História Ele não é um anjo como parece (imagine Seventeen) - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias AOA, ASTRO, EXO, IKON, Jay Park, Neo Culture Technology (NCT), Seventeen
Personagens Bobby, Boo Seungkwan, Eunwoo, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jay Park, Jeon Wonwoo, Jimin, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Taeyong, Wen Junhui "JUN", Xiumin, Xu Ming Hao "THE8"
Visualizações 450
Palavras 1.973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Fluffy, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Continuação do cap anterior!
Desculpa não ter postado ontem!
Só vamo!

Capítulo 43 - Seung, você é muito Bobo


Fanfic / Fanfiction Ele não é um anjo como parece (imagine Seventeen) - Capítulo 43 - Seung, você é muito Bobo

(...) 

Entramos e caminhamos calmamente até o centro do shopping. Jeonghan se apoia em um canto e pega o celular começando a mexer no mesmo, fazendo expressões fofas. 

S/n - Hannie, os meninos não vão vir? - pergunto olhando para os lados. Ele me pega pela cintura colando nossos corpos e acaricia meu cabelo, ainda mexendo no celular. 

Jeonghan - pequena, a gente resolveu se encontrar com 10 meninos no shopping de última hora, acho mesmo que eles iam chegar na hora? Espera que logo as pestes começam a brotar do chão. - diz fofinho ainda mexendo no celular. Abraço sua cintura me apoiando na curva de seu pescoço e o olho manhosa. 

Jeonghan - oque foi, Babygirl? - pergunta ainda mexendo no celular. Dou um tapa no seu braço e puxo sua orelha. 

S/n - Yoon Jeonghan, tu ta achando que eu sou suas nega pra me chamar assim!?! - digo revoltada. Ele ri surpreso. 

Jeonghan - ué, quer dizer que você sabe oque é Babygirl? Desculpa, pensei que você não sabia. - pergunta fazendo uma expressão maliciosa. Olho para o lado corada e constrangida. 

S/n -... Esses dias eu estava curiando o notebook do meu irmão mais velho, e sem querer descobri oque é isso... - digo constrangida fazendo bico. Ele ri e beija minha testa. 

Jeonghan - bom, pelo menos assim já sabe oque eu quero quando te chamar de Babygirl. - diz olhando para o nada fazendo uma expressão maliciosa. 

S/n - se me chamar assim de novo não me responsabilizo pela minha mão voando na sua cara! - digo apontando para a mesma. Ele beija minha mão e me abraça com força. 

Jeonghan - mochi, eu vou te esmagar! - diz mordendo meu rosto. 

S/n - H-Hannie! - grito me encolhendo em seus braços por estar me apertando muito. 

Seungcheol - to atrasado? - pergunta sorrindo simpático. Jeonghan revirar os olhos e para de me morder. 

Jeonghan - não podia ter demorado só mais um pouquinho? - pergunta manhoso esfregando seu rosto ao meu. 

Seungcheol - não. Eu estava com saudade da minha pequena. - diz sorrindo simpático. 

S/n -... Hannie, deixa eu cumprimenta-lo, por favor... - peço tímida. 

Jeonghan - se não parar de fugir de mim vou entrar em depressão duvidando se beijo bem. - diz fazendo bico. Ele me olha desconfiado e me solta. Abraço Seungcheol e beijo o canto de sua boca. 

Seungcheol - ok, qual é o plano de vocês? - pergunta me abraçando por trás. 

Jeonghan - sei de nada, a s/n que é a gênia que vai tentar dar um jeito na gente. - diz segurando minhas mãos. 

S/n - eu?? 

Jeonghan - Sim, você! Você que jogou na cara da gente que tamo fazendo errado! 

S/n -... E se eu fizer algo errado?... Não quero magoar ninguém, muito menos por uns contra os outros... - digo cabisbaixa. 

Seungcheol - monta um script doque vai fazer. - diz perto do meu ouvido com uma sua voz pesada. Ele ri quando nota que me fez arrepiar. Me sinto corar e ele beija minha bochecha. 

S/n -... Acho que já sei oque fazer... Mas não sei se consigo, eu sou tímida... - digo cabisbaixa. 

Jeonghan - é só não pensar muito, confiar nos instintos e fazer logo. É assim que eu fazia quando ia transar e não me sentia confiante o suficiente para dar conta. - diz simplista. 

Seungcheol - oque aconteceu com você para você ficar tão sincero assim? Está me assustando. - diz fazendo uma expressão engraçada. Jeonghan aponta para mim. 

Jeonghan - se eu não for sincero ela vai ficar chateada comigo. 

