História Eldarya - As aventuras de Freya - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Ezarel, Jamon, Keroshane, Leiftan, Mery, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Valkyon
Tags Doida, Eldarya, Ezarel, Nevra, Valkyon, Vampiro
Visualizações 65
Palavras 1.962
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


ESSE É O FINAL!

MUITO OBRIGADO Á TODOS!

MAS NÃO PARAREI!

AS VEZES IREI POSTAR UNS CAPÍTULOS PARALELOS A HISTÓRIA!

TIPO EVENTOS!

BOA LEITURA!

Capítulo 18 - Casamento


Fanfic / Fanfiction Eldarya - As aventuras de Freya - Capítulo 18 - Casamento

LEIA AS NOTAS INICIAS!!!

Dou mais uma olhada no espelho. Hoje era o dia tão esperado, o dia que finalmente vesti de branco. Suas luvas era um pouco abaixo dos cotovelos, suas mangas era sem a costura, apenas o elástico segurando. Decotado, que roupa em Eldarya não é? Adorooooooo! Era longo e tinha uma cauda que se arrastava, um laço de cor rosa opaco. Os detalhes de babados e flores, deixava o vestido lindo e o véu era longo, maior que a cauda do vestido. Usava um colar grosso de ouro e pequenos brincos.

 

Eles fizeram tudo que eu pedir para o casamento, tudo que é de costume na Terra. Ai depois teremos outro, com o costume de Eldarya e por final a tão esperada coroação. Estava o dia perfeito, mas apenas faltava meus pais... Que saudades. Fiz convites para eles, na esperança de um dia finalmente encontra-los. Mas vamos pensar em outra coisa! Ai Santo Pudim, eu vou me casar!

 

- Vamos Freya, já está quase na hora - Aparece Miiko, com seu vestido longo azul, igual suas chamas. Ele era decotado e tinha dois corte lateral até as coxas, ele também tinha detalhes de prata no busto e na cintura. Ela era minha madrinha, sempre me ajudando, e dessa vez com minha gravidez. Olho para ela nervosa.

 

- Estou com medo... - Ela da um sorriso caloroso.

 

- Medo de matar o Ezarel de ataque cardíaco? - Dou uma risada - Você está simplesmente perfeita!

 

- Obrigado, você também! - Me olho pela a última vez no espelho e depois viro para ela - Vamos! - Já estava pronta, agora é ir! Caminho pelo quartel e fico bem da frente da porta grande. Podia ouvir a cerimônia, a musica calma e melodiosa. Olho pela janela e vejo pequenos Brownie jogando pétalas de flores.

 

- É sua hora, pode ir.

 

Os portões se abram e a música começa. Miiko me dá meu buquê de rosas azuis e segura meu véu, eu comecei a andar devagar. Todos me olhavam admirados e surpresos, Ezarel não era uma exceção. Ele estava com um terno branco e um rosa azul, o cabelo arrumado. Do seu lado está Nevra, Valk, Leif e Kero e do meu futuro lado está Karenn, Eweleïn, Ykhar e futuramente Miiko. Alguém me entrega um boque de rosas violetas e começam a música. (Se você quiser ter uma experiência mais realista, escute a música 1 que está na notas finais antes de começar ler ou se você tiver no notebook coloque e começa ler junto a música. Muito obrigado)

 

Caminho lentamente, meu sorriso bobo era evidente e meu coração acelerado, aperto o buquê de nervosismo. Tinha várias pétalas violetas no chão, outros Brownie está segurando meu véu para ajudar. Chego no altar e dou um sorriso para Ezarel que retribui, o "padre" estava lá na frente, Ezarel estica o braço e o seguro, subimos o degraus juntos e nós afastamos.

 

- Estamos aqui para reunir os dois em Matrimónio. Freya e Ezarel, viestes aqui para celebrar o vosso Matrimónio. É de vossa livre e de todo o coração que pretendeis fazê-lo?

 

- Sim - Eu e Ezarel respondemos juntos, um olhando para o outro.

 

- Uni as mãos - Nós dois fizemos, um de frente para o outro - Pode vim a aliança.

