História Eloísa e Laura brigam por Tommy - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adam Lambert
Exibições 1
Palavras 637
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo 2


 Um dia, Eloísa ouve uma conversa entre Tommy e Laura e resolve bolar um plano: 
 - Laura vai ver quem vai ficar com Tommy. Depois do que eu fizer ela nunca mais vai querer saber dele.
 Eloísa esperou Laura entrar para tomar banho para ir trabalhar e pegou o celular e mandou uma mensagem falsa para Tommy: "Tommy, hoje estarei de folga. Não quer vir aqui para sairmos?" Esperou a confirmação de Tommy que aceitou e guardou o celular sem que Laura visse.
 Mais tarde Tommy chega na pensão para se encontrar com Laura mas Eloísa finge surpresa:
 - Tommy, finalmente resolveu vir me ver?
 - Não. Vim ver Laura. Ela está? Ela me mandou uma mensagem para vir aqui.
 - Ela deu uma saidinha rápida e logo estará aqui. Tome algo enquanto espera. Ela pegou um copo com algo dentro, que Tommy não viu e 
aceitou. Fique aqui que eu vou sair. Ela já está chegando.
 Eloísa fechou a porta e esperou um tempo na recepção da pensão e depois que voltou ao quarto, encontrou Tommy adormecido sobre a 
cama. Ela aproveitou da situação e tirou a roupa dele e a dela também e se deitou ao lado dele como se tivessem se amado loucamente e
adormeceu esperando Laura chegar. Acordou com Laura ao gritos:
 - O QUÊ ESTÁ ACONTECENDO AQUI?! SUA VAGABUNDA!!! TOMMY!
 - Tommy, acorde. Laura chegou. 
 - Ãhn? Que estou fazendo aqui? Cadê minha roupa?
 - Eu saio para trabalhar e quando volto encontro os dois dormindo agarrados e para piorar, nús!
 - Eu falei que ele me amava. Perdeu, otária!
 - Tommy, eu esperava tudo de você menos me traír com essa vagabunda.
 - Espere... Deixe eu explicar...
 - Não temos mais nada para falar. Laura saiu chorando e batendo a porta.
 - Esquece. Foi incrível nossa tarde de amor.
 - Como assim? Eu não me lembro de nada.
 - Não? Então vem aqui. Deixa eu te fazer lembrar...
 - Bem que ela me avisou que você não presta. Tommy vestiu sua roupa saiu correndo atrás de Laura.
 - Não me toque. Aquela uma conseguiu o que queria. Volte lá e não me procure mais.
 - Mas... eu te amo!
 - Não fale em vão. Se me amasse não estaria nos braços dela nús.
 Tommy tentou provar que era ela quem ele realmente amava dando um beijo mas ela recuou e saiu para a rua com muita raiva e chorando. 
 - Eu consegui! Eu disse que ele seria meu. Além de tudo ele é muito lindo dormindo comigo. Agora só esperar os dois esfriarem a cabeça e
botar meu plano B em ação.
 Uns dois meses depois, Eloísa chega com um envelope em mãos e mostra para Laura:
 - Laura, tenho algo sério para te dizer. Se lembra daquele dia que dormi com Tommy? Estou grávida dele. 
 - Não acredito! Além de me roubar ele ainda vem me dizer que está grávida dele? Não pode ser.
 - É verdade e está tudo aí. É só conferir.
 - Tommy já sabe?
 - Não. Eu acabei de pegar o resultado do exame e quis contar primeiro para você.
 - Melhor contar logo. Afinal, ele é o pai.
 - Vou ligar para ele. 
 Marcaram de se encontrar mais tarde e enquanto Eloísa foi dar uma volta toda feliz, Laura começou a chorar sem parar.
 Mais tarde Tommy aparece.
 - O que querem comigo dessa vez?
 - Eloísa tem algo muito importante para te contar.
 - Depois daquela nossa tarde de amor, eu vim hoje confirmar o que já estava desconfiada: você será pai. Eu estou grávida! E disse beijando
Tommy. Não está feliz?
 - Não...quer dizer, sim. Estou surpreso, porque nunca mais nos vimos desde aquele dia e agora isso.
 - Parabéns. Disse Laura com lágrimas nos olhos sem conseguir disfarçar a tristeza que sentia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...