História Elementary - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Colegial, Comedia, One Direction, Personagem Original, Romance, Zayn, Zayn Malik
Exibições 78
Palavras 2.954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Bradford


Fanfic / Fanfiction Elementary - Capítulo 4 - Bradford

BRADFORD


Wasted every night (perdemos toda noite)
Gone for every song (apagados por toda música)
Faded every night (desaparecendo toda noite)
Dancing all night long (dançando pela noite afora)

Drunk - Zayn 

- Espera, volta a fita – Harry pediu deixando sua fatia de pizza de lado momentaneamente – Eu acho que você disse: “Fugi do último horário com Helena Rose Clarke e fomos ao Queen’s House juntos”.

- O que mais te assusta na frase, Hazza? O fato dele ter matado uma aula ou o fato dele ter ficado uma tarde toda com Helena Rose Clarke? – Louis perguntou olhando para Zayn com uma cara debochada.

- O que mais me assusta é que esse viado – Liam apontou para o Zayn – ficar postando foto no insta, snap e no facebook dizendo que estava na Queen’s House.

Louis gargalhou e Harry rapidamente tirou o celular do bolso e abriu os aplicativos para ver se o que Payne havia dito era verdade. Não demorou muito para achar a publicação no facebook; com alguns dígitos, e havia comentado a foto do amigo.

- “ótimo dia no Greenwich’s park” com uma carinha feliz – Louis afinou a voz e olhou para Malik que realmente não estava se importando com o rumo da conversa – Você virou gay? Percebeu que Helena não era tipo a musa dos seus sonhos e se assumiu?

- Não é como se eu fosse você ou o Harry, não é? – Zayn sorriu debochado, mas depois suspirou – Ela é incrível. E ela disse que gosta das minhas tatuagens.

Louis olhou de Zayn para Harry e Liam, no outro sofá, e colocou as duas mãos no rosto. Todavia, seus outros amigos não aguentaram. Começaram a gargalhar em voz alta, contaminando o clima fazendo todos começarem a rir também.

- Eu ‘tô feliz por você ter conseguido passar um tempo com ela – Louis deu um tapinha nas costas de Zayn – Pelo menos não vai ter mais aqueles choramingos “e se ela não quiser falar comigo?”.

- “E se ela disser que não me conhece?” – Liam completa também imitando a voz do amigo.

- “E se ela voltar com o McDaniel...” – Harry levanta de supetão – Porra! Eu convidei os gêmeos.

Zayn rapidamente fixou seus olhos em Harry – Você o que?

- Na verdade eu convidei a Chloe mas 'cês sabem que não há qualquer possibilidade da Chloe vir sem o gêmeo do mal não vier também. Só que eu pensei: ela é amigona da Clarke, se a Chloe vier... Clarke virá também.

Liam revirou os olhos. Olhou para o seu relógio que marcava um pouco mais que sete horas da noite. Conferiu rapidamente se Sophia tinha mandando mensagem para ele, o que não era o caso.

- Enfim, vamos acertar essas coisas logo, antes que as visitas cheguem – Liam se levantou – Louis e Harry, comidas e bebidas. Eu e Zayn vamos arrumar a caixa de som e trancar o quarto das gêmeas.

Nenhum dos meninos discutiram, Liam sempre foi o chefe do grupo quando o assunto era qualquer tipo de organização dentre eles. Quando Louis e Harry estavam fora da vista dos dois, Liam olhou para o amigo com os braços cruzados.

- Certo, desembucha – Liam sussurrou.

Zayn o olhou sem entender – O que?

- Você e Clarke. Hoje de manhã era ‘ela não é pra mim’ e agora é ‘ela é incrível’. O que houve no Queen’s House? – Liam falava tão rápido e tão baixo que Zayn mal escutava.

- Não aconteceu nada, eu acho. Entramos no carro. Tivemos uma conversa sobre corrupção – Liam fez uma cara estranha e Zayn deu os ombros – não me pergunte, não entendi direito também. Chegamos no Greenwich’s Park, estacionamos e fomos andando até o Queen’s House. De mãos dadas.

- O que? – Liam abriu a boca num perfeito ‘o’ – Você e Clarke de mãos dadas?

- Enfim, ela não me deixou pagar o ingresso dela que estava sendo arrecadado para uma Organização não fundamental para o Haiti... ok entendi que você não está interessado na ONG; então fomos ver a exposição do Queen’s House.

- E desde quando você gosta de exposições artísticas? Você nunca entrou num museu! – Liam fez uma cara óbvia.

