História Eloy - A maga dragonborn - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 2
Palavras 580
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem! Que nocturnal os abençoem!

Capítulo 1 - Inocência Pós-trauma


Journaff, era um destemido guerreiro sem medo das consequências, fazia coisas ruins, e provavelmente tem um lugar reservado em Oblivion, ele destruiu muitas famílias, casas e sonhos, é procurado em Riften, Markarth, e Winterhold. Ele parou e fazer essas coisas cujo aconteceram 3 anos atrás, hoje em dia, vive em Solitude, e é assassino de aluguel, isso é apenas um hobby, até um dia ser sequestrado, e foi levado para Hammerfell, onde foi torturado e assassinado. Sua "descendente", era uma elfa suprema Eloy, a mãe dela traiu Jounaff portanto não foi registrado nenhum documento dizendo quem foi o pai, ela curiosamente decidiu continuar o legado de seu "pai", dentro de dois anos ela entrou na Irmandade Sombria, onde conheceu seu marido Gharthe, um khajiit muito habilidoso com adagas, um dia eles passeavam de cavalo na fronteira de Skyrim e Hammerfell, onde encontraram uma grande estrutura de algum principe daédrico, semelhante à Sheogorath, mas nada convincente, era feito de bronze, e os olhos eram rubis, quando encostaram era uma armadilha dwemer. 

-Dwemer?! Não estavam mortos!?-disse Eloy

Ao mesmo tempo que o braço de seu noivo era esmagado por uma clava, ela entregou algumas poções para ele enquanto ela lutava contra os anões, um dos Dwemers atacou Eloy, que desviou facilmente e contou a axila do Dwemer e depois perfurou seu pescoço com sua adaga, ela aproveitou e pegou sua espada, nesse intervalo, ela ouviu alguns grunhidos, e gritos com ecos vindo duma porta à frente, ela estava destraída e levou uma machadada no braço, que lançou sangue como um chafariz, ela não tinha quase nenhum conhecimento de magia, mas já teve algumas aulas em um colégio thalmor, ela lançou um projétil de fogo, que não era pra fazer muita diferença, mas curiosamente explodiu, ela ficou impressionada com seu conhecimento e força em magia, oque causou uma morte instantânea nos Dwemers, como ela era também é guilda dos ladrões ela sempre quer uma recompensa, até para o mal. Ela achou uma chave no corpo de um dos cadáveres, que se encaixava na porta, ela foi perto da porta e antes mesmo que virasse a chave, a porta foi arrombada e saíram muitos falmers, ela correu, olhou para seu futuro esposo, e disse chorando: 

-Adeus...

Ele se apavorou, gritou muitas vezes para ela ajudar ele, mas ela foi embora, fazendo um muro e fogo com magia na entrada da ruína, quando ela ia embora ela ouviu rugidos e gritos, que uma hora paravam misteriosamente, ela sabia que ele estaria morto, mas depois ela se lembrou de um livro no seu colégio thalmor, que dizia sobre os falmer: "[...]Falmers, eram os antigos Elfos Da Neve, cujo foram oprimidos pelos Dwemer e começaram a viver como escravos nas profundezas dos anôes, no Limite Profundo, onde só comiam cogumelos, onde ficaram cegos: pelo excesso e escuridão e pela química dos cogumelos, porém seus outros sentidos ficaram mais aguçados, extremamente agucados. [...]" 

Depois e lembrar desse trecho, Eloy entrou em desespero, porque seu esposo estava sendo comido vivo! (Como os falmer só comiam cogumelos, qualquer tipo de carne seria apetitosa, inclusive, nunca teve relatos sobre, mas os falmer podem ser canibais)

Ela começou a pensar oque iria fazer, sua família sempre foi ruim e covarde, mas acho que depois desse dia ela mudou, 

-Esse foi seu último ato de maldade da minha vida, que Arkay tenha piedade da minha alma!-disse ela chorando muito.

Finalmente depois de seu jantar, os falmers fujiram para as profundezas da caverna novamente...

 

 

 

 


Notas Finais


Comentem se minha história está ficando boa, muito obrigado, e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...