História Eldarya War - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Tags Amor, Amor Doce, Drama, Luta, Mistério, Romance, Yaio
Visualizações 101
Palavras 1.058
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Conectada


Fanfic / Fanfiction Eldarya War - Capítulo 4 - Conectada

                CAP 4                                           Depois que conseguimos limpar tudo e deixar tudo em ordem, teve uma homenagem aos que haviam morrido, era muito organizado, a Guarda reluzente ficava na frente, falando coisas para os mortos do tipo ''tiveram coragem até o ultimo instante'', dos outros lados havia suas guardas cada um em seu devido lugar, me supreendia com pessoas que nasceram aqui ir tão mal em uma batalha, até eu sobrevivi. Nervra estava ao meu lado calado, nunca tinha visto ele respeitar algo (apesar de conhece-lo a pouco tempo) -Nervra... - eu disse - Que foi ? - respondeu ele susurrando - voces são bem ruins em batalhas - eu disse e Nervra me olhou incorfomado - Como ousa?! -disse ele, mas não parecia muito surpreso - ué mas é verdade - eu completei                   - Estamos fracos por causa do cristal esqueceu? - disse ele - Jura que o cristal tem tanto poder assim sobre voces? - Nervra parecia um pouco irritado com as minhas perguntas, mas eu não me importei e continuei - Olha, eu ainda não acredito que isso é realidade, não existe esse negocio de hibrido, elfos e ... seja lá o que voce for.. - então por que se importa?! - disse Nervra me cortando ele aumentou um pouco o tom de voz e algumas pessoas olharam para ele, ele olhou devolta e abaixou a cabeça como forma de pedir desculpa meio envergonhado, quando todos se viraram novamente para ouvir as palavras da guarda reluzente -Não me importo mesmo, só quero acordar, mas não vou ficar mongando no meu proprio sonho. - eu disse - Suas emoções não foram reais o suficiente? -perguntou ele - Em 16 anos nunca tive emoções fortes - eu falei e Nervra revirando os olhos falou - A unica coisa que deve saber é que precisamos do cristal, se quer ajudar, pare de fazer perguntas tolas, se não, cale a boca e continue acreditando que isso é um sonho- ele falou, olho para ele e olho com os olhos de '' vou te matar um dia'' -Cala boca já morreu ele se vira e balança a cabeça respondendo como se estivesse dizendo ''idiota'', a cerimonia termina e nós retiramos, me encontro com Erzarell encostado na porta conversando com Miiko, vejo ele sorrindo e depois ela vai embora, eu fiquei imaginando ''o que aquela vadia estava falando com meu crush ultimate?'' mas por dentro estava demonstrando nenhum tipo de interesse por Erzarell, e fiz questão de me aproximar dele. - Tenho a impressão que a Miiko quer me ver longe daqui - eu falei com a tentativa de puxar assunto com ela - Acha que alguém quer voce aqui? - disse Erzarel, eu olho para ele indignada mas ele está com um sorrido sarcastico no rosto -tenho a impressão que voce não é muito diferente da Miiko em relação isso - eu falei -  É possivel, se levar em consideração que a gente mal se conhece - levanto uma sombracelha e olho para ele com cara de malicia se aproxima do meu ouvido e sussura suavemente e ele completa - Bom, voce já sabe onde é meu quarto. - fico paralisada, ele da uma piscada e passa sua mão em meu cabelo e vai embora, eu continuo olhando para ele, ele ainda olha para trás e mantem sempre o sorriso de maldade, era uma sensação que eu nunca havia sentido, mas parecia tã real, desejar tanto uma pessoa assim fui até meu quarto pensando no que fazer, esse mundo estava em guerra, e de acordo com todos aqui eu tinha alguma conexão com esse cristal,mas era apenas um sonho, o que poderia acontecer em um sonho que me afetaria na vida real? absolutamente nada, mas ainda havia tanta duvida, quando eu vi o cristal realmente senti algo diferente, algo real, mas isso não existe! mas minha maior duvida era ...Será que é normal voce sonhar em transar com um elfo gostosão? com toda certeza não. Eu esperei todos dormirem para eu buscar mais respostas na sala do cristal, estava tudo completamente escuro, abri a porta da sala do cristal o mais devagar possivel para não fazer nenhum barulho, o cristal estava com um brilho fraco e conforme eu ia me aproximando, mais ele ia brilhando, até eu fiquei realmente proxima do cristal e levantei minha mão para toca-lo, logo, o cristal se transformou em minha mulher, ela era muito linda, era branca tinha chifres cabelo liso branco e olhos azuis parecia minha bela sereia, mas não era, ele olhou para mim fixamente e falou com a voz falhando  ''voce voltou'' e depois sumiu. Eu nem tinha tocado no cristal e já tinha visto aquilo -Não..! vamos! apareca novamente! droga!! - eu toquei to cristal e rapidamente umas imagens de uma criança bricando nos bosques de eldarya, uma bela criança e uma linda mulher, era essa mulher! a mulher do cristal! e depois guerra e essa mulher falava '' voce é nossa salvação''. Eram imagens que passaram muito rapido, tudo muito confuso, fico tonta por alguns instantes e volto para meu quarto correndo, quando chego eu tranco a porta e me encosto na porta ainda tentando entender o que aconteceu agora pouco e tento recuperar o folego encostando minha cabeça na porta. Vou até o banheiro do meu quarto e olho fixamente para o espelho e me pergunto ''o que está acontecendo? aquela criança era eu?! '' vejo uma tesoura em cima da pia, e sem pensar eu corto meu cabelo bem curto.           Não estava pensando bem, minhas atitudes não estavam sendo tomadas da melhor forma possivel, bato da porta de Erzarel e ele abre sem camisa e um pouco sonolento e confuso- Khalis...? o que voc... - antes que ele termine de falar (o que provavelmente era do meu cabelo que eu havia cortado) eu o beijei intensamente e constantemente  e falei - eu sei muito bem onde fica seu quarto- ele continua com o sorriso de malicia em seu rosto - não sabia que era tão facil assim te convidar para o meu quarto -ele falou - é uma das minhas qualidades. Pulei nele e posicionei minha pernas em sua cintura, enquanto ele fechava a porta, com a porta fechada ele me encostou nela e continuou me beijando, quanto tirava minha blusa e meu sutiã, e depois me jogou na cama.                                                                        



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...