História Ele é meu namorado - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Leo, N
Tags Bromance, Comedia, Neo
Visualizações 64
Palavras 1.058
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Shonen-Ai, Universo Alternativo

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa foto é uma montagem da ~thedana. Eu pedi pra ela fazer a séculos atrás e finalmente estou usando KkkK
Então.. eu meio que já tinha ela faz um tempo... Só faltava finalizar.

Tem pouquíssimas fanfics do VIXX e menos ainda de Neo.
Prometo fazer de outros couples tbm... Mas é que neo é otp.. Sorry!
Deem amor a fic.
Perdoem os erros.
Tia tá enchendo o vixx com estórias.
Se sintam felizes!

Capítulo 1 - Salvo pelo gongo


Fanfic / Fanfiction Ele é meu namorado - Capítulo 1 - Salvo pelo gongo

Era inverno. Taekwoon gostava de suas frios. Mesmo que ainda estivesse trabalhando. Era bom, poderia tomar seu café em paz, com a desculpa de que estava se aquecendo.

Hoje, porém, ele estava nervoso. Era uma reunião entre amigos, algo engraçado de se ver, já que ele não era muito social, só estava lá pela comida gratuita. Disfarçava bem a sua falta de interesse nos assuntos colocados a mesa. Vez ou outra sorrindo minimamente apenas pra dar ênfase na sua máscara e arrancar suspiros das garotas.

"Ainda bem que não gosto desse tipo"

Pensou. Mesmo não sendo confesso, nem ter ido muito longe, era gay e nada poderia mudar isso.

Ouviu o sino do restaurante soar no meio daquela barulheira toda é um rapaz lindo, pouco centímetros abaixo de si e moreno entrar se livrando da neve em seu casaco. Acompanhou com o olhar, o desconhecido sorrir e se aproximar do balcão, abraçar o gerente e entrar com ele dentro da cozinha.

Ok. Era estranho. Por que diabos tinha ficado olhando pra ele? Por ele ser bonito? Talvez. Ah, não importa.

- O Hyung é solteiro - ouviu Hongbin comentar e voltou a prestar atenção na conversa.

Se arrependeu. O fato era que falavam de si. As meninas o olhavam tentadoramente. Sorriu amarelo e buscou um modo de fugir dali. Hyuk achou graça, sabia que seu Hyung de nada gostava de peitos e vaginas e também, percebeu o olhar predador do mesmo para com o rapaz que havia chego recentemente.

Taekwoon se sentia um bichinho indefeso com todos aquele olhares luxuriosos em cima de si. Não queria nenhum pouco ficar naquele lugar. Argh. Mulheres as vezes não sabem medir seu fogo.

Se levantou com a desculpa de que precisava ir ao banheiro (que não era de todo mentira)

Ficou se encarando no espelho da pia tentando ao máximo não parecer nervoso. Era engraçado. Um homem de 25 anos com medo de algumas mulheres.

O som da porta se abrindo o tirou de seus devaneios. Era o rapaz que tinha chego a pouco tempo. Ele entrou em uma das cabines e nem se quer o olhou. Taekwoon ficou desapontado, queria ver seu rosto.

Lavou seu rosto na tentativa de melhorar a sua expressão, pegando um pouco de papel toalha para se enxugar.

Saiu dando uma última olhada pra trás só pra saber se o desconhecido aparecia e não, ele não estava lá.

Quando virou para frente, deu de cara com duas das garotas que estavam na mesa, elas o olhavam com expectativa e ele totalmente nervoso.

- Por que demorou ficamos preocupada.

- Eu.. er.. - como mal tinha andado, acabou por empatar a saída e o desconhecido segurou seu braço para não se desequilibrar - Eu estava com ele - disse rápido, recebendo um olhar confuso do rapaz.

- E quem é ele? - perguntaram irritadas.

- Ele é meu namorado - soltou de uma vez, pedindo a Deus que ele entrasse no jogo.

- O que? Então por que ele não sentou com a gente quando chegou?

