História Elementos da Morte - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Elementos, Mortes, Sangue, Suspense
Visualizações 4
Palavras 804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


TRETA ♡

Capítulo 20 - Siga o Mestre (Terceira T.)


              ~Visão do Kim~

Estava sentado num lugar escuro, eu lembro de ter dormido depois do acampamento.
Ele apareceu.

-Sentiu saldade de mim? - Disse ele.
-Sinceramente não, poderia sumir de novo? -
-Eu sei que sente tanto quantos os velhos tempos. -
-Eu não sou mais aquele ingênuo que você controlava, graças a garota de branco. -
-Você é mais esperto que isso garoto, você mesmo dizia que adorava a sensação de matar. -
-Os tempos mudam Elemento do Veneno. -
-Não precisa dessas formalidades Keito. -

Eu começei a o ignorar enquanto ele ria, tive uma péssimo sensação e acordei assustado pra realidade, realmente todos estavam dormindo menos... Cadê a Angélica?

Olhei pra cima e vi uma fumaça um pouco distante, corri até lá e tinha uma chama em volta da Angélica, ela estava encolhida e tremendo.
Olhei fixamente nas chamas e vi uma raposa gigante.

-Não vai salvar sua amiga? -Disse o fantasma do Elemento.
-Fica na sua, ou isso tem haver com você!? -
-Pra que o desespero, eu não fiz nada. -
-Eu juro que se tiver seu dedo nisso... -

Tentei entrar nas chamas mas nem consegui chegar perto, tentei me acalmar e pensar em algo.
A chama abaixou e ficou uma aura em volta de Angélica, eu tentei toca la mas estava muito quente.

-Angélica! - Ela não respondeu, ela ta inconsiente?

Ela se levantou devagar e assustador, como um cadáver resusitando, fui pra trás e tropecei em algo, era o corpo de um homem morto, na frete dele tinha um pergaminho, eu conheço essas escritas?
Parece um pergaminho de posseção ou selamento, então aquela raposa era algum tipo de espirito ou demônio?

Angélica se levantou mas estava com a cabeça baixa, a aura em sua volta formavam orelhas e uma ENORME cauda, e seu cabelo tinha triplicado de tamanho.
(Referência proposital)
A aura transmitia intimidação, ela levantou a cabeça e seus olhos estavam totalmente brancos com uma expressão morta.

-Finalmente um corpo forte que não exploda. - Disse uma voz telepatica, provavelmente da coisa dentro da Angélica.
-Que poha é tu? -
-Ow, Keito, a quanto tempo, achou a garota de branco? -
-Como sabe meu...? -
-Não lembra de mim? Talvez isso te ajuda. -

O olho esquerdo se arregalou e apareceu uma pupila em formato de X.

~FlahsBlack~

(Só queria avisar que ele tem uns 5 a 6 anos ok? Ok ♡)

Todo dia tenho que sair para colher comida, as vezes ir nos reinos e roubar dos mercados, meu pai só fica dormindo e comendo minha mãe enquanto ela é uma prostituta e só dormi....
Eu não me importo mesmo...

Volto pra casa com as frutas que peguei, eram poucas, acho que não vou comer essa noite... de novo...
-Filho? - Pergunta a mãe preocupada.
-O que? -
-N...Nada... -
(Pai) -Não fale nesse tom de voz com sua mãe! -

Meu pai me levantou pelo pescoço e começou a me enforcar, ele sempre faz isso, acho que não preciso reagir.
Quando estava perdendo a consciência ele para e me joga no chão.

(Pai) -Vai fazer a comida, to morrendo de fome. -

Ele foi pro quarto com minha mãe, pelo menos não podem ter mais filhos, não gostaria de matar outro...
Recuperei o folego e levantei, fiz dois pratos de sopa com as frutas, pra deixar mais bonitinho coloquei uma flor no centro de cada sopa mas ela ficou rocha e meio mucha, deve ter absorvido a sopa.

Deixei a sopa na frente do quarto deles e fui para fora de casa, tinha muitas árvores, por que não moramos em algum reino?
Perto dali tinha flores, não tinha antes, fui até elas e tentei pegar uma mas ficou roxa e muchou, ela estava... morta?
Como a da sopa... Ah não.

Corri até em casa. -Mãe, pai, não comam... a sopa... - Ambos estavam desmaiados, tentei reanima -los mas já estavam mortos, como eu fiz isso...?

-Não era isso que queria? - Disse uma voz misteriosa, um homem sujo de sangue, com orelhas e rabo entrou pela porta, o que mais me chamou atenção nele foi o X no olho esquerdo.
-Um demônio? - Falei assustado.
-Tem certeza que eu sou o demônio? -
-Mas um humano com orelhas... -
-Esse corpo não aguentara muito tempo, seus poros já estão estourando por causa da energia. -
-Eu não me importo com você, o que eu faço agora? -
-Escute a voz na sua cabeça, pode chama - lo de Elemento do Veneno. -

Ele foi embora...

-Confuso garotinho? - Disse a voz na minha cabeça.
-Essas coisas só acontecem comigo...? -
-Sim, você é solitária, ninguém sofre como você, por isso eu irei te guiar para o caminho certo. -
-Como? -
-Apenas faça o que eu mandar. -

~ Fim do FlahsBlack ~


Notas Finais


A demora se chama Preguissa UuU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...