 

Uma lobo vem com vestido igual as outras, branco com um laço lilás. Ela carregava as aliança em um pequena cesta branca com um laço violeta. Ela estava sorrindo e chegou no altar, entregou para o padre e depois foi sentar. Ezarel pegou uma que era dourada e faço o mesmo, apenas segurando uma mão.

 

- Eu Ezarel, recebo-te por minha esposa...

 

- Eu Freya, recebo-te por meu esposo...

 

- A ti Freya, e prometo ser-te fiel...

 

- A ti Ezarel, e prometo ser-te fiel...

 

- Amar-te e respeitar-te...

 

- Na alegria e na tristeza...

 

- Na saúde e na doença...

 

- Todos os dias da nossa vida - Colocamos a aliança um no outro e ficamos com as duas mãos juntas.

 

- E com o poder investido a mim, eu os declaro marido e mulher. Pode beijar a noiva - Nós se beijamos rápido e depois separamos. Agora era o costume de Eldarya. Outro lobo de terno estava com uma almofada em mãos, nela tinha uma adaga na bainha prata escuro igual a bainha. Ele entrega para o padre e ele tira mostrando uma adaga toda torta e afiada - Me dê suas mãos - Ezarel vai primeiro e fico desconfiada e ele dá um sorriso, dou a mão também.

 

Ele corta a minha mão e seguro para não gritar de dor e surpresa, depois é o Ezarel e ele faz uma carata, dou uma risada. O padre uni as duas mãos que estava sagrando e seguramos firmes. Isso vai deixar cicatriz... E dói muitoooo! Nossa o que está acontecendo? Sério, não sabia disso...

 

- Do sangue ao sangue... - O padre fala e nós repetimos.

 

- Da alma a alma...

 

- Do amor ao amor... Nós ficaremos unidos, até na morte. Somo um só, o que acontece comigo, acontecerá com você.

 

Todos batem palmas e levantamos as mãos que foram cortadas. Agora seria a coroação, outra parte importante desse dia.( Agora será a musica 2) Os bruxos começam a transformar o altar, agora ele tinha uma mesa no centro coberto por um pano vermelho e dourado, lá tinha um cetro com as mesma cores, e a coroa que tem várias pedras brilhantes. Fico séria e caminho me curvando diante a mesa e Miiko. Levanto a cabeça e ela pego um jarro, vira em um prato dourado e começa por o dedo, abro minhas mãos e ela passa nela formando um losango, deve ser o cristal...

 

- Sejam vossas mãos abençoada pelo Óleo Sagrado - Ela molha novamente e coloca no peito, onde o coração está localizado, formando outro losango - Seja vosso coração abençoado pelo Óleo Sagrado - Ela molha e coloca na minha testa - Seja vossa cabeça abençoada pelo Óleo Sagrado - Fecho os olhos - Sede vós também ungida, abençoada e consagrada rainha sobre os povos que o oráculo e cristal vos deu para reinar e governar. Rainha Freya Knight - Sinto um peso em minha cabeça, abro os olhos e Miiko me deu o cetro, me levanto e viro para o povo de Eldarya. Aberto as mãos e fico nervosa.

 

- Povo de Eldarya, eu. Freya Knight, prometo-te proteger, até a morte. Nessa Era de Paz, ajudaremos um ao outro. Reconstruiremos a Nova Eldarya, onde todos serão iguais perante a lei e a moral! - Todos começam a bater e dou um sorriso em retribuição, Ezarel me pega no altar e começou a festa.

 

------------ Nossa Chorei ---------------- Dois anos depois ----------------- Sim, muito tempo -----------

 

Passaram sete meses, minha filha nasceu lindo e forte. Eu e Ezarel decidimos o nome, depois de muita briga, Ártemis. Deusa da Luz, adorava mitologia enquanto estava na Terra... Ela é linda, seus cabelos é igual o meu, mas os olhos era de Ezarel.

 

Ela fica linda com a tiara nela, adoro fazer uns penteados nela! Assim fica com a coroa mais bonita, desculpa. Mas sabe como é... Sempre paparicando a filha. A Era de Paz está tão boa, visitei os vilarejos e todos estão felizes. E assim vai ser. O cristal falta apenas três pedaços dele, o meu está aqui, mas eu não acho os outros...

 

Ezarel sempre fica ao meu lado, até na sala do tronos, mas as vezes ele tem que cuidar da guarda e leva a pequena. Está tudo perfeito! Mas queria que meus pais tivessem aqui... Que saudades deles!