- Eu já fui em muitos museus, ok? Você sabe que não é meu tipo de arte. E não foi ruim, eu gostei de ver o lado clássico, vamos dizer assim. Mas resumindo tudo, quando chegamos no final da exposição ela me mostrou isso.

Zayn tateou os bolsos atrás de seu celular e abriu o seu instagram para a última foto postada. Ele havia postado minutos depois que Helena havia sumido em seu campo de visão e minutos antes de Liam chegar. Logo depois que Helena se foi, Zayn mandou uma rápida mensagem ao amigo pedindo para que ele viesse amigavelmente busca-lo no Queen’s House. É claro que Liam havia ficado sem palavras quando um Zayn sorridente e falatório sentou-se no banco e começou a falar sobre arte, ONGs e coisas desse tipo.

- Ela te mostrou uma parede pinchada?

- Esquece, você não entenderia – Zayn bloqueou o celular, mas foi surpreendido por três toques conhecidos por ambos os amigos. Nova mensagem no whatsapp. E sua mão suou frio quando abriu a mensagem e viu que era Helena Rose Clarke. Ela havia mandando mensagem para ele. Como havia prometido.

Havia três mensagens e uma delas era uma foto.

“Já deu falta de uma coisa?”

“anexo”

“Eu acho que vou ter que ficar com ela pra mim...”

A foto no caso era da mochila de Zayn no banco do carro dela. Zayn respirou fundo. Com apenas poucas palavras e uma foto (a foto da mochila dele no carro dela) ela havia o desarmado todo e tudo que passaram nas últimas horas vieram como se fosse um filme na cabeça de Zayn.

- Essa é sua bolsa no carro de Helena Rose Clarke? – Liam roubou o celular da mão do Zayn, desacreditado – Você teve a capacidade mental de esquecer sua mochila no carro dela e nem dar falta? Por Deus, Malik!

- Me devolve isso aqui, desgraça! – Zayn retirou seu celular da mão de Liam, quase derrubando o aparelho no chão. Começou a digitar rapidamente mas parou ao pensar em que responder a ela – O que eu vou responder?

- Você ‘tá de brincadeira, né? – Liam estava com uma cara engraçada – Você responde: quando você pode me devolver? Aí eu aproveito e te peço em casamento e teremos vários Clarke-Malik correndo pelas ruas de Londres em pouco tempo.

Zayn grunhiu em resposta.

- Você é um péssimo amigo, Payno.

- Ás ordens, Malik. Já que você vai ficar namorando por celular, vou arrumar a mesa...

- Não, pode deixar, eu mexo – Zayn diz, nem olhando para Liam, apenas olhando o “online” de Helena no Whats. Respirou e começou a digitar.

“Oi”

“Eu realmente nem lembrava dessa bolsa”

“Quando eu posso pegar com você?”

E com um pensamento de dever comprido, Zayn bloqueou a tela do celular e foi para perto da mesa de Sinuca, onde estava improvisada uns aparelhos de som e amplificadores. Os cabos estavam dando ressonância, mas Zayn arrumou rapidamente. Pouco mais de vinte minutos depois, Niall chegou carregando três caixas de pizza que cheiravam muito bem e algumas bebidas ilícitas demais para o gosto de muitos pais protetores por ai.

Depois das nove que a casa dos Tomlinson começou a ficar cheia. O time de Lacross estava em massa com suas respectivas namoradas e Sophia havia convidado uma galera do time de vôlei. As pessoas estavam espalhadas pela casa, bebendo, rindo e conversando. Depois de colocar uma música remixada do Chris Brown, Zayn foi atrás de algo para beber. A cozinha estava tomada por Niall, que estava sentado na mesa beliscando uma pizza e Chloe McDaniel que estava preparando um drink.

- Chloe, oi – Zayn chegou próximo da morena, assustando-a – A Helena não veio com você?

Chloe fraziu a testa – Eu não tenho notícias da Hels desde a Educação Física. Porque? Aconteceu alguma coisa com ela?

- Ah, não... Eu pensei que, bom eu pensei que como vocês são amigas, ela viria com você – Zayn suspirou, decepcionado – Me desculpe pelo incomodo.

- Relaxe, Zayn. Hoje é sexta. Helena provavelmente está na casa dos Young agora. Ela geralmente fica de babá até as dez para o Mr. e Mrs.Young.

Zayn se surpreendeu que o compromisso que Helena tinha feito as 19h era cuidar de crianças.

- Bem, obrigado de qualquer forma, Chloe – Zayn se afastou e foi para perto de um Niall muito atento na conversa de ambos. Chloe virou-se e saiu com dois copos vermelhos em direção a mesa de jogos, deixando os dois amigos sozinhos.

