História Eloísa e Laura brigam por Tommy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adam Lambert
Exibições 0
Palavras 674
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo 1


 Eloísa e Laura eram amigas e moravam juntas numa pensão mas as coisas não estavam indo bem entre as duas, pois ambas amavam Tommy e Laura descobriu as tramóias de Eloísa.
 - Quero que tú desgrude do Tommy. Disse Eloísa.
 - Tommy me ama. Respondeu Laura. Não vou abdicar dele porque uma menina mal criada diz o que tenho que fazer.
 - Vamos ver quem o ganha... Disse ela virando as costas.
 Eloísa era uma fã de Tommy. Seguia o para todo lado, escondia se na rua atrás dele só para vigiá - lo. Uma vez a encontrei mexendo nas 
coisas dele:
 - Menina, o que faz com isso?
 - Meta - se na sua vida.
 - Largue já isso. Não é seu.
 Sentia um ciúmes enorme quando ela mexia nas coisas dele. Apesar de ser minha companheira de quarto, sentia que ela me espionava 
também. Uma vez a peguei mexendo no meu celular e ver minhas mensagens com Tommy. Elas falavam da nossa última noite de amor.
 - Vejo que anda se divertindo com Tommy.
 - Isso não é da tua conta.
 - Claro que é, desde que começamos a namorar ontem.
 - Está falando de quê?
 - De ontem... quando saiu do lado dele, eu entrei logo na vida dele e ele me ama, sabia?
 - Só pode estar louca.
 - Louca de amor. 
 Estava ficando farta disso e resolvi ter uma conversa com Tommy.
 - Tommy, essa menina não o larga. Ela não presta.
 - O que quer que eu faça? Sou irresistível. Disse ele a brincar.
 - Estou falando sério. Ela disse que vocês namoravam e a peguei mexendo no meu celular e outro dia na minha roupa.
 - Esquece - responde - Nunca a ví na minha vida e isto é tudo mentira. Está com ciúmes?
 - Não é normal eu ter ciúmes de tí?
 - Sim. É mas não deveria.
 - Eu te amo e estou aqui contigo neste momento e é o que importa.
 - Não vê que ela está querendo envenenar nosso namoro para nos separarmos?
 - Mas ela é falsa e uma cobra. Não pode me ver feliz que já quer tirar minha felicidade. Ela é louca e uma dissimulada.
 - Me divirto com as briguinhas entre vocês. 
 - O que você está querendo dizer agora? Acha divertido mas não é. Você sabe que sempre fui apaixonada por você e não vou deixar que  aquela uma venha querer atrapalhar para ter o caminho livre para ela. Mas não vou mesmo.
 - Esquece ela e vamos pensar só em nós dois.
 - Não, Tommy. Não estou com cabeça para isso agora. Saí da casa de Tommy e voltei para a minha pensão.
 - Você foi se encontrar com ele? Não devia. Eu o amo e ficarei com ele. Disse Eloísa.
 - Garota, se enxerga. Você acha que ele ainda vai ficar com você depois de tudo que fez? Bisbilhotar minhas coisas e meu celular e, pior,
mexer nas coisas dele escondido. Deixa ele saber que andou mexendo na mochila dele e furtando algo.
 - Eu não furtei nada. Mentirosa.
 - Ah não. Então o que é essa correntinha presa no seu pescoço? Não adianta tentar esconder porque eu já ví e conheço muito bem ela, pois fui eu que dei de presente.
 - Sim. Agora é minha. Uma forma de lembrar dele para sempre e do beijo que ele me deu. Nossa... E que beijo!
 - Sua piranha! 
 - Não consegue nem segurar mais o seu homem. Perdedora. Disse Eloísa.
 - O que disse? Vamos ver quem é a perdedora. E começaram a brigar feio.
 - É comigo que ele se deita. Disse Laura.
 - Mas ele finge porque me ama, senão não teríamos nos beijados.
 - Sua desqualificada. Sai daqui agora se não quiser apanhar mais.
 - Saio mas vejo que está morrendo de medo de perdê - lo para mim. Ele ainda vai ser meu e você vai ficar aí sozinha chorando a sua derrota.
 Eloísa saiu batendo a porta na cara de Laura.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...