 

As guardas estão em uma paz incrível, Nevra sendo Nevra de sempre e as vezes fica brincando com a Ártemis. O Valk adora fica com ela também, não vê a hora dela crescer e ele ensinar a lutar. Leif e ela tem uma conecção incrível, por isso quando chora eu dou para ele e ele sempre canta sua música.

 

Agora ela está dormindo em seu quarto, eu sentada no trono e os chefes estão fazendo seu relatórios. Vou ser sincera... É horrível e tedioso! Nossa que cansaço. Mas preciso concentrar... Valk está um pouco machucado por causa dos bárbaros, mas aquele cabeça dura não vai para enfermaria! Freya! Meu coração dói, tudo fica escuro e depois claro.

 

- Freya... - Diz uma voz calma e calorosa, reconheço como o oráculo. Ela não aparecia, apenas uma luz - O mal está chegando, quem se foi vai voltar, novas coisas vão se revelar. O vampiro, a elfa e o poder da guardiã. A primogênita deve ir com seu guardião. Antes do tempo acabar, quando o Sol chegar seu ápice. Freya!

 

Abro os olhos e arregalo os olhos, todos estavam em minha voltas preocupados. Tinha apenas duas horas até a hora, preciso correr. Levanto, mas fico tonta.

 

- Precisamos correr!

 

- Como assim Amor?

 

- Algum mal está chegando e temos apenas duas horas! - Todos arregala os olhos - O oráculo veio até mim... O mal está chegando, quem se foi vai voltar, novas coisas vão se revelar. O vampiro, a elfa e o poder da guardiã. A primogênita deve ir com seu guardião. Antes do tempo acabar, quando o Sol chegar seu ápice - Repeti suas palavras.

 

- A não, ela não pode voltar! - Diz Nevra bravo.

 

- Isso não é sobre você, mas sim sobre Eldarya!

 

- No que entendi é que, um vampiro, que possivelmente é Nevra, a elfa que é a Ashaley e o poder que eu não entendi...A Ártemis deve sair desse reino e ir para outro lugar, seu guardião é o que não sei... E temos poucas horas - Diz Leif.

 

- Mas aquela egoísta não deve está nem ai e também nem sei onde está - Nevra resmunga.

 

- Olha como fala de minha irmã. Ela está na Terra...

 

- Como ela consegui?! - Diz Valk.

 

- Ela descobriu uma poção, mas isso a custou muito...

 

- Calem a boca! Vamos agir! Leif pega Ártemis e leve para algum lugar bem longe da aqui. Nevra vem comigo, Valk e Miiko fiquem aqui e não falem para ninguém sobre isso. Ezarel vem comigo.

 

Abro a porta com força assustando quem passava, vou para o quarto de Ártemis e dou um beijo de despedida, Ezarel faz o mesmo. Segurei o choro, precisava ser forte... Por Ártemis e Eldarya. Pego as coisas delas e coloco na mala, dou bastante dinheiro para pelo menos dez anos vivendo bem, pego uma capa grande e dou para Leif que veste, ele vai embora.

 

- Falta apenas meia hora! Vamos! - Tele porto todos para o ciclo de cogumelos - Chegamos, Nevra fique no meio - Ele vai bravo, tiro o colar e começo a transferir meu poder nele, mas deixando um pouco para usar para tele portar o Nevra, coloco no pescoço dele - Nevra, na aquele mundo é bem diferente, se precisar de ajudar fale com o colar que ele te ajudará. Agora você precisa ir e achar a Ashaley! - Fecho os olhos e concentro, depois abro e começo a liberar todo que me resta. Até que ele some em uma luz. Caio de cansaço e Ez me segura.

 

- Você está bem?

 

- Sim, apenas um pouco cansada... Vamos voltar - Tele porto para o trono e caio, mas Ez me segura.

 

- Está na hora... - Diz Valk olhando a janela vendo uma onda negra se aproximando.

 

- Vamos esperar por que está por vim...

 

- Eu te amo...

 

- Eu também - Respondo e dou um beijo em Ez, fecho os olhos e depois não sinto mais seus lábios.

 

- Olá querida sobrinha... - Fica um silencio total.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...