S/n - Vou mesmo, que bom que sabe. - digo fazendo bico. 

Seungcheol morde os lábios me olhando de um jeito que me faz corar e discretamente alisa minha perna, colando mais nossos corpos. Olho para Jeonghan constrangida tentando fingir que nada está acontecendo e mordo meu lábio inferior, tímida. 

Jeonghan - aff, que tédio... Vamos andar um pouco. - diz me puxando. Um pedaço da saia do meu vestido fica presa ao anel de Seungcheol e parte do meu vestido é rasgada. Rapidamente a seguro e me abaixo no chão desesperada. 

Jeonghan - oque foi, s/n?? - pergunta preocupado. Me sinto corar constrangida e escondo meu rosto em meus cabelos. 

S/n - o-o tecido do meu vestido é s-sensível... R-rasgou. - Seungcheol Olha a própria mão e vê parte do tecido do meu vestido preso ao seu anel. - s/n, d-desculpa. - diz Bobo não acreditando no que fez. Jeonghan olha o anel dele, entende oque aconteceu, e põe a mão sobre a boca rindo. 

Jeonghan - mas é burro! - diz rindo e batendo palmas. Seungcheol se abaixa ao meu lado e tira o cabelo de meu rosto. 

Seungcheol - s-s/n... Desculpa. - diz envergonhado, também vermelho. Ainda com a cabeça baixa pego seu braço e ponho sobre mim me encolhendo em seus braços. Ele entende que eu estava pedindo para ele me abraçar e assim faz enquanto Jeonghan continua rindo. 

S/n - Hannie, se continuar rindo de mim vou te bater! - grito constrangida totalmente vermelha. 

Jeonghan - ok, ok, desculpa, vem aqui. - diz ainda rindo. Ele me levanta e fica na frente tentando não deixar ninguém me ver, puxa a parte rasgada vendo se tinha como arrumar de alguma forma e faz uma expressão indecifrável. 

Jeonghan - gente, que calcinha sexy. - diz olhando pelo rasgo. Fico mais constrangida ainda e cubro tudo oque consigo abaixando minha cabeça.

Vernon - oie, gente... Oque ta rolando? - pergunta confuso. Jeonghan fica na minha frente tentando me esconder. Seungcheol fica ao meu lado dando um sorriso desesperado segurando a parte rasgada do meu vestido. 

Vernon - oque ta acontecendo? - pergunta curioso tentando ver entre os meninos. Assim que ele me vê cubro meu rosto me encolhendo no chão. 

Vernon - s/n? Oque está fazendo aqui?... Com eles. - pergunta mais confuso ainda. 

Jeonghan - Olha, quem inventou foi o Seungkwan, reclama no ouvido dele. - Vernon faz uma expressão triste e tenta disfarçar. Ele olha para mim tentando ver além de Jeonghan e Seungcheol. 

S/n - V-Vernon, para de olhar pra mim! - grito constrangida cobrindo o rosto. 

Jeonghan -... Seungcheol fez merda e rasgou o vestido dela. - explica simplista. Vernon faz uma expressão de descoberta.

Vernon - deixa eu ver se dou um jeito. - diz tentando entrar entre os meninos. Me agarro a Jeonghan fechando os olhos e Vernon acaba entrando entre eles. 

Vernon - que calcinha é essa, s/n?! - dou um olhar mortal para Seungcheol pondo a mão sobre minha calcinha. 

Seungcheol - Vernon, para de olhar! - diz o empurrando. Ele segura a parte rasgada e me pega no colo. 

S/n - o-oque está fazendo? - pergunto temerosa segurando a saia do meu vestido. 

Seungcheol - Vernon, me empresta sua blusa rapidinho. - Jeonghan arruma meu cabelo de forma que não atrapalhe a visão de Seungcheol. Vernon tira a blusa ficando apenas de camisa e Seungcheol me cobre com sua blusa. Anda rápido até o banheiro e invade o feminino. 

S/n - S-Seungcheol, você não pode ficar aqui. - ele me põe sentada na pia como se eu fosse uma boneca. Jeonghan e Vernon entram no banheiro. 

S/n - gente, vocês não entendem que esse é o banheiro feminino! - digo inconformada. 

Seungcheol/Jeonghan/Vernon - foda-se! 

Seungcheol - eu fiz merda agora vou ter que dar um jeito. - Jeonghan e Vernon riem. 

Jeonghan - quando ele fala assim costuma fazer mais merda ainda. - diz rindo. 

