História Elemental - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Exibições 19
Palavras 1.721
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Hentai, Lemon, Magia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha elaaaaaaaaaaaaaa \0/
Vô despejar capítulos nas costas de vocês de primeira :3
Eu escrevi essa fic no caderno só pra ter uma ideia do que iria escrever quando fosse postar , então , eu já tenho uns capítulos prontos :3 vou postar o máximo que eu conseguir e é isso ai Brasil
Me amem :)
Se houver algum erro , relevem , escrever no celular é um perrengue :v
Boa Leitura e sejam felizes •3•

Capítulo 2 - Capítulo 2


Pela pequena janela que projetava a vista do horizonte , Dyeli observava as árvores sacudindo , os pássaros voando , as folhas dançando entre si , toda aquela leve imagem de mais uma de suas manhãs cheias de afazeres , e um desses era feito neste momento , póis enquanto contemplava aquela bela vista , amamentava seu filho de 4 meses que já começava a fechar os olhos de cansaço 

Depois de deixar o bebê adormecido em seu berço , sentou ao lado deste e o observou , era uma criança linda , seus cabelos platinados eram sedosos e reluzentes , sua pele pálida chegava a ser como um espelho , póis sempre que atingida pela luz do sol , ela brilhava como um vidro fino e cristalino , seus olhos que a pouco tempo se abriram , revelaram-se orbes de um azul claro como o mar , chegavam a ser hipnotizante somente por fitá-los. Era engraçado como era igual ao pai , ao contrário do que outras mães da vila lhe diziam sobre recém nascidos , Baekhyun era calmo , sorridente e radiante , era um pequeno milagre como as senhoras o chamavam , Dyeli não dava ao trabalho de tentar entender a natureza do filho , sabia que toda essa serenidade vinha dele , e com esse pensamento , ela abria um sorriso largo contagiante

- Meu pequeno milagre já dormiu novamente? - Dyeli virou-se para encara  o portador daquela voz , se deparando com Manit encostada na porta de braços cruzados , com um sorriso de canto nos lábios 

- Não sei como ele consegue ser tão sonolento - Dyeli reclamou o que fez a mais velha rir e caminhar encostando-se no berço encarando o pequeno ser que dormia alí

- Isso é normal , com o poder que ele tem , não me admira que esteja cansado o tempo todo - Dyeli encarou a amiga confusa com o que a mesma falára

- O que isso tem haver com o poder dele? - Questionou ajeitando-se na cadeira que estava sentada 

- Seu bebê é descendente da luz , um poder antigo e muito raro , é o mais poderoso dentre os Elementares e isso torna o desenvolvimento de Baek muito mais complexo - Começou - Por conta da carga imensa de poder que ele possui , seu corpo pequeno e não desenvolvido não suporta ficar consciente por muito tempo , pois sempre que ele esta consciente , automaticamente o poder também esta , e isso faz com que ele queira se manifestar , mas Baek ainda não esta pronto para isso , e a única forma que o corpo dele acha de se privar de uma sobrecarga é o deixando inconsciente - Dyeli escutava com atenção cada palavra ditada pela outra , sabia que essa informação seria crucial no futuro - Por isso é importante que o alimente no curto período de tempo que ele esta consciente , irá manté-lo assim até ele ter 10 anos 

- Porque especificamente 10 anos? - Perguntou com o cenho franzido

- Esta é a idade natural em que os poderes estão se desenvolvendo mais rápido e ele poderá treinar para controlá-lo - Explicou 

Dyeli encarou a mulher a sua frente e voltou seu olhar em seguida para a criança adormecida. Ela teria que deixar sua maior preciosidade seguir o caminho do poder? O mesmo caminho da raça dele? O mesmo caminho que Ele seguiu? E correr novamente o risco de perder a única pessoa que amava? Em meio a todos esses pensamentos , chegou a uma conclusão. Não iria entregar seu único filho nas mãos dos Elementares , não abriría mão de viver em paz com sua criança por causa de um erro que cometeu no passado , não se renderia ao destino!

- Manit , será que a uma maneira de manter isso escondido dele? - Dyeli encarou a outra com um olhar desolado , o que fez Manit a fitar com curiosidade

- Escondido? - Perguntou

- Sim , esconder o poder que ele tem , teria alguma forma? 

- Isso seria um pouco difícil já que o poder dele é um pouco instável , mas , espera , porque quer esconder dele? - Manit apoiou as mãos na cintura e tombou a cabeça como forma de indgnação 

- Não é óbvio? Eu não vou deixar meu filho se entregar para o poder , não vou abrir mão da pessoa mais preciosa pra mim , ele não terá o mesmo destino que Ele! - Seus olhos marejavam entregando que lembranças de Grieh a invadiam - Ele não pode ter o mesmo fim , não pode...ele...não... - As lágrimas começaram a rolar e foi imediatamente amparada por Manit que a abraçou calmamente

- Calma! Calma! Ele não terá o mesmo fim , como você gosta de chamar , você é mãe dele , irá protegê-lo não é? Não foi isso que prometeu a Ele? - Manit separou o abraço para encarar a amiga e enxugar suas lágrimas 

- Foi mas...Manit...não conseguiria suportar...não posso saber se...se o que acontecer é...- O pranto incessável era cada vez mais forte - Por favor , diga que não irá contar a ele! Prometa que dará um jeito de manter isso escondido! - Segurava firmemente a mão da outra que só a olhava com pesar 

