História Elysium - Interativa - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Gabi-Temmie

Postado
Categorias Tokyo Ghoul
Exibições 10
Palavras 830
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello peoples :3

Aqui é a Gabi, e eu to aqui com o terceiro prólogo, finalmente, a capa dessa capítulo foi feita pela Sam ~E eu também to fazendo no pc dela porque tecnicamente a gente mora juntas~

Eu ajudava a Sam a escrever outros capítulo, dando ideias e tudo mas, só que antes eu não tinha conta e agora eu tenho <3

Bem, não vou ficar contando histórias e vamos ao capítulo, o prólogo falando um pouco mais da minha personagem, a Marceline. Antes que eu esqueça, a Sam disse que houve uma mudança nos pares e que o Haku (Garoto do primeiro prólogo) está disponível para par! Porém, contudo, entretanto e toda via, o Kaneki não pode mais ser usado de par ok.

Boa leitura, beijinhos <3

[Antes que eu esqueça, se minha escrita se assemelhar a da Sam, não me julguem, eu to usando a dela como exemplo porque eu nunca escrevi uma fic por mim mesma ok]

Capítulo 3 - Pilot Chapter - III


Fanfic / Fanfiction Elysium - Interativa - Capítulo 3 - Pilot Chapter - III

Passado - Infância

A pequena garotinha passeava pelo enorme jardim da mansão, ela corria sorrindo em meios as trilhas de pedregulho próximas aos enormes canteiros de flores. No fundo, a mansão branca de estilo vitoriano, iluminada pelo sol. Na varanda do térreo, quatro mulheres estavam sentadas lado a lado, quem visse não diria que as quatro eram esposas de um mesmo homem.

Richard - Marceline, volte aqui já! - Grita o garoto para sua irmã, a garota sem se importar, continua a correr.

Marceline é a filha mais nova de 7 irmãos, sendo ela a única menina entre todos:

Richard - Irmão mais velho de todos - e Suzuki - Segundo mais velho- São filhos da primeira esposa do homem, Camile.

Alexander, Kyoto e Luca - Trigêmeos - são filhos da segunda esposa do homem. Alexander é o mais velho de todos por 10 minutos em comparação a Luca, Kyoto é o segundo mais velho, sendo 5 minutos mais velho que o terceiro deles e Luca sendo o mais novo dos três.

Samuel - Segundo mais novo - só é mais velho que Marceline, ele é o único filho da terceira esposa do homem.

Alguns anos depois

Um forte estrondo é escutado, dois investigadores especiais da CCG invadem a mansão, o homem fica na sala, enfrentando ambos, dando tempo para suas esposas fugissem com seus filhos. O homem, depois de tanto resistir, morreu, os investigadores logo alcançam o grupo, as quatro mulheres dão espaço para os filhos fugirem e enfrentam os dois investigadores.

Pela madrugada, as quatro mulheres tiram seus filhos dos esconderijos e fogem, os investigadores foram mortos com muita dificuldade, indo apenas com as roupas do corpo, elas levam as crianças para uma casa mediana na floresta, onde passam a morar, na manhã seguinte, a mansão foi incendiada, nada restou ali além de cinzas.

Mais anos depois

Um longo tempo se passou, todas as quatro mães infelizmente vieram a falecer e os irmãos, se separaram, ainda mantinham contato uns com os outros, mas afastados e morando em lugares diferentes.

Marceline andava sozinha pela floresta, estava a noite. Logo ela chega em um lugar estranho, cansada, ela adentra o lugar, que na verdade era uma pequena casa, aparentemente, abandonada, não estavam em condições muito boas. O lugar era bem pequeno, tendo apenas um andar em baixo com uma sala e a cozinha, no andar de cima, um quarto para três. A garota se deita em cima de uma cama e se cobre, adormecendo logo.

Um senhor corria pela floresta, fugia de alguém, este, adentra a casa onde a pequena garota dormia. Pela manhã, quando o perigo já tinha passado, a garota acorda, sendo recepcionada por um homem de cabelos negros parcialmente grisalhos, olhos puxados pretos, ele entrega uma xícara de café a garota, que timidamente aceita e bebe.

Desse dia em diante, o homem passou a cuidar da garota como se fosse sua filha. Yoshimura, logo fundou a Anteiko.

Tempos atuais

A loira se levanta da cama, se trocando rapidamente para o seu curto turno da manhã, nas escadas, a garota se encontra com uma garota de cabelos castanhos claros curtos, da mesma cor que seus olhos

Marceline - Ohayo Hinami-Chan - Ela abraça a garota por trás dando um de seus belos sorrisos

HinamiOhayo Marci - Ela retribui o sorriso - Fomos as primeiras a acordar, ou seja

Marceline - Nossa vez de abrir a cafeteria. - Elas dão risada e logo a cafeteria abre, poucos minutos, os outros funcionários aparecem.

Antes de ir trocar de roupa para ir para a escola, dois clientes chamam a atenção da garota, a primeira, uma garota morena de olhos castanhos e cabelos castanho escuro, estava ao telefone. Em outra mesa, um garoto de pele branca e cabelos medianamente longos, sendo de uma cor prata e com as pontas em um vermelho levemente rosado, tendo os olhos dourados.

Ao sair para ir para a escola a garota se depara com a morena que havia visto a pouco tempo, resolvendo então chamar a atenção dela.

MarcelineOi, você é nova na cidade? - A loira diz se aproximando, acompanhando o andar da garota de cabelos castanhos

SamanthaNova não, na verdade eu conhecia essa cidade como a palma da minha mão até três anos atrás, mas tive de ir morar com minha tia por causa de problemas, cheguei hoje

MarcelineBem vinda de volta então - Ela ri - Para onde vai agora?

SamanthaTenho de ir para a universidade, primeiro dia de aula, não posso perder

MarcelineEu tava indo para a universidade também, Elysium? - Ela pergunta e Sam faz que sim com a cabeça - Então vamos juntas, assim não temos que ir sozinhas - Elas dão risada - Olha isso, onde estão meus modos - Ela ri e da um tapa na própria testa - Marceline, muito prazer

Samantha - Meu nome é Samantha, o prazer é meu.

Fim do capítulo.

Continua...


Notas Finais


Bem pessoal, esse foi o capítulo, eu resolvi não avançar de onde a história parou pois acredito que a Sam queira esperar os personagens de vocês para isso.

Ainda vai ter mais um prólogo, dessa vez o último, feito pela Sam para mostrar a situação do Kaneki.

Eu não tenho muito o que falar aqui ... Então ...

Espero que vocês tenham gostado,

Beijinhos de brigadeiros e até o próximo capítulo :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...