- Porque você está perguntando de Clarke para a melhor amiga dela? – Niall levantou sua sobrancelha loira para Malik. Zayn olhou para os lados procurando qualquer manifestação de que alguém estaria ouvindo e se inclinou para Niall.

- Você sabe que eu meio que levei a Helena para a enfermaria, certo?

- Helena? Meio que levou? – Niall perguntou com a voz normal, não com a voz baixa como Zayn. O moreno colocou o dedo indicador nos lábios em sinal de silêncio.

- Fala baixo, cara! – Zayn continuou – Então, começamos a conversar e antes de chegarmos a enfermaria, Helena me perguntou se queria fugir da escola.

- Fugir da escola? Mas que porra, Zayn? – Niall claramente falara muito mais alto que o normal, fazendo uma veia do pescoço de Zayn dilatar de nervoso.

- Dá para você parar de falar alto, porra? Obrigado. Voltando onde você me parou, ela pegou uma solicitação com a Miss Pober, sim Niall, ela conseguiu uma e saímos da St. Paul sem maiores problemas.

- Você simplesmente saiu de carro com Helena Rose Clarke a tarde toda e não teve a audácia de me contar?

- Você está parecendo uma mulherzinha me acusando desse jeito – Zayn revirou os olhos – Eu estava com a garota que eu sou apaixonado desde a quinta serie pela primeira vez na vida mais do que 50 minutos de aula! Eu não tive tempo nem de respirar.

- Ok, desculpe man – Niall solta um muxoxo – E para onde vocês foram?

- Fomos até Greenwich’s Park, em uma exposição do Queen’s House – Zayn disse já esperando o olhar questionador do amigo.

- Zayn Jawaad Malik foi numa exposição de arte clássica com Helena Rose Clarke numa sexta após cabular uma aula de Educação Física?

- Bem, você resumiu tudo o que eu falei nos últimos minutos – Zayn responde fazendo um movimento positivo com a cabeça;

- ‘Cê ‘tá de brincadeira, né Malik? – Niall bateu na nuca do amigo se animando de repente – Isso é muito irado!

- Você acha? – Zayn pisca, impressionado pela atitude do amigo – Nenhum dos meninos ficou animado com isso.

- Zayn, cada um de nós temos maneiras diferentes de expressar nossa felicidade pela sua felicidade – Niall filosofou e depois riu – Ok, isso foi um tanto gay. Mas pensa, Zayn, aposto que Liam quis saber de mais detalhes e Louis provavelmente disse que está feliz por você. Não é porque eu sou uma pessoa exagerada e comemoro até um 6 numa prova de química e tenho uma reação muito acima do normal que os meninos não estão com a mesma reação dentro de si. Meu Deus, você ‘tá me entendendo? Acho que estou falando demais.

Zayn olhou para o amigo aliviado. Niall estava certo.

- Obrigado, Horan. Vem, vamos procurar os meninos.

- Ah, não sei não. Cozinha. Eu e você. Pizza – Niall apontou para o restante das pizzas que ainda estavam em cima da mesa. No vocabulário jovem normal, festas são feitas para beber, dançar, conversar e divertir. No vocabulário de Niall festas eram para se comer, conversar e se divertir. Beber também, mas comer principalmente.

- Aposto que quando você vier na cozinha de novo elas vão estar no mesmo lugar e intocáveis – Zayn propõe e Niall levanta da cadeira com um olhar cético.

- Você é um péssimo guardião de pizzas, Malik. É por isso que eu fico na cozinha e você fica como DJ.

Zayn riu e saiu da cozinha entrando no corredor que dava acesso ao salão de jogos, onde provavelmente metade das pessoas que estavam na casa se encontravam. Louis morava em um dos melhores bairros naqueles arredores e não era surpresa alguma algum dos meninos verem algum utensilio doméstico fora dos padrões dos outros quatro amigos.

A sinuca estava movimentada. Estava tendo um jogo de duplas onde a primeira dupla era Liam e Louis contra ninguém menos que Colin McDaniel e Thomas Zummach. Thomas era um garoto que tinha muita passa muscular e deporia ser facilmente um jogador de Rubgy, só que o mais incrível de tudo é que ele tinha muito talento para música. Os vídeos dele cantando com Jessica Palmer, uma das secundaristas, era impressionante.

Na mesa, o jogo era de par ou ímpar. Quando Colin caçapou a bola número 8 automaticamente seus olhos contaram quantas bolas pares e impares sobraram. Xingou baixinho quando percebeu que a dupla par estava ganhando dos seus amigos, os impares.

Seu celular vibrou em seu bolso e ele tateou ainda olhando o jogo e não vendo quem estava ligando para ele.