- Tudo bem , darei um jeito , entendo que esta é sua forma de protegê-lo - Sorriu fraco contagiando a outra - Vamos , cuidar 24 horas desse serzinho deve ser cansativo , vou prepara o café da manhã para nós duas - Dyeli acariciou a mão da amiga para em seguida a abraçar

- Obrigada por cuidar tão bem de mim - Agradeceu arrancando um riso de Manit

- É o mínimo que posso fazer - Fechou os olhos por um instante - Devo muito a vocês - Dyeli sorriu com o comentário da outra e separou o abraço

- Agora , pão de cebola com suco de laranja? - Disse animadamente 

- Pode apostar - Manit sorriu e puxou a amiga para fora do quarto seguindo para a cozinha para um café da manhã especial , do jeito que só ela sabia fazer 

/*/*/*/*/*/*/*/*/*/

17 Anos Depois

/*/*/*/*/*/*/*/*/*/

- AH SEU MULEQUE EU TE PEGO!!! - Manit gritava correndo atrás de Baekhyun que só ria pulando as enormes pedras da beirada do rio como forma de escapar de sua madrinha

- Foi só uma brincadeira , calma *Dinda! - Riu

- BRINCADEIRA DE MAL GOSTO SUA CRIANÇA CRESCIDA - Esbravejava irritada 

- Nossa , achei ofensivo - Baekhyun brincou subindo de galho em galho em uma árvore na beirada do riacho - Mas é sério Dinda , me perdoa , foi só brincadeira , não quero morrer hoje - Brincou com um pouco de seriedade na voz 

- Você merecia uma surra sabia? - Reclamava subindo no mesmo galho do afilhado e sentando ao lado do mesmo - Já tem 17 anos Baekhyun , tem que agir com mais maturidade - Aconselhava

- A maturidade que a senhora e a mamãe falam é chata , ter que para de agir livremente , cuidar de estudos , de uma família , parece cansativo e muito...sabe? Não eu - Rio 

- Com certeza "não você" - Cutucou o tórax do mais novo arrancando risadas do outro - Mas não é como se você fosse deixar de ser livre , brincalhão , deixar de ser você como você diz , só terá outras coisas importantes na vida , ainda terá seus diverrimentos - Viu o menos sorrir 

- Sempre dando um jeito de me animar - Sorriu para a mais velha contagiando a mesma - Tudo bem , eu vou tentar ter mais maturidade se isso vai me fazer parar de levar sermão - Riu 

- Pode apostar que vai - Manit sorriu para o mais novo que a acompanhou - Ok! Vamos voltar pra casa , sua mãe deve estar me xingando de todos os nomes possíveis por te trazer aqui sem o consentimento dela - Agarrou o galho acima de si e se impulsionou para ficar de pé , estendendo a mão para o mais novo

- Vamos - Pegou na mão da mais velha ficando de pé 

Com apenas um comando , Manit teleportou os dois para casa em um piscar de olhos. Para Baekhyun , os poderes da mais velha eram incríveis e um tanto curiosos , tinha muitas dúvidas sobre eles , mas sempre que perguntava para a madrinha sobre os mesmos , ela somente dizia que ele um dia entenderia os mistérios de seu passados. Baekhyun não entendia muito essa tal resposta , mas quando se tratava de sua madrinha , até uma simples tarefa como regar as flores era um bicho de sete cabeças

Chegando em casa , a cena que os dois menos queriam ver. Dyeli arrancando os cabelos de preucupação e chamando pelos dois , chegava a ser hilário se não fosse de dar uns nervos 

- MEU DEUS! ONDE VOCÊS ESTAVAM?????? - A mais velha esbravejava indo correndo abraçar Baekhyun e lançar um olhar mortal para Manit - PORQUE LEVOU O MEU FILHO PRA LONGE SEM EU SABER? QUER ME MATAR DO CORAÇÃO? - Ditava irritada 

- Fala como se tivesse criado ele sozinha , ele é exclusivamente seu né? - Manit respondia ironicamente enquanto caminhava até o cercado para cuidar dos bovinos 

- Saiu de mim então é meu!! - Abraçou a cabeça de Baekhyun preensando-a contra seu peito - Pensei que tivesse acontecido algo - Acariciou o rosto do filho enquanto fazia cafuné  seus cabelos platinados 

- Só fomos pescar mãe! Não precisava desse alvoroço todo - Baekhyun se desprendeu do abraço da mais velha segurando suas mãos - Estou bem , Dinda estava comigo - Riu 

- Sua Dinda é muito inconceqüente , tome cuidado com ela - Apontava para Manit que alimentava as vacas e ria com a situação

- Pode deixar - Baekhyun riu - Estou morrendo de fome , o almoço esta pronto? - Encarou sua mãe que abriu um sorriso 

- Assado de pato com purê de batata - Ditou animada recebendo um beijo na bochecha do mais novo 

- Te amo Omma! - Abraçou a mais velha que riu 

Baekhyun tinha orgulho de ter sua família , sua casa e de ser humano 


Pelo menos era o que sua mãe dizia.


Notas Finais


Dinda= Forma carinhosa que eu chamo minha madrinha >•<
ENTÃO...
Gostaram? Eu sei que sim >u>
Brincadeira :3
Basicamente escrevi esse cap no celular , deitada , e tive que parar várias vezes por causa de pulso doendo e braço dormente :') Jesus , escrever é difícil
Mas vale a pena acima de tudo :3
Amo vcs , bju
~XOXO~ *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...