História Elit Way Coled - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna, Victorious, Violetta
Personagens Ámbar Benson, André Harris, Angeles "Angie" Saramego, Beck Oliver, Camila "Cami" Torres, Cat Valentine, Delfina, Francesca Cauviglia, Jade West, Jazmin, León Vargas, Ludmila Ferro, Luna Valente, Matteo, Maxi Pontes, Nina, Personagens Originais, Simón, Tori Vega, Violetta Castillo
Tags Soy Luna, Victorios, Violetta
Exibições 14
Palavras 621
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Sonho


Fanfic / Fanfiction Elit Way Coled - Capítulo 4 - Sonho

                     Luna

Vou andando destraída com o Simón até a sala de aula

-a quela ali não é a Nina-Simón diz apontando 

Olho em direção e vejo uma menina tímida que parece tá perdida no meio de todos, agente corre até ela

-Nina-Ela se assusta e quando percebe que está agente ela nos abraça 

-Ai, eu já estava perdida esse lugar e muinto grande-ela diz rindo 

-e verdade ele é grande mesmo-percebo que ela tá com um papel na mão-o que é que tem nesse papel Nina ?-

-e o número da minha sala, mais não sei aonde fica-ela faz uma cara de confusa 

-deixa eu ver-pego o papel da mão dela e nele tá o mesmo número da minha sala, mais não dá tempo de falar pra ela por que o sinal já tocou-Vem Nina eu sei a onde é sua sala-puxo ela até a sala que fica aqui do lado 

               Matteo 

Eu estou jogado na cama do meu quarto intediado sem nada pra fazer, minhas aulas são só a tarde então tenho toda a manhã livre, logo uma idéia invade minha cabeça então pego meus patins que estão em baixo da cama e os causo, quando estou com eles meus pés criam asas e todos os meus sonhos se tornam realidade, patino por todos os corredores do Elit, danço me sinto livre, passo por um corredor estreito e escuro, mais quando chego no final dele tenho uma surpresa, encontro uma pista de patinação bem elegante, ela é tão linda um sorriso enorme de alegria em vadio o meu rosto mau pude esperar e logo entrei nela, e como se eu voa se por toda a pista fecho meus olhos por alguns segundos só pra sentir cada segundo, cada vento que batia no meu rosto.

                Violetta

Eu estava andando pelos corredores perdida nos meus pensamentos, pensando como estaria o papai ou a Angie quando sintô uma mão tocar o meu onbro 

-Violetta-uma voz diz rapido, me viro assustada e dou de cara com a Ludmila-eu acabei de ver o León e ele tava saindo do quarto de uma garota-ela balançava a cabeça enquanto me olhava seria

-Que?- estreito os olhos comfusa

-Violetta, eu estava apenas ajudando com as malas- León diz vindo correndo

-Você não muda nunca não é Ludmila-assim que león para do nosso lado eu o abraço e o beijo,quando escuto uma voz linda cantando 

-Estou aqui, mais uma vez ,me sentindo perdida mais isso não é novidade-

-Quem está canatando?-franzo a teSta

Corro em direção a essa voz e todos vem atrás de mim, chego em frente a uma janela de vidro olho através dela e vejo uma sala de música, um grupo de pessoas cantam no palco a garota que faz a voz principal canta com a alma a voz dela e maravilhosa, sinto a vibração da felicidade dela, como não encontrei essa sala antes ?  todo o meu mundo está aqui.

Assim que aquele grupo sai da sala, paro a garota que fez a a voz principal 

-Você canta muinto bem-me aproximo dela-qual o seu nome ?

-Tori-ela sorri-e essa é a Jade, Beck,  Trina e Andre-ela apontava de um a um-Desculpa temos que ir, temos aula agora-eles viram as costas e vão 

Fico enprecionada com o talento delestou

 [...]

Não sei como explicar mais o corredor da escola tava cheio de neblina, escuto uma risada maligna por todos os lados, me sinto tão só tão assustada  as luzes do corredor piscam, eu dava passos para trás com a boca entre aberta 

-Vamos Violetta, me mostre todo o seu poder escondido-uma voz agressiva de uma mulher faz eco por todos os lados 

O que mais me assustava era que eu olhava de um lado e outro mais não vejo ninguém

Acordo e me sento na cama com a respiração ofegante.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...