História Ele É O Cara - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Maria Stark, Nick Fury, Pepper Potts, Personagens Originais, Peter Parker, Pietro Maximoff (Mercúrio), Steve Rogers, Wade Willson (Deadpool)
Tags Amor, Clietro, Drama, Omegaverse, Pietro Ômega, Spideypool, Steve Alfa Lúpus, Stony, Tony Ômega, Tragedia, Violencia
Visualizações 193
Palavras 1.304
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ola 👋
Vou tentar fazer uma segunda stony... Desculpem os erros horríveis meus amores 😘
Beijinhos.
Eu estava lento uma historia stony abo e me apaixonei de cara.
Então me empolguei e resolvi fazer uma.

Capítulo 1 - Prólogo_


LEMBRANÇAS DE ANTONY STARK

Bom, cá estou eu novamente na sala do meu pai para assistir mais uma de suas inúmeras e cansativas reuniões. Eu poderia estar abordo de um jatinho particular, curtindo uma viagem emocionante ao mesmo tempo em que exigia uma massagem nos pés da aeromoça particular. Sinceramente não sai como meu pai aguenta essas reuniões com homens feios, exigentes, chatos e sem senso de humor. O pior de tudo é estar aqui com cara de paisagem esperando alfas e betas entrarem por aquela porta.

__ Tony você sabe que está aqui por consequência da sua teimosia, passamos quase um ano discutindo sobre isso.

Eu amo o meu pai e admiro toda a fortuna que ele conseguiu juntar em pouco tempo e sendo tão novo, as indústrias Stark eram um restaurado prédio de cinqüenta anos que vivenciou séculos de decadência. Mas confesso que estou familiarizado com o lugar e minha mãe tem colocado aqui um pouco da sua delicadeza e charme nos detalhes.

__ Eu não estou dizendo absolutamente nada contra os seus planos em me trazer aqui.

Sou muito observador e gosto de parar alguns segundos e refletir sobre o que estou realmente vendo. Nesse momento estou percebendo as intenções do meu pai que por incrível que pareça, parecem ser bem verdadeiras. Estávamos a mais ou menos 6 meses em argumentação sobre o meu futuro, sorri com o pensamento de ser alguém independente um dia, ter meu próprio canto e não ser menosprezado e feito de escravo por nenhum alfa idiota.

__ Ainda tem esperanças de fugir de tudo isso Tony?

Ouço novamente a voz de meu pai e finalmente o encaro de volta.

__ O senhor sabe que o meu objetivo sempre foi fugir de tudo isso, então pai sugiro que encontre logo um sucessor.

Vejo o mais velho colocar as mais cruzadas embaixo do queixo e me olhar. Bagunço meus cabelos e sorri sem animo...

Tinha algo errado... Arrado comigo...

__ Está tudo bem Tony! Eu já lhe disse que entendo os seus desejos e sonhos, sei que não quer ser um empresário e não quer um alfa para lhe ajudar nisso mas eu queria que você se esforça-se para me entender também.

Olhei em seus olhos e fui incapaz de deixar minha expressão fria e decidida por muito tempo... Fiz um bico emburrado...poxa era meu pai ali me falando aquelas coisas, ele sempre me tratou como uma bonequinha de porcelana e não era só pelo fato de ser ômega.

__ Por favor papai eu ainda não estou pronto para ajudá-lo nesse ambiente. E eu não preciso de um alfa medido a gostosão.

Levantei da cadeira e fui até o mais velho, sentei em seu colo peguei sua mão e sorri contente.

Meu pai nunca realmente me obrigou a nada, seu objetivo nunca foi me forçar a ser o presidente da Stark nunca de fato quis me reprimir.

__ Ah Tony, já conversamos tanto sobre isso meu filho. Você tem uma fortuna nas mãos e tem que saber administrá-la, Tony sua mãe e eu não vamos estar aqui para sempre.

Papai agarrou-se a minha cintura e me deu um abraço amoroso e protetor.

Deixei um suspiro cansado escapar eu sabia da minha atual condição e entendia a preocupação dele. Mas no fundo eu queria ajudar meu pai de algum jeito eu só não sabia como...

__ Papai não fale besteiras por favor, eu vou ajudá-lo, só não sei como e nem quanto.

Deixei meu rosto cabisbaixo e minhas mãos escorregarem até o meu colo. Eu não queria ser um problema para o meu pai, ele lutou a vida toda para me dar tudo que tenho hoje, e não seria justo que eu não possa contribuir cuidando desse bem tão precioso pra ele.