- Por que?... Bem...

- Eu fui falar com meu amigo e não queria deixar o Leo desconfortável, já que nunca fomos apresentados - o desconhecido abraçou seu corpo sorrindo - Algum problema? - olhou sínico na diretoria das meninas que engoliram em seco. Na verdade ele estava achando graça em ser usado, tinha notado o desespero do - agora Leo - e decidiu ajudar - Se me derem licença, meu NAMORADO me prometeu um drinque - piscou e levou Taekwoon ainda desnorteado para os bancos em frente ao bar - Duas vodkas por conta do cavalheiro aqui - apontou pra Taekwoon e foram servidos pelo garçom - Então...?

- Ah sim, me perdoe por isso - começou abaixando a cabeça envergonhado - Eu meio que não me sinto confortável perto de mulheres e elas são bem insistentes - bebeu um pouco e olhou para o desconhecido se perdendo em sua beleza - Obrigado, você me salvou - sorriu minimamente - Jung Taekwoon, é um prazer - estendeu a mão.

- Cha Hakyeon - apertou a mão estendida - Mas Leo, eu não estava brincando não, você que vai pagar a bebida, eu não vim aqui pra comer ou algo assim, vim ver meu ex namorado e não trouxe carteira.

- Tudo bem, você me ajudou, não vejo problema, mas por que Leo?

- Você parece um gato, mas te chamar assim soa meio cafajeste, Leão ficaria forte então Leo - sorriu e Taekwoon estava bobo.

Hakyeon também não ficou fora. Fora engraçado, mas agora Leo era um aperitivo para si. Fofo, angelical e lindo.

- Quantos anos você tem? - perguntou terminando sua bebida.

- Eu tenho 25 e você?

- Nossa, temos a mesma idade.

Quando Taekwoon notou que o copo de Hakyeon esvaziou, sentiu um leve desespero. Ele iria embora. Logo agora que achou alguém legal?

- Posso te oferecer outra bebida? - perguntou rápido, sem conseguir se conter.

Hakyeon achou adorável. Na verdade iria negar, estava atrasado para sua aula, mas deu de ombros e sorriu.

- Só se me pagar comida - sugeriu risinho - Namorados alimentam seus parceiros com boas comidas.

Taekwoon entendeu o recado. Hakyeon estava o deixando se aproximar.

Sentaram numa mesa ali perto e fizerem o pedido. Era estranho, Taekwoon tinha ido lá pela boca livre e agora se via disposto a bancar um completo desconhecido. Irônico.

- Taekwoon, você gosta da fruta isso eu entendi, mas por que não está com seus amigos, ou usou um deles?

- Bom, eles são héteros e me zoariam até a alma por saber que não gosto de ficar no mesmo recinto que uma mulher.

- De fato, eu não vejo dificuldades nenhuma. Mas é fofo isso em você..

- Obrigado, eu acho...

A conversa fluía bem. Taekwoon se surpreendia cada vez mais por ver que Hakyeon o conseguia lhe arrancar sorrisos com facilidade. O moreno era muito comunicador e extrovertido. Mesmo sem Leo falar muito, o outro não parava a boca um minuto.

Quando aquilo teve que ter fim,  Taekwoon vestiu seu casado e ajudou Hakyeon a colocar o dele. Estava tirando uma foto quando o moreno se posicionou atrás e encarou a câmera. Olhou surpreso para ele e viu em poucos segundos - que pareciam anos - o moreno lhe deixar um beijo estalado na bochecha.

Ninguém entendia aquilo. Nem sabiam o que era. Mas era gostoso de se ver. Aqueles olhares envergonhados era indicou de algo novo.

- Obrigado pela noite Leo.

- Não tem de quê, afinal você é meu namorado.


Notas Finais


E então?
Ruim ou bom?
Tia conseguiu fazer algo útil.
Primeira vez que consegui fazer algo com +16 gzuz.
Comentem e me façam felizes..
Amo ler comentários!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...