História Em busca da salvação (Sans e Frisk) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Mettaton, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Ação, Alphys, Asgore, Chara, Drama, Frans, Frisk, Grillbys, Mettaton, Papyrus, Romance, Sans, Srisk, Suspense, Toriel, Undertale, Undyne, Wd Gaster
Exibições 49
Palavras 1.015
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem pela demora... Semana de testes -_-
Estou caprichando, espero que gostem ;)

Capítulo 10 - Labirinto


Fanfic / Fanfiction Em busca da salvação (Sans e Frisk) - Capítulo 10 - Labirinto

P.O.V Sans
Quando chego na cozinha vejo Bryan, abraçar, beijar e sussurrar alguma coisa no ouvido de Frisk. É de mais para mim!

Sans- Estou atrapalhando alguma coisa???
Falo num tom irônico
Frisk parece feliz, mas preocupada
Frisk- Não, Bryan já estava indo arrumar as coisas dele, não é Bryan!?
Bryan- Claro minha Frisk.

Ele sai da cozinha rápido, fuzilo ele com os olhos enquanto sai.

Sans- "Minha Frisk"? Que intimidade é essa?
Frisk- Depois do acontecido eu vim pedir desculpas para ele em seu nome. Conversamos um pouco depois disso. Nada de mais.
Sans- E quem disse que eu queria pedir desculpas?
Frisk- Ah Sans me poupe!! Você implica com Bryan desde que ele chegou aqui!
Sans- Eu tenho meus motivos!
Frisk- O dono da razão poderia me citar Um?
Ela fala com ironia

Percebo que não tenho motivos para odiar ele. Mesmo assim o sentimento permanece.

Frisk-.........
Sans- bem, eu não tenho motivos, mesmo assim não mudo o que penso.
Frisk chega perto de mim, segura meu rosto e fala:

Frisk- Sans, eu não quero que aquilo se repita de novo. Eu te perdôo pelo que você faz, sei que só queria meu melhor. Mas que não se repita ok!? Ou, como você mesmo diz,  "você terá um tempo ruim".

Depois disso ela me beija carinhosamente na bochecha.

Sans- Desculpe Frisk. Eu te amo.
Frisk- também te amo Sans. Agora vamos arrumar as coisas para sair.

Começo a guardar as coisas e preparar outras. Pego minha bolsa e checo a maquina que construí. Tudo parece estar em ordem.

Pego minhas coisas e sento no sofá para esperar Frisk e Bryan.

Depois de um tempo Bryan chega e se senta na minha frente. Ficamos nos encarando até Frisk chegar. Ela parece satisfeita por que não o matei nesse tempo que ficamos só.

Vamos?- Frisk diz

Nos levantamos e andamos até o túnel que leva ao fim das ruínas.
Um silencio constrangedor reina entre nós.
Chegamos até o fim das ruínas

P.O.V Frisk
Uma espessa camada de neve ainda cobre o caminho pelo qual passamos.
Que saudades de Snowdin... Caminhamos um pouco. Eu vejo uma ponte. A ponte na verdade. Foi ali que vi o Sans pela primeira vez. Naquela época eu não imaginava que tudo isso aconteceria, e muito menos que namoraria com Sans...
Ao passar pela ponte Sans me abraça, acho que ele se recordou do nosso primeiro contato, nossa primeira conversa. Fico feliz com isso, ele não demonstra sentimentos, mas está começando a melhorar.
Ficamos para trás, porém não perdemos Bryan de vista.

Frisk- Não lembrava que Snowdin era tão grande...
Sans- Nem eu, parece que perdi a noção de espaço depois que me mudei para superfície.
Frisk- Também sinto isso.

De repente me vejo num local totalmente diferente de tudo que me recordo do subsolo

Frisk- Sans, é impressão minha ou nunca passamos por este local?
Sans- Estava pensando isso agora. De todos os anos que morei em Snowdin, não me lembro de nada parecido.
Frisk- Vamos andar por algum tempo, se continuar irreconhecível, daremos um jeito.

Caminhamos por mais um tempo. Não me lembro de nada, mesmo forçando a mente. Agora que percebo. Onde está Bryan?

Frisk- Sans?
Sans- Fala pirralho
Frisk- Onde Bryan está?
Sans- Temos que nos achar primeiro para achar ele depois.
Frisk- Podemos nos separar para procurar uma saída.
Sans- Nos perderiamos mais ainda.
Frisk- Não se seguramos a ponta das cordas que você trouxe.

Tínhamos duas cordas ( que usamos para descer o buraco) com uns 100 metros de comprimento, cada.

Sans- é uma ótima ideia pirralho. Parece que você finalmente esta crescendo!

Ele fala isso fazendo carinho em meu cabelo, como numa criança.
Sans tira a corda de sua bolsa.

Sans- Se achar uma saída, puxe a corda até ela ficar esticada. Será nosso sinal secreto.

Ele fala isso dando uma piscadinha.
Fui pela esquerda e Sans pela direita.
Andei por cerca de 120 metros. Sans é tão preguiçoso que não deve ter andado nem 30 metros.
Enquanto me perco nos meus pensamentos vejo "a porta" novamente. Decido entrar para ver se o amiguinho do Sans pode nos ajudar.

Frisk- Olá? Você... Você está aí!?
Gaster- ficou com saudades minha querida?
Frisk- Fiquei com tanta saudades de você, quanto você de mim "querido"!
Gaster- Esperta... Muito esperta, vejo porque você agradou o Sans.
Frisk- Como saímos daqui? Não sabemos onde estamos, ate porque nunca estivemos aqui!
Gaster- Retiro o que disse. Entenda, sua humana limitada, quem está fazendo isso está....
Frisk- Como assim " fazendo"?
Gaster- Já disse para não me interromper. Será que já se esqueceu?
Frisk-.......
Gaster- Ótimo. E respondendo sua pergunta, "fazendo" por que o que está gerando esse evento, ele se baseia na direção que você está indo para criar uma nova realidade, fazendo com que você se perca e fique girando eternamente nessa espécie de labirinto.
Frisk- Como podemos sair?
Gaster- como eu falei, "Rick" (nome da força maligna) está gerando esse universo a medida que vocês andam. Vocês devem surpreendê-lo. Desta maneira ele não poderá criar uma extensão para manter vocês presos e vocês sairão, mas somente se forem rápidos. E antes que pergunte, Sans não pode usar seus poderes. Não aqui.
Frisk- Porquê você só me avisou isso agora?
Gaster- isso é um labirinto. Não é tão fácil entrar nele, tive que encontrar uma brecha primeiro, e depois entrar. E quanto ao Sans, bem, achei que ele descobriria sem minha ajuda...
Frisk- Se você consegue criar essas portas, por que não sai e fala com o Sans? Rick não sabe que você está falando comigo? Porque está nos ajudando?
Gaster- perguntas de mais para um dia só. Agora vá, vocês não tem muito tempo.

Quando percebo estou a alguns metros de distância do Sans.

Frisk- SANSSSS

Corro em sua direção

Sans- o que? Co-como você chegou aqui?
Ele fala confuso

Frisk- Seu amiguinho falou comigo e me trouxe aqui.
Sans- *murmura* porque ele só fala com você!?
Frisk- desculpa, não ouvi.
Sans-  perguntei se você descobriu uma maneira de sair daqui?
Frisk- Bem, mais ou menos....

Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado. As coisas ainda vão esquentar......... (Suspense)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...