- Alô?

- Você ainda está na casa do Louis?

A voz de Helena soou pelo seu ouvido e Zayn prendeu a respiração. Ela estava ligando para ele! Tirou o celular da orelha e quando seus olhos fixaram no nome ele mal havia acreditado.

“Helena Rose Clarke

             00:43”

- Zayn? Está me ouvindo?

- Oi, Helena! Estou aqui no Louis sim, hum, porque?

- Eu estou aqui fora – a voz eletrônica dela fala – E bem, eu estou com um pouco de vergonha de entrar e...

- Estou indo aí agora – Zayn responde rápido, já não dando importância para o jogo de sinuca de seus amigos e virando-se de volta para o corredor – Te encontro em poucos segundos.

Ele desligou o celular esperando que Helena não o achasse mal-educado por desligar sem avisar primeiro. Passou pela sala onde algumas pessoas estavam jogando Just Dance e rumou até a porta principal da casa. Helena Rose Clarke estava do outro lado na rua, em cima de seu capô com seus cabelos azuis presos e olhando distraidamente para a rua.

Ele tentou não ser ansioso, mas era Helena Clarke na frente dele. Ligando para ele. Mandando mensagem para ele e chamando-o para fugir com ela. Ele andou tão rápido que se surpreendeu por estar perto de Helena poucos segundos depois de abrir a porta.

- Ei.

A voz dele soou rouca e não foi proposital. Ele estava nervoso. Ela o olhou e abriu um sorriso que mostrava os dentes e deslizou para o lado do capô do seu Toyota e deu dois tapinhas.

- Ei. Senta aqui.

Ele tentou ser o mais ágil possível (e cuidadoso também) ao sentar o capô do carro de Helena – ele sabia que não era cuidadoso assim com o carro do Liam, por exemplo. Aos mãos dele foram automaticamente para trás, apenas impulsionando seu corpo para frente.

- Eu tenho uma pergunta para te fazer – Ele fala assim que se acomoda do jeito que pode perto dela.

- Valendo no nosso jogo? – Ela arqueia sua perfeita sobrancelha para ele. Os detalhes do rosto de Helena, de perto, eram muito mais bonitos que de longe, Zayn tinha que concordar.

- Chloe disse que você estava na casa dos Young... Você não me disse que era babá – Ele não pergunta e nem afirma.

- Você nunca me perguntou – ela sorriu travessa – Eu não sou babá. Os Youngs são meus vizinhos. Eles têm dois filhos adoráveis, o Yuri e a Jim. Quando eles precisam sair eu geralmente fico com eles.

- E como eles são?

- Bem, o Yuri é um garoto bem hiperativo, mas com quase quatro anos, quem não é? Ele gosta de heróis e futebol. É um ótimo garoto.

- E a Jim?

Os olhos de Helena brilharam.

- Jim é uma princesa. Sem tirar, nem por. Ela é muito meiga, amorosa. Acho que é a criança mais amável que eu já conheci.

- Eu era muito amável quando era criança – Ele sorriu o que fez ela rir e balançar a cabeça.

- Eu lembro de você, quando éramos pequenos. Você era o mais criativo para tudo. Para a peças do dia das mães ou o musical de primavera – Ela se encolhe prendendo os joelhos com as mãos e tombando a cabeça para olhar para o moreno – Eu sempre quis conversar com você, mas você sempre estava com Payne e com o Horan. Como os três mosqueteiros.

- Era só você ter ido falar... Eu teria conversado com você – Ele disse baixo.

- Bom, estamos aqui, não estamos? – Ela sorriu e ele sorriu de volta – Bem, minha vez.

- Por favor – ele pediu.

- O maior time da Inglaterra de futebol – Ela perguntou com uma cara muito séria.

- Manchester City – Ele zombou – Ei, calma! Relaxe, estou brincando! Eu não torço para nenhum time, apenas gosto do futebol bonito de ser visto.

- Mas você jogou no time ano passado – Ela o contradiz, curiosa.

-  Gosto de jogar também. Quando você é amigo do Niall não tem como ficar parado. Ele te bota até para jogar críquete se pudesse – Zayn riu imaginando Niall jogando – Enfim, mas o máximo que eu torço seria para o Bradford.

- Um time da segunda divisão? – Ela pergunta confusa.

- Bem, nem todos temos o amor pelo grande United, não é mesmo? – Ele sorri sem mostrar os dentes e ele vê que ela ainda está curiosa com o assunto – Pode perguntar, não vou incluir nas perguntas especiais.

- Porque o Bradford?

- Porque eu nasci em Bradford.

.                          .                     .                              .                             .                         . 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...