S/n -... Seungcheol! - digo manhosa com a voz trémula querendo chorar. Ele me olha preocupado fazendo uma expressão culpada e me abraça. 

Seungcheol - calma, pequena... - diz em um tom reconfortante. Vernon faz uma expressão confusa, ele não sabia que estávamos juntos, nem sei se ele sabia que eu tinha o perdoado. 

S/n - Seungcheol, eu não quero que as pessoas me olhem... - digo manhosa apertando as extremidades do meu vestido. Ele põe meu cabelo para trás e sela nossos lábios, pede passagem com a língua de uma forma carinhosa e eu cedo deixando que me beije. Vernon arregala os olhos e fica de boca. 

Vernon - pera, ela não tava com o Jeonghan?? - pergunta confuso. Eu e Seungcheol nos separamos e rossamos nossos narizes. 

Jeonghan - Sim. - diz de braços cruzados.

Vernon - eu não to entendendo mais nada. - diz fazendo uma expressão engraçada. 

S/n - depois eu vou explicar... - digo tímida. 

Jeonghan - ok, mas enquanto isso temos que resolver esse problema. - diz apontando para o rasgado. 

Jeonghan - vamos fazer assim; Seungcheol fica com você aqui, Vernon fica lá fora esperando os outros meninos, e eu vou comprar alguma roupa para substituir essa. - todos assentem e assim fazem. Vernon e Jeonghan saem e eu fico sozinha com Seungcheol. 

S/n -... Não vamos arrumar mais problemas por você ser menino e estar no banheiro feminino? - pergunto tímida. 

Seungcheol - prefere ir para o masculino? Posso te garantir que lá vai ser bem mais problemático que aqui. - diz pensativo. Ele me olha de canto de olho e fica entre minhas pernas, acaricia meu braço me olhando atento enquanto morde os lábios. 

S/n -... P-porque está tão sismado comigo hoje? - pergunto tímida mordendo o lábio inferior. Ele segura meu queixo e me dá um selinho, lambe os lábios me olhando com atenção a alisa minhas pernas. 

Seungcheol - não quer que eu sisme com você? Se quiser posso parar... - diz com sua linda voz grave, abaixando a cabeça. 

S/n - não, eu não disse isso. - digo levando suas mãos aos meus seios. Ele sorri e me apalpa. 

Seungcheol - Jeonghan vai te matar e vai me matar, por você estar deixando eu fazer mais malícias com você doque ele. - diz abaixando a cabeça. Dou um beijo em sua testa e arrumo seu cabelo. 

S/n - só estou fazendo isso porque vou deixar ele se vingar de mim... Não quero ser injusta com vocês. - digo fazendo bico. 

Seungcheol -... Você sabe como vai ser esse "se vingar", não é? Talvez ele não tenha piedade de você. - diz preocupado. Seguro suas mãos e as atravesso na minha cintura fazendo ele me abraçar. 

S/n - você não teve piedade de mim, e eu ainda estou andando normalmente. - ele ri mordendo os lábios. 

Seungcheol -... Aquilo foi diferente, eu estava bêbado, tonto e fraco... Você não andaria mais se eu te pegasse sem misericórdia. - diz fazendo uma expressão impura. Me puxa com força forçando nossas intimidades uma contra a outra e aperta minha coxas, me olhando com uma expressão safada. 

S/n - ok, ok, já notei que você consegue ser tarado quando quer, só não faz mais isso em público... - digo corada. 

Seungcheol -... Você finge se incomodar quando eu ou o Jeonghan  te fazemos essas coisas, não é?... Mas você adora. - sussurra no meu ouvido me arrepiando. Escondo meu rosto na curva do seu pescoço fazendo uma expressão constrangida. Ponho minha mão dentro de sua camisa e aliso seu abdomen. 

S/n -... Vocês sabem como me agradar... - sussurro no seu ouvido. Abre um sorriso pervertido e começa a acariciar meu corpo com segundas intenções. 

S/n - S-Seungcheol, já chega. - digo o empurrando para longe. Junto minhas pernas e me viro para o lado de forma que não consiga voltar a posição inicial. 

Seungcheol - oque fiz de errado? - pergunta confuso e preocupado. Deito meus braços em meus joelhos e minha cabeça em meus braços, o olhando manhosa. 

S/n -... Você não fez nada, é que sempre que eu fico sozinha com vocês por mais de cinco minutos, você sabe oque vocês acabam querendo fazer... - digo tímida. Ele ri e se apoia na pia.


Notas Finais


Então...
Seungcheol fez merda, mas pelo menos não foi uma merda tão grande, essa é fácil se resolver.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...