda era uma pessoa boa, que me fazia bem acima de tudo. Mas agora tudo que importava para ela, era a popularidade.

Passei a mão pelos meus cabelos, caminhei até o local que sempre ficávamos. Zayn não veio hoje, ele estava fazendo alguns exames, Liam estava ajudando Louis, que ainda mancava um pouco.

-Sky, será que podemos conversar a sós? – perguntei, April a encarou um pouco preocupada, mas ela concordou.

Seguimos para um canto mais afastado, não sabia exatamente o que falar, nunca será fácil terminar com alguém.

-O que foi, babe? – perguntou.

- A muito tempo eu venho me questionando o que sinto por você, Sky. – respirei fundo. – Achava que ainda te amava, até que parei para perceber que amo o que tivemos juntos.... Não consigo mais reconhecer em você a garota por quem me apaixonei, você mudou e todo mundo percebeu isso, só foi uma questão de tempo, para que eu também notasse. Quero sempre ter as coisas boas pelo que passamos, mas não continuar com uma pessoa que só consegue se preocupar com si mesmo.

- Você não pode terminar comigo, ninguém termina comigo, Harry! – falou, furiosa.

-Desculpe, Sky!

-Você sabe que nunca vai ser o suficiente para outra garota, não é? – sorrio, passou a mão esquerda pela minha bochecha. – Eu conheço bem todos os seus medos, inseguranças.... Ninguém vai te conhecer tão bem quanto eu, ninguém nunca vai te aceitar cem por cento Styles. – sorrio. – É por isso que você nunca termina de fato comigo, eu sei que mais cedo ou mais tarde você vai vir atrás de mim e se desculpar.

-Não dessa vez, não nasci para ser manipulado por você. – bufei – Não sou mais manipulável, posso não ser perfeito, mas me nego a continuar com você, só porque você decidiu que não sou bom o suficiente para outra garota.

-Tudo bem! – rio. – Vamos ver se você vai encontrar alguém, que vai aceitar todas as suas crises de ansiedade, seu estresse... E outros problemas a mais, sem nunca reclamar. Porque eu te garanto meu querido, a metade dessa escola me quer, substituir você não vai ser difícil, vamos ver se você encontra alguém melhor do que eu.

-Já encontrei e boa sorte! – pisquei, saindo.

Esperava que pudéssemos continuar pelos menos sendo amigos, mas manter uma relação saudável com Sky é quase impossível. Ela consegue ser uma sociopata de carteirinha quando quer, mas estranhamente eu me sentia muito bem, por ter colocado fim a tudo isso.

Pov. Alexia

Não sabia qual era a merda do problema da Samantha, mas ela não deveria ter tocado nesse assunto, ela sabe que ainda não superei, que ainda sinto falta dela e que isso nunca vai passar. Tem dias que nem devemos sair da cama e hoje é um desses dias.

Estava esperando a escola esvaziar, não queria ter que olhar para a cara de ninguém, tudo que queria agora era ir para casa e deitar na minha cama, ficar ouvindo Shawn Mendes no replay. Quando o estacionamento estava quase vazio, peguei meu material e segui para meu carro.

- Será que você me daria uma carona? –me virei, encontrando Harry próximo das grades da escola.

- Sua namorada não iria achar ruim? – e mais essa ainda. – Acho melhor pedi uma carona para ela, não to a fim de confusão para o meu lado.

-Que namorada? –me encarou, rindo.

- A sua, ué.

-Não to lembrando, acho que é porque não tenho uma mais.

-Você o que? – ele nem esperou que eu respondesse se daria um carona, ou não. Foi logo entrando no meu carro.

Entrei no carro, lhe lancei uma careta.

- Alguém já disse que você fala demais? – passou a mão pelos cabelos, como se nada estivesse acontecendo. – Eu sei que sou lindo, mas vai ficar parada aí me encarando?

-Ai, meu Deus do céu! – dei partida. – O que aconteceu com você?

-Estou em uma montanha-russa que só vai para cima. – fingi que entendi e continuei dirigindo, se ele queria bancar o maluco, não seria eu quem atrapalharia.

-Não vira aí! – gritou, me assustei e deixei o carro morrer, levei a mão até meu coração.

-Cara, qual é o seu problema?

-Você! – disse me encarando. – Você é o maior problema de todos, aquele que eu jamais vou solucionar, mas não me importo, porque assim me mantem interessado.

-Você bebeu, por acaso? – o encarei, preocupada.

-Você é tão esperta para umas coisas, mas tão lenta para outras. – Harry me puxou delicadamente para mais perto, e juntou nossos lábios em um selinho demorado, logo pedindo passagem para aprofundar o beijo, a qual eu concedi rapidamente, levei minhas mãos até sua nuca acariciando seus cabelos.

Só nos separamos, quando ouvimos uma buzina atrás de nós.

- O sinal abriu! – se afastou de mim sorrindo.

-Harry, você está me deixando uma completa bagunça.

-Não tem problema, eu também sou uma bagunça. 


Notas Finais


Espero que gostem! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...