Senti sua mão em meu rosto e o seu carinho gentil e meigo em meu cabelo. Ao contrário do que muitos imaginavam Louis Stark era o melhor pai do mundo.

__ Não diga isso Antony... Eu vou esperar o momento certo e então será a hora de me ajudar, não acha? Continue estudando e comprando brigas com alfas, juro que não sei como faz isso mas é engraçado. Faça o que te deixa feliz e então vai está me ajudando, e me fazendo feliz da mesma forma.

Eu iria protestar sobre o assunto das brigas, mas ele me abraçou forte e eu apenas retribui com carinho.

__ Valeu por entender pai. Prometo estar pronto no momento certo.

_Sim... Eu sei!

Lembranças office

XxxxxX

Eram nove e vinte da noite quando recebi a notícia que mudaria minha historia para sempre. Em uma reunião de emergência em Paris na França, o avião em que meus pais estavam sofreu una turbulência violenta e caiu no mar. Sai correndo pela casa que nem um louco a procura de uma fonte segura que pudesse me dizer se era verdade ou mais uma armação da imprensa contra o meu pai.

Quando cheguei na cozinha e liguei o meu computador mandando imediatamente inúmeras mensagem de vídeo para o secretário particular do meu pai, um ômega chamado Pietro.

Lagrimas inundaram meus olhos e eu não conseguia parar de chamar Pietro no Skaype e por mensagens. Meu coração estava começando a acreditar naquelas noticias e nos noticiários que estariam passando naquele horário.

"Morre empresário de grande referência no ramo tecnológico e sua esposa "

__ Pietro você falou o papai agora? Sabe se ele já desembarcou em solo francês?

A chamada de vídeo finalmente tinha sido atendida pelo loirinho descabelado do outro lado da tela. Pietro olhou seu celular e fez uma pausa dramática demais para a paciência de Tony.

__ Tony... O seu pai..

Eu tinha descoberto que Pietro tinha certa dificuldade para juntar as palavras quando estava muito nervoso ou irritado.

__ Fala de uma vez!

Ele não compreendia todo o meu desespero com aquelas noticias sem sentido.

__ Olha garoto fale direito comigo eu não...

__ Cala boca e me diz se essas merdas sobre o meu pai são verdadeiras ou não!

Ouvi um arfar surpreso do ômega, eu estava gritando em uma proporção jamais vista antes.

__ Louis está em Paris Tony... Ou deveria estar.

Revirei os olhos e fechei o computador com força, caminhei a passos pesados em direção a saída do apartamento, peguei meu casaco e as chaves do Mercedes do meu pai. Abri a porta decidido a ir atrás do meus pais, e se ninguém queria me ajudar, eu o encontraria sozinho.

Paris nem era tão grande assim...

Quando estava quase ponto o pé pra fora sinto uma mão pesada e grande empurrar meu ombro para trás.

__ Aonde pensa que vai Antony Stark? Seu pai não gastaria que saísse a essa hora.

Bufei irritado com a ideia de ter um idiota dificultando minha passagem. E passei a encarar o ser a minha frente e...

__ Vou justamente procurá-lo...e quem diabos e você?

O homem alto e loiro vestido de terno negro e com óculos escuros pareceu analisar o garoto. De fato Tony não era mais aquele bebê levado e risonho que teve o prazer de ter em seu colo.

__ Acho que você só precisa sentar e me ouvir.

Olhei aquele idiota confuso e extremamente irritado.

__ Sai da minha frente! E quem disse que eu quero conversar! 

Cruzei os braços e bati o pé no chão, OK eu poderia ser muito mimado quando queria.

Ele sorriu tirando os óculos escuros e deixando a mostra seus incríveis e intensos olhos azuis.Seus olhos azuis passaram a me encarar.

__ Louis esqueceu de me dizer o quando você é malcriado e mimado. Entre no apartamento, sente no sofá e espere que eu lhe conte tudo que está acontecendo.

Eu fiquei completamente abalado com aquele tom de voz intimidador e dominante. O desgraçado era um alfa lúpus.

__ Como v-oce ousa..

Ele voltou a me encarar e sorrir de um jeito simpático.

__ Prazer Tony! Sou Steve Rogers seu tutor temporário.

Senti minha cabeça rodar e meu corpo perder as forças. Por que eu teria um tutor se meus pais ainda estavam vivos... Sera que..? Não...

Continua....


Notas Finais


Em dois momentos o texto é narrado por mim.
Espero que gostem beijo 😘
Tony ômega *-*
Alguem gosta de Clietro? E de um Peter ômega?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...