História Em algum lugar, de todo lugar - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Viagem No Tempo
Exibições 4
Palavras 477
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Mistério, Sci-Fi, Sobrenatural
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Qwėrtyüį...................Qwėrtyüį............

Capítulo 3 - Os Espectros- parte 1


Fanfic / Fanfiction Em algum lugar, de todo lugar - Capítulo 3 - Os Espectros- parte 1

_Como assim "tudo ao seu devido tempo"?_perguntei sem entender o porquê da garota ser a única a nos enxergar.
_Bom, primeiro vamos terminar um pequeno serviço aqui._disse Ásri com um olhar distante e ao mesmo tempo feliz.
Quando consegui seguir o olhar dela vi todo o tempo congelando. Não como no meu mundo em que tudo se congelou vagarosamente. Mas daquela vez tudo estava preto e com ar gelado.
Eu então consegui distinguir figuras humanas no meio da escuridão. Mas na verdade eram outras coisas. Tinham os olhos azuis e um contorno brilhante pelo corpo.
_São espectros_ diz Ásri que logo desaparece em meio a escuridão.
_Espera aí o que eu faço então?_ disse em pânico devido as assombrações dos espectros chegando cada vez mais perto.
_Como assim?_ perguntou Ásri confusa_ Não é óbvio? Lute contra eles._ Então sua voz desapareceu no meio da névoa sem explicar nada.
Sabia que ficar parado não me salvaria da morte, então lutei contra eles. Usar os poderes naquele momento parecia inútil pois eles não funcionavam naquele lugar. Mas percebi que eles eram tão fracos quanto humanos normais. Agradeço agora apenas ao meu avô por ter me colocado nas aulas de karatê alguns anos atrás.
Ao que parecia, havia cada vez mais espectros a medida que eu derrotava eles. Com certeza uma hora cairia no chão apenas por cansaço. A situação piorava a cada segundo de luta, logo me lembrei que Lia ainda estava em algum lugar e com certeza não estaria segura.
Então a campainha do "péssima hora para pensar nos outros" tocou e percebi que havia um espectro no fundo de todos, ele era alto e musculoso demais para derrubar com golpes de karatê.
Ele parecia um gorila sem face e com uma espécie de esfera de energia, como se fosse um olho. Pensar na aparência dele não parecia uma boa idéia, já que ele estava atrás de todos os outros espectros, que já estavam me cercando.
Um espectro acabou me cortando com as garras quando eu me distrai. Por um momento fiquei desesperado porque a dor era forte, diferente, eu já fiz um corte profundo como aquele, mas era algo bem diferente.
_Deixa disso, quanto mais você pensa mais dói._disse a mim mesmo a dor passando aos poucos.
A dor mal passou e o espectro gorila saiu correndo do fundo, atropelando vários outros espectros. Seria impossível desviar com esse corte então levei o impacto. Não imaginei que doeria tanto, eu não me preocupei de verdade com a dor e sim com o fato de não conseguir mais lutar, quando ele me soltou, havia um buraco enorme em meu peito. Várias coisas passaram pela minha cabeça. Eu não quero morrer, eu ainda preciso viver, eu sou uma pessoa comum, eu tenho uma vida comum. Eu vou viver, eu tenho que viver.
_Que as bençãos do tempo estejam com você.


Notas Finais


Deu um trabalho do carai fazer esse capítulo, espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...